domingo, janeiro 29, 2006

Mau

Mau, demasiado mau mesmo. Pouco mais se pode dizer sobre uma derrota justa, que foi um castigo mais do que merecido para aquela que terá provavelmente sido a pior exibição do Benfica esta época, e um prémio para quem mais vontade teve de vencer. Eu já estava com um mau pressentimento para este jogo, e os meus receios acabaram mesmo por confirmar-se.

A noite começou logo mal. Assim que chego ao estádio, e chega a parte de ser revistado para entrar, aparece-me à frente um armário de mogno, ou uma qualquer outra espécie de mobiliário obtuso vestido de amarelo fluorescente, que após alguns segundos a mexer-me no casaco exclama:

- 'Grunf!'
- 'Perdão?' - inquiri eu.
- 'GRUNF!' - repetiu com maus modos.

Percebi finalmente o que é que o grunhido queria dizer: 'O livro não pode entrar!'. Sim, porque quando eu vou para o estádio com uma certa antecedência gosto de levar um livro para me ajudar a passar o tempo até ao início do jogo, e era precisamente esse mesmo livro que não podia entrar no estádio. A solução era voltar para trás, enfrentar a fila para o 'bengaleiro', deixá-lo lá, voltar para a fila para ser revistado, e finalmente entrar. O que provavelmente resultaria na entrada dentro do estádio já depois do início do jogo. Convém explicar que o livro em questão não era uma edição da Enciclopædia Britannica, mas um pequeno exemplar de bolso da Penguin Books, com cerca de 100 páginas. Tentei argumentar que o perigo que eu, armado com um livro de bolso de 100 páginas, no 3ºAnel de uma bancada exclusivamente para benfiquistas, rodeado apenas de sócios benfiquistas, representava era mínimo, e que inclusivamente até já tinha levado aquele livro para um jogo da Champions, onde a segurança é mais apertada. Obtive os mesmos grunhidos como resposta: com o livro é que não entrava. Obviamente que as minhas tácticas conciliatórias não eram suficientes para enganar aquela brilhante mente anti-criminal, que detectava em mim o perigoso hooligan oculto debaixo de uma camisola Sacoor azul-bebé. Perante tamanha capacidade argumentativa perdi a cabeça e atirei com o livro para o caixote do lixo. Para mim deitar fora um livro já é difícil. Quando o livro em questão é do Graham Greene, é particularmente doloroso. Foi a primeira vez que fiz algo assim, e garanto que me deu a volta ao estômago. Enquanto me afastava do armário de mogno, já dentro do recinto do estádio e resmungando para mim mesmo que estava toda a gente doida, passou por mim um tipo com uma bandeira e respectiva haste de quatro ou cinco metros de tamanho.

Agora pergunto eu: quem será a brilhante luminária que se lembrou de decretar uma proibição da entrada de livros num estádio de futebol? Será que nos últimos anos, e sem que eu me tenha apercebido, aumentaram em flecha as entradas nas urgências de pessoas agredidas com livros? Será que as claques andam a tentar passar à socapa edições do 'Equador' do MST para dentro dos estádios? Eu até já vi muita coisa ser atirada para dentro de um relvado de futebol: rádios, telemóveis, garrafas, fruta fresca, fruta menos fresca, até uma cabeça de porco, mas garanto que nunca soube de um árbitro que tivesse escrito no relatório ao jogo 'Quando assinalei o fora-de-jogo o meu auxiliar foi atingido por uma 15ª edição d'Os Lusíadas vinda da bancada da claque benfiquista'. Eu sei que nós, adeptos de futebol, já temos o estereótipo de sermos uma cambada de iletrados que só lêem os diários desportivos. Mas era escusado estarem a querer impor esse estereótipo à força.

Bem, passemos ao jogo propriamente dito. Hm, pois... acho que houve um jogo. O Benfica jogou muito mal e perdemos. É tudo.

OK, embora não tenha vontadinha nenhuma de falar sobre o desastre desta noite, lá terei que fazê-lo. Estando eu já mal disposto com a perda do meu livro, mais mal disposto fiquei quando ouvi a constituição inicial. Era tudo ao contrário do que tinha dito que desejava no último post. O Alcides, o Beto e o Manduca de início. Depois perdemos a moeda ao ar, e tivemos que jogar ao contrário do que os nossos jogadores preferem. Finalmente bastaram apenas alguns minutos de jogo para perceber que o potencial das coisas darem para o torto era enorme. O jogo começou a ser perdido no meio-campo. Os nossos adversários colocaram quatro jogadores nessa zona, dispostos em losango, abdicando de flanqueadores e preferindo fazer os dois avançados descair para as pontas. Contra esses quatro oponentes o Benfica apresentava apenas dois jogadores, Beto e Petit. O natural para tentar contrariar isto seria abrir o jogo o mais possível, apostando em bolas para o Simão e o Geovanni, mas em vez disso o que se verificou foi um afunilamento desesperante. Até o Nélson, que costuma levar bastante jogo pelas alas, passava a maior parte do tempo encostado aos centrais. Na confusão do centro do terreno, quase invariavelmente as segundas bolas e ressaltos ficavam para eles.


Depois de um pequeno período inicial de uma certa expectativa, com intenções de suster o natural ímpeto inicial do Benfica (que, diga-se de passagem, não existiu), o adversário percebeu que o potencial para o Benfica causar perigo era praticamente nulo, e começou a controlar cada vez mais o jogo. Pouco depois do meio da primeira parte o Benfica chegou ao golo quase sem saber como, graças a um penalti idiota (vá lá que como eles ganharam até são capazes de, num acesso de grandeza de espírito, admitir que aquilo é mesmo penalti - se tivessem perdido aquilo seria obviamente um roubo de igreja). Ainda tive esperança que esta vantagem providencial tivesse um efeito positivo na equipa, mas enganei-me redondamente. Depois do golo passámos a jogar ainda pior, e o adversário tomou completamente conta do jogo. Foi apenas por felicidade e inépcia dos atacantes deles que chegámos ao intervalo à frente no marcador.


A esperança de que o intervalo fizesse bem à equipa e servisse para alterar alguma coisa depressa se desvaneceu. Mal se iniciou a segunda parte, mais do mesmo. Por acaso o nosso treinador acabou por ler bem o jogo, e ver o enorme desequilíbrio de forças que havia no meio-campo, reagindo com a entrada do Manuel Fernandes para o lugar do apagadíssimo Manduca. E durante alguns minutos as coisas pareceram equilibrar-se um pouco. O problema foi que depois veio o penalti que deu o empate ao adversário, onde o Sá Rafeiro aproveitou para mostrar porque é que eu o considero um rafeiro. Empatado, a reacção do Koeman foi voltar a desequilibrar o meio-campo: tirou o Beto (que esteve mais uma vez um desastre a passar a bola) e colocou o Marcel, voltando tudo à primeira forma. As coisas voltaram a ficar feias para nós, e em dois contra-atques, contando com a preciosa colaboração do lateral-direito Alcides, o nosso adversário matou o jogo. E até estava a ver que podiam marcar mais, porque assim que ficámos em desvantagem assistiu-se ao colapso táctico total do Benfica. Um alívio para a frente na direcção do isolado Liedson era suficiente para criar uma oportunidade de golo.


Até final deu para eles substituirem o Sá Rafeiro, que voltou a dar festival de rafeirice. Saiu do campo a festejar a conquista do campeonato do mundo, ou qualquer coisa do género, porque no estado de alucinação em que ele aparentava estar não dava para perceber muito bem o que é que se passava naquela mente tresloucada. Depois, já fora das quatro linhas e uma vez recolocado o açaimo e o colete de forças, acalmou. Mas pronto, não devemos recriminá-lo porque parece que lá para os lados do Lumiar eles gostam destas atitudes, e apelidam-nas de 'garra'. Manguitos e piretes para a assistência são sempre louváveis. Agora alguém dizer que gostava de lhes tirar um campeonato é crime imperdoável e punível apenas com a pena capital, enquanto que apontar para o braço e simular uma seringa deveria equivaler no mínimo à irradiação.


Num jogo tão mau da nossa parte, é difícil escolher um jogador que tenha sido melhorzito. Talvez o Petit mereça essa distinção, dado o empenho que colocou em campo, parecendo por vezes ser o único que tentava lutar contra a letargia que pareceu afectar o resto da equipa. Quanto aos piores, também não é uma decisão fácil, dada a abundância de escolhas possíveis. Já referi o inenarrável Beto, mas ao menos esse ainda teve uma utilidade mínima a atrapalhar no meio-campo. De qualquer forma a minha escolha recai no Alcides. No meio de uma série de péssimas exibições, ele ainda assim conseguiu destacar-se pela negativa, e ser muitíssimo pior que todos os outros. Eu já andava há semanas a reclamar aqui sobre as muitas lacunas defensivas que ele vinha demonstrando jogo após jogo, lacunas essas que não eram devidamente aproveitadas pelo adversário, e esta era a razão principal para eu rezar para que hoje a escolha do Koeman recaísse sobre o Léo. Esta noite, com um adversário inteligente como o Liedson a cair para o seu lado, ele fez questão de não só voltar a mostrar essas lacunas, mas também de no-las atirar à cara e esfregá-las bem esfregadas para que não nos esqueçamos delas. O homem foi um desastre! Teve no máximo um par de desarmes bem conseguidos. De resto foi de uma apatia confrangedora, e de uma burrice atroz. Coloca-se mal no terreno, tem mau tempo de salto e de entrada às bolas, perde a posse de bola facilmente quando está no ataque, e ainda por cima nem sequer consegue prever onde é que uma bola alta vai cair, deixando-a bater no solo e saltar-lhe por cima (mais do que uma vez, resultando uma dessas asneiras no segundo golo adversário). Não contente com isto, ainda conseguiu praticamente oferecer o terceiro golo. Foi mau demais!

Bem, acho que já escrevi demais sobre um assunto com tão pouco interesse, e começo a ficar cansado destes floreados. Tenho que deixar cair a máscara: na minha opinião, a verdade, verdadinha é mesmo que só perdemos por causa do gatuno do árbitro. Foi uma escandaleira a forma como ele nos empurrou para a nossa área, com uma arbitragem extremamente manhosa. Eu já vejo futebol há muito tempo, e sei reconhecer este tipo de tácticas. Agora com licença, que tenho um garrafão de cinco litros por esvaziar, e uns sopapos para distribuir pelo agregado familiar.

89 Comments:

At 1/29/2006 7:47 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Mas que raio anda o Koeman a pensar?
Mais uma vez inventou..Mas a equipa tambem não esteve bem.Não gosto de vedetismos e sobranceria. E neste Benfica começa a haver alguns sinais de novo-riquismo preocupantes. É hora do Veiga e do Vieira darem um grito no balneario.
Enquanto vestimos o fato macaco alcançamos bons resultados, a equipa corria e lutava.Agora vestiram o fato de gala e fazem figuras tristes.
Quando é que Koeman deixa de fazer experiencias em jogos destes? Manduca no meio? Nelson á esquerda?
deixando o flanco direito com dois lentos a defender?
Para mim o lugar do M.Fernandes neste jogo, era de inicio, no lugar do Manduca, para formar o losango e prender o meio-campo deles.
Quanto á arbritragem, de referir um penalty sobre o N.Gomes na 2ª parte ainda havia 1-0.Mas não foi por aí.
Foi mesmo mau.Mas nada está perdido, mesmo nada. E tambem não gostei das afirmações do Koeman quando ele diz "que agora é tudo mais dificil".
Dificil? dificil foi fundar este clube e lutar contra tudo e contra todos.
Como sou benfiquista e tanho memória
gostaria de felicitar desportivamente o P.Bento pela sua vitoria.Foi e é um grande benfiquista,que há uns anos chorava para voltar p/o clube e cujo benfiquismo foi ignorado pelas pessoas que nessa (triste) altura mandavam no clube.
Quanto ao Sporting em si, penso que o seu objectivo para a época foi conseguido e até ultrapassado, ganharam duas vezes ao Benfica.
Et pluribus unum!!

 
At 1/29/2006 10:37 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Pois, o veiga e o vieira andam a gritar em tantoa lados, bem podem ir gritar para o balneário.

Cuidado com tanto fel...

 
At 1/29/2006 10:37 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Pois, o veiga e o vieira andam a gritar em tantoa lados, bem podem ir gritar para o balneário.

Cuidado com tanto fel...

 
At 1/29/2006 11:16 da manhã, Blogger Pedro said...

O Alcides esteve ...sei lá...nem sei como adjectivar uma exibição tão má.

Enfim...menos 3 pts para a luta do titulo...q pode ficar comprometida caso o fcp ganhe hoje.

 
At 1/29/2006 12:13 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Quem está habituado a ir ver jogos do Benfica à Luz, rapidamente se apercebeu que as coisas não estavam bem. A habitual reunião no centro do campo que antecede cada jogo, normalmente demorada, e de clara demonstração de união e querer foi ontem uma espécie de obrigação, durou cerca de 5 segundos, e foi o Moretto o principal interlocutor. Parecia antever o pior.
Já andava a temer uma situação destas à algum tempo, quebramos a nossa maior arma, que é a união de todos, com a entrada de 5 jogadores novos a meio de uma época. É demasiada mudança.
Devo referir que jogámos de inicio com 7 brasileiros...2 deles entram na equipa sem se perceber muito bem como (Manduca e Moretto), renegando para banco e bancada jogadores que até ai eram titulares de caras...Enfim...

 
At 1/29/2006 12:43 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Grandes na vitoria, grandes na derrota. Merecida porque o adversario aproveitou os nossos erros. Komen esteve bem e vai dar a volta mais uma vez. Não foi uma experiÊncia porque esta equipa era a mesma( quase a mesma ) que jogou contra o o gil vicente. Ontem foi dia Não, contra o Liverpool vai ser dia SIM. Ainda estamos a quatro pontos do Sporting. Brio!!!!
Deixem dar uma alegria aos pobres sejam solidarios! Manuel Gouveia

 
At 1/29/2006 1:11 da tarde, Blogger Mr. K said...

Meu caro, daqui para a frente é sempre a ganhar. Viva o Benfica e o resto que se lixe. Um abraço meu e do HMémnon que está aqui ao lado. :)))

 
At 1/29/2006 2:29 da tarde, Blogger El Angel Exterminador said...

Para variar, um pouco de auto-ironia no último parágrafo, sempre de saudar.
Quanto à rafeirice de Sá Pinto, não vou estar a desenrolar o longo historial de jogadores do Glorigozo em jogos com o Sporting, nem a realçar o extremo desportivismo manifestado pelo "gentleman" Petit ontem perto do final do jogo. Relembro apenas a contida, salutar e desportiva comemoração do 1º (e único) golo do Glorigozo no "derby" em Alvalade há 2 anos por parte do Amélia Gomes, o Ricardo Calhau e o Manuel Fernandes. Mas está descansado que o Leal das Cunhas vai fazer-te a vontade e castigar o Sá Pinto por esta incrível atitude: afinal, os regulamentos só não são para cumprir quando se trata do Amélia Gomes ou de outro jogador de manto, que depois de ontem em vez de ser sagrado deve estar mas é todo borrado. :)

 
At 1/29/2006 2:44 da tarde, Blogger El Angel Exterminador said...

Só para realçar ainda a atitude verdadeiramente sublime de desportivismo do Amélia Gomes antes da marcação do "penalty" pelo Sá Pinto. Digna de um verdadeiro hermafrodita (ia escrever homem, mas ainda faltam mais de 2 meses para o 1 de Abril) de jardineira, que provavelmente já andou enrolado com o Gil e com o Ronald McDonald. :)

 
At 1/29/2006 2:51 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Rafeiro é a prima ó pseudo-intelectual do clube mancha de nicotina :D

Lá pq não sabes o que é ter um jogador com verdadeiro amor ao clube (Nuno Gosma = tripeiro; Simão = lagarto; mantorras = lagarto) não tens de ofender um jogador apenas pq beija o escudo que representa e festeja com os seus adeptos.

Pequenos.. até os pseudo-intelectuais.

 
At 1/29/2006 2:54 da tarde, Blogger MB said...

Alcides esteve uma nódoa, se dúvidas haviam, penso que foram dissipadas. O Leo tem de jogar na esquerda e o Nélson da direita, ponto final.

O Moretto também não esteva bem. Sobretudo no 3º golo, demorou uma eternidade para se fazer à bola, que inicialmente parecia estar ao seu alcance.

É-me dificil fazer uma boa análise ao derby, visto que assiti ao jogo na casa de um lagarto e passei metade do tempo a discutir (não consigo ficar calado muito tempo quando ouço a ladainha do "levados ao colo"). Mas do que me foi possivel observar, o Benfica realmente não jogou nada.

Não me agradou muito a substituição "à Trap", de tirar um médio ofensivo e pôr um trinco, quando ainda faltava tanto tempo para terminar a partida. A jogar na Luz o Benfica nunca pode mostrar medo, pois isso apenas dá confiança ao adversário.

Tivemos também o azar de não ter sido vista a falta sobre o Nuno Gomes, na grande área do Sporting, quando havia 1-0.

Mas a tradição manteve-se, quem está pior normalmente ganha, por isso estava sem grande confiança para o derby. Não é uma questão de superstição, mas é que quem está por baixo tenta sempre provar que é tão bom ou melhor do que o adversário, e quem está por cima pensa sempre que são "favas contadas".


Posto isto, continua a caminhada rumo ao título!!

 
At 1/29/2006 2:57 da tarde, Blogger D'Arcy said...

O Sá Rafeiro é reincidente nesta atitude. Já há dois anos, depois de marcar um penalti na Luz (porque de outra maneira parece que ele não consegue marcar golos) pôs-se a fazer manguitos para o público. Ainda se ele fosse alvo de insultos directos da parte do público como, sei lá, o Simão costuma ser da vossa parte, ainda compreendia que ele se revoltasse assim. Mas não é o caso, pelo que apenas posso concluir que ele se trata de um indivíduo rafeiro, com extrema falta de educação. Não vi o que é que os referidos jogadores do Benfica terão feito na celebração do tal golo em Alvalade, mas duvido que tenham feito manguitos para a assistência. E se o fizeram, é igualmente criticável. Quanto ao 'desportivismo' do Petit, não sei do que falas.

O que eu sei é que apesar de, por exemplo, o Simão ser alvo dos mais rasteiros insultos por parte do público de Alvalade apenas por ter proferido a frase que gostava de lhes tirar o título (frase de facto totalmente descabida dentro da rivalidade de um derby...) nunca o vi ter atitudes para convosco dentro do campo que se aproximem sequer do que o rafeiroso faz de cada vez que joga na Luz.

 
At 1/29/2006 3:05 da tarde, Blogger D'Arcy said...

É o que eu digo, anónimo, para vocês fazer manguitos para o público é chamado de 'amor ao clube'. Para mim o homem é uma besta quadrada, cuja maior capacidade de argumentação se resume aos punhos. Gostava de saber o que é que o público da Luz lhe fez para que esse fosse mal-educado assim. Gostava de ver como é que essa avantesma rafeira reagiria caso fosse alvo dos insultos grotescos de que o 'sem carácter' do Simão é alvo por parte dos vossos adeptos.

 
At 1/29/2006 3:06 da tarde, Blogger D'Arcy said...

tma: na minha opinião, a substituição do Manduca pelo Manuel Fernandes foi das poucas decisões acertadas que o Koeman fez neste jogo.

 
At 1/29/2006 3:18 da tarde, Anonymous Anónimo said...

O céu chora por vós,
Grande Liedshow!
piu..
piu piu..
piu piu piu!
Olé!

 
At 1/29/2006 3:26 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Ena! Tenho a certeza que essa boca amanhã vai fazer sucesso no recreio...

 
At 1/29/2006 3:41 da tarde, Blogger El Angel Exterminador said...

"Não vi o que é que os referidos jogadores do Benfica terão feito na celebração do tal golo em Alvalade, mas duvido que tenham feito manguitos para a assistência."
Não duvides, porque fizeram gestos em tudo semelhantes aos do Sá Pinto na direcção da Juve Leo. A televisão não deve ter mostrado, mas eu estava lá.
Quanto aos insultos ao Simão, dada a calorosa recepção de que foram alvos na catedral de betão (agora envernizado) Paulo Sousa (há uus anos atrás) ou Cristiano Ronaldo (este ano, ele que, conta a lenda, até é um fervoroso adepto orc - e não estou a glorificar a sua atitude, que foi lamentável), estás mesmo na posição ideal para criticar os adeptos do Sporting.

 
At 1/29/2006 3:44 da tarde, Blogger El Angel Exterminador said...

Revê o jogo e vê quem foi o primeiro responsável pela altercação havida junta à bandeirola de canto perto do final da partida na sequência de um livre favorável ao Sporting. Uma pista: é um tipo com uma granda penca e pronúncia de bimbo.
Quanto ao Amélia Gomes, bem o deves ter visto a tentar arrancar relva e levantar areia junto da marca de "penalty" antes do Sá Pinto marcar, senão também tinhas perguntado, não?

 
At 1/29/2006 3:59 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Conforme disse, se os jogadores do Benfica tiveram atitudes dessas também merecem ser criticados. Não as vi na TV, nem no estádio porque estava do lado oposto à JL.

E desculpa, mas não podes comparar o que se fez ao Paulo Sousa ou ao Ronaldo com o que vocês fazem ao Simão. Os dois jogadores referidos foram simplesmente assobiados e vaiados de cada vez que tocavam na bola. Mais nada. O que vocês fazem em relação ao Simão é bem mais vil do que isso. Assobiar é normal, e é uma forma do público tentar desconcentrar um jogador. Que se for forte psicologicamente (casos do Simão ou do Paulo Sousa) resiste sem problemas. Se for um puto mimado (caso do Ronaldo), tem o resultado que vimos.

Vocês (ou melhor, a vossa claque, que eu prefiro não meter tudo no mesmo saco) chegam a levar faixas para o estádio com os insultos mais vis ao Simão. Não é o assobiar que eu critico, nem podia criticar. São esses outros insultos, feitos pelas mesmas pessoas que chegam ao ponto tão baixo de chamarem 'macaco' ao Eusébio com faixas escritas, no meio de outros insultos reles. Quando o Damas faleceu, as pessoas no estádio da Luz aplaudiram de pé dirante o minuto de silêncio em memória de um dos vossos maiores símbolos. Pode ser que seja muita má vontade da minha parte, mas a verdade é que eu não acredito que se passasse o mesmo no vosso estádio caso se tratasse de um símbolo do Benfica.

 
At 1/29/2006 4:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Gostei bastante do teu comentário.Qq dia devias escrever um livro de memórias sobre a tua vida de adepto.Essa tua descrição da tua entrada no estádio é simplesmente genial!Essa de não te deixarem entrar com o livro e depois aparecer lá um marmanjo com uma bandeira gigantesca em pleno terceiro anel (ainda por cima ficou perto de mim, vá lá só a agitou qd marcámos o golo)diz tudo da qualidade dos serviços desses "seguranças".Qt ao jogo concordo que foi o pior jogo da época e com td o q disseste, acho q não há grandes dúvidas qt a isso. qt ao alcides aqui há uns tempos tinha dito que o homem era um grande defesa direito, e tenho de dar a mão à palmatória, de facto ele ainda está longe de ser um bom defesa direito como tu tens dito.No entanto acho q em alguns jogos, sobretudo naqueles q jogaremos mais fechados e compactos, como com o liverpool, será indispensável metê-lo na direita, para proveitar o seu corpanzil e capacidade de luta, avançando o nelson para o meio campo à direita,e com o léo a lateral esquerdo.qt ao meio campo, já é altura do karagounis ser titular, ele e mto melhor q o beto,embora menos forte nas bolas divididas em virtude do corpanzil do outro.o manuel fernades desta época tb nao me convence e entre ele e o beto, sinceramente prefiro o beto.de referir ainda q os jornais já estao de punhais afiados para o moretto, e ainda q ele tenha andado aos papéis num lance(curiosamente depois de se lesionar numa grande defesa em q desviou a bola para o poste),faz nesse jogo uma defesa q mais nenhum guarda-redes em portugal é capaz de fazer a remate do sá pinto.mas o pormenor decisivo aqui passa pelo regresso às origens do koeman, ou seja geovanni na direita e nuno gomes a ponta de lança.o benfica é uma equipa q parte do meio para as alas e para isso necessita de ter em campo alguém na zona central do terreno capaz de distribuir jogo para essas zonas, ora na posição em q o nuno jogou faz isso com mto menos frequência, pelo q o jogo da equipa perde, mto.e foi sobretudo por isso e n tanto pela bom presing dos jogadores do sporting q nao conseguimos atacar e ficamos aprisionados na teia do adversario.alem disso com geovannni a ponta de lança, ele podia fazer o mm q o liedson, pressionar os centrais adversarios qd estes tem as bolas nos pes e obriga-los a cometer erros fazendo tremer a confiança do adversario e a obriga-lo a recuar no terreno a medida q a nossa equipa sobe.
Equipa tipo: Moretto,nelson,luisao,anderson,leo;petit, karagounis;simao,nuno gomes, manduca(este na direita);geovanni.
no jogo com o liverpool fora, colocaria o alcides no lugar do manduca com as alterações q já referi antes.

 
At 1/29/2006 4:02 da tarde, Anonymous Anónimo said...

http://ewancient.lysator.liu.se/pic/art/m/o/mosco/sadsmall.jpg

http://www.botanic-art.com/images/Azia%20mask%20w.jpg

http://www.cache.daz3d.com/galleries/artwork/32/2928.jpg

http://tudoben.com/comercio/prod_agricolas/liberdade/meloes02.jpg

http://www.brazilianfruit.org/images/Frutas/Melao_grande.gif

http://www.kalinesia.com/a2k501/DSCN9717.jpg

http://images.neopets.com/pets/sad/pteri_red_baby.gif

http://www.ribatejodigital.pt/NR/rdonlyres/7B846DD8-7CF2-4E76-A854-64156A7D782D/3054/meloes2.jpg

http://www.azia.fr/images/azia.biz.jpg

http://www.euro-congres.org/gfx/azia_beach.gif

http://www.pattayamail.com/325/f3.jpg

----------------

Um abraço Leonino

 
At 1/29/2006 4:02 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Não, garanto-te que não vi esses lances que referes. Isso deve ser mais fácil de observar na TV. Em ambos os casos só vi aglomerados de jogadores, e por norma como me chateio com essas situações não costumo prestar muita atenção. Se o Nuno Gomes andou a tentar arrancar relva da marca de penalti, isso é uma atitude perfeitamente idiota. Devia achar que podia acontecer o mesmo que ao Beckham no Euro'2004 :)

 
At 1/29/2006 4:07 da tarde, Blogger Galáxia Wrestling said...

Talvez pq tenham uma ekipazita onde a unica mistica resida no amelia gomes, sejam incapazes de perceber que este foi o ultimo derby de SA PINTO, que o mesmo marcou o seu golo 50 na Liga e que como tal estava euforico...
Afinal quem é que no glorias sente assim a camisola? Ninguem logicamente...

 
At 1/29/2006 4:11 da tarde, Anonymous Anónimo said...

http://ewancient.lysator.liu.se/pic/art/m/o/mosco/sadsmall.jpg


http://www.cache.daz3d.com/galleries/artwork/32/2928.jpg


hahahhahahahahahah.....
LINDOOOOOO!

 
At 1/29/2006 4:17 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Caro anónimo, agradeço as imagens, mas melões e azias é coisa que por aqui não há. Não me custa nada reconhecer mérito no adversário quando este lhe é devido. Custa-me muito mais perder imerecidamente. Perdemos um jogo, mas ainda não perdemos nada.

juiz vermelho: o tipo da bandeirona também ficou perto de mim. Quanto ao Alcides, o 'corpanzil' dele tem alguns problemas, porque ele não tem tempo de entrada aos lances. Normalmente ele acaba por atirar-se para cima do adversário. Contra o Liverpool o mais provável é que o adversário directo dele seja o Kewell, e assusta-me só de pensar nisso.

mark3r: euforia não justifica má-criação. Quanto aos nossos jogadores não sentirem a camisola, acho piada que sejam vocês a dizerem-nos quem sente ou não a camisola. É que os nossos jogadores nessas condições são por vós invariavelmente apelidados de sarrafeiros, ou coisas parecidas. Casos do Petit, Ricardo Rocha, João Pereira, Manuel Fernandes, etc. Benfiquistas no plantel há muitos, mas isso não quer dizer nada. O Miguel é benfiquista e está à vista no que é que isso deu. O Figo também gosta muito de professar o seu amor ao vosso clube, e toda a gente sabe como saiu de lá, tendo inclusivamente assinado pelo Benfica aos 16 anos.

 
At 1/29/2006 4:19 da tarde, Blogger JoaoLynch said...

Este Fim de Semana foi pródigo em coisas anti natura :
o scp ganhou no estádio da Luz e nevou em Lisboa.

O regresso a normalidade estará para breve.

 
At 1/29/2006 4:29 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Incrível! Fui agora à varanda e está a nevar imenso! Definitivamente, algo de anormal se passa este fim-de-semana ;)

 
At 1/29/2006 4:29 da tarde, Blogger tma said...

Como disse um colega com quem fui ao jogo, ganhou a equipa que jogou. Ponto final. Só houve uma equipa a jogar futebol, e não foi o Benfica...
Já ontem dizia, no comentário ao teu post de "Countdown", que "apenas" pedia ao Benfica humildade e determinação. Mas quem a teve foi o Cepórtêim, e o resto foi o que se viu: 1-3 acaba por ser um bom resultado... para o Benfica.
O Alcides foi pior que um desastre, cada bola que ele tinha de cortar, dava uma enorme "casa". Contra avançados rápidos e não propriamente altos... e com tendência para descair para os flancos, o Léo teria sido claramente uma melhor opção.
O Anderson também não estava nos seus dias.
Relativamente ao Manduca, ainda pensei que pudesse fazer trocas de posição com o Geovanni, mas nada disso aconteceu. O Koeman parece que não gosta do Nuno Assis, mas se olharmos para a produção do Manduca jogando naquela posição, não se compreende porquê (e considerando que o Miccoli estava lesionado).
As substituições também foram desajustadas: porque razão não colocou o Karagounis ao intervalo, em vez do M. Fernandes? Face À perda total do meio campo para o SCP, parecia-me a opção mais adequada... E sabendo que o Geovanni rende melhor ao centro, porque não utilizou essa solução?
Em suma, eu normalmente até tenho evitado criticar o Koeman nas derrotas (no início pq estava em fase de adaptação, mais tarde porque houve as lesões), mas ontem confirmaram-se os piores receios sobre algumas escolhas que ele tem feito nos últimos jogos... E a atitude totalmente passiva da equipa também pode ser indíciar que os receios relativamente ao efeito da inclusão dos novos jogadores tinham razão de ser...

De resto, espero que o jogo de ontem tenha sido um acidente de percurso... Ainda assim, o que mais me preocupa é o efeito que possa ter em termos anímicos; temo que para além dos 3 pontos perdidos ontem, que isso possa precipitar a equipa numa nova série negra... Neste momento, só há uma solução: lembrarem-se da atitude que lhes permitiu a vitória sobre o ManUtd e ganhar no próximo fds em Leiria.

Quanto às atitudes do Sá Grunhinto, apenas servem para confirmar a opinião que tenho do jogador. Numa vitória incontestável do SCP, apenas servem para "borrar a pintura". O facto de haver quem o admire por isso é o que me faz mais confusão...
Seja como for, também critico a atitude do Nuno Gomes antes do penalty do Cepórtêim e o espalhafato já no fim, junto À bandeirola de canto, que começou com o João Moutinho, caido já fora de campo, a rebolar para dentro de campo, só para queimar mais tempo... Claro que nesse tempo o Benfica já não iria fazer nada, mas se atitude do Petit é criticável, a do João Moutinho também não pode deixar de o ser.

 
At 1/29/2006 4:39 da tarde, Blogger El Angel Exterminador said...

"Hugo Inácio eterno guerreiro". Ora aqui está uma faixa de claque mostrando respeito, elevação e grande desportivismo. Só podia mesmo vir dos NN. O Glórias dá-nos lições todos os dias...
Um pouco de enquadramento em relação ao caso Simão: nessa célebre conferência de imprensa, o Glórias estava numa situação em que não podia disputar o título (nem à UEFA foi nesse ano). Simão dissera à saída para Barcelona que "devia tudo ao seu querido Sporting". Mas achou que "se fosse lá para tirar o título ao Sporting, seria óptimo". Sendo que, para que isso acontecesse, teriam ainda de... perder com o Boavista na jornada seguinte. Uns dias depois, veio novamente à sala de imprensa... pôr as culpas nos jornalistas, que se atreveram a transcrever o que ele disse, e disse que se continuavam assim não falava mais. O anão quando estava no Barcelona já tinha mandado umas bocas foleiras ao Figo quando este foi para o Real, depois deve ter ficado muito surpreendido quando não foi convidado para o casamento deste.
Em resumo, o anão pode ser sportinguista (por vezes apanha-se discussões bizantinas na net de lampios a discutir se o Simão já está convertido ao lampionismo) mas é também um monte de merda e um filho da puta, e merece quantos cânticos e faixas insultuosos os adeptos do Sporting lhe quiserem dedicar.

 
At 1/29/2006 4:55 da tarde, Blogger D'Arcy said...

A história do Hugo Inácio já tive a oportunidade de a criticar várias vezes. Acho uma vergonha e não gosto que me colem a atitudes lamentáveis dessas, e muito menos que colem o nome do clube a atitudes de energúmenos. Eu também não ando a dizer que as idiotices que a JL faz são o espelho dos valores do clube que apoiam.

Quanto ao Simão, cada um faz como entender. Acho mais insultuoso um jogador fazer-me manguitos do que um ex-jogador do Benfica que jogue num rival dizer que gostava de tirar o título ao Benfica. Para mim a vossa atitude em relação ao Simão resulta apenas do facto de antes dessas declarações uma das coisas que vocês mais gostavam de fazer era chatearem os benfiquistas dizendo que até o seu melhor jogador era sportinguista de coração. Depois disso descobriram que se calhar não era bem assim, e deixaram de poder fazê-lo. Se achas que ele merece todos os insultos que lhe fazem, lá terás as tuas razões. Presumo que deverá também haver uma explicação perfeitamente plausível para o Eusébio merecer ser chamado de 'macaco' pelos mesmos que insultam o Simão.

 
At 1/29/2006 5:03 da tarde, Blogger El Angel Exterminador said...

Nunca critiquei o Simão por ter assinado pelo Glórias, sei que ele preferia ter vindo para o Sporting mas teve de tratar da vida dele. A partir dessa conferência de imprensa só tenho a desejar-lhe o pior, pelas razões atrás expostas.
Não quiseste perceber o paralelismo entre o "Eusébio macaco" (nunca vi, mas não digo que não tenha existido; já ouvi fazerem "uh-uh-uh" para o Alcides, e insurgi-me contra isso) e o "Hugo Inácio eterno guerreiro"? Não tenho opinião favorável das claques em geral, e nenhuma procuração para defender a Juve Leo, que fez tristes figuras por exemplo no "jogo do Geovanni".

P.S.: há lampiões que se calhar passam por aqui todos os dias que não comentam tanto como eu. :)

 
At 1/29/2006 5:08 da tarde, Anonymous Anónimo said...

O Simão é o maior puto mimado que existe, tanto que os próprios lamps começam a ficar fartos dele. Vocês pensam que têm as primas donas, todas pois bem quantas vezes já não se virou o Simão para o publico e mandou po crl?! Já perdi a conta...o Miguel um derby aqui há uns anos ao 2º golo do benfica vira-se para trás e faz caralh*das para o publico e ri-se depois mamou 2 golos em 10 minutos e enfiou a cabeça no gorro. Enfim tem que se perceber que estes comportamentos acontecem neste jogos onde há muitos nervos...é verdade leiam as declarações do Sá Pinto onde ele logo ali depois do jogo justificou o que fez e pediu logo desculpas.

PS: colem os rins do Luisão, do Andersson e do Alcides sff.

 
At 1/29/2006 5:29 da tarde, Blogger D'Arcy said...

O paralelismo que existe é que são atitudes idiotas, que já extravazam os limites da rivalidade sadia. E os jogadores têm mais responsabilidades porque quando têm atitudes provocatórias deviam saber que podem provocar o exaltar dos ânimos para além daquilo que é razoável.

A faixa a chamar macaco ao Eusébio foi mostrada num derby em Alvalade no tempo em que o Vilarinho era o nosso presidente. A JL mostrou uma sequência de faixas que dizia algo como 'Uma galinha como símbolo, um bêbado como presidente, um macaco como ídolo'. Não contentes com isso mostraram outra que dizia 'Eusébio, a tua Flora já toda a fauna a comeu', ou algo semelhante. E foi a parte dos insultos ao Eusébio que me deixou particularmente triste.

angel: é verdade, estás a tornar-te num habitué de um espaço lampião. Qualquer dia ainda acabas convidado para uma edição do jantar da blogosfera benfiquista ;)

 
At 1/29/2006 5:36 da tarde, Blogger El Angel Exterminador said...

Era bom era, não saía de lá vivo! :D

 
At 1/29/2006 5:52 da tarde, Blogger D'Arcy said...

É tudo gente pacífica. Aliás o lagartão Harry Lime (que até estou a estranhar não ter ainda aparecido por aqui - já deve ter ficado satisfeito por chagar-me ontem via SMS) já foi convidado para aparecer, portanto não serias o primeiro. Acho que o teu problema maior seria o local do repasto, já que por 'decreto' realiza-se sempre na Catedral da Cerveja :)

 
At 1/29/2006 6:25 da tarde, Blogger El Angel Exterminador said...

Quis apostar outro dia com um lamp do bnrb um jantar em como o Porto ganhava a Liga (é verdade, mesmo depois de ontem continuo a não confiar no Sporting para a conquistar), e era na Catedral da Cerveja, até para ele jogar em casa. :) Só que ele só apostava se fosse uma vitória do Glórias contra o Porto, pelo que ficou sem efeito.
Não sou esquisito quanto a lugares, mas sei que se apareço por lá estou sujeito a levar com um "very light"! :D

 
At 1/29/2006 7:21 da tarde, Blogger tma said...

Angel, se lá apareceres, acho que, na pior das hipóteses, apanhas uns gajos a cheirar a tinto de garrafão, com fatos de treino 'Ardidas' (os mesmo que usamos para ir Às compras no colombo) e a conduzir um Opel Corsa de 1987 todo "kitado".
Ainda assim, "very lights" não fazem bem o nosso estilo...

 
At 1/29/2006 7:42 da tarde, Blogger tma said...

Quanto à questão das claques, acho que o D'Arcy tocou no ponto certo: pedir que as claques tenham comportamentos dentro dos limites razoáveis da rivalidade é algo complicado. Por isso, cabe aos jogadores compreender a responsabilidade que têm, que eles são modelo para muita gente, mais ainda se são capitães de equipa. Refiro-me não só ao Sá Grunhinto (useiro e vezeiro nesta atitudes), mas também, p.ex., ao Nuno Gomes, em Braga, ou de outros aqui mencionados.
É verdade que muitas vezes as atitudes são irreflectidas, que os jogadores se arrependem, etc, etc, mas se a liga fosse mais rigorosa, talvez não se repetissem tantas vezes...
E há também sempre a questão dos jogos transmitidos na TV, onde muitas vezes há gestos que só são apanhados pela câmaras (colocando-se sempre a questão da "injustiça" relativamente aos jogos não transmitidos): quanto a mim, nesse caso, o castigo devia ser maior ainda, pois se o jogo é transmitido pela TV, mais espectadores há a observar esses gestos...

Escrito isto, é bom poder olhar para a imagem que está no header deste blog...

 
At 1/29/2006 7:44 da tarde, Blogger Pedro Neto said...

Isto para aqui está animado!!

D' Arcy, parece-me que partilhamos das mesmas opiniões pelo que as nossas crónicas também são semelhantes.

Um jogo para esquecer, venha Leiria!

 
At 1/29/2006 8:01 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Para quem critica o Sá Pinto: lembrem-se lá dos festejos do João Pereira no ultimo dérby da época passada, foi um simpático...

 
At 1/29/2006 8:03 da tarde, Blogger D'Arcy said...

O João Pereira não é exemplo para ninguém nesse aspecto. Ainda assim acho que não foi para a frente dos adeptos adversários fazer manguitos (só o pobre do Tello é que teve que gramar com ele).

 
At 1/29/2006 10:36 da tarde, Blogger tma said...

A propósito do episódio lamentável do livro - lamentável por estares, descaradamente, a tentar estragar a média do nível cultural dos adeptos do Benfica ;-) - acho que justificava uma carta à direcção do Benfica...

Quanto à arbitragem, digo mesmo mais: o penalty a favor do Benfica claramente condicionou o trabalho da equipa de arbitragem :-D

 
At 1/29/2006 10:42 da tarde, Blogger JoaoLynch said...

Quanto a questão do Livro, tiveste azar, eu por exemplo ontem nem sequer fui revistado, e nos outros jogos sempre me acharam suspeito, ia sugerir para levares uma revista da próxima mas poderia achar que uma revista bem enrolada era uma arma branca...

 
At 1/29/2006 11:27 da tarde, Blogger chefe said...

Ganharam o campeonatozinho deles e talvez a taça BES. A comemoração desta vitória tomba gigantes, foi com a habitual classe à sportém, própria de quem não está habituado a estas andanças.

O momento de humor foi quando a claque do sportém levanta uma tarja onde se lia: "Apito Encarnado. Basta!". Foi a senha de aviso para o agora excelente trio de arbitragem não assinalar a grande penalidade sobre Nuno Gomes quando o jogo estava em 1-0.

 
At 1/29/2006 11:31 da tarde, Blogger Sarrafeiro said...

Quem melhor analisou o jogo foi o Moretto:'O Sporting foi feliz nas oportunidades de golo. Nós também as criámos, mas não concretizámos. (...)'.
Quem diz a verdade não merece castigo!

Factos:
2 penalties marcados;
1 penalty por marcar (sim, embora com fita à mistura a amélia foi empurrada!!);
80 minutos de show de bola;
Show de bola de putos a graúdos e consagrados;
zero oportunidades de golo para os lamps;
8 oportunidades (inclui golos e claríssimas oportunidades) de golo para os lagartos;
PB meteu RK na algibeira;
O Pencas não levou vermelho directo;
Liedson deve receber despesa do hospital pelas análises que Luisão vai fazer aos rins;
Liedson agredido pelo pencas no final ou será que foi o contrário?
O slb leva banho de bola!
O árbitro foi manhoso!

Outra nota:
'Manguitos e piretes para a assistência são sempre louváveis. Agora alguém dizer que gostava de lhes tirar um campeonato é crime imperdoável e punível apenas com a pena capital, enquanto que apontar para o braço e simular uma seringa deveria equivaler no mínimo à
irradiação.'

Cada um tem o seu conjunto de valores que, de acordo com um conjunto de factores culturais, familiares, etc.., são graduados pelos mesmos. Não discuto isso. É do foro pessoal de cada um e este não é o local para analisar e discutir isso. Mas há limites...penso que atribuir o mesmo valor a um manguito (merecido e apropriado como foi o caso, mas, nevertheless, um manguito) e uma grave insinuação de que os jogadores adversários se dopavam(!!!!) é no mínimo indefensável. Para além de demonstrar que a amélia é mau desportista, é uma pessoa mal formada....é pôr em causa o ganha pão, neste caso, dos jogadores do braga! É colocar em causa o profissionalismo de um grupo de trabalho. Isto não é mais grave do que o manguito? Porra! Estou admirado que não tenham feito a mesma insinuação ontem que ( recorda-te RA-SLB na época passada) é recorrente nas trupes lampiónicas.

Quanto ao manguito (ou seja lá o k o Sá PINTO fez) foi uma resposta, uma boa resposta, ao 'inferno' (ahahahahaahahahaha!já parei de rir!) da luz e a toda soberba que manifestaram, nos blogs, nos jornais, nas declarações públicas nos últimos tempos. Também é uma coisa: é orgulho de representar uma equipa, um clube que bate merecidamente o rival...isto também não é rivalidade. se não gostas, quando isso acontece faz-lhe o mesmo. Foi o que fiz á 2/3 anos em alvalade...alterou alguma coisa a miha resposta às provocações? Penso que não...mas faz parte do jogo...do ritual de provocação....é como o sinal de 'calem-se'. O que não pode resultar daqui é violência...ou tentativas de agressão (como sucedeu em alvalade). Disso discordo totalmente.
Última nota:
O Suinão não disse que 'vamos ganhar o jogo' ou ' vamos dificultar a obtenção do título' ou mesmo 'tirar o título'..ou whatever. Ele disse 'ROUBAR'! 'ROUBAR'!
Esta palavra, vindo de quem veio, de onde estava (ninguém o criticou por ter ido para o slb. é a vida dele...problema dele)...mas, ROUBAR quem o ajudou a crescer, a fazer-se jogador!!!! É muito forte! Pode não ser para ti ou para os lampiões...mas é caro para mim e para todos os lagartos. Podes estar certo disso. Deixa-me dizer-te que relativamente aos cânticos e dizeres contra o suinão apenas não me revejo naqueles que metem o nome dos filhos dele. Isso é baixo! É com satisfação que admito que ele é lampião. Acho que ele gosta de ser. E ainda bem! De alguma forma, compensa o erro do Sporting em tê-lo formado.
Deves estar muito esquecido das recepções, que não passavam apenas por assobios, ao JVP. Que foi um digno profissional da vossa agremiação, carregou a equipa ás costas durante anos e foi despedido sem apelo nem agravo...eu só ouvia lamps a chamarem-lhe chulo, entre outras coisas mais graves, e dar uma palmadinha nas costas do vale tudo.

 
At 1/29/2006 11:33 da tarde, Blogger Sarrafeiro said...

P.S: Quanto ao livro, faço minhas as palavras do tma....se fizeres um abaixo assinado....alinho!

Lamento k tenhas perdido o livro!

 
At 1/29/2006 11:35 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Coitadihno teve de mandar o livro para o lixo. E eu que tive 1 hora à chuva em frente ao cesto do pão para puder entrar e entrei já tinha começado o jogo.

 
At 1/29/2006 11:37 da tarde, Blogger Harry Lime said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

 
At 1/29/2006 11:53 da tarde, Blogger Harry Lime said...

Foi lindo! De resto a análise do D`Arcy ao jogo está perfeita.

Para mim, o momento mais poético do jogo foi quando o Beto pontapeou os c*****s do Liedson em pleno ar. Aquilo que à primeira vista parecia um grandessissimo pontapé na atmosfera, transformou-se num grandessissimo pontapé no Liedson. Infelizmente foi dentro da área. Too bad!

Em relação ao resto não posso deixar em branco a miséria que a vossa defesa se revelou. O terceiro golo é de bradar aos ceus: o Ricardo manda um ganda charuto para a frente a bola bate no chão, depois passa por cima da cabeça do alcides (ou melhor, a cabeça do alcides passou por baixo da bola) o Liedson apanha a bola isola-se e pimba!!!!

A saída do Sá Pinto foi linda! ele é um jogador pouco mais do que mediano mas nestas coisas é brilhante! É o estilo de coisas que se fazem na casa do rival para lhes chatear o juizo! Os 30 000 lampiões que resistiram até ao fim (no prinicipio do jogo eram cerca de 60 000) devem ter ficado porcos da vida.

PS. Em relação ao problema do teu livro do Graham Greene só tenho a lamentar o ocorrido. Só espero que não tenha sido o The End Of The Affair!

 
At 1/30/2006 12:11 da manhã, Blogger D'Arcy said...

Sarrafeiro: eu não tive o privilégio de assistir a repetições de lances na TV. Se me dizem que o Petit agrediu o Liedson (e já li hoje que a entrada dele foi mesmo merecedora de vermelho) só tenho que acreditar.

O Moretto é maluco e ponto final. Seria melhor que se preocupasse com as asneiras que fez ontem, em que teve erros de principiante que só por sorte não deram golo.

Quanto aos gestos do Sá Pinto e dos outros, obviamente que no parágrafo que citas estava a ridicularizar a situação. Todos os gestos do género são lamentáveis, e no caso do Sá Pinto irrita-me sobretudo o facto de ser a segunda vez que ele faz aquilo, é tudo. O que se passou com o gesto do Nuno, também cada um dá a sua interpretação. Ele diz que estava picado com o Nem, e que aquilo foi no calor da discussão. Obviamente que os que não são benfiquistas têm outra interpretação. Que o gesto é feio não se coloca em causa. Agora há alguma diferença entre fazer gestos provocatórios para o público, e para um adversário, porque se o segundo caso pode ser punido disciplinarmente, o primeiro pode em casos extremos acarretar consequências desagradáveis (basta que alguns adeptos mais exaltáveis percam a cabeça).

Acho (admito estar enganado) que o Simão não utilizou o termo 'roubar', mas sim 'tirar'. Tenho aqui algures no blog o link para a notícia de então, e se o encontrar vou verificar. E os insultos que lhe fazem a que me refiro como vis são precisamente aqueles que citas, que dizem respeito à mulher e aos filhos dele. Quanto ao resto, acho perfeitamente natural que o tentem desconcentrar.

Cada benfiquista tem a sua opinião sobre o JVP. A minha é bem clara, e foi expressa aqui neste espaço. Nunca assobiei ou assobiarei o JVP, e não gosto quando o fazem. Mas também acho que as provocações ao JVP durante os jogos não passaram dos assobios e apupos.

Só mais uma nota: vocês referem-se muito a 'putos' na vossa equipa, mas corrige-me se estiver errado: Ricardo, Polga, Abel, Caneira, Tonel, Sá Pinto, Deivid e Liedson têm todos 25 anos ou mais... são 'putos'? Isto são oito jogadores em onze que foram titulares ontem à noite. Não andam a criar uma espécie de mito à volta disto?

Harry: Está calado, que tu nem viste o jogo. Confessaste estares a ver um documentário na 2: sobre uma sueca cleptomaníaca. Aliás a prova disso é que o lance que citas como sendo o do terceiro golo é o do segundo.

Quanto ao livro, a culpa foi do armário que estava a revistar as pessoas. Não sei se a direcção do Benfica é o alvo mais indicado para a minha reclamação (mas se fosse acho que reclamava mesmo). Provavelmente deve ser a PSP quem estabelece as regras, que depois os seguranças privados que fazem as revistas se encarregam de aplicar de forma aleatória. É por isso que entram hastes de bandeiras e petardos, mas livros de bolso têm que ficar à porta.

 
At 1/30/2006 12:12 da manhã, Blogger D'Arcy said...

anónimo: desculpa mas não resisto. Basta ler o teu breve comentário para perceber perfeitamente porque é que a perda de um livro não te incomodaria de sobremaneira ;)

 
At 1/30/2006 12:13 da manhã, Blogger D'Arcy said...

Harry: O livro foi o The Third Man. Já tinha lido a primeira história, e levei-o para ler a segunda.

 
At 1/30/2006 12:15 da manhã, Anonymous Anónimo said...

D'Arcy, essa azia está mesmo acesa.

1º - Mostra-me essas imagens do Sá Pinto a fazer mangitos para teres credibilidade. Inventar mentiras não vale, aliás pq bastava o Sá Pinto piscar o olho na luz para apanhar logo 20 jogos, já o Petit pode trucidar um qualquer "tangerino" que tá tudo em cima. Não inventes factos.

2º - O que é que o Sá Pinto fez desta vez? Ao sair virou-se para os SEUS adeptos e levantou os braços em sinal de vitória, depois agarrou-se á camisola a beijar o escudo e no final fez outra vez um punho de vitória. Explica-me lá onde está a rafeirice disto.

3º - Como é que um clube que alberga chungas do pior com o João Pereira tem sequer coragem de chamar rafeiro ao Sá Pinto? Por acaso reparaste no que fez o João Pereira o ano passado no final do jogo da Luz a um metro do Tello? Eu digo-te, aliás pq passou na TV, gritou-lhe na cara e fez o mesmo gesto que o Sá Pinto mas não para os seus adeptos... para o Tello. É este o exemplo que tens a dar?

Faz assim, aplica vaselina, e depois mete dois supositórios xupopiçol 500mg que não estás a dizer coisa com coisa, e quando é assim só sai disparate e incoerência.

 
At 1/30/2006 12:36 da manhã, Blogger tma said...

Com ou sem gestos obscenos, a substituição do Sá Pinto deve ter sido das mais longas a que já assisti... Por menos que isso, já vi o Rui Costa a ver um cartão amarelo, que por sinal era o segundo, e portanto, a ser expulso.
Curiosamente, e apesar de terem ganho, os comentários mais exaltados que aqui vejo são precisamente os dos lagartos...

 
At 1/30/2006 1:00 da manhã, Blogger D'Arcy said...

Olha 'anónimo'... se tivesses a atenção de ler os meus comentários anteriores saberias o que eu penso sobre o João Pereira, e aliás refiro a situação com o Tello, não preciso que ma recordes. Felizmente não costumo ter memória selectiva. E que a atitude mais provocatória do Sá Pinto que refiro foi após marcar o golo. Repetindo o que já tinha feito há dois anos, em que andou a fazer manguitos para a assistência depois de marcar um penalti. E foi depois dessa cena há dois anos que passei a chamá-lo de rafeiro. Tenho todo o direito de não gostar de alguém que é mal-educado comigo. Se desta vez não os fez (a mim do outro lado do campo pareceu-me que sim, mas conforme disse não tenho acesso a repetições no estádio), andou lá perto, e no mínimo foi provocador para o público. O primeiro passo para se ser respeitado é respeitar. Se o jogador em questão não me mostra qualquer tipo de respeito, reservo-me o direito de igualmente não o respeitar.

Quanto às originalíssimas insinuações anais, essas 'baixarias' deixo-as com quem as profere. Azia? Azia é o que costumam ter as pessoas que arranjam sempre subterfúgios para justificar as vitórias dos outros. Os teus comentários que revelam um forte complexo de perseguição são demonstrativos de quem deve normalmente sofrer de fortes crises de azia quando perde. Eu não tenho problemas nenhuns em reconhecer o mérito do meu adversário na vitória quando lhe é devido, o que foi o caso de ontem. Não projectes em mim aquelas que deverão ser as tuas reacções habituais na derrota.

 
At 1/30/2006 2:30 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Em relação à análise feita, penso ser um pouco injusta relativamente ao Alcides. É verdade que não esteve bem neste jogo a exemplo de toda a equipa, no entanto convém não nos esquecermos que já fez bons jogos há muito pouco tempo, o que me faz acreditar que se tratou apenas de uma má noite. Acontece...
O que tramou o Benfica foi a atitude sobranceira com que encarou este jogo. Espero que tenha servido de lição. O Sporting acabou por fazer a exibição que o Benfica deixou. Dado que o Benfica deixou tudo, a exibição do Sporting foi boa. Enfim... a vida continua. VIVA O BENFICA!!!
PS: esse episódio do livro é perfeitamente surrealista e inacreditável...esse segurança devia era ser enrabado (não há pachorra para aturar tais estúpidos).

 
At 1/30/2006 2:38 da manhã, Blogger D'Arcy said...

bem litrado, as falhas do Alcides neste jogo foram as mesmas que eu já lhe tinha identificado em jogos anteriores, e já as tinha comentado aqui. A diferença ontem foi que ele apanhou com um adversário que soube explorar essas lacunas da melhor maneira, coisa que ainda não tinha acontecido até agora.

 
At 1/30/2006 3:14 da manhã, Blogger João Pedro said...

Bom comentário. Eu tenho apesar de tudo a esperança que as coisas voltem à mó de cima, já que Mr. Koeman sabe ao menos corrigir os erros quendo as coisas dão para o torto. Não esquecer que na 1ª volta a recuperação do Benfica começou precisamente depois da derota em Alvalade, ao passo que o Sporting iniciou uma vaga de escorregadelas. Além do mais, não será pior voltar à terra depois de uma série de 7 vitórias.

A história do simão está a ser pessimamente contada: ele disse na altura que se o título do Sporting dependesse da sua vitória contra o Benfica, então preferia que o sporting não fosse campeão; ou seja, em qualquer dos casos, ele só desejava a vitória do Benfica; e sim, foi num ano em que ficámos em 4ª, não fomos à UEFA e o Sporting ganhou o título, apesar de dois banhos de bola que apanhou do SLB, aliás reconhecidos pelo Jardel. O que me leva a crer que o ódio lagarto contra o capitão simão é mesmo motivado pelo símbolo que representa.
Outra contradição imbecil: dizem que não há jogadores do SLB que sintam o peso da camisola, ao contrário do Sá Pinto (cujos pais são pessoas impecáveis, muito diferents do filho), cuja fidelidade ao que parece é atestada pelos gestos obscenos contra o público da Luz. Depois desancam no João Pereira; mas por essa ordem de ideias, o rapaz sente a camisola com grande fervor: as cenas em frente ao Tello são ou não um grande sinal de amor ao clube? Pelo menos na lógica sápintiana devia ser.

A proibição de fazer entrar um livro de bolso é típica de um neandertal perdido na época. Ainda por cima do Graham Greene 8embora eu não conheça The third man). Por coincidência, está ali a dar um filme adaptado (de forma excelente) de um genial romance do antigo espeião inglês: the Quiet American.
Esperemos é que as restriçõs literárias à entrada dos estádios fiquem por aqui. Saudações benfiquistas, deste Porto normalmente tão pardacento mas onde nem houve o mínimo vestígio de neve.

 
At 1/30/2006 9:01 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Relembro as palavras de Ricardo após o jogo: "Saio daqui triste porque podiamos ter dados 6 ou 7.."
Relembrei após estas palavras o te post acerca do Derby e do ódio de morte ao clube do Lumiar...
Pensei..Que orgulho em ser de um clube com camisola às riscas, que faz sair do "pardieiro" da Luz..50 almas penadas infelizes, e, 1500 almas felizes.
VIVA o SPORTING !!

 
At 1/30/2006 9:44 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Muito mau mesmo. O spórtem foi justissimo vencedor.

Concordo com as alterações tácticas de que falas. Não compreendo o porquê de colocar Alcides a lateral. Porquê inventar quando temos 2 bons laterais como Nelson e Leo?
Continuo a achar que Beto tb não deve ser titular. Pode cortar muitas jogadas, mas não consegue fazer um passe a 5 metros! M. Fernandes pode estar em baixo de forma e mal fisicamente, mas então porque não dar uma oportunidade a Karagounis? Tb não percebo porque é q ele nem uma hipótese tem.
Eu tinha apostado no 11 que tu mencionas, mas enfim, vinhamos de 9 vitórias consecutivas, e agora é mais fácil criticar...

No entanto, mantenho a confiança de que seremos campeões. Logo a seguir ao jogo, e após pensar bem no que tinha acabado de ver, fiquei cheio de confiança, ainda mais reforçada depois do empate de ontem do fcp.
Temos um bom grupo de jogadores, com várias opções de qualidade para cada lugar (basta tentar fazer um 11 a partir dos planteis de SLB, spórtem e fcp) e uma estrutura forte, e acho que só temos de engatar outra vez nas vitórias.
O spórtem tem muito mais limitações. O p. bento pode dar garra e entrega aos seus jogadores, mas é preciso mais para ser campeão, e toda a gente viu o nojo de jogos que o spórtem vinha fazendo. Um derby é diferente, e além disso, contra o SLB todos querem vencer, portanto, se for preciso, o spórtem perde já na próxima jornada...
O fcp é... bem, nem sei que diga. Na minha opinião adrianse é maluco. Tem a mania que é mau e disciplinador mas no fundo só faz asneiras. P. assunção capitão???? Enfim, ainda vão perder muitos pontos. São muito dependentes de quaresma e lucho.

Concluindo, quanto mais penso nisso, mais confiança tenho de que seremos campeões.

Ah, só mais uma nota. Não posso deixar passar esta. Depois de passarem a semana a falar dos árbitros, ainda não vi nenhum lagarto a falar do penalti que ficou por marcar do tonel sobre o N. Gomes quando o resultado estava 1-0. Friso bem que o spórtem foi um justissimo vencedor, mas não posso deixar de pensar como seriam os comentários se tivesse sido ao contrário...

 
At 1/30/2006 10:12 da manhã, Blogger Superman Torras said...

A melhor frase para resumir o jogo de sábado é esta (e no fundo é um cliché, mas o que é se há de fazer):

Ganhou quem das fraquezas fez forças e perdeu quem das forças fez fraqueza.

Muito mau. No intervalo já se adivinha o que ia acontecer caso o Koeman não mexesse na equipa. Já o facto de estarmos a ganhar no fim dos 45 minutos iniciais só se deveu à falta de pontaria/sorte dos avançados sportinguistas na hora de rematar à baliza.

Não concordo com a entrada do Manuel Fernandes pois passamos a jogar com 3 trincos e não foi por isso que passamos a impedir que os ataques contrários fossem perigosos. A meu ver o que nos fez mais falta, além da desconcentração latente em vários jogadores (Alcides, Anderson e Geovanni à cabeça), foi um jogador que pegasse no jogo. Com Nuno Gomes desterrado lá à frente e com a dupla de trincos que jogou de inicio, à qual se juntou a desinspiração do Simão, só por milagre é que poderíamos ter chegado ao golo. E foi mais ou menos isso que aconteceu com aquela mão do Custódio.

Quem caía ali que nem uma luva era o Karagounis. Compreendo que esteve a semana toda ausente e que ainda não se apresentou nas melhores condições nos jogos que efectuou, mas ou se lhe começam a dar minutos de jogo ou então mais vale riscá-lo das contas pois não me parece ser homem para ficar no banco ad-eternum.

Por outro lado esta derrota pode ser positiva caso a equipa saiba reagir, assim mais ou menos da mesma forma que o FCP fez após ser derrotado por nós no Dragão, pois de seguida esteve 10 jogos quase sempre a vencer.

Mas que houve ali sinais preocupantes isso houve. Mais do que nunca é altura de cerrar fileiras e recuperar a identidade da equipa que nestes 90 minutos andou arredia...

O jogo de Leiria será fundamental para averiguarmos se sábado passado foi um precalço, tal como havia sucedido com o Gil Vicente por exemplo, ou se o Porto passeará até ao final do campeonato (o que, para quem viu o jogo deles ontem e sabe dos posteriores desenvolvimentos nomeadamente no carro do Sôr Adriaanse não deixa de ser pouco crível).

 
At 1/30/2006 10:30 da manhã, Blogger Harry Lime said...

D`Arcy,

O lance que eu descrevo é o do segundo golo do Liedson.

Ok, confesso... vi apenas a última meia hora de jogo num café da Ericeira que se está a tornar um talismã. Basicamente, sempre que vejo jogos do SLB naquele abençoado plasma o Benfica perde o jogo. Antes disso, estava a ver um documentário na 2 acerca duma cleptomaniaca sueca (como comuniquei ao D`Arcy na devida altura).

Comecei a ver o jogo pouco antes do penalti a favor do Sporting (por isso é que o pontapé do Beto no Liedson me deixou tão feliz!).

 
At 1/30/2006 10:38 da manhã, Blogger Superman Torras said...

Ah e o Sá Pinto, "coração de leão", é portista.

Confessou-o quando estava na Real Sociedad e não sonhava em regressar ao SCP.

 
At 1/30/2006 12:44 da tarde, Anonymous Anónimo said...

curioso....
todos os benfiquistas, não têm dúvidas que não jogamos nada e que o ceportém mereceu ganhar, e que levamos um banho de bola!!
mas ontem e hoje não vejo nenhum apoiante, dirigente, treinador do ceportém a queixar-se da arbitragem!!
talvez se o arbitro na jogada anterior ao canto que deu origem ao pénalti do empate, tivesse marcado o pénalti sobre o Nuno gomes e expulsado o Tonel com o 2ª amarelo (como todos os jornais e TV´s mostraram, comentaram e confirmaram o erro do árbitro)
e não vi nenhum dirigente ou jogador do Benfica a queixar-se, mas deus queira que todos os árbitros sejam com o deste último jogo, o melhor árbitro português dos últimos tempos!! porque afinal os árbitros erram, mas parabéns mereceram ganhar estes 3 pontos!!
é que neste momento não estaria a ouvir esta algarviada dos apoiantes do 3ª clube de Portugal, que á 3 anos que não ganham nada, que vão em 5ª lugar na classificação, e que até em títulos os andrades lá de cima já passaram!!
é nestas pequenas coisas que se vêem os grandes clubes!!
o ano passado foi a mesma coisa...no fim fazemos as contas!!
viva o campeão!!!

 
At 1/30/2006 12:47 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Superman: Não é surpreendente, dado que se não estou em erro ele jogou nas camadas de formação do FCP. Tal como o Pedro Barbosa.

Anónimo: Estás um pouco enganado. É que mesmo vencendo o Paulo Bento não resistiu e queixou-se do árbitro. Não de uma forma muito veemente, mas queixou-se.

Harry: O golo que descreves é o vosso segundo golo, primeiro do Liedson.

 
At 1/30/2006 1:26 da tarde, Blogger Sarrafeiro said...

'Só mais uma nota: vocês referem-se muito a 'putos' na vossa equipa, mas corrige-me se estiver errado: Ricardo, Polga, Abel, Caneira, Tonel, Sá Pinto, Deivid e Liedson têm todos 25 anos ou mais... são 'putos'? Isto são oito jogadores em onze que foram titulares ontem à noite. Não andam a criar uma espécie de mito à volta disto?'
D'arcy, vê lá qual a idade média do meio campo (T-22+18+23+(18+22- S)) média de 20.6. Foi aqui que o sporting ganhou o jogo.
Esse mito é verdadeiro e já vem desde...sei lá quando. Foi relembrado esta época, especialmente depois do braga-scp.

 
At 1/30/2006 1:42 da tarde, Blogger MB said...

Sarrafeiro

Percebo que queiras dizer que o Sporting yem uma boa formação. Mas isso não significa que o onze que entrou em campo seja mais jovem do que o do Benfica. E não é pegar nos únicos "putos" da equipa (apenas 3) e fazer uma média que prova alguma coisa.

Dá uma vista de olhos num dos ultimos posts do "castigo máximo" e vê a que conclusões chegas.

 
At 1/30/2006 1:46 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Não estás a incluir o Sá Pinto nessas contas, que jogou nitidamente a médio. Ou seja, estás apenas a fazer contas com os três jogadores mais jovens da equipa. A verdade é que em termos de onzes titulares, a média de idades da equipa do Benfica é inferior à da vossa equipa. E isto sem incluir o Manuel Fernandes, que é o titular natural no lugar do Beto, e que baixaria ainda mais a média.

O trio referido é na verdade jovem, muito por 'culpa' do Moutinho, e é verdade que estiveram bem e foram a chave do sucesso. Mas daí até se falar na equipa toda como um bando de putos (tu não o fizeste especificamente, mas já vi muita gente fazê-lo) é um bocado abusivo.

 
At 1/30/2006 1:56 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Bom blog, boa análise à partida. É também interessante ver um derby pelos olhos do "inimigo". Tenho no entanto alguns reparos a fazer, porque li aqui algumas comparações entre Sá Pinto, Simão e João Pereira. Não podem ser feitas! Simão é um jogador com uma enorme falta de carácter, que mostrou ao criticar a transferência de Figo para o Real (disse que não era de bom tom um jogador transferir-se para um clube rival...) e em outras ocasiões. Sá Pinto tem um carácter dificil de domar dentro do campo e fora dele, quem não se recorda da agressão a Artur Jorge? Mas a diferença entre os dois é que Sá Pinto representa o Sporting porque ainda tem algum amor à camisola (coisa rara hoje em dia) e Simão representa o Benfica porque lhe ofereceu melhores condições. Não estou a criticar Simão por isso, afinal deve ser um profissional, mas os adeptos ainda preferem ver os jogadores como o Sá Pinto que amam as suas camisolas e beijam com sentimento o seu emblema. E os adversários também devem aprender a respeitar e compreender isso. Sobre João Pereira, penso que a sua atitude em campo é animalesca e ficam-me registadas na memória as suas atitudes no jogo da Taça do ano passado, lamentável.
Bom blog, bom espaço de discussão de elevado nível, vou voltando.

 
At 1/30/2006 2:34 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Obrigado pelos elogios. E são bem-vindos adeptos seja de que cores forem, desde que se comportem de acordo com as 'regras da casa' que eu gosto de estabelecer ;)
O que eu tenho contra o Sá Pinto é apenas o facto dele provocar desnecessariamente os adeptos benfiquistas, sendo já reincidente nisto. Não tem a ver com amor à camisola, ou as atitudes que ele tem para tentar demonstrá-lo. Acho que para demonstrar esse amor à camisola não é necessário provocar ou picar os adeptos adversários. Isso é criticável seja em que jogador for.

E conforme já disse, o Benfica também tem jogadores que vestem a camisola com orgulho e a defendem com unhas e dentes, e normalmente esses jogadores são mal vistos pelos adversários e acusados de serem violentos. Estou a falar de jogadores como o Petit, o Ricardo Rocha, o Manuel Fernandes ou o citado João Pereira. Como dá para ver, é tudo uma questão de perspectiva.

 
At 1/30/2006 4:34 da tarde, Anonymous Anónimo said...

pois...ontem pela 1ª vez em toda a minha vida também me proibiram de entrar com binóculos. as claques adversarias podem entrar com petardos e tudo e nós somos criteriosamente revistados. quando fui este ano a alvalade obrigaram-me a abrir a carteira. será que agora tb nao podemos levar moedas??

também pensei em deitar os binóculos fora e voltar a entrar (havias de ver a lentidão do senhor que estava no bengaleiro, de levar qualquer um ao desespero), mas ainda bem que não o fiz. acreditas que a sra assistente, quando lá voltei, me perguntou pela senha do bengaleiro, depois de me ter revistado outra vez e de não ter encontrado nada?! nós somos muito maus!

o que eu acho engraçado na forma como o sá pinto festejou quando saiu, é que essa reacçao acaba por reflectir o estado de espirito da maioria dos lagartos. o ano passado no derby na luz, a vitoria significava praticamente o campeonato. viram um jogador nosso a ser substituido e a festejar assim? acho que nem este ano os jogadores do gil vicente que foram substituidos festejaram daquela maneira.

mas para os lagartos compreende-se. de facto, o campeonato deles está feito, a época para eles acabou no sábado.

 
At 1/30/2006 4:34 da tarde, Blogger El Ranys said...

Houve, algures no meio de tantos comentários, alguém que focou o essencial da questão: mas quais provocações para o público?
Eu, que vi o jogo na TV, com repetições e tudo, não vi nem um manguito do Sá Pinto. Vi-o beijar o emblema, levantar os braços em apoteose triunfal e festejar o banho de bola que o Sporting deu. Uma comemoração muito justa e que lhe deve ter dado um grande prazer, perante os adeptos de uma equipa que tem ganho jogos de forma sofrível e se convenceu que joga um enorme futebol.
Os festejos do Sá Pinto foram um grito contra a típica arrogância e megalomania benfiquista. Sem piretes. Só uma declaração de amor ao Sporting.
Os benfiquistas não gostaram? - É natural. Mas, como dizia o outro, é a vida.
Ver N comentários em torno de algo que não aconteceu (salvo porva em contrário, não existiu nenhum "pirete" de Sá Pinto) não deixa de ser sintomático.
1-3 e banho de bola, eis o essencial. Viva o Sporting.

 
At 1/30/2006 5:00 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Já disse que o que mais me irritou foi a forma como ele foi festejar o golo, provocando a assitência. E os piretes não foi ele quem os fez, foi uma referência ao comportamento do Cristiano Ronaldo, porque a grande maioria dos que depois vieram dizer que a reacção dele era justificada face aos assobios de que tinha sido alvo eram vossos adeptos.

Quanto à suposta arrogância em relação ao este jogo, palavra de honra que ando a dar voltas à cabeça à procura da nossa expressão dessa mesma arrogância. Quem eu vi durante toda a semana em declarações aos jornais a afirmarem que vinham à Luz para ganhar, e impor o seu jogo, etc foram jogadores e treinador vossos, por isso não sei onde é que foram buscar essa. A não ser, claro, que para vocês arrogância seja vermos o nosso clube como o maior, apoiarmos o nosso clube durante o jogo, e, ofensa suprema, levarmos as cores do nosso clube para o estádio como é normal em qualquer adepto. Deve ser por isso que ele achou que nós somos arrogantes. Porque vocês devem ser uns adeptos diferentes: são adeptos do vosso clube, mas levam as cores dos vossos adversários para o estádio, aplaudem-nos enquanto vaiam a vossa equipa, e acham sempre que os outros é que são maiores...

 
At 1/30/2006 5:43 da tarde, Blogger Harry Lime said...

D`Arcy,

Tens razão o golo de que falo é o primeiro do Liedson (segundo do Sporting).

Em relação ao Sá Pinto acho que é um daqueles cromos castiços sem os quais o fenómeno da bola teria muito menos graça.

O homem é um bocado palhaço e do ponto de vista futebolistico é mediano. Mas faz coisas notáveis. Exemplo: as peras que enfiou no focinho do Artur Jorge que deram origem às mais belas fotos que eu me lembro de alguma ter visto publicadas na imprensa desportiva (e não-desportiva). E as atitudes provocadoras em relação aos adeptos do Benfica são apenas mais uma das palhaçadas dele.

Como jogador de futebol? É um gajo limitado mas que tem a virtude de deixar tudo o que tem em campo. E isso é sempre de louvar.

Acredito que se ele jogasse no SLB teria um estatuto parecido com o do Petit (outro jogador mediano que deixa a pele em campo).

 
At 1/30/2006 5:46 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Infelizmente não existem fotos dele a espancar o Artur Jorge (se houvesse se calhar dava para fazer dinheiro a vender t-shirts com elas estampadas na Luz) ;) As únicas fotos que existem são as dele à bordoada com o Rui Águas.

 
At 1/30/2006 7:33 da tarde, Blogger Harry Lime said...

Sim de facto as fotos são do Sá Pinto à pera com o Rui Águas. Men in Motion, como dizem no futebol americano!

Presumo que estejas a falar dumas fotos tiradas no parque de estacionamento do Estádio Nacional... São lindas!

 
At 1/30/2006 8:11 da tarde, Blogger tma said...

Por causa do Sá Pinto, estou a ver que isto se aproxima dos 100 comentários!!

Harry Lime, o que disseste sobre o Sá Pinto diz tudo: ele não passa de um jogador mediano. O pior é que, para se sobressair, precisa de fazer aquelas macacadas ou quando as coisas não lhe correm bem, distribui arrochadas. Ao ter atitudes daquelas, está a dar uma má imagem do clube que representa, mas no seu caso, com a agravente de ser o capitão de equipa... Não achas que a vitória do SCP foi mais que suficiente para "silenciar" os benfiquistas? Só que atitudes infantis como aquela (ou do Paulo Bento ainda a queixar-se das arbitragens: se o SCP jogasse sempre assim, talvez não se queixassem tanto...) acabam por retirar brilho à vitória...

Novamente, gosto de olhar para o header deste blog: o José Águas e a equipa que liderou não precisaram de andar a fazer "macacadas" para se sobressairem e para chamar a atenção!

 
At 1/30/2006 10:31 da tarde, Blogger Harry Lime said...

O Sá Pintas é um jogador colorido. Faz falta ter um jogador destes na equipa para aumentar o moral.

E ele não é grande coisa mas é óptimo para espancar seleccionadores incompetentes :))

 
At 1/30/2006 11:11 da tarde, Blogger Harry Lime said...

Pessoal,

Neste momento o Fernando Seara está a defender que o Liedson estava em off-side no terceiro golo do Sporting.

Isto é lunatismo benfiquista no seu melhor!

 
At 1/30/2006 11:45 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Errado, isso é lunatismo lumiarense no seu melhor. Anda a fazer-lhe mal estar tanto tão perto do Dias Ferreira. ;)

 
At 1/31/2006 12:33 da manhã, Anonymous Anónimo said...

novo local portuguese
http://portuguesesoccernewslinks.red.tc

 
At 1/31/2006 1:44 da manhã, Anonymous Anónimo said...

NO FINAL DA CONTAS, EU QUERO VER OS PALHAÇOS DOS LAGARTOS Á RIREM-SE...

 
At 1/31/2006 4:55 da tarde, Blogger antitripa said...

Mea culpa....

 
At 2/01/2006 12:46 da tarde, Blogger Harry Lime said...

Os lagartos já se estão rir com as baboseiras que o São Simão escreveu na sua página.

Já se está a notar o mau caracter do homem... é como dizia o outro: quem viver pelo colt morrerá pelo colt.

 
At 2/01/2006 3:40 da tarde, Blogger D'Arcy said...

O texto em questão não é da autoria do Simão.

 
At 2/01/2006 4:10 da tarde, Blogger Mr. Shankly said...

"Agora com licença, que tenho um garrafão de cinco litros por esvaziar, e uns sopapos para distribuir pelo agregado familiar."
:) Ainda há-de vir aí alguém dizer que isto demonstra o que é um verdadeiro benfiquista!

 
At 2/01/2006 10:12 da tarde, Blogger Harry Lime said...

Ah! o texto não é da autoria do simão... muito bem!

Quero ver o que é que ele vai dizer no dia em que sair do Benfica... mas vamos ver. Eu espero apenas para ver, mais nada!

 
At 2/03/2006 3:10 da tarde, Blogger Miego Daradona said...

Mais ridículo que imaginar este lampiolho a ler livros no 3º anel no meio de todas as vítimas do escorbuto que o rodeiam é ler a sua hilariante antevisão do jogo e compará-la com o resultado e posterior azia redigida.

Destaco esta frase tão hilariante:
"Quando penso em ambas as equipas, e as comparo posição a posição, é-me difícil imaginar mais que um jogador deles a ter entrada no nosso onze."

Gostaria de saber se as contas se mantêm agora ó Manuel Alegre da nação destentada :) Tens a mania que és poeta entre a orcalhada :).

Deixa-me adivinhar? Entra liedson mas moutinho não tem lugar? Será o Luísão que nao perde para Tonel? Hmmm... talvez seja o Carlos Martins que fica à porta perante o esplendoroso Beto?

Ah lampião.. nem a ler livros ganhas neurónios :D

 
At 2/03/2006 4:53 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Quem me parece que tem extrema falta de neurónios és tu pá. Quanto ao teu comentário, basta a tua afirmação que coloca o Tonel em vantagem sobre o Luisão para demonstrar aquilo que sabes e dispensar mais discussões. É o que eu digo, para vocês resume-se tudo a um instante, um golo, um jogo. Desde que vos seja favorável, claro.

As contas mantêm-se e manter-se-ão porque tenho convicções firmes que não flutuam ao sabor das vitórias ou derrotas. Quanto à tua caracterização da minha 'azia', gostava muito de saber o que é que defines por 'azia'. É 'azia' ficar-se triste com a derrota do seu clube, e reconhecer mérito no adversário? Se é essa a definição, então sou o maior aziado do mundo. Deve ser essa tua definição, já que parece óbvio que para ti a forma correcta de reagir a uma derrota é não a admitir, e justificá-la com árbitros, sistemas, fases da lua, condições climatéricas, fungos no relvado, etc. Tudo menos reconhecer mérito no adversário. Isto é que não é azia. É moto de uma certa categoria de adeptos, da qual não duvido farás parte, dada a verborreia que vens para aqui despejar quase uma semana depois do jogo.

Só não apago o teu comentário para que fique bem expressa a tua imbecilidade. Não duvido que para ti a imagem de alguém a ler um livro seja ridícula. Provavelmente ainda não tinhas descoberto que se podia fazer algo mais com eles para além de enfeitar as estantes lá de casa.

 

Enviar um comentário

<< Home