sábado, julho 25, 2009

Sunderland

Foi um jogo com um ritmo mais pausado do que aqueles que vi até agora na pré-época. Calculo que algum cansaço seja mais do que aceitável, já que não me lembro de alguma vez ter visto uma pré-época com tantos jogos num espaço tão curto de tempo. Apesar do ritmo mais baixo (que implicou, por exemplo, uma menor pressão exercida sobre o adversário), pareceu-me que controlámos o jogo sem grandes sobressaltos durante a maior parte do tempo.

O onze apresentado de início não andará muito longe daquele que deverá ser o onze base para esta época. Curiosidade para ver sobretudo o Javi García (estreia absoluta) e o Ramires, no primeiro teste mais a sério. O primeiro acabou por fazer os noventa minutos, enquanto que o segundo jogou apenas a primeira parte. Ambos estiveram discretos, e não vi grandes motivos de realce, quer pela positiva, quer pela negativa. Quanto ao jogo em si, foi o Benfica quem assumiu a despesas de início, com o Sunderland a tentar o contra-ataque sem conseguir criar muito perigo, excepção feita a um lance em que houve uma falha de marcação da nossa defesa, e o Jones apareceu à vontade para cabecear ao lado. Chegámos à vantagem à passagem da meia hora, através de um penálti do Cardozo a castigar uma falta assinalada sobre o Saviola (após mais uma jogada de entendimento entre ele e o Aimar). Pareceu-me forçado o penálti, mas como lá fora em caso de dúvida os árbitros não decidem sempre contra nós, foi assinalado.

Depois do penálti o Sunderland tentou reagir e tomar conta do jogo, mas conforme disse, o Benfica nunca pareceu ter grandes dificuldades para controlar a partida. O melhor período dos ingleses até foi no reinício da segunda parte, mas este ímpeto morreu após dez minutos, com o golo do Maxi Pereira, após recuperar uma bola perto da área adversária e rematar entre as pernas de um defesa adversário. Depois disto, só mesmo mais sobre o final da partida, e mais uma vez após a entrada do Coentrão, é que as coisas voltaram a animar, com o Benfica a chegar perto do terceiro golo, mas faltou acertar no alvo.

Quanto aos jogadores, já quase nem é preciso repetir os elogios do costume ao Maxi. O Shaffer parece estar claramente a subir, e dos centrais gostei mais do David Luiz (é natural que o Luisão ainda esteja com falta de ritmo). O quarteto da frente (Cardozo, Saviola, Aimar e Di María) continua a prometer muito para esta época - gosto mesmo muito de ver aquelas combinações que às vezes o Saviola e o Aimar tiram do bolso - e o Coentrão, para não variar, veio dar um safanão ao jogo.

Daqui a dois dias, novo jogo. Com esta barrigada de jogos do Benfica após o jejum do defeso, acho que vou ficar mal habituado e estranhar quando passarmos a jogar só uma vez por semana.

9 Comments:

At 7/25/2009 9:25 da manhã, Blogger Índio Ruço said...

Fora a combinação Aimar/Saviola e outros apontamentos individuais,do qual o golo do Pereira é exemplo,ainda não vi nada por aí alem. O melhor lugar para o D.Luiz jogar sería à esquerda, metia o chauffeur no bolso e comprometia menos o centro da defesa onde por vezes tem falhas comprometedoras.Por outro lado o o Luisão eo M.Vitor são muito lentos para jogar com a defesa subida. Na minha opinião a equipa joga bem em 1/3 do terreno, faltam ainda os outros 2.
No outro dia contra o Atletico de Madrid vi ainda alguns vicios do malvado Quique, não é que a equipa em bolas paradas defendeu com oito jogadores?! O gajo era mesmo mau...
Deu para ver que o Ramires ainda esta na fase Sinatra e que o Javi é bom jogador em termos posicionais, sempre atento às compensações.

O que é desconcertante é ver o benfica cada vez mais como um clube de promoção de jogadores sul americanos que queiram dar o salto para as maiores Ligas e/ou receptor de jogadores talentosos caídos em "desgraça".
É uma triste realidade fruto da globalização futebolistica e simultâneamente da ausência de qualquer projecto desportivo.

 
At 7/25/2009 11:43 da manhã, Anonymous Filipe said...

Gostei da forma como a equipa se apresentou, da sua disposioção táctica, sem invenções. Foi um jogo muito bem controlado por nós, embora não tenha sido bonito.

Gostei do Ramires, achei-o muito rápido, mto pressionante e com bom toque de bola em processos ofensivos.

Gostei do shaffer, o homem parece que sabe mesmo cruzar! N me lembro dele ter feito um cruzamento disparatado, pelo oposto!

Continuo a achar que o Coentrão está um furo acima do Di Maria.

 
At 7/25/2009 4:52 da tarde, Blogger Hattori Hanzo said...

Continuo na minha... Schaffer é bonzinho a atacar, mas fraquito a defender. Concordo com o Indio, para isso mais vale continuar com o David Luiz naquela posição. O espanhol parece-me também que lê bem o jogo e que poderá ser uma mais-valia. Pois e começar o jogo sem portugueses, olha se fosse o malvado do Quique a fazer isso, o que já iria pelos blogs benfiquistas ... Só espero que o Record esteja enganado sobre o Luisão (a propósito que é feito do processo a eles sobre as outras "invenções"?).

 
At 7/25/2009 5:36 da tarde, Blogger D'Arcy said...

O Quique já o ano passado chegou a alinhar sem portugueses, e não houve nenhum escarcéu por isso; deixem-se de manias de perseguição.

 
At 7/25/2009 6:14 da tarde, Anonymous 1benfiquista na Inbicta said...

Hi All

Espero que este ano estejamos a festejar o titulo daqui a 9/10 meses...

È isso mesmo que eu quero para este ano...mas confesso que a desilusão do ano anterior ainda me dói e bastante..

È que até o Trofense nos ganhou...

Mas s glória do calcio é esta mesma...Umas vitórias e esquecemos tudo...

O ano passado acreditei no Quique e embandeirei em arco até ao jogo do Olympiakos...até fui a Paços de Ferreira e Matosinhos...

Este ano não corro esse risco e n faço nenhum comentário...relevante...

Preferia n ter nenhum treinador lagarto no meu clube mas tb eu estou a ficar velho...

O simples facto do Marcel vir treinar à Luz e termos contratado um cromo do Recife ou da Baía - potencias do futebol canarinho - assusta-me mas se até o Nuno Gomes ficou...SIGA!!!!

Saudaçoes benfiquistas

 
At 7/25/2009 6:18 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Quanto ao Luisão, já o disse diversas vezes: não me importaria nada que o vendêssemos. Desde que por uns €15M, claro. Esta é a última oportunidade que temos para fazer algum dinheiro com ele. Ou o vendemos agora, ou então já não sai mesmo até ao final da carreira. E eu prefiro ver o David Luiz, Sídnei e Miguel Vítor começarem a jogar mais.

 
At 7/25/2009 7:15 da tarde, Blogger Hattori Hanzo said...

Olha que não D'arcy. O Queque nunca começou sem portugueses. Tenho ideia de que houve jogos em que jogaram apenas 1 ou 2, mas havia sempre algum (até porque não te esqueças que o que só na Taça da Liga é que o Moretto jogou) e olha que houve várias críticas a isso (não de ti). Quanto ao Luisão, não é que eu discorde de ele sair, o que me assusta são os valores de que se fala agora da sua venda. É que também há sempre o contra da equipa perder mais um dos seus líderes. Indio esqueci-me, o Luisão e o Miguel Vitor não são muitos rápidos, mas é o Sidnei. Entretanto preparem-se para no nosso campeonato levarmos alguns golos em fora-de-jogo ... ontem já deu para ver que o Jesus vai tentar implementar a defesa-em-linha.

 
At 7/25/2009 7:30 da tarde, Blogger D'Arcy said...

De início, não. Mas com o decorrer do jogo (precisamente na Taça da Liga) ele chegou a ter onze estrangeiros em campo. Tenho a certeza que me lembro disso ser falado nos jornais.

O Jesus não vai ter que implementar a defesa em linha. O Quique já o tinha feito, por isso será só manter o que já vinha sendo feito o ano passado.

 
At 7/25/2009 7:36 da tarde, Blogger D'Arcy said...

P.S.- Não estava enganado. Não foi na Taça da Liga, mas foi na Taça de Portugal contra o Leixões. O Benfica entrou em campo com apenas um português, o Rúben Amorim, que foi substituído aos 65 minutos pelo Balboa, ficando então o Benfica com onze estrangeiros em campo. Só que foi apenas durante três minutos, já que aos 68 minutos entrou o Nuno Gomes. Está aqui a ficha do jogo: http://www.zerozero.pt/jogo.php?id=641990

Com apenas um português em campo estivemos durante mais algumas ocasiões (com o Belenenses para a Taça da Liga, por exemplo, e foi por isso que fiz confusão).

 

Enviar um comentário

<< Home