quinta-feira, março 17, 2005

Amigos

Ao menos o FC Porto sempre tem a consolação de ter sido eliminado por um grande amigo. Sim, porque o Mancini era o treinador da Lazio quando estes foram entusiasticamente recebidos pelos adeptos do FCP no aeroporto Sá Carneiro, antes de jogarem a pré-eliminatória da Liga dos Campeões contra o Benfica a época passada. Deram-se até ao trabalho de levar uma faixa com 20 metros a dizer 'BENVENUTI AMICI LAZIALE'. Por isso tenho a certeza que os adeptos do FCP devem estar muito contentes com o sucesso do seu grande amigo Roberto Mancini e, já agora, dos outros amigos Mihajlovic, Stankovic, e Favalli, também eles jogadores da Lazio o ano passado.

25 Comments:

At 3/17/2005 9:59 da manhã, Blogger Ry said...

AH AH AH!
Bem visto!

Ry
http://antiantibenfica.blogspot.com

 
At 3/17/2005 1:34 da tarde, Blogger S.L.B. said...

Esta semana InterNacional foi óptima!

 
At 3/17/2005 2:42 da tarde, Blogger koelhone said...

Bem apanhado.
Já os benfiquistas, ninguém os imaginaria a escrever faixas de apoio ao adversário do FCPorto na final da liga dos campeões, pois não?

Se não forem campeões de mais nada, são ao menos campeões do fair-play. Ao menos isso.

 
At 3/17/2005 4:21 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Caro koelhone, como é óbvio este blog serve para exprimir as minhas opiniões pessoais. E o que eu posso dizer é que, para mim, essa recepção à Lazio foi a gota de água. Sempre torci pelo FCP nas competições europeias. Gramei com as manifestações de júbilo na Av.Aliados quando o Benfica perdeu com o PSV e, dois anos mais tarde, quando perdemos com o Milan, e mesmo assim não deixei de apoiar o FCP na europa, mesmo sabendo que 99,9% dos adeptos do FCP desejam sempre o pior para o meu clube. Depois da recepção à Lazio, isso deixou de ser possível.

Para mim, isso foi o mais baixo que se podia descer. Não duvido que a grande maioria dos benfiquistas goste de ver o FCP perder na europa. Mas ir ao aeroporto receber a equipa adversária? Meu caro, isso é inédito. Nunca foi feito, e duvido que alguém volte a descer tão baixo e a fazê-lo. Não creio que os DV ou os NN tenham ido ao aeroporto de Gelsenkirchen receber o Mónaco, pois não?

 
At 3/17/2005 5:44 da tarde, Anonymous Porco said...

Parabens D'Arcy.
Aguentaste mais q eu. Para mim a gota de água foram mesmo os foguetes qdo perdemos com o milan. A partir daí...

 
At 3/17/2005 6:53 da tarde, Blogger S.L.B. said...

A minha gota de água também foi essa final contra o Milan. Eu que até os tinha apoiado na final contra o Bayern. O "roubo" do Rui Águas e do Dito, apesar do pacto de "não-agressão" que existia na altura, despoletou a minha revolta que se tornou definitiva com os festejos da vitória do Milan. Enquanto o "Papa" lá estiver e representar tudo o que o desporto tem de mais odioso - guarda abeis, intimidação das equipas contrárias, viagens ao Brasil pagas a árbitros, faltas de fair-play (fcp-PSG com o Maniche e Postiga, por exemplo), não olhar a meios para atingir os fins, humilhação dos adversários (guarda-redes a marcarem penaties com o resultado em 3-0) - o Anti-Porto é definitivamente o meu segundo clube. Fico sempre contentíssimo quando perdem independentemente da nacionalidade do adversário.

 
At 3/17/2005 7:24 da tarde, Blogger koelhone said...

Infelizmente, há idiotas em toda a parte.

É impossível escolher um grupo moderadamente grande de pessoas sem que estejam lá no meio alguns idiotas.

Isto é verdade nas claques do Porto, do Benfica, do Sporting, do Gil Vicente, do Carcavelinhos ou do Passarinhos da Ribeira.


Os argumentos do tipo "ah, mas aqueles ainda fizeram pior" a mim soam-me como desculpas esfarrapadas. Não sou a favor de atitudes idiotas só porque existem outras ainda mais idiotas.

Isto no que toca às atitudes das claques.

Considero também irreflectido deixarmo-nos influenciar pelas atitudes idiotas de pessoas idiotas.


Quanto ao facto de se torcer pelos adversários dos nossos habituais rivais, isso não me incomoda grandemente. Percebo a dificuldade em se torcer de vez em quando a favor de uma equipa à qual quase sempre se deseja que as coisas corram mal.

Mas justificar isso com atitudes idiotas de pessoas idiotas, fica muito perto de ser também idiota.

Ou então o idiota sou eu e estou a ver tudo errado.

(Já agora, eu torço sempre pelas equipas portuguesas. E chego a empolgar-me no apoio que lhes dou, quando as circunstâncias levam a isso.)

 
At 3/17/2005 9:02 da tarde, Blogger D'Arcy said...

You're a better man than I am, koelhone ;)

Eu não torço contra o FCP. Eu apenas me tornei indiferente aos resultados deles na Europa. Por exemplo, eu vibrei com a vitória na Taça UEFA (isto para não mencionar a final de 1987). Estava na altura na Alemanha, e fartei-me de gritar no meu quarto de hotel por cada golo do FCP (o suficiente para virem reclamar). Mas depois veio a recepção à Lazio, e as coisas mudaram. A vitória na Champions já não me disse nada, e passou-me completamente ao lado.

Isto não é nenhuma vingança, do género 'se torces contra mim, eu torço contra ti'. É um reflexo inato. Que não acho que seja propriamente disparatado. Se alguém nos odeia, é muito difícil, mesmo com esforço, continuarmos a gostar desse alguém.

O sentimento anti-Benfica entre a enormíssima maioria dos adeptos do FCP parece ser quase tão forte como o amor que sentem pelo seu clube. Um grande amigo meu, que é adepto do FCP e que agora tem passado bastante tempo no Norte, disse-me que ficou surpreendido por verificar que para a maior parte dos adeptos do FCP que conheceu, uma vitória do SLB parece chateá-los mais do que uma derrota do FCP. Eu não sou assim. Quando algo me chateia, eu tento ignorar.

Este post específico, ao contrário da interpretação que parece que lhe estão a dar, não é uma celebração da derrota do FCP. É sim uma forma sarcástica de ridicularizar e atacar a tal 'atitude idiota' da claque do FCP, como lhe chamaste, que de tão idiota teve o condão de me fazer desligar dos jogos do FCP na Europa.

 
At 3/17/2005 9:55 da tarde, Blogger Ahab said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

 
At 3/17/2005 10:09 da tarde, Blogger Ahab said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

 
At 3/17/2005 10:29 da tarde, Blogger Ahab said...

Chamem-me o que quiserem mas eu não gramo o Benfica em parte nenhuma do Mundo.

As atitudes dos portistas só revelam um módico de bom humor (à imagem e semelhança do "Papa", um homem que eu admiro) que os adeptos dos grandes de Lisboa não conseguem ter. Se a malta cá de baixo, especialmente os "romanticos" do SLB, tivesse um pouco da "maldade" dos portistas e talvez se divertisse mais.

Quando na capa da Bola me aparece um idiota (formado nas escolas do Sporting) a dizer que "já chorou com a camisola do Benfica" eu pergunto-me: isto é um clube europeu e civilizado ou é um clube peruano ou venezuelano? Pior, eu pergunto-me: isto é um clube de futebol ou uma telenovela mexicana?

O meu anti-benfiquismo é existencial. Tem a ver com a coisas que eles fazem e dizem: a mistica benfiquista (what the fuck is that?), as "Operações Coração", o Benfica à Benfica, a Coluna Vertebral da Selecção Portuguesa (constituida por jogadores ingleses), o messianismo que periodicamente assola aquelas almas em redor de um qualquer Messias de bigode, o "peronismo" (palavra bonita para "oportunismo" e "charlatanismo") dos seus dirigentes.

Aliás, não é por acaso que quando penso em Benfica, só consigo pensar em politica Paraguaia ou argentina (ou, pior que tudo, no Santana Lopes).

Por essas e por outras é que o facto do Benfica ser um clube português só me dá vontade de ser espanhol. E não é por eles jogarem contra o Vagner Love que eu vou mudar de opinião, ó caraças!

PS. Uma das maiores desgraças deste Mundo é que um homem como o D´Arcy, meu amigo há muitos anos, seja benfiquista. Mas pronto, ninguem é perfeito :))

 
At 3/18/2005 12:36 da manhã, Blogger D'Arcy said...

Está-me cá a parecer que quem deve ser venezuelano ou peruano és tu...

Qual é o problema do Simão dizer que já chorou com aquela camisola? Sobretudo depois de um pateta Alegre, que deve ambicionar ser um 'notável', o ter acusado de não sentir a camisola e de ser um mau capitão? Achas que é mentira? É que eu já o vi chorar com aquela camisola vestida.

E por falar em política paraguaia ou argentina, não te esqueças que o Santana nunca foi nosso presidente, foi vosso. Para além do Bigodes, ou do careca das águas. Se queres discutir o ridículo, então acho que o teu clube do Lumiar nos dá uma cabazada. Estamos a falar de um clube que fez uma procissão fúnebre pelo futebol português, com caixão e tudo, na pista de tartan do seu estádio, enquanto o público afecto aplaudia entusiasticamente de pé.

 
At 3/18/2005 12:52 da manhã, Blogger Tiago Xunga said...

Acho sinceramente que é impossível ser do benfica e ao mesmo tempo torcer pelo fcp ou pelo scp nas competições europeias! Acho contra natura! São rivais! Entre clubes não há Portugal! Eles são eles, os contra elas são nossos e vice-versa! É um pensamento mesmo à Português, em que somos todos amigos... Mas a nível desportivo ( entre Clubes) eu não sou Português, sou BENFIQUISTA!!!!! Seja no futebol, no hóquei, no volei ou na pesca qualquer derrota lagarta ou tripeira é celebrada como se uma vitória do Benfica se tratasse! Ser do Benfica é ser do Benfica sempre, contra os seus rivais, sempre!!!!

 
At 3/18/2005 10:22 da manhã, Blogger D'Arcy said...

Eu não sou assim. Quando não gost de algo, eu prefiro ignorar, em vez de estar a gastar as minhas energias inutilmente a torcer pelos adversários das equipas de que não gosto.

Um exemplo concreto: eu tenho bilhete para a final da Taça UEFA em Maio. Se o clube do Lumiar for à final, eu vou ceder o meu bilhete a um amigo que é adepto desse clube. Prefiro isso do que estar a ir ao jogo incomodar-me a torcer pelo adversário do clube que eu mais desprezo.

 
At 3/18/2005 7:03 da tarde, Blogger Ahab said...

Eu acho ridicula essa conversa de sentir a camisola e de chorar com ela vestida. Um profissional de futebol é como um profissional doutra área qualquer: tem de fazer bem o seu trabalho e merecer o dinheiro que ganha. "sentir o peso da camisola" e "chorar com ela vestida" não tem nada a ver com isso.

Aliás, se um jogador sportinguista viesse com essa conversa a primeira coisa que eu pensava é que ele estava a tentar enganar os adeptos com conversa mole. Que foi o que o Simão tentou fazer com as suas palavras.

Se o Manuel Alegre é um benfiquista delicoce da pior especie, o problema é dele. Para o bem ou para o mal, toda a gente sabe que o Simão é um dos melhores jogadores do Benfica. Não precisa de chorar com a camisola para que isso aconteça. Se vem um poeta qualquer dizer o contrário, o simão só tem de lhe dar o desprezo que ele merece.

É com os pés e a cabeça que se joga futebol e não com os olhos lacrimejantes dum actor mexicano de telenovelas, ó caraças!

Em relação ao Santana, tens razão, ele foi nosso presidente mas há vários aspectos a realçar: 1) ele esteve lá pouco tempo; 2) ele esteve lá sob a supervisão do Roquette (o homem da massa) logo ele nunca passou de um testa de ferro; 3) o Santana nunca quis voltar ao sporting o que só pode significar que não passou um bom bocado e que o Sporting não serviu os seus objectivos de politico populista, o que só abona a favor do sporting. Pergunto-me o que aconteceria a um politico da laia dele que por acaso chegasse a presidente do Benfica.

Em relação aos outros presidentes do sporting... o problema não é eleger maus presidentes, o problema é a reincidencia do erro.

O Vale e Azevedo foi reeleeito uma vez (e teve quase 40% dos votos numa 3º eleição em que já toda a gente sabia que ele era um bandido). O Damásio, um presidente mediocre, tambem foi reeleito. O Vilarinho, um bebado, idem. E agora o LFV, está a caminho da reeleição apesar de ter trazido para o clube um vigarista da pior especie (o Veiga) e um treinador de que ninguem gosta... No entanto, os benfiquistas continuam a ir na conversa dele.

Interessante, hem?

No SCP, quando as pessoas notam que os presidentes não prestavam viam-se livres de deles. O mesmo vai acontecer em breve com o alucinado do Dias da Cunha.

 
At 3/18/2005 7:43 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Errado. Errado. Errado. O Vale nunca foi reeleito. Perdeu as primeiras eleições a que concorreu (um landslide), ganhou as segundas por uma margem mínima, e perdeu as terceiras. O Vilarinho também não foi reeleito, porque não concorreu. E o Damásio foi reeleito porque o adversário era o Vale. No nosso clube os presidentes são eleitos, não nomeados. Vocês não se vêem livres de ninguém. Os presidentes ficam lá enquanto apetecer ao grupo de cangalheiros que controla o vosso clube.

E o Santana não estava lá como testa-de-ferro do Roquette. O Roquette foi para lá a seguir ao Santana, e só quando se foi embora é que passou a colocar lá fantoches por nomeação directa.

 
At 3/18/2005 7:56 da tarde, Blogger Ahab said...

A nomeação directa não me parece uma má maneira de eleger presidentes de clubes... os tipos que se chegam à frente com o dinheiro para os craques (algo que hoje em dia está para alem das possibilidades das quotas dos socios) é que devem mandar no clube. Faz sentido.

É o mesmo que eleger um presidente duma empresa. Imagina o que aconteceria se o presidente da empresa para que trabalhas fosse eleito pelos seus empregados?

O mesmo se passa em relação à empresa em que trabalho! :))

By the way, concordas comigo na parte das lagrimas (de crocodilo?) do simão, ou não?

 
At 3/18/2005 7:59 da tarde, Blogger Ahab said...

Ah! E revê a tua história, o Santana foi o primeiro testa de ferro do Roquette.

 
At 3/18/2005 9:04 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Lágrimas de crocodilo porquê? Se o acusam de não sentir a camisola, ele tem o direito de responder como lhe apetecer para provar o contrário. Há quem opte por ignorar, e há quem tenha o coração mais perto da garganta. O que eu acho que não faz sentido nenhum é um adepto de outro clube estar a incomodar-se com o que o Simão disse.

 
At 3/18/2005 9:07 da tarde, Blogger D'Arcy said...

E o Santana esteve lá antes do Roquette. Não faz sentido ele ter posto um testa-de-ferro para depois assumir a presidência. Testa-de-ferro é o Dias da Cunha.

 
At 3/18/2005 10:33 da tarde, Blogger Ahab said...

Eu não me incomodo com o que o simão diz. Eu só acho bizarro que pessoas minimante racionais consigam levar a sério afirmações daquelas.

E já agora, o meu interesse pelo Benfica não se deve a nenhuma especie de incomodo ou de inveja. Deve-se a pura e simples curiosidade intectual. Eu interesso-me pelos hábitos da vossa tribo da mesma forma que um antropologo se interessa pelo estilo de vida de uma qualquer tribo paleolitica isolada no meio na floresta da Papua nova-Guiné (ou no deserto australiano) há milhares de anos.

Da forma como os benfiquistas falam, acredito que os adeptos do SLB pararam algures em 1926 no auge do romantismo do "ludopédio" nacional no tempo em que tudo era honra, garbo e amor à camisola.

O problema é que as unicas pessoas que ainda vivem em 1926 são mesmo os adpetos do SLB.

Todos ou outros: dirigentes, jogadores e técnicos do SLB (tal como o resto da humanidade) vivem com os pés bem assentes na mundo materialista e cruel do futebol do sec.XXI em que só o dinheiro e o profissionalismo contam (eu não tenho nada contra esse Mundo, é muito menos hipocrita do que o de 1926).

O pior de tudo é que ninguem tem problemas em apelar ao "romantismo" dos adeptos para lhes manipular a opinião e as simpatias. Neste caso, o Simão se fosse um gajo minimante honesto teria apenas dito: "Se o Manel Alegre é tão bom, ele que venha para aqui a jogar como eu, enquanto eu vou escrever os poemas dele". E mandava-o passear.

Acho que a fonte dos vossos problemas vem desse gap de mentalidades. No momento em que os adeptos do Benfica entrarem no sec.XXI (ou o resto da humanidade regredir para 1926...) os vossos problemas estarão resolvidos.

E tu acreditas que o Simão disse o que disse porque "tem o coração mais perto da garganta"? Meu, tu ainda acreditas no Pai Natal?

Ele disse o que disse porque calculou que aquelas palavras lhe iriam granjear maiores simpatias entre os adeptos. E esse é o problema: os adeptos do SLB levam a sério gajos que dizem que choraram com a camisola vestida.

E ainda por cima gajos que diriam o mesmo se, por um qualquer acaso do destino (leia-se $$$$$), tivessem acabado a jogar em clubes rivais. Eu respeito o simão como excelente jogador de futebol mas em tudo o resto... depois do que ele disse quando veio para o SLB acerca do Sporting -- o clube onde, para o bem ou para o mal, ele aprendeu muito do que sabe -- não tenho nenhuma confiança nele.

Benfiquistas, rezem para que ele nunca se zangue com o Benfica porque algo me que se isso acontecer ele não vai ter quaisquer problemas em arrastar o vosso nome pala lama.

 
At 3/19/2005 12:28 da manhã, Blogger D'Arcy said...

- Estás a dizer que as declarações do Simão foram cuidadosa e maquiavelicamente planeadas, de forma a causar um efeito premeditado sobre os adeptos. Bravo! Afinal tens o Simão em muito maior conta do que eu pensava;

- "os adeptos do SLB pararam algures em 1926 no auge do romantismo do "ludopédio" nacional no tempo em que tudo era honra, garbo e amor à camisola". Meu, tenho notícias para ti: isso é precisamente o que significa ser ADEPTO de um clube. Os adeptos têm que acreditar nalgumas dessas coisas, senão não são adeptos, são sim accionistas, ou vagamente simpatizantes. Ser verdadeiramente adepto de futebol significa abdicar de um pouco da racionalidade e cinismo do dia-a-dia. Se tu não acreditares em amor à camisola, então o que é que te leva a escolher a camisola verde em vez da vermelha?

- O Simão teve todos os motivos para se chatear com o clube que o formou. Porque passaram o tempo todo a dificultar-lhe a vida quando não tinham interesse (ou dinheiro) para o trazer de volta. Mas adoptaram uma postura altamente elogiável de 'não coiso nem saio de cima'. Eu se estivesse na situação dele, também os mandava à merda. Coisa que ele, por acaso, nunca fez - ele limitou-se a dizer 'Vamos a Alvalade para ganhar, e se lhes tirarmos o título, melhor', e a lagartagem ficou toda enxofrada. Porquê? Porque eles também têm esses lirismos que tu tanto criticas nos adeptos do SLB, de acreditarem em amor à camisola. Acreditavam que o Simãozinho tinha muito amor à camisola que o formou, e portanto viram essa frase como uma facada nas costas. E não pensaram se calhar que seria ridículo um jogador do SLB dizer que gostava de ver o pessoal do outro lado da 2ªCircular campeão? Achas que seria sensato o capitão do Benfica dizer 'Vamos a Alvalade para ganhar, mas espero que eles sejam campeões'?

Deixa-te de histórias, os teus argumentos para não gostares do SLB e dos seus adeptos são todos ocos. Os adeptos são todos aproximadamente iguais, seja que clube apoiem. A diferença, aquilo que realmente te pica e te faz subir a tensão, é que quando nós dizemos 'Somos os maiores!', tu no fundo sabes que é verdade. E quando são vocês a dizerem-no, por mais convictos que estejam, sabem sempre que é mentira.

E antes que comeces, lembra-te de diferença entre 'maior', e 'melhor'. O 'melhor' muda todos os anos, ou meses. O 'maior' demora gerações a mudar, e às vezes nem sequer muda.

 
At 3/19/2005 7:20 da tarde, Blogger Ahab said...

pá, se o que me "faz subir a tensão" fosse a cena de voces serem os maiores, eu fazia uma coisa simples: mudava de clube. O que tu dizes basicamente é que os adeptos dos outros clube têm inveja do SLB (um dos lugares comuns mais irritantes do benfiquismo e um dos seus estigmas, que são três: a INVEJA, a HISTÓRIA e o CLUBE DOS POBREZINHOS).

Até porque pelo conhecimento que tu tens de mim noutros aspectos da minha vida (as minhas posições pliticas, por exemplo, que não vamos aqui discutir) quando eu tenho algum problema com alguma coisa, mudo-me.

Da mesma forma, também não teria nenhum problema em deixar de ser sportinguista e passar a ser benfiquista se por acaso tivesse inveja vossa. É tão simples como isso.


Eu concordo que voces são os que têm mais titulos. Mas acho ridiculo que no fundo os únicos argumentos que os benfiquistas têm para apresentar seja a História. Voces são um clube que vive do passado. É verdade que o Sporting nem passado tem...

Mas se olhares para clubes realmente bons (Real Madrid, ou Milan ou Man united contra os quais o Benfica lutava de igual para igual há 30 ou 40 anos) descobres que eles não falam do passado, falam sempre do presente. Porquê? Porque os seus dirigentes e jogadores actuais respeitam o passado do clube tentando fazer melhor (a única forma de o fazer). Achas que isso acontece actualmente no Benfica?

Eu concordo que tem de haver algum romantismo... mas só até determinados limites. Eu já vi situações (a Operação Coração, ou famosa venda de acções do SLB) em que os dirigentes tentaram esconder a sua incompetencia apelanado ao romantismo dos adeptos (que se traduziu em $$$$$$). Ora a um socio ou adeptos tudo o que se deve pedir é o dinheiro da quota e o do bilhete. Tudo o resto é roubo. É muito grave que o roubo tenha sido feito à sombra da "Mistica Benfiquista". É ainda pior que os benfiquistas tenham engolido sucessivamente as patranhas dos seus dirigentes (sim, eu sei que o sporting tem maiores dividas ao fisco do que o SLB... e se calhar mais salarios em atraso!).

Eu nunca vi nada de parecido noutros clubes. No Sporting por exemplo, houve emissão de acções mas foi tudo feito como deve ser: fiscalização das entidades reguladoras, cotação da bolsa, tudo com todos os efes e os erres. Voces podem dizer o mesmo? Algum dos benfiquistas me consegue dizer quanto é que vale uma acção do Benfica, neste momento? Para descobrir o valor das do SCP basta-me consultar o site da Bolsa.

Quando se entra nestas áreas escuras, que mexem com o que conta ($$$$$$), o romantismo deve ficar à porta e o adepto deve começar a pensar com um minimo de racionalidade. Algo que voces não conseguem fazer em circunstancia alguma.

O simão não foi maquiavelico. limitou-se a usar os media para defender a sua pele. Toda a gente o faz: politicos, homens de negocios, dirigentes de clubes. Porque é que o Simão não havia de o fazer da mesma maneira. Isto não tem a ver com a inteligencia do Simão tem a ver com a mecanica das coisas no inicio do sec. XXI, o tal seculo em que voces se recusam a entrar.

 
At 3/20/2005 12:24 da manhã, Blogger NrowS said...

A mim, pelo menos, ninguém me pode acusar de ser hipócrita: sempre fui, sou e sempre serei contra o porto. Aliás, as competições europeias, para os que ainda não repararam, são comepetições de clubes, não de países. Eu puxo pelo meu, quando lá está, ou por quem quiser nas outras alturas. Apoio o Sporting? Sim. Apoio o Boavista? Sim. O Braga? Sim. Penafiel, Rio Ave, Marítimo, Setúbal, Guimarães? Sim, sim, sim, sim, sim. Porto? Não. O Porto é uma nação, não é? Então são estrangeiros. E, de caminho, peçam a independência e não chateiem os portugueses.

 
At 3/21/2005 10:27 da manhã, Anonymous Porco said...

"...Enquanto o "Papa" lá estiver e representar tudo o que o desporto tem de mais odioso - guarda abeis, intimidação das equipas contrárias, viagens ao Brasil pagas a árbitros, faltas de fair-play (fcp-PSG com o Maniche e Postiga, por exemplo), não olhar a meios para atingir os fins, humilhação dos adversários (guarda-redes a marcarem penaties com o resultado em 3-0)..."

Assino por baixo. Enquanto o porco da costa lá estiver vai ser muito dificil apoiar o fcp em q situação seja. Quando ele sair talvez as coisas mudem...

 

Enviar um comentário

<< Home