sexta-feira, fevereiro 25, 2005

Demência

Trapattoni, indignado, afirmou perante os jornalistas que 'Nunca jogámos tão bem!' Disse também que a equipa joga bem, e com muita confiança. Aha! Estou a começar a perceber porque razão ele assiste impávido e sereno no banco de suplentes aos jogos do Benfica, enquanto os adeptos amarguram nas bancadas. Pois o homem está simplesmente a deleitar-se com o espectáculo de futebol bem jogado que a equipa lhe está a proporcionar, e não convém estragar o que está a correr tão bem.

A sério, isto não começará já a ser um sinal inegável de demência? O italiano coloca o Jaime Pacheco no Braga, esquece-se do nome do treinador do FC Porto (embora aqui de certa forma se compreenda - com tantas alterações no comando técnico dos nortenhos, começa a ser difícil para um homem daquela idade lembrar-se de tudo), inventa exigências dos sócios para tirar o Moreira da equipa, e agora vê espectáculos requintados de futebol onde os outros vêem uma pobreza franciscana.

A não ser, claro, que isto seja apenas uma visão relativista da coisa. De facto, tendo em conta a qualidade do futebol apresentado pelo Benfica desde que o Trapattoni pegou nas rédeas da equipa, se calhar ainda assim o que jogámos ontem pode ser considerado uma melhoria fantástica em relação a outros jogos feitos esta época. Só pode.

4 Comments:

At 2/25/2005 4:09 da tarde, Blogger PF said...

Apesar de Trap, estamos na liderança. O que só prova que o Glorioso é ENORME!

 
At 2/25/2005 4:37 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Dizes bem: 'Apesar de Trap'. Isto até parece o campeonato DTM, em que acrescentam lastro aos carros mais rápidos na última corrida. O Trap é o nosso lastro.

 
At 2/25/2005 8:31 da tarde, Blogger Ahab said...

Estas são as postas do D´Arcy que eu curto! Bem escritas e cheias de raiva.

Só uma nota, começo a assistir ao nascimento de um novo Messias entre as hostes lampiões: o alvaro Magalhães.

Parece-me um bom Messias. Tal como o outro Messias (o alccolico Toni, que veio substituir o Mourinho que, obviamente, não entendia a Cultura Benfiquista) também o Alvaro (brilhante ex-treinador do Naval da Figueira da Foz!) vos vai conseguir enterrar ainda mais.

Só me pergunto porque é que o LFV e o Veiga (do alto da sua sapiencia) ainda não pensaram no regresso do Camacho (o único gajo que vos pode safar não porque conhece a Cultura Benfiquista mas porque é o único que está disposto a destrui-la)

Enquanto essas luminárias não se lembrarem disso vamos continuar a ter motivos de alegria... e óptimos posts do D`Arcy!

 
At 2/26/2005 5:56 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Por essa ordem de ideias, preferia poder chamar a isto 'Crónicas Felizes', e escrever péssimos posts.

O Álvaro não é um Messias. Mas não é mau treinador (um gajo que leva o Lusitânia de Lourosa às meias-finais da Taça de Portugal e o Gil Vicente ao 5º Lugar não pode ser mau), e é impossível ser pior para o Benfica do que o Trapattoni. Além de que é mais fácil haver uma mudança mantendo um homem da actual equipa técnica, do que indo buscar alguém de fora. Por isso é que ele é falado.

 

Enviar um comentário

<< Home