segunda-feira, janeiro 23, 2006

Rivalidade

Nota prévia: Segue-se um post extremamente faccioso, parcial, e polvilhado de imagens que desde sempre povoaram o meu subconsciente associadas aos nossos vizinhos que moram no Lumiar. É apenas uma pálida tentativa de exprimir o meu desprezo por aquele clube. Sinto que falhei rotundamente neste objectivo, porque não consigo encontrar palavras suficentes para o fazer.

Esta é a pior semana para mim durante cada época futebolística. Conforme os visitantes deste espaço saberão, nesta coisa das rivalidades eu sou um benfiquista 'à antiga'. Para mim o FC Porto é um fenómeno recente, e considero-os apenas nossos concorrentes na luta pelas provas que disputamos. Não morro de amores por eles, é verdade, mas não me incomodam por aí além, salvo em ocasiões intermitentes em que vejo sair alguma declaração assassina da boca do seu presidente que nos é dirigida, e que é logo classificada pelo séquito de pseudo-jornalistas acólitos do 'papa' sob a forma da 'mais fina e tradicional ironia'. Mesmo assim a minha irritação até é mais com a pessoa Pinto da Costa do que com o clube. Analisadas bem as coisas, consigo fazer uma separação das águas e dizer que em relação ao FC Porto apenas não gosto da claque organizada deles (a mais conhecida, aquela que rebenta com estações de serviço) e do presidente do clube. O resto é-me mais ou menos indiferente.

Agora digo que sou um benfiquista à antiga porque para mim o rival do meu clube é aquela associação que mora lá para os lados do Lumiar. Aí sim, não há separação possível: meto tudo dentro do mesmo saco e odeio tudo o que lhes diga respeito por igual. Há uma ou outra excepção, claro, porque tenho amigos que escolheram passar pela vida carregando a cruz de apoiarem aquele clube, e são pessoas decentes de quem eu gosto muito, mas regra geral o adepto lagarto típico é bem retratado pelo Dias Ferreira. Imagine-se um estádio cheio de barbudos com ar de talibã, cabelo ensebado, espuma nos cantos da boca e olhos flamejantes de rancor enquanto não prestam atenção ao que se desenrola no terreno de jogo porque estão atentos a algum som que possa vir do outro lado da 2ª circular, e temos uma assistência típica de um jogo do clube do Lumiar. Aliás é exemplificativo disto o facto de muitos dos adeptos daquele clube que conheço verem a candidatura do Dias Ferreira à presidência como uma coisa positiva, achando que ele é a pessoa certa para rumar o clube a porto seguro.

Como eu não tenho tendências masoquistas, e não gosto mesmo nada de andar a irritar-me propositadamente, a minha maneira de lidar com este ódio ao clube do avozinho é pura e simplesmente ignorar que ele existe. É verdade: não quero saber nada sobre eles. Não vejo os jogos deles, não quero saber se foram gamados ou beneficiados, não vejo resumos dos jogos, quando leio os jornais desportivos passo à frente as páginas que lhes dizem respeito, quando vejo alguém ligado ao clube a ser entrevistado na televisão mudo de canal, etc. Inclusivamente passo duas vezes por dia em frente ao estádio deles, a caminho e de volta do trabalho, e faço sempre questão de olhar para o lado oposto da estrada. Por vezes, após fins-de-semana em que esta minha táctica é particularmente bem sucedida, consigo mesmo chegar a segunda-feira sem saber qual foi o resultado deles na jornada do fim-de-semana (ultimamente isto tem sido mais difícil porque o meu amigo Harry Lime tem o hábito de desabafar a sua irritação com o seu próprio clube via SMS para mim). Consigo assim criar um mundo artificial em que, para todos os efeitos, aquele clube não existe. Ora isso é impossível de atingir pelo menos durante duas semanas por ano, em que o Benfica tem que jogar com eles. Durante estas duas semanas não tenho hipóteses de ignorar a existência da agremiação do Lumiar, porque mesmo os nossos jogadores e técnicos têm que falar sobre eles.

Isto é particularmente doloroso durante a semana que antecede a visita deles à Luz. O Estádio da Luz é para mim um santuário, uma zona livre de lumiarices. Quando eles cá vêm é como se estivessem a dessacralizar este refúgio, onde eu estou habituado a estar livre de qualquer referência que perturbe o meu mundo virtual onde o clube do Lumiar não existe. É que não tenho hipóteses: vou ter que ver aquelas camisolas horrendas pisarem o relvado da Luz; vou ter que cruzar-me com aqueles adeptos que passam metade das suas vidas a olharem por cima dos nossos ombros para verem o que é que andamos a fazer, e que são incapazes de nos reconhecer qualquer mérito; que têm aquela memória selectiva que é capaz de os fazer afirmar convictamente e com o maior desplante que as nossas vitórias nos anos 60 e 70 foram oferecidas pelo Salazar, e depois convenientemente ignoram que durante os anos 40 e 50, em que chegaram a ganhar 7 campeonatos em 8 anos, o Salazar já cá estava; são aqueles que conseguem idolatrar jogadores reles e repelentes como o Sá Rafeiro e o Beto; são aqueles que nunca perdem: são sempre derrotados por factores extra-futebol, por detrás dos quais está invariavel e maquiavelicamente o Benfica a puxar os cordelinhos de um 'sistema' qualquer; são aqueles que berram mais desalmadamente um golo de um adversário do Benfica seja ele qual for, seja em que competição for (mesmo que nem estejam envolvidos nessa competição), do que um golo do seu próprio clube, são aqueles que chegam ao cúmulo de desejar a derrota do seu próprio clube contra um adversário directo do Benfica, de forma a alimentarem a esperança que o Benfica não ganhe uma competição.

Desde muito pequeno que me lembro de ter este desprezo pelo clube do avozinho. Recordo-me de algures nos anos 80, ainda adolescente, ir ao antigo estádio de Alvalade com o meu pai (era mais eu quem arrastava o meu pai até lá, já que o meu pai é academista apenas com alguma simpatia pelo Benfica), e de me dar a volta ao estômago quando, a meio do jogo, se começava a ouvir uma espécie de rougo vindo de debaixo da pala: 'Cepór... tém! Cepór... tém!'. Assim mesmo, dito num ritmo muito lento, como se tivessem que tomar fôlego entre as duas sílabas. Aquilo não chegava a ser um grito de incentivo: era como se uma multidão de múmias empoeiradas de repente, numa espécie de estertor, soltasse aquele rougo, aquela espécie de lamento que na sua própria entoação encerrava toda a desgraça e tristeza que era ser adepto daquele clube, e entre as duas sílabas tivessem que tomar fôlego para evitarem desfalecer. Normalmente um lançamento perto da nossa área ou dois pontapés de canto seguidos eram a fagulha que provocava esta manifestação de fervor clubístico. 'Cepór... tém!' - lamuriava-se a turba, no meio de uma nuvem de poeira e traças entretanto levantada. E o Gil Baiano, motivado com o incitamento, passava a mão pela carapinha alourada e executava o lançamento na direcção do Tony Sealy. Depois se o árbitro marcava um lançamento ao contrário, soltava-se um prolongado ulular lamentoso, como se os próprios Deuses tivessem despejado sobre eles toda a sua ira sob a forma de pragas de proporções bíblicas. Desde miúdo que a palavra 'Ceportém' criava na minha mente imagens cinzentas, cheias de bafio e poeira e gente velha com fatos escuros a cheirar a naftalina. O Benfica e o vermelho pelo contrário faziam-me pensar em alegria, emoção, paixão e gente entusiasmada. Até na forma como os golos são festejados os adeptos são diferentes. Um 'Golo!' gritado por adeptos do Benfica é diferente de um 'Golo!' gritado por adeptos do Lumiar. O nosso 'Golo!' é um golo alegre, que encerra em si uma espécie de ênfase, como se estivéssemos a expressar o contentamento por as coisas se passarem com a naturalidade da lei da vida: o Benfica marca golos, e os outros sofrem, porque nós somos mais fortes. Isto é o que é natural. O 'Golo!' deles encerra algo de gutural, uma espécie de surpresa e desespero, como se eles estivessem a convencer-se a eles próprios que o que acaba de acontecer é normal, e a tentar afogar a sua própria surpresa. Como se tivessem a esperança que aquele momento pudesse servir de prova insofismável da sua própria valia.

Até a história da formação da agremiação de Alvalade é para mim ridícula, nascidos que foram de uma birra entre queques chateados por não se organizarem mais bailaricos no Campo Grande Football Clube, e amuados por não terem sido convidados para um piquenique. Vai daí foram pedir dinheiro ao avozinho de um dos queques e lá fizeram o seu clubezinho privado. Deve ser daí que ainda hoje tiram a mania que são um clube 'diferente', e se sentem muito ofendidos quando não são privilegiados de alguma forma (na óptica deles, quando isto não acontece eles são 'roubados'). Podia ficar aqui o resto do dia a escrever, e não conseguiria destilar nem uma décima parte do desprezo que sinto por aquele clube. Detesto tudo neles, a começar pelos dirigentes, passando pelo estádio, equipamento, jogadores, e a acabar na massa associativa e respectivas claques. Os dirigentes parecem uma massa uniforme cinzenta, produzida em série em gabinetes bafientos e empoeirados, e cada um deles parecendo fazer parte de uma qualquer confraria de agentes funerários. Todos eles têm em comum o facto de trazerem instalado um mecanismo que apenas lhes permite olhar na direcção do Estádio da Luz, e constantemente observar e comentar o que por lá se passa. São capazes de estar a ser violentados a sangue frio por um qualquer padrinho e respectivos comparsas mais a norte, que entre duas bordoadas ainda arranjam tempo para erguer uma mão ensanguentada, apontar um dedo na direcção da Luz, e balbuciar uma acusação patética qualquer contra o Benfica mesmo antes de apanharem outra cacetada de fazer perder os sentidos. Depois quando acordam no hospital, dizem ao polícia que os interroga: "Não vi quem me bateu, mas o Benfica não pagou um rebuçado na mercearia!". Aquele clube nasceu, cresceu e vive alimentado no rancor. Porque apesar de desde sempre terem tido as melhores condições, nunca conseguiram o mesmo sucesso que nós.

Por tudo isto esta semana é horrível para mim. Eu não consigo apreciar os jogos do Benfica contra o clube do Lumiar. Para mim são uma experiência horrível, o culminar de uma semana em que apanho uma dose de clube do avozinho superior ao acumulado do resto da época toda. Chego a ficar agoniado ao olhar para o campo e ver aquelas camisolas horripilantes ao lado das nossas papoilas saltitantes. É um martírio que dura noventa minutos e que parece durar uma vida inteira. Revolvo-me na cadeira, fecho os olhos, cerro os maxilares, suspiro profundamente... o desconforto é total. Eu na minha vida chorei duas vezes num campo de futebol, e foram ambas em jogos contra o clube do Lumiar. Foram lágrimas mais de raiva do que de alegria. Raiva enquanto o JVP demolia aquela equipa arrogante que andou a semana toda a prometer humilhar-nos. Cada golpe desferido pelo JVP naquele farrapo verde e branco que se arrastava pelo relvado naquela noite chuvosa libertava a minha raiva pelo sofrimento que me tinham feito passar durante essa semana, remetia-os ao lugar deles. E da segunda vez chorei ainda mais. Porque andei a semana toda a ouvir a festa anunciada, as promessas de goleada, a antecipação do tamanho das nossas cabeças na festa deles. Ouvi, comi, e calei. E acumulei cá dentro. Por Amor ao meu clube sujeitei-me a mais. Sujeitei-me a ir lá, ao covil deles, a misturar-me com eles e cruzar-me com eles enquanto carregavam os foguetes para a festa. Sujeitei-me ao sacrifício supremo de estar no meio deles, de não poder conseguir de forma alguma ignorá-los quando eles festejassem um título há tanto esperado, ainda para mais num jogo contra nós. E quando desde o topo Norte vi a bola chutada pelo Sabry descrever um arco perfeito, as lágrimas soltaram-se ainda antes da bola tocar nas redes.

Aqueles que me vêm com histórias de que eu deveria era considerar o FC Porto como o nosso grande rival não fazem ideia do que falam. Rivalidade é isto. É ilógica. É odiar (sem violência, atenção!) o mais ínfimo pormenor do nosso rival, mesmo que pareça não haver explicação lógica para isso. No meu caso é odiar tanto que prefiro tentar esquecer que eles existem. E fazer o sacrifício supremo por amor ao meu clube, que é reconhecer a existência deles durante duas semanas por ano. Por isso é que para mim entramos hoje na pior semana futebolística do ano.

146 Comments:

At 1/23/2006 1:20 da tarde, Blogger Pedro Neto said...

Gostei imenso do texto, partilho também das tuas opiniões em relação à maior rivalidade existente.

 
At 1/23/2006 2:47 da tarde, Anonymous Anónimo said...

D'Arcy, percebo o que te vai na alma mas aquela coisa do lumiar não merecia tantas palavras. Quanto aos esverdeados se "esquecerem" daquilo que o FCP lhes faz, um ódio de estimação não se divide, e nisso os lagartos foram sempre coerentes.

No fundo percebo-os, esta é uma rivalidade centenária e não é um epifenómeno tipo PC que vai mudar as coisas. Estes 20 anos de fruta e rebuçados daqui a algum tempo só vão interessar na contabilidade como campeonatos que o SCP ou SLB deixaram de ganhar. Mais ano menos ano o reinado desse senhor termina, os dragões passam novamente a andrades, e a luta que conta é a da águia contra a lagartixa.

 
At 1/23/2006 2:54 da tarde, Blogger MB said...

Raiva a essa agremiação só senti no Verão quente de 93. No resto, acho que o sentimento é mais de pena, ou indiferença.


Ódio, só mesmo em relação ao Porco da Costa, por tudo o que ele (não) representa enquanto ser humano.

 
At 1/23/2006 3:42 da tarde, Blogger Ricardo said...

Sou um adepto do FCP. Sempre fui e sempre serei. Todos os 15 dias lá estou no estádio a sofrer.

Mas não sofro de tiques regionalistas e os adeptos dos outros clubes são apenas rivais desportivos, nada mais! Aliás não podia ser mais cosmopolita e detesto regionalismos.

Por isso mesmo abomino a maior parte dos dirigentes desportivos e não escapam os dirigentes do meu clube. Infelizmente, neste momento, os do SLB também não são famosos. Basta dizer que ambos (Vieira e Veiga) aprenderam muito com Pinto da Costa.

Eu gosto do espectáculo da bola ir de pé em pé até ao apogeu do golo! O resto, sou franco, ignoro e abomino!

Abraço de um "rival",

 
At 1/23/2006 3:45 da tarde, Anonymous Anónimo said...

MB, deixa-me adivinhar, tens à volta de 25 anos? Tenho o mesmo problema com os meus familiares mais novos, falta-lhes aquele desprezo visceral que eu sinto pelo SCP.

Ódio é um sentimento demasiado forte para sentir por uma criatura como o PC. A mim o sentimento é mais semelhante ao que se tem por um furúnculo, é algo que se deve lancetar porque é feio e nocivo, mas não odeio a coisa. O sentimento de asco que todos os benfiquistas sentem por esse senhor curiosamente não é partilhado pelos lagartos, apesar de tudo o homem lhes fez. Quando a mim isso não se deve a masoquismo esverdeado, trata-se de um certo pragmatismo distorcido. O PC é encarado com uma certa simpatia em Alvalde porque os campeonatos do FCP foram quase todos ganhos com o Benfica em segundo. Se a diferença em títulos entre Benfica e seportem não é maior isso se deve ao generoso distribuir de fruta e rebuçados.

 
At 1/23/2006 3:45 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Belo texto, sim senhor.
Gostei em particular da descrição relativa às diferentes formas de comemorar os golos por parte dos adeptos do Benfica e do scp. A diferença - que todos nós sabemos, no fundo, existir - é magistralmente retratada.
Quanto ao 'core' do post: concordo com a ideia de que o fcporco representa algo de marginal (nas várias acepções do termo) em questões de rivalidade, e que o bimbo da bosta constitui um mero epifenómeno que, felizmente, andará a exalar os últimos suspiros na sua senda de baixarias perpetradas ao longo dos últimos vinte anos.
Para mim, a verdadeira rivalidade, a única, a que vale a pena, é a que temos com o clube sediado no lado errado da 2ª circular.

 
At 1/23/2006 3:53 da tarde, Anonymous Anónimo said...

D'arcy:
Durante o mandato do Vale e Azevedo, encontrei uma forma de protestar contra o mal que esse senhor fez ao BENFICA e o demonstrava dia a dia: deixei de ir ao estádio (penso que só lá fui naqueles anos todos umas 4 vezes) e deixei de pagar as quotas(que me arrependo, pois perdi o número). Mas foi a minha forma de protestar, mas nunca deixei de gritar pelo BENFICA e de querer todas as vitórias e de ficar doente com empates ou derrotas! Recentemente decidi deixar de falar de futebol com um amigo meu, adepto do clube do lumiar(terra que não tem culpa dos seus inquilinos), pois esse meu amigo disse-me: espero que o "Ceportem" perca para o Peseiro ser despedido. E eu olhei para ele e perguntei: Tu queres que o teu clube do coração perca????? Que não vás ao estádio eu até percebo, agora desejar a derrota????
Este é um exemplo de como aqueles seres me enojam, me revoltam. ontem fui almoçar a um restaurante na Parede e dei de caras com o Sá"rafeiro". Deu-me um nó no estomago!!! Senti o estomago a encolher. Dentro do Restaurante estava o Carlos Cruz. Completamente indiferente, apesar de ainda n ter sido julgado, comparado com o que só de pensar que o outro gajo estava lá fora sentado, na minha terra!!! Que raiva!!! Odeio tudo o que é Ceportem!!!! Ainda me lembro de quando jogava hoquei em patins nos jogos contra esse clube mesquinho estava um gajo que passava o tempo todo sozinho a dizer: ceportem, ceportem. Se fosse com sentimento não aguentaria 10 minutos, pois gritar pelo BENFICA a plenos pulmões é isso, é passado 10 minutos querer gritar mais e não conseguir, mas mesmo assim gritar.Mesmo os amigos... Tenho pena que sejam assim! Eu que sou do BENFICA naturalmente, pois na minha familia ninguem nunca me tinha levado ao futebol, ninguem gostava de futebol e no dia em que a minha mãe me deu como prenda de natal a proposta de sócio do BENFICA preenchida, ainda hoje diz que pensava que ia ter uma paragem cardiaca, pois a minha emoção foi tal que teve de me acalmar. Diz ela que até hoje nunca me viu tão emocionado! E é ao longo desta semana que todo esse sentimento vem ao de cima! É nesta semana que contamos os minutos para que chegue sábado e acabe este martirio que é ter que os aturar! Ter que ver o nome daquele clube nas páginas dos jornais destinadas ao BENFICA. Eu não quero saber quem é que está bom ou deixa de estar da parte deles!!! Só quero é que eles vivam muitos anos, para nos verem a vencer! Odeio-os... Mas mais do que os odiar, AMO o BENFICA!!!! O resto são coisas da vida

Tiago Xunga

 
At 1/23/2006 4:07 da tarde, Blogger S.L.B. said...

Fantástico texto, D'Arcy, fartei-me de rir! Compreendo a tua angústia, mas partilho mais da opinião do MB. Se todos os adeptos do clube regional fossem como o Ricardo que aqui comenta, talvez o meu ódio em relação a esse clube não fosse tão exacerbado. Mas como a maioria apoia aquele que eu não menciono (e daí as sucessivas vitórias eleitorais sem concorrência), não tenho outra solução. Mesmo assim este ódio só tomou forma a partir de 88, quando eles cá vieram roubar o Rui Águas e o Dito e desde então foi-se avolumando exponencialmente.

Em relação aos lagartos, a rivalidade da minha parte é mais sadia. Acho piada ao facto de, como dizes, eles terem tido sempre mais condições para serem maiores do que nós, mas nunca o conseguirem. Por outro lado, tenho amigos lagartos e dou-me bem com eles, enquanto não tenho praticamente amizades nenhumas com adeptos do clube regional (é um defeito dificilmente superável).

Mas da infância veio-me um bom hábito que perdura até ao dia de hoje: não visto nada (mas mesmo nada) verde.

 
At 1/23/2006 4:37 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Eu tenho amigos adeptos quer do clube do Lumiar, quer do FC Porto, e dou-me muito bem com todos eles. Até tenho um amigo que assume claramente que o clube dele é o antibenfica, e não deixa de ser um dos meus melhores amigos. Não é difícil separar as coisas. O futebol, e esta coisa das rivalidades, é a nossa forma de darmos largas ao nosso lado irracional, e a liberdade de escolhermos odiar um clube para o resto da vida apenas porque numa dada altura não gostámos do bigode do defesa-esquerdo deles. Eu não sei concretamente porque é que odeio tanto o clube do Lumiar, mas a verdade é que o odeio desde que me lembro. Mas claro que este 'ódio' de que falo é sempre mantido dentro dos limites da civilização. O facto de eu sonhar com um acidente termonuclear no meio do relvado de Alvalade não significa que eu deseje, de facto alguma espécie de mal físico aos adeptos daquele clube. Eu odeio o conceito de adepto do clube do Lumiar, não odeio cada adepto deles individualmente.

Em relação ao FCP, volto a afirmar que concentro todo o meu ódio na pessoa do presidente Pinto da Costa. Confesso que mesmo sendo adepto do Benfica, quando era miúdo achava que o FC Porto era um clube simpático, e torcia sempre por eles nas competições europeias (até me lembro de ter ficado escandalizado quando se passou aquela eliminatória com o Wrexham). Ainda miúdo cheguei a ver jogos no Estádio da Luz (na altura em que o topo do 3ºAnel estava separado do resto por uma vedação, e o público em geral podia ir para lá) entre o Benfica e o FC Porto sentado no meio de adeptos (friso: adeptos, não membros de claques) do FC Porto, e guardo esses jogos como alguns dos momentos mais divertidos que passei em estádios de futebol. O adepto comum é gente boa, e aliás pude-o confirmar este ano quando fui ao Dragão (apesar de não estar identificado como benfiquista). Não gosto do FC Porto quando entra em campo para jogar contra nós, mas quando o jogo acaba deixo de me preocupar com eles. Conforme disse, apenas desprezo a claque SD, e o presidente PC porque volta e meia parece estar sempre a querer acicatar ânimos, e a acenar com a bandeira do regionalismo bacoco. Felizmente que muitos dos adeptos do FC Porto, conforme prova o Ricardo, sabem separar as coisas.

Tiago: Chiça, e ainda conseguiste almoçar depois de veres o Sá Rafeiro cara a cara? Eu perdia logo o apetite. A pior experiência que tive foi há um par de meses dar de caras com o Beto na FNAC, com aquele penteado ridículo e ares de vedeta, enquanto se armava em bom para a empregada da secção de informática. Tive que sair dali.

 
At 1/23/2006 6:32 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Rivalidade?
Não estou a ver onde.
Comecem a chegar mais cedo ao estadio para ouvirem a gloriosa frase que figura no nosso hino.
"...Nunca encontrou rival
neste nosso Portugal"

 
At 1/23/2006 7:03 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Ehehe...brilhante texto do Darcy.

Subscrevo na íntegra tudo o que disse, os seus sentimentos futebolisticos são quase identicos aos meus.

Eu sou um benfiquista da região centro norte pelo que a rivalidade se faça mais sentir entre benfiquistas e sportinguistas. Portistas?
Não se vêm quase nenhuns!


Não gosto do Pinto da Costa, daquela claque nojenta sempre à procura do conflito com aquelas manias de que são eles quem manda no clube, e odeio quase todos os comentadores da televisão e dos jornais que sejam portitas. Então aquele guilherme aguiar é o portista mais hipócrita e falso que conheço. E aqueles textos do MST são do mais fanático e desconexo que leio.

De resto, dos poucos portistas que conheço todos eles, repito todos eles, não ligam patavina ao seu clube. Que é como quem diz não compram jornais, raramente falam de futebol e quando nos encontramos, nem a meio da semana sabem o resultado da sua equipa do jogo anterior.


Os lagartos são diferentes. E quem é benfiquita sente isso. Quem é portista não sente nada uma vez que a rivalidade porto-sporting praticamente não existe. Eles são super-irritantes, chatos e com aquela mania que de são os eternos perseguidos.

Quando ganham, que é como que diz:quando estão um ponto ou mais à nossa frente, é ve-los a deambular histericamente com a sua arrogancia e regozijo, malhando para cima dos benfiquistas até mais não conseguirem.

Quando perdem ficam todos resignados, chorões, e escondidos na toca. Do seu clube não falam de nada, mas no que respeita ao Benfica são capazes de produzir as mais recambolescas teorias que normalmente vão dar à desculpabilização das suas derrotas e à frustração na condição de sportinguista derrotado.

Sou sincero. Odeio o sporting e os sportinguistas. E aquela final da uefa perdida, ainda por cima em casa, soube-me tão bem...

 
At 1/23/2006 7:11 da tarde, Anonymous Anónimo said...

O que eu quero é ganhar sábado! Como quero em todas as jornadas!

Mas se não for pedir muito formulo um desejo: Que este sábado seja no minuto 93(nos descontos dos descontos) em fora de jogo(mas real) ou com a mão ou com um penalty inexistente. Ou seja que eles espumem da boca de raiva para eu me rir ainda mais!!!

Tiago Xunga

 
At 1/23/2006 7:33 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Apesar de não gostar do SCP confesso que no fundo torcia para que eles ganhassem a Taça UEFA. Não que tenha ficado chateado por eles perderem (enfim quando o SCP sofre um golo festejo sempre) mas porque apesar de tudo o número de competições europeias ganhas pelos clubes portugueses mostra que a nossa liga não é tão fraca como isso. Reparem que clubes portugueses já ganharam 4 vezes a taça dos campeões e foram nove vezes à final. Comparem com o registo do franceses por exemplo. As competições europeias são os únicos casos em que suspendo o meu anti-sportinguismo.

 
At 1/23/2006 8:02 da tarde, Blogger tma said...

Relativamente à tua caracterização do Cepórtêim, gostei em particular da frase "Deve ser daí que ainda hoje tiram a mania que são um clube 'diferente', e se sentem muito ofendidos quando não são privilegiados de alguma forma (na óptica deles, quando isto não acontece eles são 'roubados')".
Para mim é isso que melhor define os adeptos desse clube, e razão pela qual, sendo eu benfiquista, o detesto (embora não possa falar propriamente em ódio: a verdade é que uma das pessoas que mais me fez interessar por futebol e mais marcou positivamente a minha infância era sportinguista, pelo que, se não fosse a "intervenção" do meu tio, eu próprio, que cheguei a ter simpatia pelo dito clube, poderia neste momento ser mais um adepto do Lumiar... Felizmente assim não é, mas se calhar, influencia a forma como "detesto" o clube do Lumiar, ao ponto de o meu sentimento não ser de forma alguma comparável ao teu...).
Ainda assim, recentemente, num jantar de Natal, um primo meu 'lagarto' ainda falava da forma como o "campeonato do ano passado foi expoliado ao Cepórtêim num golo faltoso do Luisão" e "que o golo do Nuno Gomes ao V. Setúbal foi precedido de mão"... No fundo, não me surpreende, pois é assim mesmo que são os adeptos do clube do Lumiar...
Ver "lagartos" a assistir a jogos do seu clube na Luz, apesar de não ser uma visão que me agrade, tolero-a, porque bem ou mal, estão a apoiar(?) o seu(?) clube, e têm todo o direito de o fazer (mesmo que a forma de o apoiar seja ridícula). Como anfitriões, há que acolher as visitas, mesmo que desagradáveis...
Faz-me mais confusão ainda é vê-los, num jogo da selecção disputado no Estádio da Luz, a envergarem um cachecol do seu clube, pois aí, não estão a pisar o estádio para apoiar o seu clube... Aí, fico com a clara sensação de que estão a profanar o estádio, a Catedral... Não consigo de forma nenhuma identificar aqueles cachecóis da cor do ranho com o meu país e muito menos perceber o que é que os faz pensar que têm o "direito" de levar para a Catedral quando não foram para lá "convidados" enquanto adeptos do clube do qual eles se dizem adeptos...

Quanto ao Fócúlporto, comecei a detestá-lo quando, por motivos extra-desportivos, a final da Taça foi transferida para as Antas em 82/83 (na verdade, já se estava a iniciar a época 83/84 qdo foi disputada)... Depois (já por motivos desportivos), quando o Gomes começou a marcar muitos golos, na sua segunda passagem pelo FCP (na primeira eu era demasiado novo). Irritava-me a forma como ele festejava os golos...
No tal jogo com o Wrexham, eu lembro-me de me ter rido com o facto, ou seja, já na altura não "gramava" o FCP. E depois, pela forma como o FCP ganhou o campeonato de 85/86, fez com que, tanto o FCP como o SCP tivessem "direito" a serem para sempre(?) por mim detestados (por motivos diferentes, claro - o primeiro por causa de um jogo em Coimbra, que ainda hoje me está "encravado na garganta", que foi prolongado por 10 mins até ser marcado um penalty a favor, o segundo pela orgia colectiva que tiveram por retirar o título ao Benfica, quando já de nada lhes servia - mas sem distinguir "qual eu detesto mais").
De tal forma que eu até fiquei irritado quando o FCP ganhou a final de Viena em 87, por achar que quem devia ter representado Portugal nessa edição da TCE era o Benfica...
À medida que o PdaC foi ganhando protagonismo, mais fui detestando o FCP. A claque dos SD, uma das coisas mais grunhas à face da terra, só é possível com o consentimento da direcção do FCP...
Em relação ao SCP, até cheguei a ter pena da sua pateticidade (não sei se esta palavra existe...), até que voltaram a ser campeões em 2000 (cujo único aspecto positivo foi a quebra do ciclo vitorioso do FCP). Mesmo assim, o facto é que, durante o período de hegemonia do FCP, os lagartos foram incapazes de ver para além da 2ª circular... Os tripeiros a ganhar campeonatos como quem faz compras no supermercado, e os lagartos preocupados com o Benfica como se fosse este quem os impedisse de ganhar, e não a fraca qualidade das suas (SCP) equipas... E mesmo depois de serem campeões, o engraçado é que quando olham para cima, veêm o Benfica... E em relação ao FCP, mesmo sendo a equipa que mais títulos conquistou nos últimos 20 anos, continuam a gritar pelo SLB sempre que marcam um golo...

Em suma, prefiro concentrar o meu "lado irracional" em gostar do Benfica do que em detestar os rivais, sejam eles de há 100 anos ou de há 30 anos (considerando que a hostilidade do FCP em relação aos clubes de Lisboa, sobretudo o Benfica, começou no final dos anos 70...). E a sua existência e sucessos só me incomodam quando tal represente prejuízo do Benfica. De resto, também gosto de lhes reconhecer mérito nas suas vitórias, pois isso só valoriza ainda mais as nossas vitórias! Se não houvesse rivais fortes, as vitórias do Benfica não tinham metade da piada...

PS: No sábado vamos GANHAR aos lagartos!

 
At 1/23/2006 8:24 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Brilhante!

 
At 1/23/2006 9:24 da tarde, Blogger Burns said...

sim , eu sei o k é isso
7 deve ser nº magico no galinheiro
eu tb fiquei contente qd o sporting os brindou com 7-0 e da outra vez k o celta de vigo os humilhou com outros 7

 
At 1/23/2006 9:41 da tarde, Blogger cparis said...

burns,

muito me ri eu nesse ano dos 7-0... É que depois disso o Ceportem esteve uma porrada de jogos sem ganhar (terão sido 7, burns? ou mais?) e no final as quinas vieram para à nossa manga.

Passei uma semana (7 dias, não é burns?) a festejar esse título e a olhar para a cara patética de uns lagartos meus colegas.

 
At 1/23/2006 9:47 da tarde, Anonymous Anónimo said...

ódio, ódio, ódio, nao admira q as consultas de psquiatria tenham vindo a aumentar, com a quantidade de frustados que aí andam!

 
At 1/23/2006 9:52 da tarde, Blogger Distribuidor de Fruta said...

D'Arcy... brilhante. Do melhor que li até hoje.

 
At 1/23/2006 10:30 da tarde, Blogger André Marques said...

Absolutamente GENIAl.
Palmas para ti.. um Oscar.. este já esta nos meus favoritos.
Lindo.

eu não os considero sportinguistas, mas anti-benfiquistas.

Na minha doce terrinha perdida no meio da serra da estrela. Quando é o jogo do sporting lá estão eles a beber as mines, jogar a sueca ao domino, raios os partam.
Quando é jogo do Benfica lá estão eles olhos vidrados na televisão, quase não piscam os olhos, smp atentos a td que se passa, estão a torçer tal como eu, a sofrer como eu, mas eles só para o benfica perder, isso é que é importante..

Graças a Deus que a uns que não são desse genero.

 
At 1/23/2006 10:45 da tarde, Blogger Galáxia Wrestling said...

Não te preocupes caro Orc é sempre normal odiar aquilo que nos é superior, como tal o teu post só demonstra mesmo isso.
Mesmo com mais titulos, com mais adeptos, com mais ajudas, ainda assim odeias os "pequeninos do Lumiar", eu compreendo-te, também vos odiaria se fossem sequer dignos disso, até lá aguenta e não chora...

 
At 1/23/2006 10:50 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Uma coisa tenho a certeza: este post não podia ser escrito por J.Veiga! O homem é portista desde pequenino e Vcs batem palmas. Lindo!

 
At 1/23/2006 10:59 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Caro pitons, muito obrigado pela referência às ajudas, que só serve para vincar mais a vossa caracterização por mim feita feita no post ;)

 
At 1/23/2006 11:22 da tarde, Blogger Pedro F. Ferreira said...

'Ganda' D'Arcy!!!! Um grande abraço.

 
At 1/23/2006 11:30 da tarde, Blogger JoaoLynch said...

Belo Texto, eu não chego a odiar os lagartos, era dar-lhes a importância que manifestamente não têm, eles é que na sua maioria costumam odiar-nos mais do que gostam do seu próprio clube, são mesmo doentios.

Quanto aos Andrades já cheguei a odia-los qdo o PCosta se metia com aquele discurso bacoco anti-Lisboa, mas depois cheguei a conclusão que o discurso era isso mesmo, 1 mero artifício para acirrar os ânimos.

 
At 1/23/2006 11:55 da tarde, Blogger galvao99 said...

D´Arcy, a tua teoria explicativa do por que sofres tanto na semana antes dos jogos do éessélebê com o cepórtem, é bastante rebuscada e inverosimel. Por isso, e porque se anda como um pato e grasna como um pato, é porque deve ser um pato, só posso concluír que tens medo. Tens muuuiiiito medo!!!

 
At 1/24/2006 12:09 da manhã, Blogger kekspassa said...

Um sério candidato ao 'post do ano'...gostei muito, simplesmente brilhante! Parabéns, d'arcy!

 
At 1/24/2006 12:10 da manhã, Blogger Unknown said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

 
At 1/24/2006 12:13 da manhã, Blogger Unknown said...

Belo post, não haverá muitos Benfiquistas que não se identifiquem com o que escreveste.

No entanto ao contrário de ti. D'arcy, eu não odeio os verde-ranho.

Simplesmente nutro por eles um desprezo total, quase de nojo, e correndo o risco de me acusarem de gostar mais de os ver perder que ver o GLORIOSO ganhar, vou já dizendo que não é verdade. Ambas as situações são-me muito queridas e acho-as deliciosas, mas coloco-as em patamares muito, muito, mas mesmo muito diferentes, tal como as diferenças naturais entre GRANDES clubes e aqueles clubes que sonham em ser grandes mas nunca serão.
Acompanho os resultados dos jogos deles, recusando-me no entanto a ver jogos onde estão a ganhar e nunca por nunca entrarei naquele antro verde-ranho da cagadeira.

 
At 1/24/2006 12:31 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Grande tezto! Genial!!!

 
At 1/24/2006 12:31 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Grande tezto! Genial!!!

 
At 1/24/2006 1:53 da manhã, Blogger S.L.B. said...

É impressão minha ou há aqui uma série de lagartos que não costumam cá vir a comentar? E lá estão eles a falar dos 7-1 outra vez! Esquecem-se é que nesse ano o Benfica ganhou a dobradinha. Eles relembram e festejam as vitórias frente ao Benfica, nós festejamos os títulos. Não tenho dúvidas que entre 7-1 ao Benfica e vitórias no campeonato, a maioria prefira a 1ª hipótese. É a diferença entre um GRANDE clube e outro que, por muito que faça, NUNCA lhe há-de chegar aos pés.

 
At 1/24/2006 2:18 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Bom texto.Tenho 22 anos,sou do Benfica desde que me lembro de ser gente e sei o que verdadeiramente implica ser benfiquista.Sou sócio,vou a todas e sofro incomensuravelmente com "a Instituição".
Todos os anos,por alturas do derby,este assunto salta para cima da mesa.Também eu abomino a lagartagem,aquela presunção de que são um clube diferente,de elites,os garantes da moral e bons costumes;não aguento o papel da "virgem ofendida", de defensores exclusivos da justiça e da verdade.Particularmente no que diz respeito às elites,admito que uma boa parte da elite ECONóMICA alfacinha seja adepta do SCP,mas não entendo o motivo pelo qual este facto constitui motivo de orgulho.Parece-me que julgam que,por contarem entre as suas fileiras pessoas com grande capacidade económica, isso os torna um clube mais digno ou melhor.No entanto,quando se discutem elementos como a popularidade dos clubes, o povão execrável,suburbano,saloio e iletrado parece deixar de ser fonte de desprestígio e torna-se num dado fundamental a ter em conta porque sim, tal como o SLB,ainda que numa escala menor, o Sporting é também um clube com dimensão nacional e com projecção em todas as classes sociais,há que admiti-lo.O Benfica é o clube com maior adesão popular,figuram como seus adeptos desde as mais ilustres figuras da Nação aos mais humildes cidadãos anónimos,e o que nos torna diferentes,é o facto de,naquela hora,nos 90 minutos em que a equipa luta dentro de campo,não se conseguir distinguir o a figura ilustre do humilde anónimo.O amor é o mesmo,a paixão igual,e naquele momento todos desejam o mesmo,gera-se quase como uma irmandade em busca do objectivo comum.E é isto,caros lagartos, que faz do Benfica o maior clube nacional,a não descriminação entre adeptos,não há no Benfica lugar para adeptos de primeira e adeptos de segunda.
Ainda assim,e por já não ter tido a oportunidade de assistir "in loco" a grandes e competitivas equipas do SCP,o meu grande ódio de estimação são os andrades.Reconheço que este ódio lhes dá um protagonismo e uma importância que não merecem,mas não consigo evitar.Não suporto aquelas claques,aquele clube,aquele espírito mesquinho, a inveja,o ódio cego e sem limites,aquele presidente detestável e tantas mais coisas...Não posso também esquecer a atitude daquela gente nos Aliados,no ano passado,quando os benfiquistas do Porto,que penso serem maioritários e ninguém me consegue convencer do contrário,festejavam mais um título nacional.
Não gosto do Sporting, mas o meu grande ódio é ao Porto e penso ser esta a tendência das novas gerações.
Uma última nota,não conhecia o blogue, mas passou a figurar entre os meus favoritos.

 
At 1/24/2006 2:21 da manhã, Anonymous Anónimo said...

discriminação e não "descriminação"

 
At 1/24/2006 3:19 da manhã, Blogger Quetzal Guzman said...

Grande prosa, D'Arcy!!! São 3h15 da madrugada e provocas-me uma dor desgraçada no abdómen, fruto do esforço que faço para conter as gargalhadas que poderiam acordar a minha namorada... sportinguista! :D

Partilho quase em absoluto da opinião manifestada no teu post. A única diferença é que, para mim, este é um dos jogos mais aguardados do ano. Vivo intensamente a rivalidade e adoro ir ao estádio de Alvalade. Talvez por me fazerem sentir sempre tão importante! Ainda este ano tive uma gorda de voz esganiçada a insultar-me durante 90 minutos! :D E no fim, apesar da derrota, saí sorridente, debaixo de novo coro de insultos, orgulhoso por ser Campeão e confiante na revalidação do título.

O Porto é uma maré. A verdadeira rivalidade mora no Lumiar e aprendi-o desde tenra idade. Não é a ausência de títulos lagartos a fazer-me esquecer isso.

 
At 1/24/2006 7:14 da manhã, Anonymous Anónimo said...

H.A. no Porto/Gaia/Gondomar a esmagadora maioria dos adeptos são mesmo do FCP, praí uns 60%, o Benfica tem praí uns 30%. A percentagem de portistas cai muito depressa assim que te afastas do Porto, aquele chavão de que o FCP é o clube do povo do norte é um mito. No norte o Benfica é o clube com mais adeptos.

 
At 1/24/2006 8:55 da manhã, Blogger MB said...

JFilipe

Sim, tenho à volta de 25 anos (26, para ser mais preciso). Por isso mesmo é dificil não sentir outra coisa senão pena dos lagartos. Afinal tive de esperar até aos 20 anos para os ver campeões, e nesse ano até preferi que eles ganhassem (os andrades já iam em 5 campeonatos seguidos).

Talvez ódio não seja a palavra certa para descrever o que sinto em relação ao pc, nojo talvez seja mais adequado.


Seja como for, não considero que o Benfica tenha "rival, no nosso Portugal" (como alguém já referiu).

 
At 1/24/2006 9:43 da manhã, Blogger El Angel Exterminador said...

Tiago Xunga - querem melhor nome para um adepto do Glorigozo! :)
Quando os sportinguistas falam dos 7-1 ao Glórias, logo um orc se sai com uma boca "inteligente" do estilo "Pois, mas quem ganhou o Campeonato nesse ano fomos nós". Será que o D'Arcy (parece nome de travesti brasuca - se calhar é descendente por via anal do saudoso Lima) se lembra quem é que ganhou o Campeonato naquele ano em que o Sabry marcou aquele golo em Alvalade que o levou às lágrimas?

 
At 1/24/2006 10:40 da manhã, Blogger tma said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

 
At 1/24/2006 10:51 da manhã, Blogger tma said...

Mas ó Angel Exterminador (que deves ser um gajo bué da viril para, à frente de um teclado, escreveres essas boquinhas sobre o D'Arcy - é sem dúvida coisa de macho), ao menos quando ganhámos em Alvalade, em 2000, não conheço nenhum benfiquista que tenha lamentado a vitória do próprio clube, apesar de na altura haver quem preferisse que o Cepórtêim fosse campeão, só porque o Fócúlporto já o havia sido 5 vezes consecutivas. Ao passo que, no ano passado, quando o Cepórtêim ganhou ao Fócúlporto em alvalade, havia lagartos a lamentar que assim estavam, possivelmente, a entregar o campeonato ao Benfica...
Quanto aos 7-1, é um facto, nesse ano fomos campeões, não há nada de inteligente em afirmá-lo. Em contrapartida, poderá é haver ausência de inteligência em reconhecê-lo...

 
At 1/24/2006 10:58 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Os meus parabéns, e o meu agradecimento, ao autor do texto.
Fantástico!

Sou editor do blog Terceiro Anel, e estou tentado a publicar um post a lertar para a existência deste texto.

O ponto de vista é o mesmo que o meu, os nossos rivais são os lagartos.

Já agora deixo aqui o texto que fiz há um ano a propósito de mais um derby:

http://terceiroanel.weblog.com.pt/arquivo/2005/01/06/o_lado_lampiao_do_derby.html

O Lado Lampião do Derby
Categoria: Col: João Gonçalves



Do que falamos quando dizemos que um determinado encontro é muito mais do que um simples jogo de futebol?
Falamos de jogos muito especiais que envolvem um ambiente muito próprio que se traduz em emoções fortes. Para que isso aconteça é preciso que seja um jogo decisivo, ou de uma fase avançada de uma importante competição ou que seja um econtro entre dois rivais históricos.
Aqui fala-se da visão encarnada sobre o derby lisboeta, Benfica-Sporting. Há várias categorias de derbys, a saber:
A - receber o rival em casa;
B - jogar com o rival em campo neutro;
C - ir à toca do rival.

Podia desenvolver teorias para cada uma das categorias, mas vou ficar pela afirmação que é a categoria C a que mais mexe com a minha alma benfiquista. São várias as razões, a mais compreensível é que não há sensação melhor do que derrotar o Sporting no seu próprio estádio. Mas para que tudo isto faça sentido é preciso obedecer à condição de estar lá presente. Ver o jogo pela televisão retira a parte mais emocionante. Gritar golo num café, ou em casa não é mesma coisa do que festejar loucamente um golo na cara de 50 mil lagartos.
Lagartos, sim! Para nós, os adeptos do Sporting nunca são leoninos ou sportinguistas, são lagartos. Depois há variações conforme a pessoa em causa. Lagarto é o comum mortal que se assume sportinguista, lagartão é aquele que abraça a sua causa com tanta paixão como eu abraço a minha causa benfiquista, lagartixa é aquele que desprezamos, lag é o diminuitivo "carinhoso" com que tratamos os nossos amigos mais chegados.
Isto faz sentido explicar, porque apesar desta rivalidade imensa é preciso ter a sorte que eu tenho tido, e saber fazer desta relação "odiosa" grandes laços de amizade. Afirmo aqui com orgulho que entre os meus melhores amigos estão lags que muito estimo e que fazem com esta rivalidade seja cada vez mais acesa.

Ultimamente tenho tido oportunidade de conhecer melhor amigos que vivem fora da minha área e que habitam bem a norte do país, tanto benfiquistas como lagartos. Cheguei à conclusão que uns e outros encaram estes derbys de maneira ligeiramente diferente da minha. É comum ter este tipo de desabafo com um benfiquista do norte: "Então, lá vamos ter de ir a Alvalade lixar os gajos..." e a resposta estranha-se: "Pá, isso não é muito importante, o que interessa é que o Benfica venha cá ganhar ao Dragão!". Isto é espantoso! Só mesmo pela geografia se pode entender este pensamento. Não há nada mais importante do que derrotar o nosso rival e vizinho!
Quem vive o futebol há muitos anos como eu vivo, sabe que a rivalidade com os verdes é um sentimento omnipresente, todo o ano, todos os dias. Estar em contacto com lagartos faz com que estejamos sempre a picar e a agoirar.
Isto é assunto sério. A mim ninguém me tira da cabeça que esta seca que o meu clube atravessa é um merecido castigo por tudo o que fiz sofrer aos meus colegas lagartitos (mais outra expressão bonita) durante a fase escolar, da primária ao fim do liceu. Foram anos e anos de massacre. Um gajo habitua-se aquilo , ano após ano a ver o rival sem ganhar nada de nada e não se contém. Nessa altura era habitual perdermos derbys em casa e fora, mas no final quase sempre acabávamos a rir, até na época dos famosos 7-1, fomos campeões.
É a característica do derby "Raramente serás feliz à conta do vizinho rival". Ou seja, Benfica e Sporting podem ganhar títulos mas raramente conseguem arrancá-lo na cara do rival. Quando se consegue, claro, é o prazer supremo!

Há exemplos que espelham isto, uns traumatizantes outros deliciosos. O Sporting nos últimos dois títulos podia ter rebentado a festa nas trombas do seu rival. Podia mas não conseguiu, e apesar de nada ganharem os adeptos benfiquistas presentes nesses dois jogos no antigo estádio de Alvalade nunca esquecerão os golos de Sabry e Jankauskas.
Quando se fala em derbys vem sempre a conversa dos 7-1, esse foi o primeiro jogo que fui ver ao campo inimigo com o meu clube. Lembro-me do trabalhão e das promessas que fiz aos meus pais para poder ir com os amigos mais velhos a Alvalade. Mais valia estar quieto... Mas há um encontro mais traumatizante do que esse, foi na Luz quando o Benfica tinha que vencer o Sporting para se sagrar campeão. Nenhum benfiquista acreditava noutro resultado que não fosse a vitória, a verdade é que em poucos minutos os desgraçados de verde e branco fazem dois golos. O FC Porto aproveita e vence o Vitória no Bonfim. O Benfica ainda reduz mas o título vai para as Antas com cumprimentos leoninos. Foi traumatizante.

Tenho para mim que mesmo que houvesse uma temporada catastrófica que fizesse com que os rivais de Lisboa tivessem que lutar para não descer de divisão, o estádio estaria sempre cheio quando as equipas se defrontassem. Um jogo destes nunca é definitivo, dura para discussões extensas que só são abafadas com a chegada de novo jogo.
Até esta semana qualquer discussão com um lagarto teria de envolver a famosa frase "Já está!", com que um feliz locutor de rádio assinalou mais um lendário golo encarnado em Alvalade, o primeiro do novo estádio.

A partir se sábado novas incidências surgem para enriquecer a vasta história de confrontos com os nossos queridos inimigos. Domingo e segunda-feira lá vamos enfrentá-los no café, no trabalho, no supermercado, ao telefone. Só espero que o sorriso seja todo meu.

Tendo em conta a história recente do embate em campo verde, nós os benfiquistas, temos todas as razões para irmos confiantes. Nas últimas sete épocas, o Glorioso venceu por cinco e só perdeu uma! Por estas e por outras é que a corrida na Luz aos bilhetes é sempre renhida e faz gastar uma verdadeira loucura por cada entrada.

Não troco este derby por nada, que me desculpem os adeptos de todos os outros clubes, mas este é "O" derby! Não há nada que se compare ao encontro destes vizinhos. É quando os opostos se cruzam. Durante noventa minutos encaramos cada lance como se fosse decisivo para resolver a eterna questão de quem é melhor. O coração bate mais depressa, um golo nosso é o tal orgasmo de que o Fernando "bi-bota" Gomes tanto falava, um golo sofrido é como ter o mundo a desabar nas nossas cabeças. É muita emoção que só se justifica pelo prazer de no final irmos ao encontro dos nossos rivais que no fundo são uns amigalhaços e que precisam tanto desta rivalidade como nós.
Já sei que só vale 3 pontos, mas a vitória em Alvalade é purificadora. Força Benfica.

 
At 1/24/2006 11:00 da manhã, Blogger S.L.B. said...

Obrigado, Angel Exterminador! O teu comentário prova que por trás da imagem da "virgem ofendida" e dos "bons costumes" que o teu clube gosta muito de dar, há adeptos com o nível que acabaste de demonstrar... Pela minha parte, tenho por lema não discutir com idiotas: eles fazem baixar-me ao nível deles e depois batem-me em experiência. É o teu caso...

 
At 1/24/2006 11:12 da manhã, Blogger El Angel Exterminador said...

Já sabia que me ia divertir por aqui.:) Do que gostei mais foi do tma a fazer que não tinha percebido a minha comparação do jogo dos 7-1 com o dos 0-1, e a elaborar uma desconversa para entreter parolos, aka lampiões.
Quanto ao Ass.L.B., a falta de nível do meu comentário foi absolutamente deliberada. Normalmente costumo comportar-me melhor, só quando me chegam ao nariz os eflúvios de garrafões esvaziados de carrascão é que me fogem aos dedos para comentários de nível lampiónico. Beijos ao Calado. Ainda passo por cá mais tarde, vejam se capricham nos insultos. :)

 
At 1/24/2006 11:13 da manhã, Anonymous Anónimo said...

UGA
UGA
O benfica hã, é um grande clube hã. e os nossos aversários hã, hadem preceber hã, que ninguém brinca com a instituição hã.

UGA
UGA
UGA

 
At 1/24/2006 11:15 da manhã, Anonymous Anónimo said...

A diferença na comemoração dos golos tem a ver com a quantidade de vinho já ingerida pela ébria lampionagem. Acender um isqueiro numa altura em que o benficas marca um golo é correr risco de uma explosão que pode arrasar lisboa inteira.

 
At 1/24/2006 11:30 da manhã, Blogger D'Arcy said...

Caro João Gonçalves, estou bem familiarizado com o teu trabalho no Terceiro Anel, que acompanho regularmente. E obviamente que conheço o texto aqui transcrito. É precisamente por achar que temos pontos de vista semelhantes que gosto sempre muito de ler os teus textos, porque me identifico com eles. Quanto a publicares lá um post sobre este texto, estás à vontade para fazê-lo.

el angel exterminador: caso não tenhas reparado foste o único que optou pela via rasteira do insulto brejeiro. Não sei se esse recurso é indicador do teu nível como pessoa ou não. Eu fiz um post recheado de sarcasmo e tentando reflectir aspectos ilógicos e até irracionais de uma rivalidade em tom de brincadeira. Se não tens poder de encaixe ou capacidade para responderes no mesmo tom, azar. Mas agradeço-te que não prossigas nessa via, porque então estarás a perder o teu tempo - ou seja, mais comentários nesse tom serão apagados, porque não é hábito neste blog manterem-se discussões ao (baixo) nível que demonstras.

 
At 1/24/2006 11:34 da manhã, Blogger red_label said...

Tma, podes explicar melhor isto:
"E depois, pela forma como o FCP ganhou o campeonato de 85/86"
Obrigado.

Eheh muito bom, este D´arcy costumo ler este blog, mas ainda não tinha lido este texto.

"É verdade: não quero saber nada sobre eles. Não vejo os jogos deles, não quero saber se foram gamados ou beneficiados, não vejo resumos dos jogos, quando leio os jornais desportivos passo à frente as páginas que lhes dizem respeito, quando vejo alguém ligado ao clube a ser entrevistado na televisão mudo de canal, etc. Inclusivamente passo duas vezes por dia em frente ao estádio deles, a caminho e de volta do trabalho, e faço sempre questão de olhar para o lado oposto da estrada."

É curioso como o combibio ou a proximidade, define os nossos alvos eu sinto e faço exactamente a mesma coisa (apesar de não passar com esta frequência ao lado do campo do dragoum, deus me livre) com os porcalhões.

"....são aqueles que conseguem idolatrar jogadores reles e repelentes como o Sá Rafeiro e o Beto; são aqueles que nunca perdem: são sempre derrotados por factores extra-futebol, por detrás dos quais está invariavel e maquiavelicamente o Benfica a puxar os cordelinhos de um 'sistema' qualquer; são aqueles que berram mais desalmadamente um golo de um adversário do Benfica seja ele qual for, seja em que competição for (mesmo que nem estejam envolvidos nessa competição), do que um golo do seu próprio clube, são aqueles que chegam ao cúmulo de desejar a derrota do seu próprio clube contra um adversário directo do Benfica, de forma a alimentarem a esperança que o Benfica não ganhe uma competição."

Mais uma vez é igual, é só trocar os nomes ( e então aqui são ás centenas, desde joca bosta, mauzinho santos, sr. nuno, reinaldo, mst, manuel serrão, bitaites etc, etc, etc, etc) e temos a mesma mrda.

"O 'Golo!' deles encerra algo de gutural, uma espécie de surpresa e desespero, como se eles estivessem a convencer-se a eles próprios que o que acaba de acontecer é normal, e a tentar afogar a sua própria surpresa. Como se tivessem a esperança que aquele momento pudesse servir de prova insofismável da sua própria valia."

Este paragrafo é muito bom eheh

 
At 1/24/2006 11:41 da manhã, Blogger El Angel Exterminador said...

D'Arcy:

Tens razão: houve muitos a falar (e muito) de lagartixas, verde-ranho e mimos do género. Ninguém contudo ousou questionar a masculinidade de qualquer dos outros intervenientes, para isso tinha de vir um adepto do clube dos viscondes. :) Tens todo o direito de apagar essas referências, o blogue é teu. A partir de agora falo só de garrafões, bonés com a pala ao contrário à xunga, fatos de treino Ardidas, pancada na Maria após derrotas do Glorioso e outros factos da vida, nem falo mais do Calado ou do Machairidis. Não podes querer que fale de coisas muito mais evoluídas, pois o público alvo deste blogue não alcaçaria, assim como não alcançou o essencial da tua ironia e do teu sarcasmo.

 
At 1/24/2006 11:52 da manhã, Blogger tma said...

Caros Exterminador e restante lagartagem que não resistiu a vir comentar a este post: também me diverte bastante ver que, na ausência de argumentos, dada a superioridade do Benfica em títulos, em número de adeptos e vitórias nos confrontos directos, não vos reste outra solução que não partir para o insulto, para além de nos apelidar de parolos e bêbados... Eu por mim, é-me indiferente (até porque nenhum dos insultos directos me foi dirigido). Isso é, sem dúvida, demonstrativo da "nobreza" associada às raízes aristrocráticas do vosso clube.
Tudo isso não altera em nada a realidade, independentemente do resultado de sábado. Será mais um derby entre muitos já disputados ao longo de 100 anos.
E obviamente, espero que, tal como na maioria desses derbies, o Benfica seja vencedor. Se não for, paciência, sobretudo se, ainda assim, o Benfica for campeão!

 
At 1/24/2006 11:59 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Sou do clube do Lumiar..com muito gosto..
Por vezes gosto de vir ler as tuas crónicas, quando são objectivas..e tentam ser mais ou menos realistas.
Agora esta..passou todos os limites de mau gosto.
Comparar o estilo dos adeptos do Lumiar com os do SLB é comparar o dia da noite...
Este post deve vir da frustação da eleição do Cavaco
Só pode !!!

 
At 1/24/2006 11:59 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Sou do clube do Lumiar..com muito gosto..
Por vezes gosto de vir ler as tuas crónicas, quando são objectivas..e tentam ser mais ou menos realistas.
Agora esta..passou todos os limites de mau gosto.
Comparar o estilo dos adeptos do Lumiar com os do SLB é comparar o dia da noite...
Este post deve vir da frustação da eleição do Cavaco
Só pode !!!

 
At 1/24/2006 11:59 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Sou do clube do Lumiar..com muito gosto..
Por vezes gosto de vir ler as tuas crónicas, quando são objectivas..e tentam ser mais ou menos realistas.
Agora esta..passou todos os limites de mau gosto.
Comparar o estilo dos adeptos do Lumiar com os do SLB é comparar o dia da noite...
Este post deve vir da frustação da eleição do Cavaco
Só pode !!!

 
At 1/24/2006 12:01 da tarde, Blogger El Angel Exterminador said...

tma: "não vos reste outra solução [...] para além de nos apelidar de parolos e bêbados"
D'Arcy, se tinhas dúvidas quanto à compreensão do teu "post", cá tens. :)

 
At 1/24/2006 12:11 da tarde, Blogger tma said...

Exterminador, já agora, uma coisa são os habituais epípetos (de parte a parte) a que já estamos habituados (com os quais até me rio - mesmo que relativos ao meu clube) - alguns mais exagerados que outros. Obviamente que quando se escreve determinadas coisas, é necessário estar preparado para a resposta na mesma moeda, e rir com isso.
Outra coisa são as ofensas pessoais...

red_label: relativamente ao campeonato de 85/86, lembro-me de um jogo, em Coimbra, que foi prolongado por 10 mins para além da hora (com o resultado em 1-1) até que fosse assinalada uma grande penalidade a favor do FCP... Admito que a minha análise a esse campeonato, com a distância de 20 anos, seja algo facciosa, mas tenho a ideia que esse não foi o único jogo em que o FCP beneficiou de decisões da arbitragem pouco convincentes... A verdade é que o Benfica acabou por perder o campeonato mais por culpa própria (a tal derrota na penúltima jornada, inflingida pelo SCP), do que qualquer outra coisa.

 
At 1/24/2006 12:11 da tarde, Blogger D'Arcy said...

angel: Calculo que chamar 'lagartixa' a um adepto verde o ofenda tanto como vocês chamarem-me 'lampião'. Eu até me rio com piadas de garrafões e afins (aquele comentário anónimo sobre acender um isqueiro na altura em que o Benfica marca um golo fez-me rir bastante). Agora aquele comentário do "descendente por via anal do saudoso Lima" para mim está completamente fora desta onda, e foi por isso que fiz referência a isso. Agora se consideras que esse tipo de referências é algo de mais evoluído...

 
At 1/24/2006 12:18 da tarde, Blogger tma said...

... "infligida" e não "inflingida", como é óbvio...

 
At 1/24/2006 12:18 da tarde, Blogger tma said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

 
At 1/24/2006 12:19 da tarde, Blogger El Angel Exterminador said...

D'Arcy, obviamente que eu não considero as referências anais mais evoluídas, só não percebeste se estavas distraído, dado que não és tão básico como o lampião que voltou a escrever atrás, que nem com a citação das suas próprias palavras conseguiu perceber.
Quanto à escala de designações dos adeptos de clubes, "lagarto" é que está ao nível de "lampião". "Lagartixa" está mais ao nível de "galinha", pelo menos na minha escala. Para dar o equivalente de "osga", tinha de avançar para um campo ainda não desbravado, mesmo sem usar referências anais.

 
At 1/24/2006 12:20 da tarde, Anonymous Anónimo said...

A frase da degradação humana do adepto do Sporting:
"METE O PINILLA!!!!" LOOLOOLOLOLOLOLLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOOLOLOOLOLO

 
At 1/24/2006 12:22 da tarde, Blogger Bermelhão said...

P E R F E I T O ! !

 
At 1/24/2006 12:34 da tarde, Anonymous Anónimo said...

O Hitler, e outros do mesmo género, tinham um raciocínio muito semelhante. Uma subjectividade a arranhar o espírito, um ódio inexplicável e argumentos encontrados à toa, objectivos puxam argumentos em vez do contrário.
O ser humano, afinal, será sempre o mesmo.

 
At 1/24/2006 12:38 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Mas Miguel, "Put the Pinilla??"

 
At 1/24/2006 12:57 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Ena! Isto já vai em comparações com o Hitler e tudo... provavelmente uma leitura em diagonal não apanha a parte da 'não violência', calculo.

 
At 1/24/2006 1:17 da tarde, Blogger tma said...

Angel Exterminador, talvez eu até seja básico - afinal, sou 'lampião', o clube do povo, dos garrafões e dos bonés "à chunga" :-).
Mas pelos vistos, também não quiseste perceber o que eu escrevi no post anterior: parece-me perfeitamente normal que num post destes e com comentários destes, que respondam na mesma moeda, com os argumentos que têm. E também tenho direito a divertir-me com isso, para mim isto não é nenhuma questão pessoal.
Afinal, este post é claramente um apelo ao nosso lado irracional, às opiniões infundadas e aos argumentos carregados de facciosismo (a "desconversa" dos 7-1, do 0-1 com golo do Sabry, etc, etc não passa disso mesmo). São coisas sem importância, mas como já algures vi escrito, o futebol é a coisa mais importante das coisas sem importância. Desde que saibamos manter as coisas no devido lugar...
Agora as 'referências anais' é que eram totalmente dispensáveis... Pelo menos, não deu para perceber onde querias chegar...

(isto para não falar da referência ao Hitler, que ainda consegue ser mais descabida...)

 
At 1/24/2006 1:27 da tarde, Blogger El Angel Exterminador said...

De facto, és muito básico. Quando se mostra que os teus "argumentos" nem servem para limpar o... (não, não vou escrever isso :)), vens dizer que afinal não estás a apresentar argumentos, mas simplesmente a divertir-te. Eu divirto-me a valer é com a ingorância e a arrogância lampiãs. Sai mais um garrafão para o senhor dos chanatos Ribok com meias brancas! :D

 
At 1/24/2006 1:38 da tarde, Blogger El Angel Exterminador said...

Desculpem lá a "ingorância" do último comentário, mas é que de facto o cheiro a garrafões de tinto carrascão vazio deixam uma pessoa inebriada... :)

 
At 1/24/2006 1:39 da tarde, Blogger SATANUCHO said...

Ó TMA, deixa este tipo ficar a falar sozinho. Não te dês ao trabalho. Tu bem tentas responder com algum nível, mas não vale a pena. A baixaria e falta de nível vem sempre ao de cima (há, de facto, nele uma estranha apetência para utilizar referências anais, vá lá saber-se porquê). Deixa lá que, se tudo correr bem, pode ser que este tipo se auto-"extermine" no próximo sábado à noite...

 
At 1/24/2006 1:46 da tarde, Blogger tma said...

Tudo bem, cada um diverte-se como quiser. Se sentires-te superior (não sei muito bem em quê) também te diverte e te faz sentir bem, melhor para ti.

 
At 1/24/2006 1:49 da tarde, Blogger El Angel Exterminador said...

Satanucho - eu a pensar que tínhamos chegado ao zenite com o Tiago Xunga! :D

 
At 1/24/2006 2:12 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Caro D'Arcy, grande post.
Eu também partilho dessa opinião. Os derbys entre Benfica e Sporting sempre foram para mim os mais tumultosos a nivel de emoções e esse ódio em relação aos lagartos é real.Caso o Benfica não seja campeão, prefiro qualquer outro clube ganhe o título, até os andrades, do que a lagartada. São efectivamente a classe mais vil de adeptos.Lembro-me da semana antes do 6-3 em que era vigorasamente acoçado pelos adeptos lagartos a dizer que nos iam humilhar e iam ser eles a ganhar o jogo e efectuar a caminhada triunfal para o título. Nada me deu mais gozo do que chegar a 2ª,enxovalhar a lagartada armado apenas com um sorriso triunfal. No ano em que a lagartada foi campeã lembro-me que na semana do Sporting-Benfica iamos ser os cabeçudos, os bombos da festa e que a festa ia ser feita à nossa custa. E daí a lágrimas do D'Arcy a ver o golo do Sabry e de adorar o melão dos lagartos por terem de esperar mais uma semana para poderem festejar o título e não concretizarem o sonho supremo de vencer o campeonato no seu estádio frente ao Glorioso.Também estive presente em Alvalade quando o Geovanni tira aquele tiraço e cala a lagartada. Deu-me um gozo supremo andar pelos corredores da Zona VIP de Alvalade a ver a lagartada completamente frustrada.Estive ainda no jogo deste ano em Alvalade do Benfica e deu-me um enorme gozo também gritar golo de plenos pulmões no meio da lagartada quando o Simão marcou o golo após todos os insultos e assobios que ouviu das bancadas (que fazem parecer mimos aquilo que aconteceu ao Ronaldo na Luz).

Por estas e por outras razões que a razão não explica que existe este 'ódio'.
Porque somos mais e porque somos melhores.

 
At 1/24/2006 2:14 da tarde, Blogger T-Rex said...

Boas D'Arcy!

A escrever assim começo a desconfiar que tenhas a tal costela "intelectual e douta" que os esverdeados tanto reclamam como sendo um característica particular dos rastejantes.

A prova de que o texto é EXCELENTE e fez mossa, é que TODOS os ESVERDEADOS de nível CULTURAL e INTELECTUAL acima da média, e que desprezam "olimpicamente" o GLORIOSO, vieram atrás do cheiro dos "garrafões e dos coiratos".

É a fome, é a fome...

Abraço com as quinas bem vincadas na manga esquerda!

 
At 1/24/2006 2:21 da tarde, Blogger Harry Lime said...

D`Arcy

Os meus sentimentos em relação ao SLB são reciprocos. Eu só me sentirei realizado na vida no dia em que o "Glorioso" andar pelos distritais a levar cabazes do Ericeirense e do Sintrense.

Nessa altura, sim, serei um homem feliz.

PS. Continuo a não perceber porque é que achas o Paulo Bento igual ao Shrek.

 
At 1/24/2006 3:34 da tarde, Blogger T-Rex said...

Harry,
realmente no que escreves só o termo derivado da magnífica e singular ERICEIRA se aproveita.

Como é que consegues?

A sonhares assim ainda te transformas num epifenómeno estilo Manuel Alegre...

 
At 1/24/2006 3:46 da tarde, Blogger red_label said...

At 1/24/2006 2:12 PM, Mauro Nunes said...
" Caso o Benfica não seja campeão, prefiro qualquer outro clube ganhe o título, até os andrades, do que a lagartada."

Xiiii....lá está é do cumbibio (o meu) quero é q esses se lixem, a acontecer q seja o braga campeão, nem o nacional q tem lá como presidente um amiguinho corrupto do sr. nuno batanete.

Mas realmente estas osgazitas, quem pensam q são....há já sei, dái a referência ao hitler, são todos uma cambada de judeus.

Obg. pela resposta Tma.

Força Sport Lisboa e Benfica.

 
At 1/24/2006 3:49 da tarde, Anonymous Anónimo said...

és pouco deficiente, és.

 
At 1/24/2006 4:02 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Esse red_label é fajuto!
Uma farsa...

 
At 1/24/2006 4:32 da tarde, Blogger Superman Torras said...

Parabens d'arcy! Estás a caminho dos 100 comentários!

Quanto ao que dizes não me surpreende mesmo nada. Há diversas facções dentro dos adeptos do Benfica mas a mais forte, ou seja com mais pessoas a defenderem-na com unhas e dentes, é aquela que vê nos nossos vizinhos da 2ª circular os nossos maiores inimigos.

E eu já sabia, até pela leitura diária (obrigatória) do teu blogue, que cultivavas um sentimento especial para com os nossos amigos lagartos.

Quanto a mim, e não podendo com eles tal como tu, gosto particularmente de ver os jogos que disputam pois derrota do Sporting gera em mim um sentimento parecido ao de uma vitória do Benfica. Provavelmente, e além de benfiquista a 100%, tambem serei anti(expressão tão em voga nestes dias que correm), mas é para o lado que durmo melhor.

O que me abstenho de fazer, salvo raras excepções, é discutir futebol com adeptos deste clube. É perfeitamente surreal e não leva a lado nenhum (pelo menos a algum lado util). Ou sou eu que tenho azar com as minhas amizades e com os blogs/foruns que frequento ou então quase que dava para construirmos um dogma à volta desta ideia.

Quanto ao jogo de sábado, os três resultados são possiveis, mas uma coisa é certa e sabida e nem os próximos 100 anos o alterará: o Benfica é maior, e melhor, e quanto a isso bem que podem estrebuchar e espernear o quanto quiserem que será sempre um gastar de energia em vão (que podia ser aproveitada para praticar o desporto favorito dos sportinguistas: comentar os assuntos do Benfica).


VIVA O BENFICA!

 
At 1/24/2006 4:42 da tarde, Blogger Renato said...

-belo texto
-acho paida aos q dizem q o FCP vai "passar"..o FCP é já o 2º maior clube nacional..

 
At 1/24/2006 4:46 da tarde, Blogger El Angel Exterminador said...

"energia [...] que podia ser aproveitada para praticar o desporto favorito dos sportinguistas: comentar os assuntos do Benfica". O Super Preto volta a atacar - excelente "post" aquele que escolheste para deixar este comentário. :D Bom, de qualquer modo isto já está muito morto, pelo que me despeço, gostei muito de conhecer a fauna lampiónica que por aqui passa, ainda conheci um lampião evoluído, uma absoluta raridade estatística. Passem pelo BnrB, quero ter mais motivos para me rir. :)

 
At 1/24/2006 4:48 da tarde, Blogger antitripa said...

Eu fico pior e sinto mais quando jogamos contra a merda azul

 
At 1/24/2006 4:57 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Sim antitripa, mas tu tens todos os motivos para que o 'fóculporto' te faça mais comichão, já que convives com eles todos os dias ;)

 
At 1/24/2006 5:14 da tarde, Blogger red_label said...

At 1/24/2006 3:49 PM, Anonymous said...
és pouco deficiente, és.

At 1/24/2006 4:02 PM, Anonymous said...
Esse red_label é fajuto!
Uma farsa...

Tssss....tssss....não me digam q feri a susceptibilidade de algum bettencourt ou lello, acontece. De qualquer das formas o q escrevi foi pq alguém falou do hitler, é só para provocar, vá lá....

 
At 1/24/2006 6:25 da tarde, Anonymous Anónimo said...

SPORTING!!!!!!!!!!
SPORTING!!!!!!!!!!
HEHEHE!
Toma lá mais um contributo para a tua úlcera!!!Ò Darcy!

(Censura lá a mensagem... se não tiveres coragem, claro)

Achei piada ao texto e nem me custou nadinha a ler...se o teu ódio e desprezo é só esse...é muito fraquinho, pá!!É do tamanho de uma mosca, não, é mais para o microscópico, comparado com o que os genuinos "leões" sentem pelo clube recreativo que se autodenomina por por...eh pá, desculpem mas tenho que parar para rir....hehehehe!!! Papoilas saltitantes?!!!

Papoilas? Pois deve estar relacionado com o estabelecimento onde o recreativo foi fundado: uma farmácia!!! Hum ....estranho? Para mim nem tanto. Como é que chamava mesmo o farnaceutico? Cosme ...hhehehe
Bom e fico-me por aqui porque realmente não vale a pena gastar tempo precioso com "aves raras" em cima duma roda de bicicleta!!

 
At 1/24/2006 6:30 da tarde, Anonymous Anónimo said...

É um texto engraçado para lampiões que ainda acreditam que os titulos e os golos aparecem todos com naturalidade. Não há cá dirigentes nem arbitros mafiosos quando se trata de ser o SLB a ganhar, não!!! Só quando ganham os outros. Curiosamente, eu sou da opinião que este clube já se habituou de tal modo a roubar e a corromper tudo, que até a data de nascimento do próprio clube foi adulterada, é um vicio antigo, tudo se aldraba, vale tudo. É uma enorme felicidade e honra ser do Sporting e ouvir estes zombies autistas que gritam algo como ESHHELBÊ repetidamente, abanando cabeças ocas, numa espécie de histeria auto-induzida, a comentarem um clube da grandeza do SPORTING. O Benfica, por sua vez, é um clube para qualquer um, não exige um minimo de Q.I, decência nem moralidade ao adepto, basta ser estúpido de nascença ou, em casos excepcionais, ter sido descurado a dado momento da infância! Já que aqui só aparecem estes pobres desgraçados, eu regozigo-me com tanta tristeza. SPORTING será sempre algo inatingivel para eles, são valores a mais para tão pobre gente, corrompida e degradada por sómente, ser benfiquista. Serão sempre o nosso gozo, parabéns!

 
At 1/24/2006 6:42 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Chiu... ó OLHÓROBÔ... é 'regozijo' que se escreve, e não 'regozigo' (nem vale a pena apontar todos os outros erros ortográficos). Não me digas que fizeste batota no teste de cultura geral que pelos vistos é obrigatório para todos os que entregam a proposta de sócio para o teu clube? Em condições normais até admitiria que fosse um simples engano, mas depois de me elucidares sobre o pormenor de haver um Q.I. mínimo para se ser adepto do teu clube, não posso deixar passar em claro uma gaffe dessas.

Quanto ao resto das tuas afirmações, keep them coming. Sobretudo quando entras no capítulo do pseudo-elitismo, e das mafiosices que nos dão vitórias. Depois se quiseres relê o post, compara com o que escreveste, e pode ser que sejas capaz de reparar que cada uma das tuas afirmações é uma prova indiscutível de quão bem a carapuça deste post assenta a adeptos como tu ;)

 
At 1/24/2006 7:25 da tarde, Anonymous Anónimo said...

El Angel Exterminador

Obrigado por tamanha honra de citares o meu nome 2 vezes! A tua ignorância é tanta que nem imaginas que o XUNGA a seguir ao meu verdadeiro nome Tiago, é uma alcunha já muito antiga, que me foi posta por um amigo, infeliz, mas amigo, pertencente à claque dos rochas betinhos, onde havia um elemento-mais um infeliz como tu- que se chamava Tiago e tinha como alcunha XUNGA! Além das parecencas fisicas, segundo consta! POrtanto mais uma vez se prova o que diz o D'arcy: Voçês têm a mania de que são diferentes, superiores e tal, mas no fundo são uns coitadinhos que cospem para o ar e estão sempre escarrados... Pobres coitados! Reformulo o meu desejo: que o golo do BENFICA, além de ser em fora de jogo, com a mão ou num penalty inexistente, seja na sequência de um golo anulado ao ceportem, golo que seria perfeitamente legal

Tiago Xunga ( o do BENFICA)

 
At 1/24/2006 7:48 da tarde, Blogger aquiles said...

Falhou, claro que falhou porque não se pode desprezar nada como esses vizinhos que fala. A rivalidade é verdadeiro, mas é um acontecimento que merece ser vivido todos os anos pelo menos duas vezes. Agora por desprezo e argumentos falaciosos e facciosos sejemos "amigos".
1 sportinguista

 
At 1/24/2006 8:08 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Este texto reflecte o que é verdadeiro clássico português e o de maior rivalidade( Apesar de nos sermos mais rivais deles, do que eles de nós!). É uma rivalidade histórica do futebol nacional, sendo o contrário dos jogos contra f.c.p. Contra estes, há mais um sentimento de repúdio por tudo aquilo que o f.c.p representa!

 
At 1/24/2006 9:18 da tarde, Blogger dezazucr said...

Adorei a frase: "Não vi quem me bateu, mas o Benfica não pagou um rebuçado na mercearia!".

Lindo!

 
At 1/24/2006 9:21 da tarde, Blogger Unknown said...

Passem pelo BnrB, quero ter mais motivos para me rir. :)

Passa, passa, mas não creio que tenhas muitos motivos pra te rir hoje ó anjinho

PS - e não se pode exterminá-lo?

 
At 1/24/2006 10:46 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Querias tu.... És mesmo um mete nojo de um lampião.Cheinho de masturbação mental. Faz bom proveito.

Pedro Nogueira

 
At 1/24/2006 11:30 da tarde, Blogger T-Rex said...

OLHÓBÓBÓ:

Mete gelo que isso passa...

 
At 1/25/2006 12:49 da manhã, Blogger Rantas said...

Este texto está fabuloso.
Sou sportinguista.
Espero que a rivalidade não me impeça de referir este post no meu blog - Revisão da Jornada.

Saudações Leoninas. No sábado podemos estar a falar de outra maneira :D

 
At 1/25/2006 1:18 da manhã, Blogger Kurtz said...

Meu amigo benfiquista. Meu comparsa benfiquista. Benfiquista, venha daí um grande abraço. Este texto só peca por chamares rivais àquilo.

 
At 1/25/2006 1:58 da manhã, Anonymous Anónimo said...

O texto é-me indiferente pois não diz respeito ao meu clube. Nem o li até metade. Acredito que seja fantástico e um óptimo exercício de masturbação de egos deprimidos. Só escrevi aqui por uma mentira, não sei se propositado se não(a mim parece-me que sim, pois mais em baixo justificou uma "eventual" visão unilateral do tal episódio que se passou há 25 anos), mas ainda assim uma mentira. Estou a falar do tal campeonato de 85/86. Eu estive nesse jogo, amigo. O jogo que praticamente deu o bi-campeonato o FC Porto. E o que não sabe é que o Porto nem ganhou esse jogo. Ficou 2-2 e essa versão de que ele decorreu 10 minutos para além do tempo já é bastante fantasiosa. O estádio estava repleto de benfiquistas que ansiavam por uma derrota portista para poderem manter a esperança de ainda chegarem ao título. O que aconteceu é que o Porto chegou ao empate a através de 2 penalties nos últimos 10 minutos de jogo (se calhar daí a confusão). Só num deles houve dúvidas se foi bem assinalado. No fim foi o caos, os benfiquistas desiludidos tentaram invadir o campo, apedrejaram jogadores e dirigentes do FC Porto, destruiram o autocarro...Só que mesmo assim, uma eventual derrota do Porto nesse jogo não serviria de nada porque o Porto ganhou mesmo o último jogo em casa e o Benfica perdeu com o Boavista. Em caso de derrota em Coimbra o Porto seria sempre campeão.

 
At 1/25/2006 2:47 da manhã, Blogger S.L.B. said...

Estes adeptos do clube regional são engraçadíssimos! Tanta convivência com um presidente acéfalo parece que é contagiosa... Como o clube regional ganhou o último jogo da época 85/86 (contra o Covilhã, já despromovido, em casa, saliente-se) e nós perdemos no Bessa, a eventual derrota em Coimbra na jornada anterior não teria resultados práticos, já que o clube regional ganhou o campeonato por dois pontos de diferença. Assim, à posterior é fácil!

Só que as contas fazem-se ao contrário: se o clube regional ganhou por dois pontos, quer dizer que ambas as equipas chegaram à última jornada em igualdade pontual (com vantagem do clube regional no confronto directo). Ora, tendo nós perdido com os lagartos em casa na penúltima ronda, se o clube regional tivesse igualmente perdido em Coimbra (o que não aconteceu graças aos dois penalties "milagrosos" nos últimos 10 minutos), ficaria um ponto atrás de nós à entrada da última jornada! E aí talvez as coisas ter-se-iam passado de forma bem diferente no Bessa, já que o Benfica partia em vantagem e não se tinha que preocupar com o jogo do clube regional. Sinceramente, duvido que tivéssemos perdido o último jogo se estivéssemos na frente do campeonato.

Será que percebeu ou também acha que eu estou a "mentir"?! Provavelmente também acha que é "mentira" que colocaram um produto no balneário do Benfica no jogo das Antas em 90/91 que obrigou os jogadores a equiparem-se no corredor; ou que o tristemente famoso guarda Abel agrediu os dirigentes do Glorioso nesse mesmo jogo; ou que existem gravações telefónicas do Sr. Reinaldo Teles a falar de "quinhentinhos" com o Sr. Guímaro. Os benfiquistas devem ser todos uns grandes mentirosos...

 
At 1/25/2006 7:33 da manhã, Blogger El Pirata said...

Muita incoerencia aí vai... afinal nao ligas nada ao Sporting e sabes nomes de dirigentes, jogadores e tudo mais? Nao li o texto todo porque confundir Tony Sealy, da decada de 80 com Gil Baiano, bem no final da decada de 90... é de quem nao sabe o que escreve!

E quanto aos adeptos, bem, quem tem um jorge maximo e um barbas está tudo dito. Ja para nao falar no parolo da galinha vitoria. Aquelas imagens destas personagens a comer relva do estadio foi hilariante, só superada pelo Jose Castelo Branco na tribuna encarnada...

E pro fim de semana lá teremos de vos ir dar um banho de realidade. Mesmo sem o Paraty pra vos ajudar, acredito que o trio de negro dar-vos-á a ajuda suficiente pra nao sairem humilhados co vosso cesto de pão.

 
At 1/25/2006 8:49 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Para todos os spórtenguistas, aconselho a leitura deste post no blog Bola na Área:

http://bolanaarea.blogspot.com/2006/01/francamente_24.html

Aqui fica:

francamente

«Não podemos ter medo de enfrentar a verdade e, num contexto de rácios, o Benfica é efectivamente maior do que o Sporting: tem mais adeptos e mais sócios, tem mais títulos conquistadps, venceu mais competições europeias. Os sportinguistas não devem negar as evidências, até porque quando queremos ser os primeiros temos de seguir dois princípios: não mentir e ter a referência a abater. Além do mais, o facto de o Benfica ser maior não quer dizer que seja melhor», Filipe Soares Franco, à revista de domingo do CM, na qual confessa que três dos quatro filhos são benfiquistas.
Mais palavras para quê?
PS - Uma coisa é verdade: Franco é maior que Vieira. O que não quer dizer que seja melhor.


# posted by eugenio @ 8:35 PM

Se até o vosso presidente tem esta opinião, é preciso dizer mais?

 
At 1/25/2006 10:03 da manhã, Blogger D'Arcy said...

Em relação ao adepto do FCP, e a sua 'irritação' por se dizer que o jogo se prolongou por 10 minutos: percebo a sua irritação. E sabe porquê? Porque nós benfiquistas também temos que sofrer algo semelhante, quando vocês (encabeçados pelo Pinto da Costa) repetem até à exaustão a história do Calabote no final da década de 50 ter prolongado um jogo com a CUF no Estádio da Luz, para ver se o Benfica marcava um golo e ganhava o campeonato. A verdade é que a culpa do jogo do Benfica acabar muito depois do do FC Porto em Torres Vedras pertencia exclusivamente ao Benfica, que entrou propositadamente com um atraso grande em campo, e não ao árbitro. Depois vocês ainda vão mais longe, associando a irradiação do Calabote anos depois a esse episódio, quando a irradiação dele não teve nada a ver com isso.

el pirata: gosto de comentários como os teus, porque mostram uma personalidade quase decalcada da caricatura que traço no post. 'Caricatura', percebes? Numa caricatura é frequente utilizar-se a hipérbole como figura de estilo, mas claro que há sempre mentalidades de horizontes menos largos e sem poder de encaixe. Não tenho grandes dúvidas que deves ser o tipo de pessoa que ri a bandeiras despregadas com o post da 'Escala do Barbas' (que, digo já, me fez rir também), e o acha a coisa mais cómica alguma vez escrita, mas depois quando apanhas algo no mesmo tom, mas escrito acerca dos adeptos do teu clube já não consegues engolir, e nem lês o texto todo, o que só mostra o quão limitado és. Podes falar do Barbas ou do Máximo à vontade. Eu acho-lhes graça e rio-me dos dislates deles e das piadas que fazem sobre eles. Acho que eles têm todo o direito de serem benfiquistas e expressarem o seu benfiquismo da forma que muito bem entenderem. Mas apesar de achar isso nunca me vais ver a pastar relva. E se na tua cabeça estás realmente convencido que todos os benfiquistas são iguais ao Máximo ou ao Barbas, então és AINDA mais limitado do que eu já penso.

Quanto ao Gil Baiano e ao Tony Sealy, eu apenas escolhi dois nomes de jogadores ridículos ao acaso, sem qualquer preocupação com o facto de terem jogado juntos ou não (agora tenho quase a certeza que o Gil Baiano não é 'bem do final da década de 90' - quando muito será da primeira metade dessa década). E nomes de dirigentes? Acho que só citei o Dias Ferreira. Que, penso eu, nem sequer dirigente do vosso clube é. Mas da próxima vez que escrever um texto a gozar com o clube do Lumiar, eu prometo-te que faço investigação. Afinal de contas, quando se escreve um texto humorístico o melhor é ter os factos todos correctos, porque toda a gente sabe que é isso que conta e ajuda imenso a fazê-lo mais engraçado.

 
At 1/25/2006 10:16 da manhã, Blogger Pedro F. Ferreira said...

100!!! Fui eu o centésimo a comentar!!! Deves-me um jantar, D'Arcy. :)))

 
At 1/25/2006 10:17 da manhã, Blogger D'Arcy said...

OK, quando fizermos o 3ºJantar da Blogosfera Benfiquista pago eu o teu jantar. Fica prometido :)

 
At 1/25/2006 10:23 da manhã, Blogger antitripa said...

Companheiros e Comblogger's, juntem-se ao movimento e participem, pois o pintinho chorão está a dar as ultimas!Vamos cravejar o senhor nuno!
saudações!

 
At 1/25/2006 10:26 da manhã, Anonymous Anónimo said...

E pronto! Lá vem hoje, a dias do derby, o menino paulo bento, numa extensa entrevista n'a bola, dizer, como não quer a coisa, que "o Sporting tem sido manifestamente prejudicado"...

Mas atenção, que ele também diz o seguinte: "Nunca condicionarei o trabalho do árbitro antes de qualquer jogo".

Pois claro que não...

 
At 1/25/2006 10:27 da manhã, Blogger tma said...

D'Arcy, parabéns mais uma vez pelo post! Não só pela qualidade, mas também porque não é todos os dias que se ultrapassa os 100 comentários.
E para isso, nada melhor que um post provocador...

PS: Concordo com a ideia de um 3º jantar Bloguiquista.

 
At 1/25/2006 11:25 da manhã, Blogger S.L.B. said...

Faço minhas as palavras do TMA. Parabéns pelo blog centenário! :-)

 
At 1/25/2006 12:32 da tarde, Anonymous Anónimo said...

é com felicidade que vejo que nos comentarios deste post o benfica ganhou...não sei bem...deixa lá ver...uns 15 a 0...tenho fé que no sábado tambem possa ser assim...mas derbys são derbys e nunca se sabe...por exemplo o ano passado a pior equipa do mundo ganhou à melhor equipa da Europa...(...esta é a minha tradicional ironia)

 
At 1/25/2006 2:11 da tarde, Anonymous Anónimo said...

O benfiquismo não se explica, sente-se, vem do fundo da alma, enche-nos de alegria e trsitezas como qualquer coisa que realmente vale a pena na vida.
O Sporting é e será sempre "o inimigo", embora o FCP me comece realmente a chegar aos nervos. Mas de facto os lagartos são uma raça estranha que e tal forma inofensiva chega a dar pena.

 
At 1/25/2006 4:08 da tarde, Anonymous Anónimo said...

O D´Arcy é um lampião fino, não percebe nada de nada, não sabe interpretar um texto, mas até faz correcções ortográficas. Vai lá fazer comentários para o site da APAF, ou da Liga, ainda tens muito que lhes agradecer, isto para não te mandar para mais nenhum lado. Vês como fui educado, sem palavrões!
Já agora, o texto está excelente, o SPORTING agradece a atenção de todos os seguidores autistas de dirigentes mafiosos, que venham a realizar-se no Mundo do crime e possam tambem vocês, aspirar a dirigir o Benfica...Corrige lá isto, ó D´arcy, não tenho culpa que sejas do Benfica, é pura negligência ou atraso, no máximo posso ter pena! Experimenta dizer SLB 300 vezes ao espelho e vai comprar um Kit, pode ser que te sintas melhor...Urso.

 
At 1/25/2006 4:18 da tarde, Anonymous Anónimo said...

depois deste post....16-0

 
At 1/25/2006 4:21 da tarde, Anonymous Anónimo said...

depois de este auto-golo do OLHÓROBÔ.....16-0

 
At 1/25/2006 4:35 da tarde, Blogger Word Up said...

Boas?

Bem aki está alguem k sente pelo Sportem o mesmo k eu sinto pelo Porto.

O sportem p mim é e indiferente tenho um pai lagarto (coitado) e tenho de ouvir falar em verde todos os dias.

Acabei de me habituar e cada vez k oiço a palavra sportem fiko momentaneamente surda.

A unica coisa k aguento é mesmo o treinador Paulo Bento a falar, o homem diz tanta merda pela boca fora k da vontade de rir, ás vzs até vou ás lagrimas kom o k ele diz....

Enfim...

15 a 0

Saudações Benfiquistas
www.21ng.blogs.sapo.pt

 
At 1/25/2006 4:54 da tarde, Blogger D'Arcy said...

E mais uma vez, conforme o OLHÓROBÔ demonstra cabalmente, se confirma que a caricatura feita serve como uma luva a certas personagens raras. Assim como existe um Barbas ou um Máximo do nosso lado, do lado deles existem OLHÓROBÔS para equilibrar a balança.

Quanto ao facto de alguém que faz comentários como os teus ao meu post estar a acusar-me de não saber interpretar um texto... bem, só posso classificar esta afirmação como um momento da mais pura ironia que a vida nos pode proporcionar :)

 
At 1/25/2006 5:05 da tarde, Anonymous Anónimo said...

O Paulo Bento benfiquista ?

João Dentes

 
At 1/25/2006 5:28 da tarde, Anonymous Anónimo said...

sou sportinguista e adoreirei ler os vossos comentários, continuem assim com o vosso "odio" saudavel sem nunca entrar na ofensa pessoal nem na violência gratuita não me e dificil reconhecer que vocês são os maiores tanto em numero de adeptos como de titulos mas mesmo assim sou do sporting.
Longa vida para todos e felicidades.
Marcelo

 
At 1/25/2006 5:55 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Sorry anti_lampiões. Try again. Já disse que não admito esse tipo de linguajar por aqui.

 
At 1/25/2006 6:06 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Bom texto d'arcy...mas o meu desprezo é relativo á agremiaçao galinácea, sobretudo qd sou obrigado a pisar naquele galinheiro mal cheiroso, repleto de pessoas (?!)porcas, feias e más que recorrem com regularidade a violências cobardes como facas e very lights, quando podiam simplesmente recorrer aos seus punhos, que nao sendo uma atitude correcta, seria mais leal!.
Concordo obviamente que este é o verdadeiro derby e a verdadeira rivalidade! Uma pequena correcção: as vossas comemorações de golos assemelham-se e muito ao grunhido dos porcos...daí a nossa singela homenagem no autocolante com um porco trajado de vermelho e c o slogan: Lampiões...não obrigado!!!

JL / Velha Guarda
Saudações Leoninas

 
At 1/25/2006 6:19 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Uma pequena observação: É natural que para quem esteja habituado a celebrar os golos como celebra (e muito menos frequentemente que nós) as nossas comemorações soem estranhas. Agora no meio daquele verdadeiro 'zoo' que aparenta ser a bancada da JL, surpreende-me que alguém consiga associar o ruido dessas comemorações ao de um qualquer animal. De certeza que não será confusão com o barulho que alguma facção da vossa claque está a fazer quando tenta incitar a vossa equipa? ;)

Quanto aos very lights e facas, obviamente que somos todos assim. Nenhum benfiquista que se preze sai de casa para ir à Luz ver um jogo sem levar pelo menos um very light e um facalhão de cozinha. Somos revistados à entrada, e a quem for apanhado sem estes adereços os seguranças fornecem logo os items em falta. Depois passamos o jogo a bombardear-nos uns aos outros com os ditos very lights, e em lutas de facas fratricidas dignas de um filme de Hong Kong, para estarmos melhor preparados quando vamos jogar fora.

Saudações benfiquistas

 
At 1/25/2006 6:53 da tarde, Anonymous Anónimo said...

epa tá descendo de nivel !!
não pensei que os da minha "especie" descessem a tanto !
Marcelo

 
At 1/25/2006 8:38 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Bem sou do Sporting desde sempre e também não percebo como há (poucos) que odeiam mais o porto que o benfica...rivalidade a sério é só uma e não há nada que tire o gozo de uma caminhada desde Alvalade até à luz para ver o benfica-SPORTING. Quanto ao texto percebo perfeitamente o teu ódio visceral, é tal é qual o nosso e um clube sem o outro não tinha metade da piada.

PS: infelizmente este ano há 43€ que tiram a oportunidade de viver grandes sensações. :(

 
At 1/25/2006 8:42 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Fdx à pala deste texto, vou ter que estourar 43€s, eu não queria mas não aguento ver o grande SPORTING na tv quando podia ver no estádio. Espero que amanha ainda haja bilhetes...

 
At 1/25/2006 9:22 da tarde, Blogger D'Arcy said...

43€?! Chiça, nem para ir ver o Benfica ao Dragão (num bom lugar, não foi num dos topos ou num canto, que é para onde devem ir) paguei tanto...

 
At 1/25/2006 10:26 da tarde, Blogger chefe said...

43€? Os clubes pequenos querem todos fazer dinheiro às custas do Benfica.

 
At 1/26/2006 6:22 da manhã, Blogger miki said...

Qeria dar-te os parabéns pelo texto qe escreveste mas focar um ponto qe penso ser comum a todos os benfiquistas no Norte.

Todos nós sentimos tudo isso (e até muito mais) em relação ao fêcêpê. Enquanto qe voçês vão trabalhar ou fazer outra qualquer coisa e levam com " 100 " gajos do sporting e " 10 " do porto, cá em cima é exactamente o oposto, temos " 100 " portistas e " 10 " sportinguistas o que faz com que o além das claques, dirigentes e ao facto de contactarmos pessoalmente com os " verdadeiros " portistas qe vão ao estádio de 15 em 15 dias se torne imimente esse tal ódio.
De qualquer forma, compreendo e respeito qe o verdadeiro derby seja o benfica sporting por todas as razões qe voçês já faláram, agora volto a frisar e tal como o caro João Goncalves disse na sua crónica, o verdadeiro ódio do benfiquista cá de cima é o fêcêpê por razões obvias qe se assemelham um bocado as vossas com o sporting.

Saudações Benfiquistas

 
At 1/26/2006 9:25 da manhã, Blogger D'Arcy said...

Eu compreendo perfeitamente que quem viva perto do Porto tenha motivos para sentir mais os jogos contra o FCP. Uma rivalidade é normalmente sentida em relação a alguém que está perto e com quem se tem que lidar todos os dias, e não em relação a alguém que só se encontra de vez em quando. E aqui em Lisboa, portistas são muito raros.

 
At 1/26/2006 4:34 da tarde, Anonymous Anónimo said...

"O nosso 'Golo!' é um golo alegre, que encerra em si uma espécie de ênfase, como se estivéssemos a expressar o contentamento por as coisas se passarem com a naturalidade da lei da vida: o Benfica marca golos, e os outros sofrem, porque nós somos mais fortes. Isto é o que é natural. O 'Golo!' deles encerra algo de gutural, uma espécie de surpresa e desespero, como se eles estivessem a convencer-se a eles próprios que o que acaba de acontecer é normal, e a tentar afogar a sua própria surpresa."

"Detesto tudo neles, a começar pelos dirigentes, passando pelo estádio, equipamento, jogadores, e a acabar na massa associativa e respectivas claques. Os dirigentes parecem uma massa uniforme cinzenta, produzida em série em gabinetes bafientos e empoeirados, e cada um deles parecendo fazer parte de uma qualquer confraria de agentes funerários."

Delicioso!!!

 
At 1/26/2006 5:16 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Amigo D´Árcy dou-lhe os parabens pelo fantástico texto que escreveu apesar de não concordar totalmente com o mesmo.
Sou um benfiquista desde sempre e amo muito o meu clube, mas nunca tive esse sentimento de ódio em relação aos nossos adversários. Sabe porquê? Porque o nosso glorioso não tem rivais em Portugal e o sentimento que os outros sentem (sejam eles os eternos provincianos dos Andrades, ou os tristes Lagartos) é o de inveja devido á nossa grandeza em todos os aspectos.
Ser benfiquista não é odiar, ou desejar o mal aos outros é sim de exaltar e glorificar toda a nossa força e paixão, é orgulharmo-nos do nosso clube e do seu imenso e imenso prestigio, grandeza, força, titulos.
Amigo acha que algum patetico clubeco no nosso país se pode comparar a um dos maiores clubes do mundo?
Não sejamos iguais a esses frustrados que de facto vivem em função do nosso glorioso, pois somos muitos superiores a isso. Alias o 2º maior clube em Portugal é o anti-benfica o que para mim é um orgulho.
Sinceramente pouco me importa os outros e o que sinto é despreso por tudo o que diz respeito a esses clubecos. Ganhem ou percem pouco me interessa pois o nosso glorioso é tão grande que não tem que se dimensionar com quem nem aos calcanhares lhe chega.
A rivalidade com os lagartos foi historicamente dimensionada por esse tal clube de viscondes e afins que tendo dinheiro mas sem equipa e prestigio resolveu "comprar" (melhor roubar)na altura (1905) 8 jogadores da melhor equipa, clube mais prestigiado, com mais adeptos e mais popular de Lisboa o Sport Lisboa, pois até então a rivalidade era do SL e os ingleses do Império. Com isso pensava que seria rapidamente o grande clube de Portugal, mas curiosamente foi o SL (que deu lugar ao SLB) que continuou a ganhar e a engrandeçer-se. Assim a rivalidade parte de quem não percebeu que mesmo sendo ricos não conseguiram sequer entender a força de um clube sem dinheiro feito por homens do povo teve, tem e sempre terá.
Eles são diferentes porque nunca teram capacidade de entenderem a força de um gigante que não precisou de dinheiro para se tornar na maior instituição do nosso país.
Temos apenas que os despresar e rir um pouco com a paranoia que esse clubeco tem e sempre terá pela sua unica razão de existir conseguir um dia perceber a grandeza do eterno glorioso.

O GLORIOSO

 
At 1/26/2006 5:56 da tarde, Anonymous Anónimo said...

D'arcy :

Um blog, por definição, é para ser pessoal e de qualquer modo avisaste logo ao início. Sendo Sportinguista naturalmente não concordo, mas também não critico nem levo a mal.

A malta também não gosta de muitos dos jogadores do benfica e dar de caras com um destes cromos não seria uma boa experiência, mas ódio ?!?! não. não odeio ninguém à face da terra. Mas "it's your prerrogative ...".

Mas cromos existem em todos os clubes e têm a ver com a postura da pessoa e não com a côr da camisola. Eu diria que o simão (slb) e beto (scp) são dois personagens "com mania que são bons". E sou o primeiro a dizer que o beto, nesse aspecto, até deve ser dos piorzinhos sem dúvida.

Dos adeptos nada a dizer. São pessoas, que tal como eu torcem pelo seu clube.



Tiago Xunga :

És uma besta !!
Comparar um possível abusador de crianças com um jogador (seja de que clube fôr) é um insulto às crianças de todo o mundo.

Resumindo : És uma besta !!!

 
At 1/26/2006 7:12 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Conforme já disse, o post é uma caricatura. E uma caricatura requer o recurso à hipérbole. De qualquer maneira, e como achei que podiam levar as coisas de forma demasiado literal, ainda fiz questão de no último parágrafo frisar que a violência não era para aqui chamada. Quando digo que odeio quero apenas dizer que não gosto mesmo nada, não quero dizer que tenho instintos violentos, ou que desejo que aconteça algo de mau lhes aconteça (para além, obviamente, das maiores desgraças a nível desportivo). Quando uma pessoa diz que odeia couves, não quer fazer mal às couves, apenas não as quer comer. Da mesma forma eu também não quero ter que 'comer' com as coisas relacionadas com o rival.

 
At 1/27/2006 1:20 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Anónimo

E uma pessoa como tu, que só através da ofensa é capaz de se exprimir só digo uma coisa: És lagarto

Em resumo: És umn inferior de um lagarto

Tiago Xunga

 
At 1/27/2006 11:56 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Caro anónimo, estaria até tentado a deixar o teu comentário, já que as ofensas ficam sobretudo com quem as profere, e este teu comentário ilustra bem o quão baixo o teu nível é. Mas prefiro manter-me fiel aos meus princípios, e deixar este espaço limpo de comentários vindos de pessoas tão rasteirinhas.

O pormenor de dizeres não querer entrar em 'ofensas baratas' é hilariante. Em meia-dúzia de linhas conseguiste a proeza de te revelares brejeiro, racista, homofóbico e intolerante (que engloba as duas 'qualidades' anteriores). Acho que nem sequer quero saber como será quando enveredas pelo caminho das 'ofensas baratas'.

 
At 1/28/2006 9:56 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Se houvesse alguma duvida quanto ao maior nivel de rivalidade em Portugal(BenficavsSporting),este post atesta-o. 131 comentarios (c/este 132)
até agora!!!Deve ser record.

 
At 1/29/2006 9:35 da tarde, Anonymous Anónimo said...

è so pra lembrar q n te deves gabar d um 7-2 quando levaste um 7-1 mais recente. E falas do benfica ca de uma maneira, ate parece q tens ganho muita coisa, nos ultimos 10 anos ganhaste uma vez, e dizes tu q nao tens concorrentes ao titulo? Isso é benfiquismo, nao é saber d futebol.

 
At 1/29/2006 9:36 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Ah é so pra te lembrar que os gajos q tu desprezas jogaram ctg ontem, e vcs nao tiveram uma unica oportunidade de golo alem do penalty, nao fizeram nada e sorte tiveste em nao levares uma goleada das antigas... Ler o teu texto hoje so me da vontade de rir... lol , vcs qd querem sao mt palhaços e cabeçudos, ahahah

 
At 1/29/2006 10:41 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Antes 'cabeçudo' que iletrado, que é o que me está cá a parecer que tu és, já que nem sequer pareces ter lido o texto. Está ali uma imagem de um título de um jornal, é verdade, mas onde é que eu gabo um 7-2? Nem sequer falo dele... aquilo é uma imagem como qualquer outra. És como os touros, que deixam de ver tudo o resto quando agitam um pano vermelho? Digo eu que nem concorrentes tenho ao título? Onde? Provavelmente deve ser o teu hábito de veres só os bonecos que resulta nessas interpretações, que isto de ler dá muito trabalho.

Se calhar por ganharem um jogo eu devia deixar de vos desprezar? Onde é que está a relação? Reacções como a tua é que se calhar só me fazem aumentar ainda mais o desprezo. Quando muito comentários como os teus só comprovam a minha teoria de que cada golo ou vitória vossa é celebrada como se de uma prova insofismável se tratasse da vossa suposta superioridade, da qual nem vocês mesmo parecem estar convencidos. O Gil Vicente também ganhou na Luz, e não escancararam as gargantas nem incharam metade do que se parece verificar convosco.

Ao menos nós sabemos dar mérito aos nossos adversários quando é merecido. Se fosse o Benfica a ganhar, sem dúvida que serias um daqueles que diria que a culpa era do árbitro.

 
At 1/29/2006 11:57 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Não me conheces para me chamar iletrado, nem vou comentar isso. So disse o que disse simplesmente por os benfiquistas acharem que sao os maiores e que sao superiores a todos tal como tu dizes, que desprezas os outros. Eu n desprezo os outros, o benfica tem mais campeonatos q o scp, eu sei, entao estasme a dizer que para o scp ser maior q o benfica tem d ganhar esses campeonatos de diferenca. E sou do scp quer ganhe ou perca, nao preciso q ele tenha mais campeonatos que os outros. E para mim o scp nao é o clube q prevalece soubre os outros, é simplesmente o meu clube. Por isso nao desprezo os outros, eles estao la, uns mais fortes que outros, e o benfica e o porto sao das 5 melhores equipas do campeonato, é obvio que é gratificante ganhar pq sao concorrentes directos. Essa cena de o benfica ser o "melhor clube", e que é "superior a qq clube purtugues" sao frases d gente q so olha pra si mesmo, como burros q teem duas talas dos lados e so veem em frente. Eu tenho um clube q apoio mas n digo as barbaridades que pronuncias no teu post

 
At 1/30/2006 12:21 da manhã, Blogger D'Arcy said...

Irra, que estou a ver que tenho que fazer um post só para explicar o significado de 'caricatura'... será que o primeiro parágrafo do post não é suficiente para se entender o tom do mesmo?

Peço desculpa pela cena do 'iletrado', foi na verdade excessiva, mas à custa deste post já tive que aturar muitas bocas de gente que parece fazer uma leitura em diagonal, e depois discute um bocado sem razão, e o teu comentário deu-me mais uma vez essa má sensação.

 
At 1/30/2006 11:22 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Obrigado por teres dispensado tantas linhas ao grande SPORTING! Maior que a nossa gloria so a vossa iNNveja :) Precisas de bastante reNNie Continua assim !

 
At 2/01/2006 8:55 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Apanharam muita chuva no Sábado?
Realmente aquilo foi um banho tremendo!!!eheheh!!

 
At 2/02/2006 1:13 da tarde, Blogger Ana said...

primeiro que tudo, tenho de dizer que sou sportinguista de alma e coração. Mas para quê tanto anti-Ésse Cê PÊ? apesar de estar um texto brilhantemente escrito, não percebo tanto 'ódio'... sei que muitos dos adeptos sportinguistas, quando joga o benfica, são sempre do clube adversário. Mesmo em competições europeias. Eu não. No campeonato não contam com o meu apoio, isso não, mas na Europa? acima de tudo somos todos portugueses. não quero falar da vitória do sporting na dita catedral, já se fala tanto nisso e o jogo já foi há quase uma semana. nem eu tenho paciência para ouvir falar mais sobre isso. vocês são 6 milhões, é certo. alguns sportinguistas escondem a camisola quando o clube perde. Eu não, está sempre à mostra, mesmo quando somos eliminados numa final da Taça Uefa, ou mesmo quando um simples 1-0 manda embora um reinador que até não era mau. para mim não há ódio de estimação, até porque para mim o futebol é suposto ser uma festa, não um antro de porrada e de ódios. E este ano é o centenãrio, e não me deixo afectar pelo clube dos lados do Colombo. Bo sorte com os bifes, espero encontrar-vos na final da taça dos Tugas e no campeonato que ganhe o melhor.
sporting, sempre, não só quando ganha...
beijinhos

 
At 2/02/2006 8:28 da tarde, Anonymous Anónimo said...

e quando bier o Fê Cê Pê ainda comes mais!! bamos-te arrancar as penas uma a uma. TÓTÓS

"Tripeiro"

 
At 2/02/2006 11:14 da tarde, Anonymous Anónimo said...

fds... so escreves é merda.. tenta ser mais isento..

 
At 2/03/2006 12:29 da manhã, Blogger D'Arcy said...

Sim tripeiro, espero que vocês nos tirem tantas penas quanto as que nos tiraram no Estádio do Cavalo Marinho.

 
At 2/05/2006 12:16 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Enquanto o Sporting leva 6 pontos em 2 jornadas, o Benfica ... => 0 (zero).

Sem mais de momento.

 
At 2/05/2006 6:02 da tarde, Anonymous Anónimo said...

campões da treta juntem-se aos bossos bizinhos da segunda circular e formem um club recreativo, deixem o futebol para quem sabe jogar mocões !!

TRIPEIRO

 
At 2/05/2006 6:10 da tarde, Anonymous Anónimo said...

lampiões da treta juntem-se aos bossos bizinhos da segunda circular e formen um club recreativo deixem o futebol para quem sabe jogar, morcões bssês aí em baixo sempre no treme treme,nós continuamos a cavalgada gloriosa rumo ao titulo bamos ganhar no bosso cesto de pão
JÁ ENCOMENDÁMOS AS FAIXAS


TRIPEIRO

 
At 10/28/2006 2:30 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Para um clube que lhe suscita tanta indiferença a pontos de nem sequer olhar para o Estádio qd passa por lá...tem que admitir que lhe está a atrair mt a atenção para escrever um post enorme sobre ele!

Aliás, não há maior mal que a inveja, não é caro amigo?

Viva o SPORTING!

Ana

 

Enviar um comentário

<< Home