quarta-feira, dezembro 15, 2004

Comentadores (II)

Ainda sobre o tema comentadores, não posso deixar de fazer uma menção ao meu ódio de estimação nesta àrea. Não, não é o Gabriel Alves. Para mim o Gabriel Alves já faz parte do anedotário do comentarismo desportivo em Portugal há vários anos (lembro-me perfeitamente d'O Independente lhe ter justamente atribuido o prémio 'Açaimo de Ouro' após o Mundial de Itália em 1990), e por isso acabo por divertir-me com as suas divagações. Mas no meio de uma das suas análises mais profundas, fico sempre a pensar que seria um prazer perverso vê-lo sentado no banco de uma equipa de futebol, para podermos avaliar o quão válidas são as suas críticas aos treinadores dos jogos que comenta.

Também não é o José Nicolau de Melo, porventura o comentador mais tendencioso/faccioso que alguma vez povoou os feixes hertzianos portugueses. Mas como já está afastado destas lides do comentarismo há muitos anos, não chega a poder ser considerado um ódio de estimação.

Como benfiquista, o meu ódio de estimação é o suposto jornalista/comentarista da SportTv José Marinho. Digo suposto porque eu sempre pensei que alguém numa posição como a dele deveria ter uma postura isenta tanto quanto o possível, o que não é o caso. Não tenho uma foto do senhor em questão, mas uma imagem aproximada é a de uma cegonha a quem vestiram um blazer, ao qual se esqueceram de tirar o cabide das costas. Este senhor não perde uma oportunidade para cuspir o ódio que parece nutrir pelo Benfica. Entre as suas afirmações mais disparatadas, estão 'pérolas' como estas, reveladas quando comentava um jogo entre o Nacional e o Benfica: 'É caso para dizer: O que é Nacional é bom, o que é Benfica é frouxo', ou 'Do meio-campo para a frente o Benfica luta pelo título, do meio-campo para trás luta para não descer'. Entre diversas outras afirmações azedas sobre injustiças quando o Benfica se colocou na frente do marcador no referido jogo. Pessoas destas não deveriam ter permissão para comentar jogos de futebol.

6 Comments:

At 12/15/2004 5:57 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Por acaso lembro-me dos comentários em questão e nunca vi a questão dessa forma. O individuo em causa até me costuma divertir muito com os seus comentários pois tenta á sua maneira introduzir novas palavras no léxico futebolístico. Frases como 'jogo bisonho' ou comparações do jogo de certas atletas a frases alegadamente poéticas dão um certo sal ao jogo se vistas em tom de brincadeira que penso ser o tom adequado para tal. No entanto (infelizmente no meu caso) não o ouço comentar um jogo há um certo tempo.

 
At 12/15/2004 6:36 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 12/15/2004 6:38 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Se fosse apenas nesse jogo... a questão é que sempre que o apanho a comentar um jogo do Benfica (ou mesmo um resumo), ele passa o tempo a despejar atrocidades que me parecem desrespeitosas para o meu clube. Não sei se ele faz o mesmo com outros clubes, no entanto, mas no caso particular do Benfica, isso é suficiente para me fazer subir a mostarda ao nariz.

Mas conforme disse, isto é um 'ódio de estimação'. Os ódios de estimação são difíceis de explicar, às vezes surgem pelos motivos aparentemente mais insignificantes, e a partir desse momento a pessoa em questão deixa de ter qualquer margem de manobra.

 
At 12/16/2004 4:31 da tarde, Blogger koelhone said...

Concordo com a parte dos ódios de estimação, até porque dificilmente os adeptos dos três grandes se poderão queixar dos comentadores.

É frequente a gente estar a ver um jogo e ouvir o comentador a explicar o que é que o Porto/Benfica/Sporting têm que fazer para ganhar o jogo. Raramente se lembram que do outro lado está uma equipa que também tem os seus adeptos e os seus objectivos...

 
At 12/16/2004 5:09 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Pois... eu nesse ponto até nem me devo estender muito, porque como sou benfiquista, este blog é também de inspiração benfiquista, e por isso os meus comentários serão naturalmente tendenciosos.

Eu reparo naturalmente quando um comentador parece estar contra o Benfica, mas por acaso ainda não tinha pensado nisto sob esse ponto. Tens razão quando dizes que muitas vezes eles dão conselhos sobre como um dos grandes deve ganhar o jogo, e acredito que um adepto de um dos clubes 'pequenos' se possa sentir irritado com comentários deste tipo.

 
At 1/08/2005 7:20 da manhã, Blogger Quetzal Guzman said...

O Marinho é um banana. No recente Arsenal-Chelsea teimou que o golo de Henry era ilegal. E repetiu até há exaustão que o árbitro tinha mostrado o apito ao jogador. Ele não ouviu a conversa mas isso não interessava. O Eidur gesticulava para o Cech avisando que o livre ia ser marcado mas isso também não contava... Contava era o apito e tudo o que beneficiasse a equipa do Mourinho.
Outra de Marinho foi no derby romano de há dias. (diria que ódio superior ao que tem ao Benfica só pelo futebol italiano...) Ao ser substituído Di Canio provoca a curva da AS Roma e Marinho afirma "que em Inglaterra não teria atitudes destas" Pois não... Só empurrou um árbitro enquanto este exibia um cartão... Enfim

 

Enviar um comentário

<< Home