domingo, fevereiro 15, 2009

Preocupante

É difícil dizer como me sinto após o jogo desta noite. Estou contente pela (merecida) vitória, mas estou triste pelas dificuldades que tivemos para a conseguir frente a uma das piores equipas que já vi esta época. Estou também contente pelos grandes golos que marcámos, mas por outro lado estou triste pelos que sofremos, sobretudo por causa das facilidades concedidas na defesa. Contente pela atitude na meia hora final, tristíssimo pela falta dela durante toda a primeira parte. No final o que fica é a vitória e os três pontos conquistados, mais uns cabelos brancos e menos uns anos de vida.

Nas alterações já esperadas à equipa, alguma surpresa na inclusão do Jorge Ribeiro no onze, passando o David Luiz para a direita, ocupando o lugar do castigado Maxi Pereira. No meio campo o Carlos Martins ocupou o lugar do Yebda que, em risco de ver um quinto amarelo, ficou no banco. E no ataque, regressou o Cardozo à titularidade, não tendo o Suazo sequer sido convocado. O jogo iniciou-se num ritmo que imediatamente fez prever mais uma primeira parte igual a tantas outras esta época. O Benfica este ano parece quase sempre ser uma equipa camaleónica, que ajusta a sua qualidade de jogo para um mínimo necessário consoante o valor do adversário em questão. Quer isto dizer que, quanto pior é o adversário, pior joga o Benfica. Ora o Paços de Ferreira foi, na minha opinião, uma das piores equipas que eu vi na Luz esta época, o que consequentemente quer dizer que a exibição do Benfica na primeira parte foi também uma das piores que vi ao Benfica esta época. Alinhando com uma linha de cinco defesas, em que alguém estava sempre solto para se dedicar à marcação individual ao Aimar, e recorrendo a estratagemas quase absurdos de queima de tempo, o Paços acabou por adormecer completamente o Benfica no primeiro tempo, e o Benfica deixou-se estar muito bem embalado neste ritmo que só ao Paços interessava. Uma única excepção: um cabeceamento do Luisão à barra, e uma grande defesa do guarda-redes à recarga do Aimar. De resto, nada mais perturbou a sonolência completa e o deserto de ideias que foi aquela primeira parte.

Depois de, certamente, o Quique ter falado mal dos jogadores ao intervalo, apesar disso não notei grandes diferenças de atitude na equipa no início da segunda parte. Foi preciso um susto para acordarem, já que o Paços, praticamente na primeira vez que se aproximou com perigo da nossa baliza, quase marcou, sendo o David Luiz a evitar o golo em cima da linha. Era necessário mudar alguma coisa, e o Quique fê-lo decorridos cerca de dez minutos, retirando o Carlos Martins para colocar o Di María em campo, indo este encostar-se à direita e, talvez pela primeira vez esta época, sendo dada a oportunidade ao Rúben Amorim de jogar no meio. Esta alteração mudou bastante a forma de jogar do Benfica, até porque o Di María entrou inspirado e com vontade de mostrar serviço. O Benfica começou finalmente a rondar com perigo a baliza adversária, e acabou por chegar ao golo a vinte minutos do final, num lance algo consentido pelo guarda-redes do Paços, que não segurou uma bola fácil e permitiu ao Cardozo, de ângulo reduzido, rematar para a baliza deserta e acabar com a seca de golos. Quase de seguida surgiu o segundo, um golo muito bonito em que o Rúben Amorim rematou de primeira de fora da área, colocando a bola junto ao poste mais distante. Parecia que iríamos finalmente ter um final de jogo descansado, mas já se sabe que com o Benfica nunca se pode ter essa ambição. Logo de seguida, o Paços lá se lembrou que era capaz de estar na altura de atacar um bocadinho, e reduziu logo para 2-1 num remate cruzado, num lance em que ficou patente a facilidade com que o jogador do Paços surgiu na área para rematar à vontade.

Já perto do final, veio então o momento mais alto da noite. O Di María, que já tinha tido alguns pormenores técnicos fantásticos, recebe uma bola de um lançamento lateral e, a uns bons trinta metros da baliza, com um remate fantástico faz a bola passar sobre o guarda-redes para marcar um golaço. Desta vez sem o Maradona na bancada. Faltavam dois minutos para os noventa, e agora sim, parecia que iríamos finalmente esperar pelo apito final descansados. Qual quê. Já quase no final do jogo, há um cruzamento para o lado direito da nossa defesa, e mais uma vez surge um adversário à vontade para rematar cruzado de primeira e reduzir. Houve aqui uma falha de marcação gritante, já que o autor do golo foi o lateral esquerdo do Paços, que subiu à área sem que ninguém (deveria ser o Di María, que provavelmente ainda estava demasiado entusiasmado com o golo) o acompanhasse. Aliás, ele esteve mesmo lá literalmente acampado, completamente sozinho, durante bastante tempo sem que algum dos nossos jogadores reparasse nele. E mesmo assim, ainda não estava tudo acabado. Aqueles segundos finais pareciam um filme com um desfecho anunciado. Era previsível que o Paços beneficiaria de um livre mesmo sobre o final, que aproveitaria para fazer subir toda a gente para a área e despejar a bola para lá. E isso aconteceu mesmo. Só faltava mesmo o golo ao cair do pano. Na sequência do livre, depois de um alívio do Luisão a bola acabou por ser rematada ao poste, para depois o Sídnei a evitar a recarga. Só depois deste momento que me causou uma breve paragem cardíaca é que o jogo terminou. O Paços, que praticamente fez quatro ataques dignos desse nome, teve uma bola aliviada sobre a linha, marcou dois golos, e atirou uma bola ao poste. O que é bastante preocupante no que diz respeito à nossa segurança defensiva.

Ultimamente tem-me sido difícil escolher alguém para destacar. Esta noite menciono o Di María, pelo efeito que teve no jogo. Só após a sua entrada é que passámos a jogar a toda a largura do campo, e com velocidade suficiente para causar estragos. Gostei também do Rúben Amorim após ter passado para o meio (enquanto esteve na direita passou completamente ao lado do jogo). Fiquei ainda contente com o facto do Cardozo ter marcado o golo que já procurava há algum tempo. Pela negativa, pareceu-me que o Aimar esteve bastante apagado, não se conseguindo entender com a marcação individual a que esteve sujeito durante todo o jogo. Para não ferir susceptibilidades não vou bater muito no Carlos Martins, ou no Jorge Ribeiro, senão acusam-me de perseguição aos rapazes. Mas digo que também não gostei do jogo deles. O Katsouranis também me pareceu estar menos bem do que costuma ser habitual.

Foi uma exibição sofrível do Benfica, abrilhantada por um golo bonito e outro excepcional, mas que me deixou preocupado. Sofrer dois golos em casa perante, volto a dizê-lo, uma das equipas mais fracas que vi jogar esta época na Luz não é propriamente brilhante. Só espero que para a semana, neste sobe e desce a que o Benfica nos vai habituando, a equipa volte a apresentar-se a um nível suficientemente alto para um jogo que queremos sempre vencer.

P.S.- E porque não há duas sem três, aos dois bonitos golos que marcámos hoje há a somar um terceiro marcado por um jogador nosso: o golão que o Coentrão marcou no Antro da Ladroagem.

13 Comments:

At 2/16/2009 12:41 da manhã, Anonymous Algarviu said...

1. Já começa a ser maçador ver os jogos que o SLB faz contra equipas modestas.
2. As horas miseráveis a que se disputam os jogos faz com que adeptos de regiões mais afastadas de Lisboa se vejam impossibilitados de se deslocarem à Luz. Foi o meu caso hoje.
3. Coentrão está a tornar-se um especilistas em marcar aos andrades. Já ano passado, no Nacional, também marcou um grande golo.E também me parece estar a ficar um jogador mais consequente.

 
At 2/16/2009 8:33 da manhã, Anonymous Índio Ruço said...

Eh pa aqueles dois golos...andava tudo a dormir, mas tudo...então no primeiro...no segundo tambem, mas há mérito do tipo que vira a bola para o lado contrário..mas mesmo assim...

O Di Maria é o único jogador que temos que é capaz de criar magia do nada...ainda é imaturo, inconsequente e trapalhão, a questão é que se/quando deixar de o ser, será um caso muito sério.


Mais um roubo no dragoum-ue, é incrivel como aquilo pode ser penalty...e depois o 2º golo é falta nítida sobre o defesa do R. Ave.
VERGONHA.
Claro que é tudo branqueado pelos "jornalistas"...até o J.Pinto que no DDesportivo já soube manipular e debitar o discurso com que foi devidamente instruido.
Acho que ele agora vive no Porto...pois.
DUPLA VERGONHA.

O Coentrão é um bom jogador e pode tornar-se um grande jogador.
O golo de ontem foi "à Simão" e enquanto lá andou a defesa do porto tremia que nem varas verdes.
É um jogador com caracter e feitio dificil, e essas são as suas maiores qualidades. Se o despersonalizam com a habitual receita dos brandos costumes à portuguesa, castram-no. O que seria do Cantona, do Maradona,etc... fossem despersonalizados pelos egrégios bons costumes?

 
At 2/16/2009 9:50 da manhã, Blogger Rocha said...

Viva

Gostava de conhecer a poção mágica que existe para as bandas de Paços de Ferreira. É que não me lembro de ver tanto jogador no chão a fazer ronha, durante a 1ª parte!!! O milagre foi logo após os golos do SLB, as dores passaram logo!!!

Fonix!

E D'Arcy, não podes cascar tu. mas casco eu. Ontem estava a perder a paciência com C Martins. Nem tanto com o J Ribeiro, já que ainda fez alguma coisa de jeito. Mas o CM, irra!!!!!

1A

 
At 2/16/2009 10:34 da manhã, Anonymous 1benfiquista na Inbicta said...

Tudo certo

Péssima exibição, com incapacidade de marcar o ritmo do jogo e com mais uma vez a falta do organizador de jogo a fazer se sentir…É urgente pensar o plantel para a próxima época suprindo esta lacuna. Custa me ver o SLB a fazer jogo directo para os avançados. È que não temos nem Ibrahimovic nem Adriano…Muito sufocante o final com o Moreira a não dar tranquilidade e de novo com jogadores claramente a mais, CM e Jorge Ribeiro estão fora de forma

Horas de jogo miseráveis. Parem com estas horas em nome do futebol e aqui a direcção do SLB pode intervir

Duvidas no golo dos "Ladrões"; se fosse na Luz era falta.

 
At 2/16/2009 11:40 da manhã, Anonymous djeiti said...

Foi uma vitória importante e que, apesar de previsíveis dificuldades por o nosso presidente se ter mais uma vez insurgido contra a corrupção que há no futebol português, pelos 3 pontos, pela emoção na 2ª parte, pelas bifanas na Ti Rosa e pelos golaços, fez valer a pena ter ido ao estádio no dia em que tantos como eu conseguiram convencer um companhia para ir ao estádio.
Força Benfica, vence por nós!
Nós só queremos o Benfica campeão!
PS – Pra semana (Sábado) é o derby no wc do alvalixo contra a porcaria dos queques rastejantes do lumiar que têm camisolas iguais às barracas da praia da nazaré…ai os nervos que já me estão a dar…

 
At 2/16/2009 3:07 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Não foi o Maradona, fui eu que nunca tinha ido ao novo estádio que tem péssimos acessos ou que torna-se mesmo demoroso ir ver um jogo do SLB mesmo estando em Lx, benfiquista sofre.... Quanto à cronica... bate no CM e no JR que bem merecem, o CM parece que joga de favor e o JR não sabe defender, não sabe fazer uma entrada sem ser falta, recordo de um lance na primeira parte em que vi JR atrás de um avançado do Paços de Ferreira na grande area para lhe tirar a bola se só temia pelo penalty... Aimar é daqueles jogadores que vale a pena ver nem que seja para vê-lo dar dois toques na bola.. pura classe.... MVP para mim: Reyes, simplesmente doutro campeonato.

Abraço
Manuel Gouveia

 
At 2/16/2009 3:58 da tarde, Anonymous Hattori Hanzo said...

Rocha, junto-me a ti - casco também eu: C. Martins não se viu e o meio campo foi outro desde que o ruben amorim foi para o meio (e este ontem nem fez um grande jogo. Quanto ao J. Ribeiro só digo que subiu alguma vezes, e fez-se notar mais pela defesa onde não estava e perdia bolas inutilmente a atirar-se para o chão do que no ataque. D'arcy só estou em desacordo contigo numa coisa. não acho que o Paços de Ferreira seja assim tão fraco como dás a entender (não é por acaso que os gajos são o terceiro melhor ataque na liga com o mesmo nº de golos que os queques do lumiar),mas sim são preocupantes aqueles últimos minutos do jogo (tal como é preocupante os minutos que demorámos até lhes marcarmos um golo, porque a defesa deles essa sim não é grande espingarda). E sim Rocha eu também já há muito tempo que não via tantas interrupções na 1ª parte e quero beber o mesmo que os gajos, pois após o 1º golo nunca mais houve quedas e interrupções

 
At 2/16/2009 4:52 da tarde, Anonymous Índio Ruço said...

O jogo com os lagartos vai ser fácil, nesses jogos é que nós jogamos bem , agora quando a bitola começa a baixar é que surgem os problemas.Esta é uma equipa de alta rotação e não carbura a velocidades reduzidas nem no pára-arranca, só se dá bem com grandes palcos e emoções fortes. Quando é "obrigada" a esticar o motor, adeus... ninguem a agarra.

Pessoal, é verdade que se um gajo for presidente do Benfica só paga as contas no final do mandato? Se assim for estou na corrida.

 
At 2/16/2009 9:53 da tarde, Blogger planetaportugal said...

Caros Amigos

Com o crescimento, que temos tido nos últimos meses no SL Benfica PlanetaPortugal torna-se necessário fazer um reforço significativo da nossa equipa de Moderadores.

Assim abrimos a partir de hoje um concurso para Moderadores para o SL Benfica PlanetaPortugal.

Requisitos:

* Ser Benfiquista
* Bom senso
* Saber se expressar de forma clara e objectiva
* Disponibilidade regular

Preferência:

* Mais que 16 anos
* Mais de 3 meses de fórum e uma boa conduta

Responsabilidade:

* Moderação do Fórum
* Participação nos conteúdos do Portal

Vamos adicionar à equipa 5 Moderadores.

Para se candidatar a Moderador do SL Benfica PlanetaPortugal deverá registar-se e enviar uma mensagem para o Moderador dizendo a sua idade e disponibilidade.

Mais uma vez agradecemos o apoio que todos os nossos Companheiros de tantos Blogues do Benfica nos têm dado.

 
At 2/16/2009 10:55 da tarde, Blogger Rod The Leven de Portugal said...

Concordo em absoluto. Já é agora de começarem a assumir os «erros de casting» C.Martins e J.Ribeiro, além do que não se esforçaram para comprar laterais de jeito.

O que é que se passou mesmo com o Leo? Mais uma história mal contada.

Eu estava do lado bom do campo - aquele onde se marcaram os bonitos golos - e também eu procurei pelo «el pibe» no estádio. Será que ele não estava lá mesmo?

Não é para me armar em treinador de bancada, mas que raio de táctica é esta é que mete aquele que é o melhor centrocampista português a jogar no nosso campeonato, numa posição de extremo direito? Até se via a alegria do homem a jogar ao centro...

E quanto ao Di Maria, acho que lhe faz falta um estágio de cérebro junto com o Chalana... mas a ver os filmes dos jogos dele na década de 80. Só para ver com um canhoto joga de vermelho vestido.

Que fazer com o C. Martins?
Que fazer com o J. Ribeiro?
Para que se gastaram 4M com o Balboa mesmo?

desculpem, mas hoje deu-me para vir desabafar para aqui

 
At 2/17/2009 11:55 da manhã, Blogger Harry Lime said...

Mais um roubo no dragoum-ue, é incrivel como aquilo pode ser penalty...e depois o 2º golo é falta nítida sobre o defesa do R. Ave.
VERGONHA.


o penalti é nitido. A falta no segundo golo nem tanto. O cabeceamento do sul-americano é que é uma vergonha. Parece os (poucos) golos de cabeça que marco no Pro Evolution Soccer: cabeaçamentos para cima que caprichosamente batem na barra e entram.

 
At 2/17/2009 12:01 da tarde, Blogger Harry Lime said...

O jogo com os lagartos vai ser fácil, nesses jogos é que nós jogamos bem , agora quando a bitola começa a baixar é que surgem os problemas

Indio,

Vamos ver, indio, vamos ver.

Se o Vukcevic se mantiver mentalmente são na próxima semana (o que não é facil) voces vão passar as passas do Algarve contra nós. No fundo, a performance do Sporting está dependente do Vukcevic tomar ou não os comprimidos que lhe mantenham a sanidade mental. :):):):)

 
At 2/17/2009 2:58 da tarde, Blogger Harry Lime said...

o penalti é nitido

Quando digo que o penalti no Dragão é nitido quero dizer que o penalti é nitidamente inventado.

Isto que fique claro! Eu posso ser muita coisa mas ainda tenho olhos na cara. :):):)

 

Enviar um comentário

<< Home