terça-feira, janeiro 17, 2006

Marcel

E a contratação há tanto anunciada lá foi apresentada. O Marcel sempre acabou por assinar pelo Benfica, embora seja um pouco surpreendente que o acordo seja apenas de empréstimo até final da época, com direito de opção. Ao menos assim o risco do Benfica é menor, porque a verdade é que se o Marcel já provou ser um bom avançado, ainda tenho dúvidas se terá capacidade para se impor no Benfica. O Marcelo também marcava golos no Tirsense, o Hassan marcava-os no Farense, e depois foi o que se viu. Além disso não me agrada muito o comportamento do jogador neste processo. Quem de um momento para o outro decide não aparecer mais aos treinos num clube revela falta de profissionalismo, que pode sempre voltar ao de cima no futuro.

Com esta contratação o plantel deverá estar agora fechado. O treinador tem o ponta-de-lança que desejava, e agora ele que se entenda para decidir quem joga e quem fica de fora. Quanto mais competição por um lugar houver, mais o Benfica tem a ganhar.

18 Comments:

At 1/17/2006 4:30 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Esta história é muito estranha. Mas pronto, o mal está feito e o Koeman agora tem o que queria, alguns jogadores de bom tamanho. Confesso que preferia um jogador que jogasse melhor de cabeça.

As contratações desta época têm corrido bem aí a 50%. Karyaka e Karagounis não renderam por aí além, o Miccoli é útil e esforçado embora não seja o jogador que diziam. Não me parece que fiquem por cá na próxima época.

Nelson é claramente uma mais valia e Moretto e Manduca também parecem boas aquisições. Se dos três que sobram, Robert, Marco Ferreira e Marcel, pelo menos um render qualquer coisa ficamos com a próxima época garantida. Mesmo que Luisão e Simão saiam temos o Fonte e o Manu que me parecem boas alternativas.

 
At 1/17/2006 5:36 da tarde, Anonymous Anónimo said...

O processo tb não me agrada por aí além, mas enfim...

No entanto, acho q com mais esta contratação, já há muitos anos que o SLB não tinha um plantel com tantas opções de qualidade. Neste aspecto acho q realmente a dupla VV tem feito nos ultimos anos um excelente trabalho, tentando sempre segurar os jogadores base, e contratando, muitas vezes a preço de saldo jogadores que complementam o grupo.

Neste momento temos várias opções de qualidade para cada posição.

jfilipe:
De Karyaka realmente esperava um pouco mais.
Quanto a Karagounis, fiquei contente com a sua contratação pq tinha a ideia de ser um jogador de grande qualidade, mas a verdade é q começo a achar q por alguma razão ele estava sem jogar no inter e ninguém lhe pegava. Problemas fisicos?
A Micolli acho que falta sobretudo confiança. Nos seus 1ºs jogos mostrou grande qualidade. Depois lesionou-se, e agora tarda a aparecer. Um golito fazia-lhe bem.

Esperemos que Robert e M. Ferreira apareçam e não estejam já na recta descendente da carreira (como parecem ter demonstrado nos clubes anteriores...).
Moretto é claramente bom, assim como Andersson, Leo e Nelson.
Beto é uma mais valia no centro do terreno.
Tb tenho esperança que Marcel evolua, já que acho q se pode tornar num grande ponta de lança.

Só um ultimo comentário. Se Luisão e Simão sairem (o q não será de estranhar) não serão certamente Fonte e Manu a substituilos. Acho q são boas alternativas para o plantel. Jovens e com margem de progressão, mas daí a serem alternativas...

 
At 1/17/2006 6:10 da tarde, Blogger dezazucr said...

Os 3 a increver para a Champions deverão ser Moretto, Marcel e Laurent Robert.

1-0

 
At 1/17/2006 6:52 da tarde, Blogger Pedro Neto said...

Não me parece, D'Arcy, que o Marcel seja do mesmo nível do Hassan e do Marcelo. Para além de ser mais jovem do que esses eram quando vieram para o Benfica tem muito mais qualidade e cartel.

Internacional olimpico brasileiro, goleador no Brasil, etc...

Poderá haver problemas é na adaptação agora qualidade o rapaz tem.

 
At 1/17/2006 6:52 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Eu não estou a dizer que ele é do mesmo nível, estou sim a dar exemplos de outros avançados que mostraram valor em clubes mais pequenos e depois falharam no Benfica. O salto é muito grande. O único avançado nos últimos anos que veio nestas condições e que depois brilhou no Benfica foi o João Tomás. Mas esse teve a sorte de apanhar o Mourinho.

 
At 1/17/2006 9:51 da tarde, Anonymous Anónimo said...

porco, creio que o Manu tem 24 anos, terá 25 na próxima época. Não é propriamente jovem. Quaresma e Ronaldo jogam na mesma posição, são bastante mais novos e isso não os impede de serem titulares em ManU e FCP.

O Fonte tem 23 anos, a mesma idade do Zé Castro e do Nelson. Gostava de ver estes três jogadores na defesa do Benfica, quem sabe com o Tiago Gomes, esse sim ainda jovem (20 anos).

 
At 1/17/2006 11:38 da tarde, Blogger JoaoLynch said...

Benfica com crise de abundância de opções válidas no banco, quem diria...

 
At 1/17/2006 11:44 da tarde, Blogger Pedro Neto said...

O Manu é de 8/1982 portanto só tem 23 anos enquanto que o Nélson é de 6/83 ainda só tem 22 anos.

 
At 1/18/2006 1:11 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Certo, eu pensei apenas no ano, mas +- 6 meses não faz diferença, nenhum destes jogadores jogaria numa selecção de sub-21. O Marcel segundo creio tem 24 anos. O que me incomoda é não termos tido um júnior em condições de jogar a avançado nos últimos anos. Não conseguirmos sequer alguém ao nível de um Hugo Almeida é muito mau.

Os únicos jogadores produzidos no clube no plantel actual do Benfica são guarda-redes e o Manuel Fernandes. É muito estranho não conseguirmos defesas ou avançados das camadas de formação. Para o que tem produzido quase que mais valia acabar com os escalões de formação e com a equipa B.

 
At 1/18/2006 9:59 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Marcel parece-me um jogador muito mais confiante e sem medo de mostrar o que vale no Benfica, ao contrário dos casos de Marcelo e Hassan...

 
At 1/18/2006 10:00 da manhã, Blogger D'Arcy said...

Hélio Roque, João Pereira, Tiago Gomes, João Vilela, só para mencionar alguns que no mínimo já integraram o estágio de pré-época. Temos avançados como o Vasco Firmino ou o Manuel Curto, que são internacionais nos vários escalões e marcam golos que se fartam. A questão é que depois também não há coragem para os lançar na equipa principal. E compreende-se: os adeptos ficam muito mais entusiasmados se formos compraro Marcel à Académica.

Se o LFV ontem em vez de apresentar o Marcel tivesse vindo dizer que era um avançado da equipa B que seria promovido à equipa principal ninguém lhe ligava nenhuma, e ainda seria criticado por isso.

 
At 1/18/2006 10:05 da manhã, Blogger quinge said...

menos q 15 golos e é uma desilusão.

 
At 1/18/2006 10:38 da manhã, Blogger tma said...

Em relação ao Marcel, já manifestei a minha opinião no post anterior, em concordância com o JFilipe.
Lamentei também a saída do Dos Santos e a minha preocupação para o facto de apenas ficarmos com 6 defesas, dos quais apenas 2 são laterais de raíz (não contando com o Tiago Gomes), caso se confirme tb a saída do João Pereira.

Uma questão interessante aqui levantada é a das camadas de formação.
Digamos que jogadores 100% (ou maioritariamente formados no Benfica), são raros os exemplos de sucesso... Em termos de avançados, não me lembro de nenhum. Avançados que tenham passado pelas camadas jovens do Benfica antes de integrar a equipa sénior, só estou a recordar-me (não de o ver jogar, claro...) do Nené (que inicialmente até era extremo-direito, daí o seu habitual nº7), no final dos anos 60 e do... Jordão, no início dos anos 70. Bem vistas as coisas, a maioria dos jogadores que chegaram jovens ao Benfica (alguns deles integrando imediatamente o plantel sénior) e que tiveram sucesso, ou são provenientes de África (sobretudo nos anos 50/60) ou, mais tarde, nos anos 70, provenientes da margem sul, nomeadamente, do Barreirense.
A realidade é que o Benfica NÃO TEM tradição na formação de jogadores.
Agora que o centro de estágios está à beira de ficar disponível, tenho esperanças que o projecto de formação de jogadores (onde as características pretendidas até já foram definidas) tenha pernas para andar...
Relativamente ao Curto e ao Firmino, já oiço falar deles há mais de 2 anos... E até agora, apenas os vi jogar partes de jogos da pré-época... Talvez não fosse má ideia eles rodarem um ano num outro clube, na perspectiva de, num futuro próximo, integrarem o plantel do Benfica.

 
At 1/18/2006 8:08 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Para lá do facto do comportamento do jogador não me ter agradado, o problema do Marcel é que não vem preencher uma verdadeira lacuna no plantel. Contra as equipas pequenas os jogos acabam muitas vezes com despejos para a área e um jogador que saiba usar a cabeça pode resolver os jogos. O que fazia falta era um jogador tipo Rui Águas. Para ter um jogador no banco eu preferia que o Benfica lançasse alguém da casa. Apesar disso, se não conseguimos ninguém que nas seleções jovens competisse com esses dois cepos chamados Hélder Postiga e Hugo Almeida, então percebo o Koeman, os avançados dos nossos escalões de formação devem ser muito fraquinhos.

Embora o D'Arcy tenha razão ao dizer que os presidentes prefirem anunciar contratações, jogadores como Chalana, Rui Costa e Paulo Sousa mostraram logo aos 17/18 anos que eram fora de série e que podiam entrar nos séniores. Se tivéssemos jogadores desses de certeza que entravam na equipa. Eu tenho alguma esperança no Tiago Gomes mas o Koeman parece não contar com ele.

 
At 1/18/2006 8:29 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Já agora, alguém sabe a altura das novas contratações? O Marco Ferreira provavelmente é o único "anão" do grupo. Fonte, Moretto, Manduca e Marcel são jogadores com uma estatura apreciável. Já se tinha visto na entrada do Alcides, o Koeman quer claramente uma equipa de futebol mais físico. Apesar de tudo o Koeman impôes limites, como se viu na saída do Karadas, altos sim mas toscos não.

 
At 1/18/2006 9:34 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Sei que o Marcel tem 1,87m. O Moretto provavelmente é ainda mais alto. E o Manduca deve andar pelo 1,80m.

O Paulo Sousa bem pode agradecer ao Eriksson ter sido o jogador que foi. Ele seria mais um dos muitos que se perderam, como por exemplo o Xavier ou o Resende, só para citar dois da geração de Riade que também eram das escolas do Benfica. Foi o Eriksson quem transformou o Paulo Sousa de médio ala pouco mais que vulgar em trinco de eleição. E já agora, também foi ele quem viu o potencial do Rui Costa, o mandou regressar do Fafe, e o lançou na primeira equipa.

Já que os ingleses andam cheios de vontade em fazer a cama ao Eriksson, e não são capazes de compreender tudo o que de bom ele já fez pela selecção deles, não me importava nada que depois de sair de Inglaterra ele ainda viesse mais uma vez treinar o Benfica.

 
At 1/18/2006 11:13 da tarde, Anonymous Anónimo said...

A questão é quem vai sair para entrar o Marcel. Tal como o Moretto o Marcel é uma opção assumida do Koeman, isto é, está lá para ser titular. Todos nós reconhecemos que a equipa do Benfica não é tão forte como isso mas quando se trata de mudar jogadores todos ficamos com pena dos que já lá estavam. Eu confesso que gosto do Geovani mas quer ele quer o Miccoli ficam com a vida muito complicada.

Há uns anos, na sequência da saída do Caniggia, ele deu uma entrevista em que disse que não percebia como é que um clube como o Benfica podia trocar 5 jogadores por um jogador mediano do Belenenses (Luís Gustavo) e que assim o clube não ia a lugar nenhum. Ainda me lembro da entrevista porque o significado era óbvio: que raio de política de contratações tinha levado esses 5 jogadores ao Benfica? O pior é que os anos Damásio foram todos semelhantes a isso.

Agrada-me que isso tenha mudado no Benfica. Quando se contrata um jogador é porque ele é melhor que os que lá estão, isto é, um possível titular. O Koeman operou uma pequena revolução no Benfica que quanto a mim se reflecte numa melhoria do nível global do plantel.

Acho que o Koeman pode vir a ter no Benfica uma importância ao nível da que o Eriksson teve nos anos 80. Tal como mostrou no caso do Quim o homem é frio e faz o que tem a fazer sem sentimentalismos.

 
At 1/19/2006 1:22 da tarde, Blogger T-Rex said...

Sinceramente acho que este pode ser o verdadeiro "bombardeiro" que precisamos!

Há quanto tempo não temos um homem de área que se assemelhe MÍNIMAMENTE com Michael Manniche, Mats Magnuson ou até mesmo (mais fraco e muito conflituoso, mas útil) Yuran?

O assalto às 3 competições onde AINDA estamos com TODAS as hipóteses de VENCER, EXIGE VERDADEIROS REFORÇOS!

Moretto foi titular "injustamente"? Talvez... QUANTOS GOLOS SOFREU? QUANTAS VEZES BORROU A PINTURA?
Nenhuma? Ok! É REFORÇO!

E Marcel também o será concerteza.

PS:Obrigado D'Arcy pela visita ao "novo rebento blogueiro", volta sempre e... esperamos que contribuas tal como todos os visitantes da tua "casa",

Saudações Rexiliano-Benfiquistas!

 

Enviar um comentário

<< Home