domingo, abril 24, 2005

Sofrido

Ganhámos de uma forma sofrida e aumentámos a nossa vantagem sobre os nossos rivais do Lumiar. Mas confesso que não estou satisfeito. Porque uma equipa que joga em termos práticos em casa, contra o último classificado, e durante mais de uma hora em superioridade numérica, tem que arranjar outra solução para furar a muralha defensiva do adversário que não seja despejar bolas literalmente à toa para a àrea. Valeu o querer dos jogadores, a revelarem muita vontade de alterar o rumo dos acontecimentos, e o resultado, mas fico preocupado com a ansiedade que a equipa revela, que parece afectar a qualidade do futebol exibido.


No Benfica, três novidades: Bruno Aguiar no lugar do Manuel Fernandes (forçada), Fyssas em vez do Dos Santos, e Moreira no lugar do Quim (sendo eu um 'moreirista', esta deixou-me satisfeito). O Estoril entrou com grande agressividade no jogo, com os seus jogadores a não hesitarem em recorrer à falta para travar os jogadores do Benfica. Ao fim de dez minutos praticamente sem sairem do seu meio campo, assim que se aventuraram na frente viram-se em vantagem, com um auto-golo do Ricardo Rocha. Entretanto, do outro lado parecia que tínhamos mais um guarda-redes na linha do Mora e Costinha das últimas jornadas, com uma noite particularmente inspirada. As coisas começavam a parecer demasiado um déjà vu daquilo que foram as últimas jornadas.

O jogo agressivo do Estoril culminou numa expulsão logo aos 25 minutos. Se o primeiro cartão do Rui Duarte ainda tem 'desculpa', uma vez que agarrou o Nuno Assis quando este seguia em posição perigosa, o segundo foi perfeitamente escusado, ao pontapear o Fyssas a destempo e numa zona em que ele ainda estava longe de poder causar perigo. Se o Estoril já parecia pouco interessado em apostar no ataque, após reduzido a dez, então o ataque desapareceu, e limitou-se a tentar segurar a magra vantagem a todo o custo. Diga-se de passagem que isto até nem parecia ser muito difícil, dada a pouca inspiração ofensiva que o Benfica parecia demonstrar. Nesta fase, Trapattoni esteve bem, pois ao aperceber-se que o Estoril abdicava de atacar, não perdeu tempo e fez entrar mais um avançado cerca da meia hora de jogo. Mas o Benfica não revelou arte nem engenho para marcar, e chegou-se ao intervalo com o Estoril em vantagem, vantagem essa obtida no único remate feito na primeira parte (isto já começa a parecer um jogo do Championship Manager).


Na segunda parte, o pendor do jogo não se alterou: Benfica totalmente ao ataque (a atacar muito, mas muito mal), e Estoril totalmente à defesa. Trapattoni, mais uma vez bem, fez entrar o Karadas logo aos cinco minutos, abdicando de um defesa. Pouco depois, mais um jogador ofensivo a entrar: Carlitos. Foi após muita pressão que o Luisão, finalmente, quebrou a resistência estorilista, num cabeceamento após livre do Petit. Pouco depois, o Estoril ficou reduzido a nove, e confesso que não consegui aperceber-me da razão para a expulsão. E foi com mais dois jogadores em campo que o Mantorras, mais uma vez, foi o salvador da noite, ao marcar o golo da vitória aos 82 minutos. A partir daqui, o jogo praticamente acabou, e assistiu-se ao Benfica a controlar os acontecimentos perante um Estoril em frangalhos.


Tendo vivido no Algarve por bastantes anos, tenho consciência da quantidade de adeptos benfiquistas que por lá existe. Eles hoje foram insuperáveis na resposta que deram, e no apoio dado à equipa. Foram um verdadeiro 12º jogador, e o exemplo perfeito da onda vermelha a que o nosso presidente se tem referido, e que esperamos que possa empurrar a nossa equipa em direcção ao título.

17 Comments:

At 4/24/2005 10:48 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Parabéns! Grande jogo!

 
At 4/24/2005 11:47 da tarde, Blogger Ahab said...

D`Arcy,

Estas vitórias é que dão titulos. E ainda por cima depois de um empate imbecil do Sporting. Pá, é óbvio que tudo o que vos vale é a vontade de vencer.

E em relação à ansiedade... bem... imagina uma equipa mediana (para não dizer mediocre) que, de um momento para o outro, se vê na eminência de vencer um titulo para um clube que não o ganha há 11 anos. É óbvio que eles estão ansiosos e nervosos!

É que não estamos a fala duma equipa forte e confiante como o Chelsea ou como o Porto doutros tempos. Estamos a falar des jogadores medianos, com um treinador mal-amado e ligeiramente senil, à mistura com dirigentes oportunistas sob pressão e com 6 ou 7 milhões de adeptos nervosos. É demasiada areia para uma camioneta um bocado rançosa que é o Benfica actualmente.

Eu é que tenho pena do sporting não sentir essa pressão. Tenho pena que os estupidos do Beto e do Polga se preocupem mais com as badolletes do cabelinho do que com os treinos, tenho pena que o Rochembach esteja um gordo de merda e que o Peseiro seja um imbecil. Disso é que eu tenho pena. Agora o SLB... bem, está a fazer o melhor que pode e sabe e a mais não é obrigado.

 
At 4/25/2005 2:29 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Como diz Litos no final de jogo, nem vale a pena falar de um jogoque desde inicio estva feito para ganhar o Clube organizador do torneio(De inicio de temporada).
Esta roubalheira passa impune, e mais uma vez um arbitro que se calhar nem precisou de "rebuçadinhos" também vai passar impune.
Esta edição da Superliga devia de ser anulada tantos têm sido os escandalos e os arbitros todos irradiados, depois era começar tudo de novo com gente honesta e que gostasse de futebol.
Não há pachorra par aturar esta pouca vergonha, e o Benfica entra nela sem pudor eum descaramento que só é possivel por a conivência do poder deste país, quando perdoa a divida com pagamento de acções do clube e com um jogador mal inscrito tudo é abafado, para não falar nos sumarissimos da CD.

 
At 4/25/2005 3:32 da manhã, Blogger D'Arcy said...

Gostava de saber como é que se pode chamar 'medíocre' a uma equipa cujo onze é normalmente constituído por 11 internacionais: 8 internacionais portugueses, 1 internacional grego (campeão da europa), e dois intenacionais brasileiros. Desde quando é que estes jogadores são 'medianos'? Se algum problema o Benfica tem, é não ter um plantel suficientemente rico em opções válidas para colmatar uma eventual falha de um dos jogadores fulcrais da equipa. Agora chamar estes jogadores de 'medianos', só mesmo por muito má vontade...

Até o Mourinho diz que o Benfica, se fosse campeão, merecê-lo-ia precisamente por ter a melhor 'equipa', na verdadeira acepção da palavra.

 
At 4/25/2005 7:34 da tarde, Blogger Pedro said...

Realmente o jogo Estoril-SLB foi uma vergonha.
Foi uma vergonha a não expulsão do Cissé por agressão ao Mantorras;foi uma vergonha a não marcação do penalty contra o Estoril na segunda parte por corte com a mão dentro da área;foi uma vergonha a atitude primitiva q a equipa tecnica do sporting..perdão, do Estoril incutiu nos jogadores, foi vergonhoso ver uma equipa q abriu as pernas duas vezes ao scp jogou contra o SLB de uma forma como se dependesse a sua comida de um resultado favorável;foi vergonhoso perceber q se calhar o Petit tem muita razão.
Lagartos e tripeiros ..enquanto continuarem a cantar SLB cada vez q os vossos clubes marcam golos NUNCA serão mais o q são agora:clubecos de segunda linha.
10 anos sem ganhar e somos a inveja de todos....SLB SEMPRE!!!

 
At 4/25/2005 8:13 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Caro Pedro, não sei se já percebeu que para alguma gente, o critério de 'vergonha' é um árbitro não prejudicar o Benfica. De facto, os dois vermelhos aos jogadores do Estoril foram mais que justificados (as duas faltas do Rui Duarte foram descaradas, e o árbitro ainda teve a complacência de avisar o segundo jogador do Estoril, que continuou a protestar até ser expulso). Se o árbitro pecou, foi em não expulsar ou dar amarelos a mais jogadores do Estoril (o caso do Cissé foi gritante, mas, só para citar um exemplo, há também uma entrada violentíssima por trás do Maurel sobre o Geovanni que nem amarelo foi). Se o árbitro estava ali para beneficiar o Benfica, então não percebo porque não aproveitou as mãos do Dorival e do Cissé dentro da área para assinalar dois penalties a favor do SLB...

Quanto ao palhaço do Litos, o melhor é nem lhe ligar. Como é que ele pode dizer que houve diversas faltas sobre jogadores do Estoril perto da área do Benfica que não foram assinaladas? Mas alguém se recorda do Estoril chegar perto da nossa área mais do que 3/4 vezes durante todo o jogo? Do que ele deveria ter vergonha é de ter dado instruções aos seus jogadores para jogarem da forma violenta que jogaram.

 
At 4/26/2005 3:16 da manhã, Blogger Renato said...

agora até ja se usam do Mourinho para citações...

 
At 4/26/2005 3:47 da manhã, Anonymous Anónimo said...

O Carlos Xavier, esse letrado do futebol e do patético Jet7 português, foi sempre um jogador talentoso mas muito fraco mentalmente. Quando esteve na Real Sociedad pedia frequentemente para ser substituído pois não aguentava a pressão do jogo: constou-me, por amigos bascos, que ficava a choramingar nos balneários (ora, mais um sportanguista tipo Mamede). Tudo se confirma anos depois. O rapaz continua um débil mental e, apesar de trabalhar noutro clube, continua a trabalhar para o Lumiar Clube (sim, aquele do estádio que parece uma latrina do colombo).

Quando ao resto do campeonato, julgo que ficará decidido na próxima jornada: o Lumiar perderá em Braga e o SLB ganhará na Luz ao Belém. Depois seguir-se-á o Penafiel (em campo neutro, cheio de benfiquistas) e lá vamos receber o Lumiar, em quarto lugar, já arredado do título. Lá festejaremos.

Mark my words D'Arcy!

O Lidador

 
At 4/26/2005 3:49 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Os oculos dos adeptos do Benfica são mesmo especiais. Como poderia o Estoril Jogar quando o Benfica tinha um 12º jogador chamado Hélio Santos que se mostrou ser um trinco excelente, cortando jogadas do Estoril e provocando amarelos e até vermelhos ao adversário. Foi a melhor substituição de Manuel Fernandes conseguiu fazer muito melhor do que ele. Foi o homem do jogo sem dúvida nenhuma. Mas não adianta estas palavras porque sei que não vou modificar a opinião dos lamps. Não têm vergonha nenhuma, nem sequer dos dirigentes que têm que descaradamente praticam todas as falcatruas´. Isto só pode acontecer por estarem a coberto das pessoas com poder nos orgãos judiciais e Liga.

 
At 4/26/2005 10:25 da manhã, Blogger D'Arcy said...

É o que eu digo: um árbitro que aplique as regras, e que não deixe os adversários espancarem os jogadores do Benfica a seu bel-prazer é agora considerado um gatuno pelos antibenfiquistas.

 
At 4/26/2005 11:28 da manhã, Anonymous Porco said...

Claro! Foi o sr. hélio santos q engravatou o nuno assis e logo a seguir pontapeou o fyssas. Tb foi o sr. hélio santos q teve 3 entradas para amarelo sobre o geovanni e só viu 1. E tb foi o sr. hélio santos q tentou partir a perna ao mantorras...
Concordo plenamente...

O estoril parecia o boavista nos seus melhores jogos. E depois ainda vem o litos queixar-se q o estoril é a equipa com mais cartões da superliga! Eu não costumo acompanhar os jogos do estoril mas se entram sempre como contra o SLB não fico nada admirado...

Eh pá... Mas agora é q tou a repara! ainda não li hoje a frase "o SLB tá a ser levado ao colo". Tb ainda falta falarem de como na altura do salazar o SLB era beneficiado...
Ainda não se devem ter lembrado... A azia tb não ajuda.

 
At 4/26/2005 9:09 da tarde, Blogger Ahab said...

D`Arcy,

Uma equipa sem opções é uma equipa mediocre. Acabas-te de me dar razão.

Em relação ao que disseste das toneladas de internacionais que lá tens também pode ser dito em relação ao Sporting.

Não internacionais no sporting são os dois putos (Custodio e J. Moutinh, para os quais a selecção é uma questão de tempo), o rogério (que não é mau jogador), o Liedson (melhor avançado do que os vossos avançados internacionais... ou vais-me dizer que o Nuno Gomes é melhor do que o Liedson?)

Esse argumento dos internacionais é um treta do caraças. Voces têm um plantel limitado (tal como o sporting, de resto) e é um milagre que voces estejam onde estão.

Se o Sporting tivesse uma defesa e um guarda-redes minimamente decentes já há muito que seriamos campeões (faz as contas aos pontos que perdemos por causa de borlas do Hugo, do Polga, do Beto e do ricardo... não são tão poucos quanto isso!)

 
At 4/26/2005 9:13 da tarde, Blogger Ahab said...

AH! Só mais um adenda o Sr. Veiga no tunel depois do jogo ameaçou o Litos com o despedimento. é que.. bem... o director do Futebol do Benfica (além de ex-dirigente do FCP) é dono do Estoril Praia.

A partir daqui, e tendo em conta o caracter dos envolvidos (especialmente o Sr.Veiga que é, como todos sabemos, benfiquista desde pequenino), podemos tirar as conclusões que quisermos.

Curiosamente, só no SLB, do alto de toda a sua moral e ética, é que há estas confusões. I wonder why...

 
At 4/26/2005 10:21 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Claro, claro... só no SLB é que há estas confusões nos túneis. As sessões de pancadaria envolvendo o santo Sá Murro e o Rui Jorge no túnel do Bessa devem-se ter passado noutro planeta. O Veiga é accionista do Estoril, e a direcção do Estoril é toda benfiquista, mas curiosamente o Estoril esfolou-se em campo nos dois jogos contra o Benfica, enfiou-se todo na área, e deu pancada de fazer ver estrelas. Quando jogaram contra vocês, abriram-se todos no ataque, tentaram jogar o jogo pelo jogo, e foram naturalmente presa fácil. Mas tenho a certeza que o Veiga deve ter dado instruções ao Estoril para nos facilitar a vida.

Não, não vou dizer que o Liedson não é melhor que o Nuno Gomes. Mas prefiro o Moreira ao Ricardo. E o Miguel... bem, é melhor nem comparar o Miguel ao Rogério. O Luisão e o Ricardo Rocha são melhores que o Polga e o Beto. O Manuel Fernandes e o Petit são melhores que o Custódio e o Moutinho (embora este puto de certeza que se vai tornar um grande jogador). O Simão é melhor que o Douala. E o Geovanni é melhor do que o Vagarosa. O nosso onze titular é tão bom ou melhor do que os onzes dos outros candidatos. Conforme disse, faltam opções para substituir jogadores fundamentais (por exemplo, por muito esforçado que seja o João Pereira, existe um mundo de diferença entre ele e o Miguel). Chamar a equipa de Benfica de medíocre cheira a mesquinhez.

E acho piada ao facto dos antibenfiquistas serem os mais preocupados com o facto do Veiga não ser benfiquista. O homem está a ocupar um lugar profissional na estrutura do futebol. Mesmo que não me agrade, se cumprir o seu papel bem, que o deixem lá estar. O Carraça é lagarto, e está a fazer um belíssimo trabalho nos escalões de formação. O Peseiro por exemplo é benfiquista. Porque é que não o despedem sumariamente só por esse facto?

 
At 4/28/2005 10:41 da tarde, Blogger Ahab said...

Só os benfiquistas é que não percebem que não é lá muito boa ideia ter um (ex?) empresário como chefe do Departamento de Futebol.

Só os benfiquistas é que não conseguem ver problemas em ter um dirigente do futebol que já foi dirigente de um clube rival (não estamos aqui a falar de ser um adepro anónimo sem responsabilidades como o Peseiro ou como o Carraça).

Só os benfiquistas é que não conseguem perceber os problemas éticos que são levantados pelo facto do dirigente de um clube de futebol ser também dono de outro. Mais uma vez isto é algo que vai muito para além da mera simpatia pelo clube A, B ou C.



São estas pequeninas ingenuidades (ou hipocrisias?) que fazem o genuino benfiquismo. Esta inabalavel fé na bondade da raça humana...

Mais uma vez, eu não me sinto incomadado pelo facto do SLB ter uma criatura como o Veiga à sua frente. eu estou admirado como é que benfiquistas 8mesmo os mais inteligentes) pactuam com uma situação destas.

Mais uma vez, o que me impressiona é a capacidade que o Benfica tem em transformar pessoas inteligentes em automatos acefalo que engolem todas as patranhas da direcção do Benfica em nome do combate aos inimigos do Benfica.

Porque o facto, D`Arcy, é que tu preferes ter lá dirigentes desonestos a dar razão aos "inimigos do Benfica". Mesmo que estes tenham razão no que dizem.

eu por mim falo: nunca um empresário seria chefe do departamento de futebol do sporting. Nunca um portista teria cargos de direcção no meu clube. E isto são opções que não merecem qualquer justificação porque são óbvias para todos excepto para os benfiquistas.

Até porque não me parece que o Veiga seja assim tão bom. Mas pronto, tu deves saber mais do que eu...

 
At 4/28/2005 11:38 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Sei pelo menos o suficiente para saber que o Veiga nunca foi dirigente de um clube rival.

Nós benfiquistas nunca percebemos nada. Precisamos sempre da lucidez dos antibenfiquistas para nos ensinarem a gerir o nosso clube... ¬¬

 
At 4/28/2005 11:45 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Ah, e o teu clube nunca teve na sua estrutura (Conselho Leonino) uma pessoa que era também presidente do Estoril. Não, devo estar ou muito confuso, ou a sonhar.

 

Enviar um comentário

<< Home