domingo, janeiro 17, 2010

Goleada

Levou o Marítimo aqueles que merecia ter levado na primeira jornada, e a goleada final de 5-0 até poderá fazer que foi um jogo fácil, mas a verdade é que nem sempre tudo foram rosas.

Apresentámos o onze mais 'titular' de início, e o jogo não começou nada bem para o nosso lado. Logo no primeiro minuto, um susto com um ressalto no David Luiz a levar a bola ao poste da nossa baliza. Os primeiros minutos davam a entender que o jogo não seria fácil, com a nossa equipa a falhar muitos passes logo na saída para o ataque, sendo que neste particular a qualidade de passe do Aimar estava estranhamente abaixo daquilo que lhe conhecemos. O Marítimo dava a ideia de conseguir estar a controlar-nos sem muita dificuldade, embora sem dominar, e por isso oportunidades de golo nem vê-las durante a primeira fase do jogo. Tudo isto terminou de forma abrupta à meia hora de jogo. É que na primeira oportunidade criada pelo Benfica, marcámos. Na verdade foram quatro oportunidades em uma, com o Peçanha a defender um primeiro remate do Aimar e as duas recargas do Cardozo que se seguiram, mas depois a não poder fazer nada quando o Cardozo, com toda a calma, levantou a cabeça e colocou a bola para o segundo poste, onde o inevitável Saviola apareceu a cabecear para o golo.

Logo a seguir o Marítimo ficou reduzido a dez, e cinco minutos depois o Di María, numa jogada individual fantástica, ganhou a linha de fundo e ofereceu o golo ao Maxi. A partir daqui foi evidente que o vencedor do jogo estava praticamente decidido, e mais evidente ficou no último minuto da primeira parte, quando após passe do Di María, o Cardozo viu o seu remate para golo ser travado com a mão por um defesa do Marítimo. Penálti evidente e expulsão óbvia, tendo o Cardozo aproveitado para fazer o terceiro golo. Saindo para intervalo a vencer por três golos de diferença, e com o adversário reduzido a nove, a segunda parte seria apenas para cumprir calendário, e o interesse residia apenas em ver quantos golos mais conseguiríamos marcar, o que dependeria muito do quanto estaríamos dispostos a forçar o andamento.

A verdade é que nunca me pareceu que o Benfica estivesse muito interessado em carregar muito e jogar a uma velocidade muito alta. A segunda parte foi, pois, de reduzido interesse, e algo aborrecida de ver. Dominámos, como era óbvio face a uma equipa reduzida a nove, mas a atitude foi mais de deixar o tempo ir correndo, e ver se os golos iam aparecendo. As saídas de jogadores importantes como o Ramires, Aimar e Saviola também terá ajudado à redução do ritmo de jogo. Logo aos cinco minutos apareceu o quarto, um autogolo a cruzamento do Maxi, a finalizar uma boa jogada de envolvimento na direita. E o quinto golo surgiu a vinte minutos do final, com o Luisão a antecipar-se de cabeça ao guarda-redes do Marítimo após um livre da direita marcado pelo Di María (acabou por estar ligado a três golos). Pelo meio, apenas num remate do Carlos Martins estivemos perto de marcar. Até final, apenas duas ou três situações de algum realce, em remates do Di María, Javi García e David Luiz. Ficámo-nos pelos cinco golos, a um de diferença da goleada do ano passado.

É estranho que no final de um jogo ganho por cinco golos de diferença não me seja fácil lembrar-me de algum jogador que se tenha destacado muito dos outros. Talvez mereça realce o facto do Di María, após uma primeira meia hora bastante má (embora durante esse período praticamente toda a equipa tenha estado desinspirada) ter acabado por ter intervenção directa em três dos nossos golos. Gostei do jogo do Javi García, embora não seja novidade nenhuma o espanhol estar em bom plano.

Conforme se exigia, conquistámos duas vitórias nos dois jogos seguidos fora de casa, que se anteviam difíceis, e até deu para aumentar para seis pontos a vantagem sobre os andrades, que não aproveitaram os seus dois jogos em casa para encurtar distâncias. Agora o campeonato só volta no final do mês, com uma jornada que, em teoria, apresenta boas possibilidades de nos ser benéfica. Entretanto, gostaria de saber se não há qualquer punição disciplinar que possa ser aplicada ao Peçanha. É que o homem apresentou-se na flash interview claramente alcoolizado.

18 Comments:

At 1/18/2010 1:20 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Na primeira volta com este adversário tudo estava "enguiçado".

Hoje, tudo nos correu "sobre carris" e sem nós procurarmos essa felicidade e com esta sequência:

- Começámos por ter uma bola no poste da nossa baliza.
- depois passaram 30 minutos sem efectuarmos nada assinalavel no encontro
- Na primeira vez que fomos à baliza adversária marcámos.
- Um atltea adversário auto-expulça-se.
- Um atltea adversário coloca o braço na bola, dentro da área, quando esta se dirigia à sua baliza, originando nova expulção e penalti.
- Um auto-golo

O que aconteceu na 1ª volta, não acontece todos os dias e o mesmo se pode afirmar do que se passou hoje.

Terá sido, certamente, o jogo mais fácil desta 2ª volta, portanto teremos que arrepiar ainda muito caminho.

Pensei que ao intervalo o David Luís pudesse sair devido à sua pretença lesão, assim não aconteceu, logo depreendo que estará a 100%.

O encontro de hoje não envolveu elevado desgaste, inclusivé a 2ª parte foi um "passeio". Agora teremos uma semana inteirinha para preparar o jogo em Vila do Conde, onde será necessário ganhar para continuar na Taça da Liga.

 
At 1/18/2010 3:06 da manhã, Anonymous Anónimo said...

valeu o resultado mas a exibiçao foi muito muito fraca pra sermos campeos o benfica tem de jogar mais

 
At 1/18/2010 3:54 da manhã, Anonymous JFilipe said...

??? Estes anónimos vêm aqui queixar-se depois de termos dado 5-0 num terreno onde o Porto perdeu...

Sim senhora, 5-0 a uma equipas que venceu o grémio do putedo é uma exibição muito fraca.

 
At 1/18/2010 9:08 da manhã, Blogger D'Arcy said...

Sim, até parece que os outros andam a fazer exibições muito melhores. Tomaram eles poderem fazer exibições tão 'fracas' como a do Benfica ontem...

 
At 1/18/2010 9:54 da manhã, Blogger Mr. Shankly said...

Aliás, o Peçanha já durante o jogo estava alcoolizado: a forma como se queixou que o 5º golo foi com a mão levantou-me logo a suspeita.

 
At 1/18/2010 10:41 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Para que fique claro eu sou apenas o primeiro anónimo (e não o 2º).

Como o jogo evoluio, não existia a necessidade de fazer grande exibição ou colocar intensidade no jogo.

Mais importante seria abordar o jogo com inteligência e isso aconteceu, embora tenham existido dois deslizes da defesa a jogar contra 9, o que deixou o Jesus mal disposto (e com razão).

Deu inclusivé para "gerir" o Ramires que tem sido fustigado com lesões e muitos jogos.

Confirma-se também o elo "mais fraco" César Peixoto, que, mais uma vez, efectuou inumeros passes falhados e não consegue, mesmo num jogo de baixas rotações, ir à frente centrar.

 
At 1/18/2010 11:21 da manhã, Blogger D'Arcy said...

A careca do Luisão deve ser estranhamente semelhante a uma mão para os guarda-redes. Já o Ricardo se queixou do mesmo.

 
At 1/18/2010 11:44 da manhã, Anonymous JFilipe said...

É verdade, a puta Micael sempre foi para a esterqueira das antas. Desde o jogo com o Nacional que sabíamos onde ele ia parar, aquilo do túnel, desmentido por colegas e treinador, tresandava a encomenda vinda de contumil.

Os verde-ranho, ridículos como sempre, até lhe bateram palmas e tudo.

 
At 1/18/2010 12:13 da tarde, Anonymous Anónimo said...

limpinho,.. o golo com a careca do Luisão

 
At 1/18/2010 2:22 da tarde, Anonymous Anónimo said...

O ANONIMO DE 2 fez umaa criticazinha a equipa e pronto o ano passado ganhamos 6 a 0 e pronto foi isso e ataça da liga mas voces gostam e de demagogos e retóricos

 
At 1/18/2010 3:04 da tarde, Blogger Mr. Shankly said...

"A careca do Luisão deve ser estranhamente semelhante a uma mão para os guarda-redes. Já o Ricardo se queixou do mesmo."

É verdade. Deve ser a ausência de cabelo. Depois os veios estranhos na cabeça devem parecer dedos.

 
At 1/19/2010 4:35 da manhã, Blogger sloml said...

Excelente crónica, como sempre.

Off-topic: Para quem não chegou ainda a ver o documentário "Ser Benfiquista" que passou na ESPN, dêem um salto aqui ao meu cantinho e leiam este post:

http://gloriosachamaimensa.blogspot.com/2010/01/documentario-que-passou-na-espn-canal.html

Peço desculpa pela publicidade, mas acho que vale a pena!

 
At 1/19/2010 7:01 da tarde, Blogger joão said...

Muito bem como nos tens habituado, alias a primeira frase resume totalmente o meu pensamento.

E verdade que não fizemos uma grande primeira parte mas não foi tão péssima como isso, os primeiros trinta minutos foram maus mas os últimos quinze foram muito bem jogados. Nós chegamos na primeira parte ao 3-0 e as expulsões pouco condicionaram ao forma como as duas equipas se exibiram na primeira parte, uma porque foi no ultimo minuto a outra pode ter condicionado um pouco mais mas sobretudo condicionou o ataque do marítimo não a sua defesa e o primeiro pouco perigo criou na primeira parte.
As expulsões condicionaram foi a segunda parte.

Se a equipa cria uma serie de oportunidades e não as concretiza vem logo as criticas porque falhamos muitos golos, se a equipa marca nas duas primeiras oportunidades em vez de se enaltecer o grande aproveitamento vem criticar porque se tem poucas oportunidades.

 
At 1/20/2010 3:27 da manhã, Blogger sloml said...

Este é o link para o meu último post, a mostrar o porquê do ódio que tenho a tudo o que venha daquele antro de crime lá em cima:

http://gloriosachamaimensa.blogspot.com/2010/01/corrupcao-trafico-de-influencias.html

Digam-me o que vos causa estes documentos que aqui se encontram.

 
At 1/21/2010 3:30 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Para todos os benfiquistas! Estão no Youtube as escutas ao Pinto da Costa!

Digitem "Escutas Pinto da Costa" no Youtube!

Apelo a todos que façam download das mesmas O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL, antes que a máfia as tire de circulação! Divulguem as escutas por todo o lado!

Se não sabem como fazer downloads do Youtube, façam download do programa "Free YouTube to MP3 Converter"!

Não vamos deixar morrer esta vergonha!

Viva o Benfica!

PS: Façam copy/paste desta mensagem e divulguem pela blogosfera!

 
At 1/21/2010 11:18 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Justiça em Portugal ???? Pobre país...

Pelo menos estas escutas servem, no mínimo, para retirar qualquer crédito às vitórias do fcp.

 
At 1/23/2010 2:05 da manhã, OpenID avomaltine said...

Será com a escuta do jogo com o Belenenses para as meais finais da Taça de Portugal, que o sistema irá contra-atacar, e para responder àqueles que estão sempre a falar na escuta do LFV, deixo aqui um excerto de um texto da blogoesfera. Espero que fiquem elucidados:

"Passo a explicar: a escuta (e não escutas, plural, como vocês aldrabões querem fazer passar) remonta a um jogo da Taça de Portugal entre Benfica e Belenenses. Valentim liga para LFV (e não o contrário, como tentam passar) a dizer que o árbitro que estava escolhido e nomeado (Paraty) não podia arbitrar o referido encontro porque tinha acabado de apitar um Belenenses vs Nacional para o campeonato na jornada imediatamente anterior ao jogo em causa da Taça de Portugal. LFV fica indignado com a situação (lá está, é tudo feito à portuguesa, em cima do joelho) e é então que Valentim começa a sugerir árbitros para substituírem Paraty. O Major sugere 3 ou 4 árbitros, ao que LFV responde com um esclarecedor “isso é tudo Porto!!”. Lá chega Valentim ao João Ferreira, árbitro que pareceu menos mau entre os sugeridos (as palavras dele são, segundo a transcrição do Público, as seguintes: “Não quero Lucílio nenhum! (...) O António Costa?! F... Isso é tudo Porto! (...) O Duarte, nada, zero! (...) O Proença também não quero!" – estes nomes são bem mandados a lume. É que tá na moda dizer que o Lucílio, o Duarte Gomes, o Proença, todos ajudam o Benfica. No entanto, LFV nem de perto os quer ver. Esclarecedor.

Mais, na altura os jornais falaram com Sequeira Nunes, ex-presidente do Belenenses, que confirmou esta situação (curioso ou não, os jornais remeteram esta notícia para um cantinho). O ex-presidente confirmou na altura ao Público, que foi consultado também nesta situação:

"O senhor Pinto de Sousa pediu-me que sugerisse três ou quatro árbitros para o jogo da Taça de Portugal entre o Benfica e o Belenenses, o que fiz, indicando efectivamente três ou quatro nomes[...]
O senhor Pinto de Sousa também me disse que antes dos jogos era habitual ouvir os clubes e pedir-lhes que indicassem três ou quatro nomes."

Foi ainda confirmado, creio por elementos da própria FPF, que na altura, chegando aos quartos de final da Taça de Portugal, todos os clubes eram consultados no sentido de se obter unanimidade para a nomeação do árbitro que fosse dirigir os referidos encontros (não considero correcto, mas era prática comum). Aliás, é só procurar. Das 720 escutas onde aparece Pinto da Costa, veio a lume uma em que fala com o Major ou Pinto de Sousa, onde acerta a nomeação do árbitro Pedro Henriques para o encontro FCP – Leiria. Sabe o que aconteceu a esta escuta? Foi para o caixote do lixo. Sabe porquê? Por tudo o que disse neste parágrafo, isto é, na altura era prática comum consultar as partes em jogo para encontrarem unanimidade nos árbitros a partir de certa altura da competição".

 
At 1/23/2010 6:57 da manhã, Anonymous JFilipe said...

Avomaltine, convém dizer que a razão pelo qual o Vieira aparece nas escutas do Valentim é porque o Vieira se recusava a atender telefonemas do Pinto de Sousa. Quem tratava dos contactos quanto aos árbitros da Taça era o Pinto de Sousa (e esse não estava sobre escuta).

Entretanto o reco-reco vê sair pela culatra mais um ataque cobarde ao Benfica. O que os gajos não esperavam é que o CM/LUSA colocassem o video na internet. Reparem que a descrição do reco-reco não falavam das murraças do Hulk e do Helton, só de uma suposta agressão ao dirigente porkista.

Pois bem, Hulk e Helton reincidentes!

 

Enviar um comentário

<< Home