quarta-feira, fevereiro 22, 2006

Mística

Mais uma vitória na Champions League contra a maior parte das expectativas. Provavelmente só mesmo os benfiquistas acreditariam na possibilidade de vencermos o actual campeão europeu esta noite, ainda para mais atravessando a equipa uma das piores fases da época.

Fiquei contente com a decisão do treinador de fazer alinhar três médios-centro de raiz. Já não fiquei tão contente por a escolha para terceiro elemento desse trio ter recaído no Beto em vez do Karagounis, mas até compreendi a decisão. Contra um meio-campo que conta com o Gerrard (só durante o aquecimento me apercebi que não jogaria) e o Xabi Alonso, normalmente bem auxiliados pelos alas, achei que o treinador fez bem em não cair no mesmo erro que nos custou derrotas em alguns jogos, como por exemplo no último derby, e o Beto dava mais garantias no aspecto defensivo. Era necessário não deixar que o Liverpool ganhasse superioridade no meio campo, mas o lado negativo desta táctica foi o isolamento total do Nuno Gomes na frente, contra uma das melhores defesas da Europa. Aquele seria o papel ideal para o Geovanni, não para o Nuno Gomes. Também torci o nariz à inclusão do Alcides em vez do Nélson, mas se calhar é mau feitio meu, porque não consigo confiar muito na capacidade do brasileiro para aquela posição. Em teoria o Benfica deveria apresentar-se num 4-3-3 com um triângulo no meio campo em que o Petit era o vértice mais recuado. Durante a primeira parte no entanto o que se viu na prática foi mais um 4-1-4-1, com uma distância enorme entre o quarteto do meio-campo e o isolado Nuno Gomes.

Quanto ao Liverpool, apresentou um 4-4-2 clássico, com as já faladas duas linhas defensivas de quatro homens. A atitude exibida desde o início foi claramente de contenção. Não uma atitude marcadamente defensiva, mas sim de controlar o jogo, deixá-lo correr, e esperar que mais cedo ou mais tarde a qualidade de um dos seus jogadores fizesse a diferença. Não sei se foi sobranceria ou não, mas achei surpreendente a decisão de deixar o Gerrard no banco, e ainda de colocar o Fowler no lugar habitual do Crouch. A verdade é que os objectivos do Liverpool foram completamente atingidos durante a primeira parte. Tiveram mais posse de bola, mantiveram o Benfica longe da baliza (creio que durante os primeiros quinze minutos de jogo o Benfica não conseguiu uma única vez aproximar-se da área adversária com a bola controlada) e ocupavam perfeitamente todas as zonas do terreno de uma forma que quando um jogador do Benfica entrava no seu meio-campo com a bola, era quase sempre pressionado por mais do que um jogador. Também é verdade que a posse de bola do Liverpool não significava oportunidades de golo, dado que muitas vezes eles limitaram-se a circulá-la entre os seus jogadores ainda dentro do próprio meio-campo, sem que houvesse grande pressão por parte dos jogadores do Benfica. Quando havia um canto favorável ao Benfica, eles defendiam com os onze jogadores dentro ou nas imediações da área. Enfim, o tempo corria a favor deles, e dada a atitude demonstrada parecia claro que não considerariam um 0-0 um mau resultado.

Não houve mudanças ao intervalo. Para algum desânimo nosso o Beto, que vinha sendo um desastre total a passar a bola e a construir jogo, continuava em campo e o Karagounis, por quem quase todos suspirávamos ver entrar, continuava no banco. A segunda parte até começou mal, com o Liverpool a dispôr de uma oportunidade relativamente boa quando o Luis Garcia rematou após um alívio do Luisão. Mas parecia haver algo diferente no Benfica. Antes do quarto-de-hora finalmente a substituição esperada: Karagounis por Beto. E pouco depois, assim de repente, algo mudou. O público começou a acreditar, e uniu-se à equipa. Os jogadores começaram a correr mais, e a anteciparem-se aos adversários. Os ingleses deixaram de se ouvir, porque também eles perceberam que algo mudara. O Petit, que até aí valera por dois, passou a valer por quatro. Os 1,68m do Léo esticaram-se e ele não perdeu uma bola de cabeça. O Luisão tornou-se um obstáculo intransponível. Os nossos jogadores de repente começaram a aparecer em todo o lado, e o Petit deu o mote com uma tentativa de chapéu desde o meio-campo. Não massacrámos os ingleses, longe disso, mas passou a ser claro quem tinha agora as rédeas do jogo na mão.

Com o Karagounis em campo o Benfica passou a contar com um jogador capaz de transportar a bola do nosso meio-campo para o adversário, em vez dos despejos quase directos da defesa para o desamparado Nuno Gomes. Além de que o grego tem a capacidade de segurar a bola no meio-campo ofensivo, e esperar as desmarcações dos colegas, coisa que o Beto nunca soube fazer nem saberá. O treinador do Liverpool apercebeu-se que a balança estava a pender para o nosso lado, e tentou corrigir a mão lançando o Gerrard, e alterando a táctica para um 4-5-1, deixando o Cissé como único avançado. E parecia na verdade que o Liverpool sairia da Luz com o resultado pretendido, porque apesar da maior posse de bola e ligeiro ascendente territorial, o Benfica não criava oportunidades flagrantes de golo. Até que surgiu a falta sobre o Karagounis (claro). E quando toda a gente (eu incluido) esperava mais uma daquelas bombas para matar pombos do Petit, ele levanta a bola em arco para a área. Naquele preciso instante tirei os olhos da bola e olhei para a área, onde vi o Luisão com a posição ganha ao Hyypiä. E durante aqueles deliciosos décimos de segundo em que a bola viajava para a cabeça do nosso gigante antecipei o que se iria passar a seguir. Bola no fundo da baliza, explosão no estádio, e o Gerrard de mãos na cabeça. Uma vitória, mesmo que por 1-0, contra o campeão europeu, que não sofria golos na Champions desde Setembro já era um resultado meritório. Mas um minuto depois podíamos ter chegado ao 2-0, só que acho que o próprio Petit ficou deslumbrado com a forma como ficou isolado depois de um passe do Simão, e acabou por demorar muito tempo até rematar. Depois o Koeman resolveu jogar pelo seguro e tirar o grande Léo para colocar o Ricardo Rocha, e nada mais digno de realce aconteceu.

Foi uma vitória feliz, mas que julgo premeia o esforço do Benfica na segunda parte, e sobretudo a melhoria da qualidade de jogo após a entrada do Karagounis. O Petit foi enorme esta noite, para mim o melhor jogador em campo. Seguido de muito perto pelo Luisão e pelo Léo. O Anderson também teve um jogo muito bom. Aliás, no fim do jogo vinham dois ingleses atrás de mim que comentavam entre eles que o Benfica tinha sido quase perfeito defensivamente, já que não se lembravam de nenhuma oportunidade flagrante de golo do Liverpool. E isto deveu-se muito ao trabalho dos quatro jogadores citados. O Léo (que, conforme já disse aqui, considero o melhor lateral-esquerdo que o Benfica já teve desde que vendemos o Schwarz ao Arsenal) chegou a ir fazer dobras ao Alcides no lado direito da defesa! Menos bem estiveram o já citado Beto (OK, 'menos bem' é um eufemismo, mas como ganhámos prefiro não bater mais no ceguinho), o Nuno Gomes (embora com a atenuante de ter passado a maior parte do tempo abandonado na frente) e estranhamente o Simão, que muita gente esperaria que quisesse aproveitar para se mostrar aos ingleses.

A eliminatória está longe, muito longe de estar decidida. Aliás a forma como o Liverpool se sagrou campeão europeu é prova mais do que suficiente da capacidade que eles têm para inverter uma situação negativa. Para já demos apenas um passinho em frente, mas temos agora que enfrentar o inferno de Anfield daqui a duas semanas. Mas pelo menos esta vitória deu para nos renovar um bocadinho o orgulho, e amanhã iremos para os nossos empregos de cabeça erguida e olharemos nos olhos aqueles que durante meses andaram a profetizar e desejar humilhações no jogo de hoje (como já o tinham feito em relação ao Manchester), com um sentimento bom por sermos do Benfica. A esse sentimento, se quiserem, chamem-lhe vaidade.

62 Comments:

At 2/22/2006 8:55 da manhã, Blogger Pedro F. Ferreira said...

Antes de mais envio-te um grande abraço. Ainda rouco venho aqui repetir o que milhões ontem gritaram: BENFIIIIIICA!
Meu caro, ontem provou-se que, quando jogamos com onze contra onze… conseguimos ganhar jogos.

 
At 2/22/2006 9:13 da manhã, Blogger Apre said...

Tenho que reconhecer que a vitória contra o Liverpool foi justa, e dar os parabéns aos benfiquistas pelo magnifico resultado.

Na noticia BBC pós jogo da 1ª mão, já se nota uma diferença de linguagem.

 
At 2/22/2006 9:13 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Excelente 1-0! Muito importante o golo de Luisão. E realmente o liverpool é uma grande grande equipa a defender.

D'Arcy, concordo contigo sobre o 11 inicial. Tb eu preferiria ver ter visto Karagounis e Nelson a titulares.
Aliás, quando ouvi na rádio os 11's iniciais pensei: benitez 1 - Koeman 0. Tanto se falou no poderio do meio campo do liverpool, que Koeman prefer colocar um trio mais defensivo com Beto. O que faz bennitez? Deixa gerard no banco. Tanto se falou da altura de peter crouch, que Koeman colocou Alcides a titular. O q faz benitez? Deixa crouch no banco. O SLB entrou assim com um 11 mais defensivo e sem 2 jogadores (Karagounis e Nelson) que poderiam fazer a diferença. E como tu muito bem explicas, na 1ª parte a tática de benitez resultou, com o SLB a não ter praticamente espaço para colocar a bola. Havia sempre alguém do liverpool para cortar as linhas de passe e não dar espaço.
Isto só mudou com a entrada de Karagounis e a saída de Beto. A partir tivemos alguém que sabia pegar na bola, segurá-la e soltá-la nos momentos certos. E finalmente perto do final, o lance estudado, que até enganou o fernando correia na tsf! Toda a gente esperava mesmo um tiro do Petit.
Para mim o melhor em campo foi mesmo Leo. Que grande jogador!

No entanto, apesar da vitória continuo a achar que esta equipa/plantel poderia render muito muito mais, se existisse um 11 base bem trabalhado. Por exemplo, ontem dei por mim com algum receio da defesa. Acho que se nota alguma intranquilidade. Luisão e Andersson não se entendem a 100%. Aquelas trocas constantes de jogo para jogo (entre o R. Rocha e o Andersson, o Nelson só falta jogar a central, e as entradas e saídas do Alcides) só podem trazer confusão.
Já para não falar de Beto. É bater no ceguinho como dizes, mas não consigo preceber. Um jogador que não consegue fazer um passe a 5 metros, que não consegue jogar ao 1º toque não pode ser titular! Qual a vantagem de ter um jogador que recupera muitas bolas, mas que as perde logo a seguir? E porque razão Karagounis só tem 1 opurtunidade de tempos a tempos?
Será que é muito dificil agarrar num 11 base e dar-lhe tempo, trabalhá-lo, criar mecanismos? Enfim, isto já sou eu a desabafar, mas Koeman continua a irritar-me.

Agora venho o fcp que ontem foi o inicio de mais um grande ciclo!

Saudações benfiquistas!

 
At 2/22/2006 9:25 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Não foi um jogo brilhante, porque o brilhantismo e magia ficará para "Anfield Road", mas o resultado foi justo e coloca muitos problemas ao Liverpool na 2ª mão.
Ao contrario de muitos comentadores Televisivos (ontem na SICN a análise do "clown" R.Santos deu-me vontade de rir)acho que o Rafa(eiro) está preocupado, e penso que o Liverpool vale mais do que jogou ontem, mas tambem não são nenhum "dreamteam".
Existem equipas muito mais fortes do que este Liverpool na Champions, casos da Juve, Milan,Bayern,Chelsea, Barcelona,Lyon. Aliás eles ganham a prova no ano passado, com um percurso idêntico ao que o Benfica está a fazer. Agora, não serão favas contadas para o Benfica, será dificil, mas muito ao nosso alcance. Curiosos os "comentarios" dos comentadores de serviço, nitidamente desiludidos com o resultado e tentando arranjar desculpas para o facto do Liverpool ter perdido "...o Liverpool veio nitidamente jogar para o empate, e na 2ª mão tudo será diferente...".Na conferencia de imprensa de 2ª Fª, Rafa(eiro)tinha dito o contrario, que nunca jogaria para o empate. Eles simplesmente não ganharam porque o Benfica não deixou, só um néscio (ou um comentador desportivo português) pode achar que a este nivel e nesta fase da competição alguem possa abordar qualquer jogo dessa forma.
Quanto ao Benfica, gostei da equipa, mas ainda temos que melhorar muito colectivamente. O Moretto provocou-me alguns "calafrios", o Beto é o Beto, o M.Fernandes ainda não "apareceu", o Simão eclipsou-se.
Para mim o Petit foi o "melhor" em campo, e só a sua falta de arrojo e mania de jogar para trás não lhe deram o 2º golo. Leo, Luisão muiiito bem. Gostei tambem do Robert, vê-se que esta a crescer. Karagounis, como é possivel deixar um jogador destes de fora?
O Golo que merecia ter sido e não foi- Chapelão de Petit desde o meio campo.

Daqui a 15 dias o Benfica vai a Liverpool, fazer o mesmo que fez ao Arsenal há uns anos atrás. Rewind and play.

Et Pluribus Unum

 
At 2/22/2006 9:34 da manhã, Blogger Harry Lime said...

Pessoal, o SLB estacionou o autocarro à frente da baliza. Entrar em campo com 3 trincos... desculpem lá! Tu chamas-lhes médios centro, está bem!

É verdade que o Liverpool não se preocupou por aí alem com o Benfica. Na primeira parte o jogo ofensivo do LFC consistia em balões gigantescos o que ,convenhamos, não é a melhor forma de passar torres como o Luisão ou o Alcides. Na segunda parte, foram um bocadinho mais inteligentes... mas a capacidade de destruição de jogo do Benfica pedia que o Gerrard tivesse entrado mais cedo.

O Benfica só revelou alguma ambição (compensada) com a entrada do Karagounis. Mesmo assim, logo a seguir ao golo (muito bonito, aliás!) o Koeman ainda tirou o Leo e meteu o ricardo rocha conseguindo o prodigio de jogar com 4 centrias nos 4 postos da defesa.

Em suma, eu penso que a vossa vitória é justa. Apesar de tudo, mostraram mais ambição (e o golo é excelente) mas atenção depois de um jogo destes nunca se venham choramingar com os autocarros que um qualquer Gil Vicente ou Paços de Ferreira possa estacionar à frente da baliza!

 
At 2/22/2006 9:52 da manhã, Blogger D'Arcy said...

Acho que devias experimentar ver jogos sem o som para que depois não fosses influenciado por comentários estúpidos dos doutores da bola que os comentam. O Benfica não jogou com três trincos, jogou com três médios-centro (ou dois médios-centro e um trinco). E bastava ver o posicionamento dos jogadores em campo para se perceber que dos três o único que alinhou verdadeiramente na posição de trinco foi o Petit, daí que eu tenha dito que na prática a táctica assemelhava-se a um 4-1-4-1. Não me parece que o Benfica tenha jogado à defesa, e muito menos que tivesse usado qualquer autocarro. O que o Benfica não fez (e bem) foi atacar desmioladamente. Jogou contra o Liverpool com as armas e a táctica correcta tendo em conta a forma como eles jogam normalmente. Fomos recompensados com a sorte do jogo e vencemos uma equipa que não perdia para a Champions desde Novembro de 2004, e que estabeleceu ontem um novo record de minutos consecutivos sem sofrer golos. Nem o Chelsea do Mourinho em quatro jogos contra eles conseguiu marcar-lhes um único golo. Quanto ao facto de o Liverpool ter que optar por balões para a frente como forma de ataque, se calhar isso foi precisamente uma consequência da presença dos três médios do Benfica em campo, que os impediam de jogar de outra forma.

E acho demasiado redutor falares apenas da capacidade de destruição de jogo do Benfica quando as estatísticas da UEFA mostram que na segunda parte o Benfica teve 60% de posse de bola. Se calhar não era o Benfica quem estava a destruir jogo.

 
At 2/22/2006 10:15 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Excelente análise, de realçar apenas que o novo Estádio da Luz quando cheio faz tremer qualquer equipa adversária e isso serve de amuleto.
Outro ponto a assinalar é que ficou a sensação que se calhar podíamos ter ganho por mais, bastava Karagounis ter entrado mais cedo ou mesmo de início, ele é o nº 10 que tanta falta faz à equipa e só Koeman parece não ver isso, ele tem que jogar sempre!

Saudações Benfiquistas!

 
At 2/22/2006 10:19 da manhã, Blogger antitripa said...

O Petiti ficou a dever-nos um golo....alguém as vai pagar!

 
At 2/22/2006 10:26 da manhã, Blogger Harry Lime said...

D`Arcy,

Quando eu falo no autocarro não falo de modo depreciativo. É uma táctica legitima e penso que seria errado atacar de peito aberto contra uma das equipas mais manhosas do futebol europeu actual.

E depois quando eu falo em trincos não falo no posicionamento deles em campo. Falo nas suas caracteristicas e na sua atitude (aliás, o que se vê hoje em diá é que quanto mais à frente destruires o jogo do adversário, melhor!). Como tu muito bem dizes nenhum dos 3 tem capacidade para dirigir o jogo no meio campo (talvez só o Manuel Fernandes.

Foi preciso entrar o Karagounis para que o Benfica ganhasse definitivamente a luta do meio campo não só a destruir o jogo do adversário com tambem a construir jogo ofensivo.

Atenção, eu dou-vos os parabens. Jogaram de forma inteligente e marcaram um golo muito inteligente e muito bonito (gostei do golo a sério!!! :)))

 
At 2/22/2006 11:27 da manhã, Blogger Carlos said...

Jogámos o que nos deixaram, o Koeman entrou com 3 trincos não fosse o liverpool pressionar, quando se viu que eles queriam defender entrou o Karagounis, vamos no bom caminho venha o Porto.
Quem tinha o autocarro era o Liverpool quando o Simão marcou o livre....

 
At 2/22/2006 11:54 da manhã, Blogger Helena said...

lindo!

Et Pluribus Unum

 
At 2/22/2006 12:07 da tarde, Blogger tma said...

D'Arcy, estou totalmente de acordo contigo na análise do jogo: a disposição dos jogadores do terreno (eu diria que foi mais um 4-1-2-2-1...), a apreciação dos jogadores (de referir que o Anderson ainda teve uma fifía, que por ser em zona lateral teve poucas consequências, e gostei mais de ver hoje o M. Fernandes, que a pouco e pouco vai ganhando confiança), a importância da entrada do Karagounis e a forma como o jogo mudou desde esse momento.
Temos de ser realistas, foi uma vitória muito boa (não digo excelente pq 1-0 é um resultado escasso, embora o facto de não termos sofrido golos tenha sido muito positivo), a exibição foi mediana (mas devemos destacar que hoje estiveram bastante concentrados e, mais uma vez, a capacidade para aproveitar lances de bola parada - sobretudo contra uma equipa com o Liverpool!) e em Anfield Road espero grandes dificuldades: apesar de o Liverpool não ser propriamente uma equipa que prime pela criatividade, vão de certeza tentar tirar partido da sua capacidade física. A vitória de ontem foi, portanto, um "tónico" anímico importante, um passo importante para ganhar a eliminatória, mas a esta está muito longe de estar ganha. O Liverpool continua a ser favorito...

Sobre o Beto, ele é sem dúvida dos melhores destruidores de jogo que conheço: destrói o jogo do adversário, e logo a seguir, destrói o do Benfica também... Mas não o assobiei uma única vez (até porque não sei assobiar ;-) ).
O Léo, em contrapartida, deve ter sido o jogador do Benfica que mais lances de cabeça ganhou!!

E por fim, o golo: não só "celebrei com grande comemoração", como diria o Cristiano Ronaldo, como também me fartei de rir por ter sido precedido de um momento verdadeiramente irracional: ontem levei o meu próprio cachecol (desta vez não me esqueci nem estava "escondido"), mas no momento do livre que deu o golo, guardei o meu cachecol, virei-me para o meu amigo (que leva sempre dois cachecóis e que me emprestou um deles nos jogos do Man. Utd e do Lille - 2 vitórias com o cachecol emprestado, portanto), e pedi-lhe o cachecol, para ver se "funcionava"... Logo a seguir, da marcação do livre nasce o golo do Benfica!! Quase caía da bancada abaixo (ainda para mais estava mesmo no alto do 3º anel) de tanto festejar...

 
At 2/22/2006 12:42 da tarde, Anonymous Anónimo said...

O Luisão foi grande mas o Anderson foi omnipresente, alguem se lembra de alguma falta feita pelo Anderson??
Quem tambem foi omnipresente foi o beto, tava em todas!!
Quem era o primeiro a apoiar o ataque, e quem corria para defender??
Como ta em todas é natural que falhe mais passes pois efectua mais tentativas de passes que o resto da equipa!!!
Mal amado Simão!! Desse ja tava farto ontem de dizer mal... Para que é que queremos um jogador desta categoria se ele recusa-se a marcar golos?? Aquela da primeira parte foi evidente demais... se calhar já tá na folha de pagamentos do liverpool...
Uma palavra aos criticos de Komen... Estes já não criticam as invenções de Komen?? Então o benfica ganhou a jogar com três trincos e três defesas centrais?!!?! Grande inventor..... Lille-M.U.-Liverpool= laboratorio de Komen
Ultima achega, ontem tava com uma amigo belga que nunca tinha visto nem moretto nem quim jogar, e vira-se para mim a eleogiar a categoria de guarda redes que o benfica tem... alguem lembra-se de algum cruzamento socado??
Por mim no domingo até podem perder, é preciso concentrar as energias na C.L.
Abraços vermelhos Manuel Gouveia

 
At 2/22/2006 1:17 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Bem, o Moretto teve ontem duas situações de saída a cruzamentos em que ficou um bocado mal na foto... e numa delas acabou por largar a bola, precisamente numa situação em que julgo que a melhor opção teria sido socar a bola.

 
At 2/22/2006 2:33 da tarde, Blogger Superman Torras said...

Considerações futebolisticas à parte, até porque já se disse quase tudo (Luisão e Leo gigantes, Beto muito bem a destruir e muito mal a fazer outra coisa qualquer que não destruir, Manuel Fernandes e Simão apáticos, Robert superior a tudo o que já se lhe tinha visto desde que veio para o Benfica, ambiente extraordinário no estádio, eliminatória aberta, etc) quero contar a minha pequena experiência após o golo do Benfica.

Bola pelo ar, Luisão a fazer-se à bola ("será agora? a bola parece bem encaminhada...hum....epa será? SERÁ????") cabeçada deste "será que vai entrar? epa parece que sim?!? PARECE QUE SIIIMMMMM!!!) GOOOOOLLLLOOOOOOOOOOOOO, abraço ao senhor da esquerda (que apenas conheço por ter o cativo ao lado do meu) tentativa abortada de abraço ao colega da direita (meu colega de trabalho) devido à caricia que a cara deste companheiro quis fazer com o meu punho direito. Esgar de dor misturada com felicidade incontida deste meu colega, felicidade total minha (pois felizmente o meu punho é bem duro e não se aleijou), enfim, ficamos com uma estória para contar nos tempos mais próximos. Aqui, por exemplo.

Dos 84 minutos em diante o ambiente ficou efervescente e estou certo que os ingleses não se vão esquecer tão cedo da noite em que visitaram o inferno da Luz.

VIVA O BENFICA!

 
At 2/22/2006 3:48 da tarde, Blogger koelhone said...

O golo do Benfica foi realmente lindo, pelo menos visto pelo ângulo mostrado pela câmara de televisão. O Petit chuta a bola e esta parece que vai a flutuar até à cabeça do Luisão...

Há ali uma fracção do tempo em que quase que parece que a bola está à espera que o Luisão lá chegue. E quando chega, encosta-a para o sítio certo. Lindo!

Ainda por cima contra o actual campeão europeu. Imagino que para qualquer benfiquista tenha sido uma experiência quase orgásmisca!!


Dito isto, parece-me que a vitória é realmente justa, principalmente pela segunda parte, mas acima de tudo fica a dever-se ao Benitez, e eu até admiro o homem.
Acho que ele teve demasiado medo do Benfica (afinal, eliminou o Manchester) e apostou tudo num empate a zero para este jogo.

O Liverpool não fez mais nada para além de tentar impedir o Benfica de chegar ao golo. E diga-se que só falhou nesse lance, mas felizmente isso foi suficiente.

Agora as coisas estão bem mais facilitadas para o Benfica, porque o Liverpool não é equipa para assumir um jogo do início ao fim, gosta muito mais de ficar na expectativa.

Pode ser que contra as minhas previsões o Benfica consiga mesmo ultrapassar esta eliminatória.

Parabéns por este resultado e boa sorte para a segunda mão (vai ser preciso alguma).

 
At 2/22/2006 3:49 da tarde, Anonymous Anónimo said...

magnifica vitoria...boa exibição do ponto de vista competitivo...agora há um senão...os assobios ao beto...por muito mau que o gajo seja(e é) é um jogador que jamais pode ser assobiado em campo...pra mim, a regra de não se assobiar (nunca) um jogador do benfica é exactamente para proteger jogadores como o beto, e não pra proteger jogadores que são assobiados ocasionalmente (como o simão).
Não gostei de ver os apanha bola no final do jogo a atirarem bolas pra dentro de campo...n nos fica bem.
De resto....fomos, somos e seremos os maiores

 
At 2/22/2006 4:03 da tarde, Blogger João Pedro said...

Repararam na coincidência? O mesmo lençol a dizer "Benfica campeão"; um golo do luisão, aos 83´. Onde é que já vimos isto?
Sem dúvida, uma vitória histórica contra um adversário de peso, até pelos confrontos anteriores. Que nos traz uma moral suplementar.

 
At 2/22/2006 6:35 da tarde, Blogger Harry Lime said...

Voces benfiquistas são uns misticos no pior sentido da palavra, o que é muito mau porque a palavra mistico não tem bons sentidos.

Desta vez correu-vos bem. Tiveram sorte mais nada.

 
At 2/22/2006 7:31 da tarde, Blogger tma said...

Harry Lime, acho que ninguem acredita assim tanto em coincidências...

Mas é esta "mística" (que é completamente irracional, como é óbvio) que de alguma forma nos faz acreditar que é possível ganhar mesmo quando as probabilidades são baixas e apoiar a equipa quando realmente precisa, o que a ajuda a acreditar que também é possível ganhar em circunstâncias mais difíceis. Obviamente, é nos jogos da Luz que esta "mística" tem mais efeito.

 
At 2/23/2006 10:44 da manhã, Blogger antitripa said...

Eu sei quem fabrica "coincidências"....rsss

 
At 2/23/2006 1:18 da tarde, Blogger Harry Lime said...

tma,

Isso não é mistica nenhuma. Isso é ser adepto de um clube. E é óbvio que um adpeto acredtia sempre

De resto, todos os clubes têm histórias em que ganham contra as probabilidades (e também histórias contrárias: em que tinham todo o favoritismo e levaram na telha).

Por isso é que essa hostória da mistica me deixa um bocado indifirente e até irritado com quem a leva a sério.

 
At 2/23/2006 3:49 da tarde, Blogger último! said...

D'Arcy

Continua o bom trabalho, gosto do teu Benfiquismo e revejo-me nele em muitas situações, só incapaz de assobiar um jogador do Benfica e acredito que sem assobios o rendimento iria melhorar com o tempo, basta imaginar-se a jogar nas mesmas condições o homem até tem medo de fazer um passe!
Depois acredito que quando estamos a perder a 1 minuto do fim ainda conseguimos marcar os 3 golos necessários...
E acredito que temos sempre o melhor treinador que desculpo com justificações variadas depois de uma derrota mas isso tem as suas vantagens o ano passado fui um defensor do Trapa do principio ao fim!
Continua o bom trabalho!

Abraços

 
At 2/23/2006 5:59 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Parabéns pelo blog!
Irei ser visitante assíduo.
Já agora se quiserem visitem:
www.pontapedecanto.blogspot.com

 
At 2/23/2006 6:45 da tarde, Blogger tma said...

Harry Lime, chama-lhe o que quiseres, mas nem sempre os adeptos confiam na sua equipa ou acreditam nela nos momentos decisivos ou estão para se dar ao trabalho de ir ao estádio apoiar a equipa, mesmo sabendo que as hipóteses de sucesso não são elevadas.
A mim não me interessa se esta onda de apoio ao Benfica nos grandes momentos se chama mística ou não. O que me interessa é que ela existe, e é enorme!
No meu caso, como deves calcular, posso vibrar muito com os jogos e resultados do Benfica, gosto de dar o meu apoio à equipa, para a qual é inegavelmente um factor importante de motivação, mas o resto é mérito da equipa e por vezes alguma sorte (ou as duas coisas). Não acredito em coincidências, apesar de me rir com elas quando favoráveis ao Benfica.

 
At 2/23/2006 8:38 da tarde, Blogger tma said...

... claro que o meu apoio só será factor de motivação se for em conjunto com mais umas dezenas de milhar de benfiquistas...

 
At 2/24/2006 12:19 da manhã, Blogger S.L.B. said...

Para mim, mística é não só o poder de se superar nos maus momentos como o de só pensar no seu clube, algo que os adeptos dos outros não conseguem fazer. Estão sempre de olho nos Glorioso.

P.S. - D'Arcy, recebeste o meu email?

 
At 2/24/2006 9:48 da manhã, Blogger Harry Lime said...

Essa cena de só pensar no seu clube tem muito que se lhe diga:

1- não penso que seja particularmente saudavel. E isso nota-se no autismo benfiquista que faz com que voces pensem que ainda vivem em 1966, no tempo do eusebio

2- Impede-vos de olhar para os bons exemplos dos do lado continuando os seguidores da mistica nas brumas da memória.

3- Os seguidores da M;istica tornam-se também seguidores do primeiro oportunista que aparecer a invocar a mistica. Exemplos de presidentes "misticos": Vale e Azevedo (o "Benfica à Benfica", espinha dorsal do selecção portuguesa com jogadores ingleses de segunda linha), Damásio (com as famosas Operações Coração) ou mesmo o LFV (alguem sabe quanto é valem actualmente as acções do Benfica?)

Por estas razões acho muito melhor não misturar assuntos do outro mundo (como a Mistica) com assuntos dete Mundo (como futebol e dinheiro)

 
At 2/24/2006 10:29 da manhã, Blogger tma said...

Harry Lime, lá estás tu com o teu mau feitio...
Como não fazes a minima ideia do que é a "mística" Benfiquista (não estou a falar de uma coisa sobrenatural mas sim de uma bastante terrena, até), obviamente, tentas desconversar... Talvez a palavra "mística" não seja a mais correcta, mas claramente, há aqui um problema de univisão ;-)
Não tem nada a ver com presidentes, bons exemplos de outros clubes do ponto de vista de gestão e embora tenha raízes no passado glorioso (anterior ao Eusébio, até), é algo bem focado no presente. Tem a ver com apoiar incondicionalmente a equipa, que se materializa em ter um estádio cheio, com mais de 60000 benfiquistas a apoiar a sua equipa (mesmo apesar dos maus resultados recentes), sem estar a pensar nos que os rivais fazem ou deixam de fazer (ninguem se lembra que os rivais existem quando o Benfica marca um golo...), para receber grandes clubes europeus.
Nesta 3ª feira, isso por si só já é uma vitória do Benfica, para além da que foi conseguida graças ao golo do Luisão.
Para mim, isto é que é a "Mística" Benfiquista (que, repito, nada a ver com sobrenatural - embora haja uma certa "transcendência" quando mais de 60000 benfiquistas se encontram no estádio a apoiar o Glorioso, cuja única influência que poderá ter é, obviamente, a motivação dos jogadores).

 
At 2/24/2006 12:34 da tarde, Blogger S.L.B. said...

Harry Lime:

1) Quem renega ou esquece o seu passado (que ainda por cima é glorioso) não pode alcançar vitórias no futuro. Nós não vivemos em 1966 e sabemo-lo, mas é óbvio que devemos buscar inspiração nessas décadas vitoriosas para voltarmos ao topo. O futebol é diferente nos dias actuais, mas os valores que fizeram o Benfica o clube que é hoje têm que estar sempre presentes sob pena de perdermos a nossa identidade;

2) Tanto olhamos para os bons exemplos do lado que contruímos um estádio e um centro de estágio novo;

3) O Vale e Azavedo foi um doloroso erro de casting dos benfiquistas que infelizmente o elegeram, mas ao fim de um (desastroso) mandato foi corrido. O Damásio também teve grandes culpas no cartório, mas o LFV, pelo menos até agora, tem sido um grande presidente. Basta ver como estava o Benfica quando ele chegou e como está agora. E a prova disso é que os lagartos e os do clube regional não podem com ele (o que não sucedia com o Damásio e Vale).

 
At 2/24/2006 2:28 da tarde, Blogger Harry Lime said...

pois, pois...

O LFV foi um bom presidente? Então diz-me quanto é que vale hoje uma acção do Benfica.

 
At 2/24/2006 2:34 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Não vale nada, porque as acções não estão cotadas em bolsa ainda. Ou seja, nem sequer existem. Que raio de argumento é esse? Ao menos as do teu clube valem cerca de metade do preço que tinham quando forma lançadas.

Os resultados da gestão do LFV estão à vista. Quer económicos, quer desportivos. Se isso não é motivo para o considerar um bom presidente, não sei o que será.

 
At 2/24/2006 3:48 da tarde, Blogger Victor de Souza Baptista said...

Não foi por culpa de Maomé

 
At 2/24/2006 5:02 da tarde, Blogger Harry Lime said...

O argumento é precisamente esse: a transparencia nos processos.

O Sporting construiu uma SAD perfeitamente transparente, com formas de avaliação do desempenho da gestão (boa ou má) perfeitamente transparentes.

Uma das formas de avaliar o desempenho da gestão de uma SAD é o valor das acções numa bolsa. E aí concordo convosco: a gestão do Sporting não é grande coisa.

Agora eu faço a seguinte pergunta: que mecanismos de avaliação objectivos é que os sócios do Benfica têm para avaliar a performance da direcção?

E não me venham com a treta dos titulos porque o Dias da Cunha venceu dois campeonatos, uma Taça e foi à final duma competição europeia, o que não o impediu de ser um imbecil. em termos de resultados desportivos não vejo em que é que o LFV foi assim tão espanatoso...

 
At 2/24/2006 5:04 da tarde, Blogger Harry Lime said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

 
At 2/24/2006 5:14 da tarde, Blogger Mr. Shankly said...

ó Harry Lime, aqui vai uma pista: relatório e contas.

 
At 2/24/2006 5:15 da tarde, Blogger Harry Lime said...

Espero que o pessoal tenha percebido porque razão é que eu considero o LFV um toto... é que ele fundou a SAD apenas para inglês ver. Tudo o que a constituição da SAD traria em termos de técnicas de gestão saudaveis ficaram por fazer. (que só ajudariam os sócios a estar melhor informados acerca da gestão do clube).

Eu acho muito interessante a leviandade com que os benfiquistas dizem que as acções não têm valor... A estas horas, deve milhares de benfiquistas com papeis em casa que não valem nada (já para não falar nos tubarões- companhias de construção civil, bancos, etc- que devem ser neste momento os verdadeiros do clube). OL simão pelo menos já é propriedade da Somague.

No Sporting estas coisas também acontecem mas pelo menos existe algum conhecimento e alguma forma de avaliar o que acontece.

 
At 2/24/2006 5:19 da tarde, Blogger Harry Lime said...

joão

O relatório e contas diz-me qual é valor actual do Benfica calculado como a soma de todos os seus activos mais o valor das suas acções?

Como é que o valor de uma acção do Benfica é calculado? A pergunta é simples e voces, benfiquistas deveriam estar em condições de me responder... As do Sporting estão cotadas em bolsa. Toda a gente sabe por quanto é que as pode comprar e por quanto é que aspode vender. Voces podem dizer o mesmo?

 
At 2/24/2006 5:31 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Harry Lime, então quer dizer que o unico argumento para avaliar a gestão do LFV é o facto de a SAD do SLB não se encontrar cotada em bolsa?
Pelo menos é essa a conclusão a que chego depois de ler a tua argumentação.
Como a SAD não está cotada em bolsa, então a gestão do LFV tem sido péssima.

Queres comparar a situação em que o SLB se encontrava, quer desportiva quer financeira, antes do LFV chegar, com a situação em que se encontra agora? É só abrir os olhos... E dar o braço a torcer...

 
At 2/24/2006 6:11 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Naõ vale a pena discutir. O Harry Lime, como lagarto, sabe muito mais e melhor sobre a vida do Benfica do que qualquer um de nós. Não vale a pena apresentar números, dizer que as contas são auditadas, falar de relatórios e contas. Se o Harry diz que a gestão do LFV é má, é porque é. Não contrariemos uma sumidade em assuntos do Benfica.

 
At 2/24/2006 6:16 da tarde, Blogger Harry Lime said...

porco,

O facto do Benfica não estar cotado não é a única falha que eu tenho a apontar ao LFV. Nem sequer é uma falha: é um sintoma, visivel a olho nu (até por quem não conhece o Benfica) de os processos do LFV não são tão transparentes como poderiam ser. Agora se voces, como sócios e adeptos, não apreciam a transparencia dos vossos responsaveis o problema é vosso. E repito, a questão das acções é apenas um sintoma, que mesmo eu, lagartão faccioso e ignorante, consigo interpretar como suspeito.

Mas depois se daqui a uns tempos se descobrirem coisas estranhas no vosso clube (como já aconteceu no passado) não venham dizer que foram enganados, ok?

 
At 2/24/2006 6:33 da tarde, Blogger Harry Lime said...

Mas a pergunta mantem-se: por quanto é que eu posso comprar uma acção do Benfica?

Ninguém me consegue responder a esta pergunta?

As cotações do Sporting variaram entre um minimo de 2.32 euros e um máximo de 2.99 euros nas últimas 52 semanas, e as do Benfica?

 
At 2/24/2006 6:49 da tarde, Blogger S.L.B. said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

 
At 2/24/2006 6:50 da tarde, Blogger S.L.B. said...

Ó Harry Lime, não te percebo. Tens o relatório e contas que te diz as receitas e as despesas de um clube, ou seja consegue ver-se a performance da direcção através dele, e vens dizer que a gestão do LFV é má porque as acções não estão cotadas em bolsa?! Há um projecto para as cotar em bolsa antes de 2010 (o Domingos Soares Oliveira está farto de falar disso), só que não vale a pena fazê-lo enquanto o exercício der prejuízo (que tem vindo a ser reduzido de ano para ano e, salvo erro, este ano já é positivo). Cotar agora para quê?! Para depois ficarem como as vossas e as do clube regional que valem metade do que se pagou por elas?

 
At 2/24/2006 7:12 da tarde, Blogger último! said...

Epá mas se tem acções em bolsa e tudo e tudo e tudo, não entendo porque vão vender os anéis?

 
At 2/25/2006 12:02 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Simples. As acções do Benfica não estão cotadas em Bolsa porque, inteligentemente, o clube não as quer vender ao preço da uva mijona enmquanto as suas contas não estiverem
suficientemente solidas. Esta decisão foi umm excelente acto de gestão. Ao contrario do Porto e do Sporting que apostaram nas acções para diminuir passivo, e/ou comprar jogadores, agora vêm que não resolveram nada com a entrada de acções na bolsa , e como no caso do clube dos marqueses e viscondes, estarem na iminência de vender patrimonio.
O Benfica está a fazer bem. Diminuir o passivo, e entrar na Bolsa, a seu tempo e realizar um encaixe superior e digno do clube, não se tornando pasto fácil para os bancos, credores e outro tipo de abutres.
Por outro lado é notório que tanto o Porto como o Sporting, "sofrem" com a falta de entrada em Bolsa das acções do Benfica, tornando este tipo de acções pouco apelativo e contribuindo para a sua "desvalorização".Só com a entrada das acções do benfica em bolsa, este sub-mercado se tornará mais apelativo e trará um aumento do preço das acções, dinamizando-o e ultrapassando o investidor-tipo que é o investidor emocional.
Até lá aguentem-se.Para nós erros de gestão já bastaram os do passado.

 
At 2/25/2006 12:50 da tarde, Blogger Harry Lime said...

nu m mercado aberto não há vendas ao preço da uva mijona. Há vemdas ao preço justo que o mercado lhes atribui.

O que os dirigentes do Benfica têm medo é ezxactamante dessa avaliação justa e imparcial (não há nada mais imparcial do que a procura do lucro, aqui eu faço minhas as palavras do Gordon Gecko -intepretado pelo Michael Douglas- no Wall Street: "Greed, ladies and gentlemen, is GOOD").

LFV tem medo que alguem venha fazer uma análise séra ao ter e ao Haver do clube edescubra que há jogadores "dados como garantia" (no prego, por outras palavras) para pagamento de dividas a empresas de construção civil. O LFV tem medo que alguem faça uma avaliação séria do real potencial de expansão da marca Benfica, entre esses factores entra a famosa estimativa dos 14 milhões de benfiquistas como mercado potencial para o Benfica que ainda ninguem descobriu como é que foi calculada.

LFV tem medo que alguem venha descobrir quanto é que o clube deve na realidade ao fisco.

Já estão a perceber a minha questão? Ou é preciso fazer desenhos?

PS. É óbvio que o sporting não está bem. Mas só foi possivel descobrir os problemas e trabalhar na sua resolução porque foi possivel analisar a situação da SAD sem "cantos escuros". E o problema é que me parece que na gestão do Benfica há muitos cantos escuros. A começar por esse que salta à vista: o facto das acções não estarem cotadas... Um clube com 14 milhões de adeptos não deveria ter medo destas coisas, pois não?

 
At 2/25/2006 4:01 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Mas tu és burro ou fazes-te?

Primeiro, a averiguação do número de benfiquistas foi desencadeada pelo INE e pela voxpop. Ou vais dizer que o LFV obrigou a falsear dados estatisticos? Portanto nem sequer foi o clube que andou a fazer pesquisas, foram instituições crediveis e vocacionadas precisamente para a recolha de dados.

Segundo, as contas são autitadas pela KMG e todos os anos o clube é obrigado a fornecer um relatório detalhado sobre as suas contas à CMVM, como são todas as sociedades anónimas.



Isto, meus amigos é a paranóia lagarta no seu melhor. Primeiro o LFV era um chulo, comissionista, que andava a comprar ao desbarato só para encher os bolsos e só queria lixar o clube.Resultado dessa teoria: em dois anos o Benfica ganhou uma taça, um campeonato, uma super taça e voltou à elite europeia.


Portanto agora têm que se virar para o dominio da gestão financeria propriamente dita. Para eles o LFV é um vigarista, que não paga os impostos, em suma, é um trafulha. Resultado: em um ano o Benfica já reduziu 60M € o passivo. O estádio está praticamente pago, através do naming das bancadas que rendem anualmente um montante de 55 milhões de euros. Temos os impostos e os salários em dia ao contrário dos viscondes que ainda há bem pouco tempo se falava em meses de ordenados em atraso e em dividas ao fisco.

 
At 2/25/2006 5:21 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Harry lime, como de costume admiro a sua erudição por frases cinematograficas e seus personagens.Embora o que cita não seja bem "my cup of tea" (basta ver como ele acaba no dito filme), e na realidade prefiro personangens a sério como G. Soros do que caricaturas cinematograficas. Pena que no que toca ao assunto em questão não tenha a mesma erudição. Pois, se olhar bem o que o Benfica quer é o que preconiza o Gecko.Lucro.Mais Lucro.
Mas o lucro é feito, como, quando e nas condições que o Benfica quer.
Isto é o que distingue um verdadeiro player dos deslumbrados do mercado.
A proposito noutro dia ouvi o Dr. Dias Ferreira clamar por uma auditoria ás contas do Sporting. Porquê? Acho que não sabia as contas do clube.

 
At 2/25/2006 7:51 da tarde, Blogger Harry Lime said...

Anonimo,

Algumas perguntas:

-O que é a KMG? Não conheço nanhuma empresa de auditoria chamada KMG...

-O INE anda a fazer estatisticas de preferencias futebolisticas? Ainda por cima a pedido de entidades privadas? Ainda por cima estudos estatisticos acerca de preferencias futebolisticas feitas a nivel interncaional... O INE?

-A voxpop? O que é isso? Explica-te (e já agora apresenta o estudo)

-55 milhões de euros anuais de euros pelo naming das bancadas? Pá, voces benfiquistas acreditam mesmo nestes numeros?

-O Benfica voltou à elite europeia? Não brinquem comigo. E depois, em 2 anos ganham um campeonato e uma Taça.

-O Wall Street não é aquilo a que eu chamaria propriamente um filme erudito e elitista...

-Eu mantenho tudo o que sempre pensei do LFV e sus muchaxos. E não é paranoia.

-E atenção, eu não chamei estupido a ninguem. Aliás, nem preciso.

 
At 2/26/2006 4:40 da manhã, Anonymous Anónimo said...

A propósito de LFV, Veigarices, seus muchaxos e outros que mais.

Grande bronca de que ninguém fala.

Dizem, ai pelos lados de Benfica, que o centro de estágios vermelho ainda não está a ser utilizado, primeiro porque não estava pronto, depois pelo naming e agora porque "não dava jeito a meio da época".

A realidade é bem diferente.

Não foi utilizado porque era uma obra ilegal. Até agora.

Mais uma negociata "à Benfica" entre a camara do Seixal e o "senhor dos pneus".

A "coisa" passou-se assim:

Nós, Câmara do Seixal, oferecemos esses terrenos e em troca, através da influência Benfiquista, tu Benfica, legalizas os terrenos para construção. Ficas assim com um centro de estágios e nós ficamos com os outros terrenos desbloqueados.

A tal "coisa" é por demais vergonhosa. No Seixal só agora se começa a murmurar. A nossa comunicação social, ignora, ou passa pela noticia "de pantufas", não vá ofender a donzela.

Por exemplo a seguinte notícia:

http://www.agenciafinanceira.iol.pt/noticia.php?id=650678&div_id=1728

-----
"O Governo aprovou hoje a revogação de um Decreto-Lei de 1965, que definia as faixas de terreno protegidas, em que não era permitido construir, ao longo
dos traçados ferroviários da margem sul do Tejo. Tudo para permitir que ali nasça o novo Centro de Estágios do Benfica.
As faixas de terreno ao longo do traçado estavam reservadas ao projecto de prolongamento das obras relacionadas com as linhas férreas da margem sul do Tejo, mas, para a sua revogação, o Governo alega ter verificado que «os projectos nele previstos há muito que deixaram de apresentar viabilidade», refere, em comunicado do Conselho de Ministros.

A revogação vai agora permitir «a utilização do espaço para outras
finalidades, indo de encontro ao interesse municipal, no que concerne o desenvolvimento integrado da área e, no caso concreto, a instalação do futuro Centro de Estágios do Sport Lisboa e Benfica no Seixal».

O projecto, avaliado em 15 milhões de euros, surgiu em 2000, quando Vale e Azevedo estava ainda à frente dos destinos do clube e adquiriu os terrenos por um milhão de euros. O projecto caiu no esquecimento entre o ruído do
processo Euroárea, que acabou por conduzir Vale e Azevedo à cadeia, mas foi recuperado em 2003, por Manuel Vilarinho. Só em Junho de 2005 é que a construção viria a entrar em velocidade cruzeiro. Em Setembro, os seis campos de futebol, três relvados e outros três sintéticos, estavam concluídos.

O Centro estende-se por um terreno de cerca de 15 hectares, a meio quilómetro do centro do Seixal, junto ao rio Tejo."
-----

Agora já se percebe a razão dos sucessivos adiamentos da inauguração do centro de estágio, apesar de estar pronto: a obra era ilegal. Uma obra ilegal construída às claras com o beneplácito da Câmara Municipal, da Comissão Coordenadora e do Governo. Ao pastor que construiu um abrigo na
serra para estar perto do rebanho e proteger os ossos da invernia, deita-se a casa abaixo; ao grande mistificador permite-se tudo, inclusive mudar a lei a seu bel-prazer.

São os maiores. Nada a fazer.

 
At 2/26/2006 7:31 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Olhar novo, URL novo a mesma cobertura grande http://www.portuguesesoccernewslinks.com

 
At 2/26/2006 8:36 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Harry Lime, a erudição não está no filme, mas em saber frases de filmes, " movie lines".
Mas acho espantoso que ande para aqui a chamar atenção p/o que considera vigarices do LFV e não olha p/o seu clube. Aquilo está num bonito estado.
Anos e anos do célebre projecto (que ninguem sabe o que é), de gestão profissional de uma frota de instalados com nomes aristocráticos (e de preferência com olhos azuis) para acabar toda a gente a enganar os socios (triste aquela assembleia que não se chegou a realizar com falso pretexto), um presidente que faz chantagem sobre os socios e ameaça abandonar se estes não o ajudarem a vender (enterrar) o patrimonio, curiosamente apoiado pelo mentor do projecto (que realizou patrimonio)anterior.
Mas não o quero maçar com estas minudências acerca do seu clube, mas acho que como sportinguista deveria ajudar outro sportinguista. Por isso peço-lhe por favor que ajude o Dr. Dias Ferreira a encontrar as contas do Clube.Vá lá, dê-lhe uima palavrinha.

 
At 2/26/2006 11:48 da manhã, Blogger Harry Lime said...

Uma coisa é implementar uma estratégia e essa estratégia não dar os resultados esperados (caso do sporting). Nessa situação é necessário ver o que aconteceu e tentar resolver os problemas. Isto aconteceu no sporting como poderia acontecer no Banfica ou no porto.

Outra coisa completamante diferente é a não existência de mecanismos que permitam uma fiscalização correcta por parate dos sócios do que se está a passar. Esse é para mim o grande problema do Benfica. é que me parece que esta direcção não é transparente nos processos.

Mas pronto eu digo e repito, não percebo nada do Benfica mas percebo alguma coisa de boas práticas de gestão e nesse ponto posso afirmar com segurança: o Benfica não as cumpre. eu por mim estou-me nas tintas voces é que se lixam se daqui a uns tempos se descobrir que os vossos dirigentes são uns aldrabões...

PS. Desde quando é que é sinal de erudição saber meia dúzia de bocas de filmes. E ainda por cima esta que é daquela s que ´reproduzida até à exaustão.

PPS. O que se passa no sporting é pura luta pelo poder. Os sócios em eleições hão-de saber quem escolher. Ê se for preciso "enterrar" património para equilibrar as constas do clube então que o façam. A ideia da alvalaxia deu claramante errado. Esperava~se um retorno que não aconteceu e agora há que resoolver a situação. O que é que se há-de fazer? Mais uma vez repito que o que acho estranho no LFV (e as acções não emitidas em bolsa são um exemplo disso) é que ele não parece estar muito interessado em escrutinios à dsua gestão.

 
At 2/26/2006 11:51 da manhã, Blogger Harry Lime said...

Já agora espero que logo à noite voces façam o que têm a fazer: até porque se não o fizerem são relegados para o quinto lugar... e enttrm direitinhos na luta pela Taça UEFA.

PS. Já agora, o Liedson tem menos um golo do que o Nuno gomes. Eu acho isto estranho: é que o Nuno gomes está a fazer uma época extraordinária e o liedson está a fazer uma péssima época...

 
At 2/26/2006 12:33 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Vai às bancadas do Estádio da Luz que logo vês se os sócios do Benfica acham que o Nuno Gomes está a fazer uma 'época extraordinária'... muito gostas tu de falar para o ar. O que é mesmo giro para mim é que são vocês lagartos quem anda preocupadíssimo que o Liedson apanhe o Nuno Gomes na lista dos marcadores. Ainda não percebi muito bem porquê, mas o facto de já vires para aqui arengar quando o Liedson fica só a um golo do Nuno Gomes é capaz de ser uma boa pista. Por mim posso dizer-te que me é completamente indiferente que ele seja o melhor marcador ou não. Vocês é que fazem disso uma questão de honra. Eu nem sequer sei quantos golos tem neste momento o Nuno Gomes.

As tuas argumentações sobre a má gestão do LFV só me dão vontade de rir. Achas que por o teu clube ser cotado em bolsa as pessoas têm maior poder de fiscalização sobre a direcção? Queres apostar que os sócios do Benfica estão melhor informados sobre o que se passa no clube do que os vossos? E desde já por uma razão óbvia: os sócios do Benfica têm poder de decisão, enquanto que os vossos são figuras decorativas e uma espécie de vacas leiteiras para a direcção ordenhar euros. O relatório e contas todos os anos tem que ser aprovado em assembleia geral, e de três em três anos a direcção é submetida à opinião dos sócios para que se saiba se pode ou não continuar. No vosso caso nem têm que se preocupar com isso, porque sabem que são nomeados para os cargos. Há uns dez anos que não há eleiçoes no teu clube.

Pareces o Jeff, que começa com uma pequena mentira, e depois para justificá-la vai-se enterrando cada vez mais. Era mais simples ficares-te pelo básico da tua argumentação: não gosto do LFV por algum motivo irracional (o bigode dele, ou o penteado) e não gosto que os benfiquistas gostem dele. Por isso vou tentar inventar razões um bocado mais válidas para provar que ele é um mau presidente.

 
At 2/26/2006 1:01 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Pois, a Enron era cotada em bolsa bem como muitas empresas que falsificaram resultados, apoiadas pelos auditores.
Isto de boas praticas não tem nada a ver com a entrada em bolsa ou não. Se eu trabalhar ou tiver uma empresa que não é cotada em bolsa, não quer dizer que ela seja menos transparente do que as que lá estão.
É a mesma diferença entre "implementar uma estratégia e essa estratégia não dar os resultados esperados" e uma cambada de aldrabões. São perspectivas, entre os "nossos" e os "outros". Preconceitos, nada mais.

PS- A "erudição" sobre movie lines era obviamente uma ironia.Não que não as aprecie, mas infelizmente a minha "cultura" cinéfila é muito reduzida.

 
At 2/26/2006 5:09 da tarde, Blogger Harry Lime said...

D`Arcy,

Quando digo que o Nuno Gomes está a fazer uma época extraordinária olho para o numero de golos que ele marcou no campeonato.

E desse ponto de vista a época tem sido extraordinária: há quantos anos é que ele não marca 14 golos num campeonato? A partir daqui estou-me nas tintas para o que o pessoal do terceiro anel considera como uma "boa época".

Em frente, então. A minha complicação com o facto do SLB não estar cotado em Bolsa é simples: é que uma empresa para estar cotada em bolsa tem de cumprir uma série de requisitos ao nível de gestão financeira que são considerados saudaveis. E atenção! Ter práticas saudaveis de gestão não é sinonimo de ter uma estratégia correcta. P´raticas de gestão transparentes são uma condição necessária--mas não suficiente-- para se tomarem decisões estratégicas correctas.

É por este motivo que eu acho muito estranho que os primeiros interessados numa entrada do SLB para a Bolsa (os próprios sócios do Benfica) não o exijam. Não me cabe na cabeça, desculpem lá.

Das duas uma: ou o benfiquismo provoca a lobotomia (o que eu não acredito porque conheço benfiquistas bem inteligentes) ou então voces são criaturas muito estranhas...

Já agora, um anonimo qualquer alia em cima falou em 55 milhoes de euros por ano pelo naming das bancadas... podiam-me explicar melhor isso? Isso vinha no relatório e contas aprovado em assembleia geral? :))))))))

É neste tipo de afirmações que te baseias para dizer que os benfiquistas conhecem muito melhor a sua gestão do que os sportinguistas?

Eu não gosto do LFV porque ele não me parece ser muito mais sério do que os seus antecessores na direcção do Benfica. E sim, também não gosto do penteado dele nem das orelhas :))))

Anonimo, em relação à enron estás-me a dar razão. Se até empresas que cumprem (pelo menos formalmente) as regras para uma gestão financeira saudavel são susceptiveis de tramoias e fraudes imagina o que não se passará naquelas (como o Benfica) que nem isso cumprem...

Continuo a achar que é uma excentricidade dizer que um gajo é erudito porque sabe uma ou duas bocas tiradas de um filme.

PS. D`Arcy, quem é o Jeff?

 
At 2/26/2006 7:03 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Em relação à Enron, é precisamente o contrario. Só prova que as empresas que estão em bolsa podem perfeitamente não cumprir regras nenhumas. Tudo depende da gestão, e não de estar em bolsa.

PS- Continuo a dizer que foi uma ironia. E como já é a 2ª vez que o digo, começo a pensar que é birónico.

PPS- Harry, olhe que já começa a tardar, ajude lá o Dias Ferreira com as contas do Sporting. Aquilo é tão transparente que o homem não consegue dar com o "gato". Até quer fazer uma auditoria a um clube que está na bolsa, veja lá.

 
At 2/26/2006 9:30 da tarde, Blogger Harry Lime said...

O Dias Ferreira está a ser demagogo. Só mesmo um benfiquista é que podia ligar a bocas deste genero.

 
At 2/27/2006 11:11 da manhã, Blogger S.L.B. said...

Harry Lime: os 55 milhões de euros pelo naming das bancadas não são anuais. É o total por 10 anos.

 
At 2/28/2006 2:57 da manhã, Blogger Harry Lime said...

S.L.B.

Esse valor de 55 milhões de euros é razoavel para 10 anos e eu acredito nele mas o anonimo das 4:01 PM do dia 25/2 dizia claramente:

"O estádio está praticamente pago, através do naming das bancadas que rendem anualmente um montante de 55 milhões de euros"

Diz também coisas como:

"...as contas são autitadas pela KMG e todos os anos o clube é obrigado a fornecer um relatório detalhado sobre as suas contas à CMVM, como são todas as sociedades anónimas."

Este senhor esquece-se que só as companhias cotadas em Bolsa é que têm de reportar à CMVM... Algo que o SLB não é. E continuo sem saber que companhia de auditoria é esta com o nome de KMG.

;Mas pronto tudo isto só abona a favor do nível de informação que os sócios do Benfica t~em acerca da vida interna do seu clube.

 

Enviar um comentário

<< Home