segunda-feira, outubro 20, 2008

Sorte

O que é que posso eu escrever sobre um jogo como o de hoje? Este era um daqueles jogos em que o que tínhamos a ganhar era a passagem à próxima eliminatória da Taça de Portugal, e pouco mais, e o que tínhamos a perder era quase tudo. Ou seja, tendo em conta que defrontámos uma equipa da 2ª Divisão, tudo o que não fosse uma vitória confortável para as nossas cores seria sempre criticável, dado ficar aquém do expectável. Infelizmente o Benfica acabou por ficar bastante aquém do expectável, e por isso pouco de positivo haverá a dizer para o nosso lado. Já em relação ao Penafiel, só posso mesmo louvar a organização com que se apresentaram em campo, que raramente se baralhou durante os 120 minutos. Lutaram com as armas que tinham, e fizeram-no da forma mais eficaz possível. Esta noite esteve muito perto de acontecer Taça na Luz.

Foram muitas as alterações feitas para este jogo. O Léo voltou à esquerda, meio campo entregue ao Binya e ao Rúben Amorim (sendo que este parecia ter maiores responsabilidades na organização do jogo), flancos para Urreta (esquerda) e Balboa (direita) e ataque para o Makukula e o Di María, jogando o argentino com total liberdade. Infelizmente, a maior parte dos habituais suplentes pareceu não ter vontade de mostrar inconformismo com a sua actual situação. As excepções terão sido os dois da frente, que mesmo apesar das coisas nem sempre sairem bem, pelo menos foram sempre tentando fazer melhor. As causas para as dificuldades que o Benfica teve durante todo o jogo foram visíveis desde cedo. Primeiro, uma atitude demasiado relaxada, jogando a uma velocidade reduzidíssima, como se houvesse o convencimento de que mais cedo ou mais tarde o golo surgiria. Depois, uma grande dificuldade em construir jogadas de ataque. O Rúben Amorim nunca me pareceu estar à vontade nas funções de organizador, e além disso pareceu-me sempre que nos faltou um jogador para ocupar uma posição entre as duas linhas de defesa do Penafiel. Havia ali um espaço demasiado vazio, entre os nossos dois médios centrais e os avançados, espaço esse que nunca foi ocupado. O resultado foi que, numa espécie de regresso ao passado, voltei a ver o recurso excessivo ao futebol directo, com a bola a ser chutada directamente do nosso meio campo defensivo para o ataque, na esperança que o Makukula conseguisse ganhar alguma delas e cabeceá-la em condições para o Di María. Isso quase nunca aconteceu, e a primeira parte foi muito feia de se ver.

Na segunda parte, sem substituições de início, pouco mudou. O que mudou, mudou do lado adversário, já que o Penafiel foi ganhando confiança e foi-se atrevendo de vez em quando no ataque. Não foi preciso muito tempo para que o Quique tivesse que recorrer ao Reyes e ao Suazo, e para que passássemos a jogar quase em 4-2-4. O Benfica pareceu espevitar, mas depressa se apagou, e exceptuando um cabeceamento do Makukula ao poste, não conseguimos criar grandes ameaças à baliza adversária. Foi ainda necessário adaptar o Binya a lateral direito, já que o Katsouranis teve que entrar para o lugar do Miguel Vítor, que saiu após uma entrada bárbara de um adversário. Mesmo sobre o final, foi até o Penafiel quem subiu e causou um calafrio, mas o nulo manteve-se e assim se foi para prolongamento. Ou seja, para todos os efeitos, o Benfica empatou esta noite em casa contra um adversário da 2ª Divisão. Não é propriamente dignificante para os nosso jogadores que subiram ao relvado. Só na segunda parte do prolongamento, particularmente na fase final, é que o Benfica conseguiu encostar o Penafiel lá atrás e criar oportunidades de golo com frequência, mas o mal já estava feito e foi mesmo preciso recorrer aos penáltis, onde o Moreira lá defendeu um dos pontapés e permitiu ao Suazo dar-nos a vitória.

Conforme disse, poucos foram os jogadores menos utilizados que aproveitaram esta oportunidade dada pelo Quique. O caso mais flagrante foi, para mim, o Balboa, que pouco ou nada fez enquanto esteve em campo. Tendo em conta aquilo que custou, está até agora a revelar-se um verdadeiro flop. O Miguel Vítor esteve bastante mal na direita - vários passes disparatados, e a maioria dos lances de perigo do Penafiel a surgirem pelo seu lado. Léo muito apagado, estranhamente a arriscar pouquíssimo no ataque, tendo em conta aquilo que lhe costuma ser habitual. Binya batalhador, mas mal na hora de construir, Urreta inconsequente e desastrado. Makukula e Di María terão sido os que estiveram menos mal (com o argentino, mais uma vez, a pecar por se agarrar demasiado à bola, sendo por isso responsável pela perda de alguns lances de contra-ataque, mas por outro lado, ainda era quem ia de vez em quando agitando um pouco as coisas lá na frente, nunca se escondendo do jogo) e, claro, nada posso apontar ao Moreira, que resolveu bem tudo o que tinha para resolver e acabou por ser decisivo ao defender um penálti (e pronto, dá-me sempre um prazer especial vê-lo na nossa baliza).

Desta vez tivemos sorte e safámo-nos nos penáltis. Mas não gostei da atitude relaxada dos nossos jogadores durante a maior parte do jogo. Esperava mais, tal como toda a gente esperaria. Assim não.

21 Comments:

At 10/20/2008 5:02 da manhã, Anonymous JFilipe said...

D'Arcy discordo completamente da tua crónica. Só o Makukula teve sete ocasiões de meter a bola lá dentro, umas mais escandalosas que outras. O próprio Suazo, que mal sabe dominar uma bola (teve recepções ridículas), teve duas ocasiões. Se alguém falhou foram os avançados. Tivémos ocasiões de golo suficientes para ganharmos o jogo de forma tranquila.

Os médios fizeram o que lhes competia, asseguraram quase 70% de posse de bola. Os extremos nunca se entenderam com os defesas laterais. Aliás o único jogador que funcionou como defesa lateral de jeito foi o Binya, incluindo a atacar (excelente centro no fim do jogo).

 
At 10/20/2008 8:24 da manhã, Anonymous Índio Ruço said...

No hay chispa coño!!

Foi uma equipa totalmente desligada entre si e do jogo. Não existe construção de jogo (Amorim desinspirado, Binya não o sabe fazer) e como tambem não existia entrosamento, apareceu o futebol zombie. No entanto se o Makukula tivesse aproveitado metade dos golos praticamente feitos, não teria havido tanto sofrimento.
Grande Moreira!! o Reyes mostrou que não é vedeta, lutou, correu e teve uma grande atitude.

Vamos ver se a "outra" equipa joga melhor na Alemanha.

 
At 10/20/2008 11:45 da manhã, Blogger Harry Lime said...

Tenho de reconhecer que vi o jogo de ontem com algum prazer... pelo menos as partes em que não estive a dormir

Têm de reconhecer que aquilo foi muito mauzinho. :):):):)

 
At 10/20/2008 11:58 da manhã, Anonymous JFilipe said...

A "outra" equipa provavelmente jogará melhor porque não vai apanhar um adversário talhado para proteger um pequeno espaço do seu meio-campo (não que seja errado o Penafiel jogar assim, cada qual joga com as armas que tem).

O Benfica tem um problema sério nas alas porque a única que funciona é aquela onde está o Reyes (o Di Maria mostrou mais uma vez jogar melhor em apoio ao avançado centro).

O Léo esteve bem na defesa, fez muitas recuperações de bola e dezenas de passes certinhos (contei apenas uma meia dúzia de passes errados) mas não combina bem com nenhum dos extremos que passaram pelo seu lado. Vamos ter que continuar a gramar com o Ribeiro.

Do outro lado fiquei com alguma esperança em relação ao Binya. Pensei ser uma asneira de todo o tamanho do Quique, e que não tardaria a ir para a rua. O homem estava a ser uma pilha de nervos no meio, e de repente nos flancos acalmou, fez desarmes excelentes, e mesmo as faltas foram entradas pouco impetuosas.

 
At 10/20/2008 2:39 da tarde, Blogger carleone di bufa said...

Ontem lembrei-me do jogo de Portugal vs Albania pela displicência com que entramos em campo. Mas têm que admitir que o clube do Oliveirinha correu demasiado para uma equipa da segunda divisão série B. Vou esperar pelos próximos desafios dessa equipa. Espero que tenha havido controle anti doping no final, porque a mim pareceu-me suspeito. Balboa está a revelar-se uma desilusão. Se ele viesse de um campeonato fora da Europa eu ainda percebia que precisava de tempo para se adaptar, mas vindo de Espanha não consigo perceber os seus maus momentos.

 
At 10/20/2008 4:39 da tarde, Anonymous Celta 7 SLB 0 said...

Que grande vaca leiteira andou ontem pelo Estádio da Luz. Chama-se Habitual e veio para substituir o anterior símbolo do SLB, a águia fingida Vitória (só de nome, claro). Os deuses do futebol foram de uma grande crueldade para com o Penafiel da 3ª divisão (2ª de nome, 3ª de facto). O SLB sem árbitros é uma equipa fraquinha.

 
At 10/20/2008 5:50 da tarde, Anonymous Índio Ruço said...

Claro que o Hertha vai querer ganhar o jogo e isso vai abrir espaços por onde possamos entrar com rapidez.
Imprescindivel assim o Katso e o Yebda (só a sua ausência deu para ver o que ele corre e como "enche" aquele meio campo) mais o Martins à direita, Reyes à izquierda. Na frente devem começar o Cardozo mais o Gomez (que assinale-se está a jogar bem).
Mas atenção eles têm o melhor marcador da Bundesliga até ao momento e estão a fazer um bom inicio de época.

O Di Maria para render bem tem que encostar à esquerda, o que de momento é impossivel devido ao Reyes, no meio "perde-se" um pouco. É preciso ter calma com o miúdo, assim como com o Balboa. Ainda me lembro do Bergessio e da chuva de criticas, vejam como ele joga agora...o futebol é jogado por seres humanos não por avatares. Nalguns casos os jogadores demoram mais tempo a entrosar-se e a ganhar forma dentro da nova equipa.
Só se passaram 3/4 meses desde que alguns deles chegaram ao Benfica.

O Quique inteligentemente encostou o Binya porque na lateral ele tinha menos possibilidades de acertar num jogador contrário que no centro onde existem mais, e assim poupar a expulsão:))

 
At 10/20/2008 8:17 da tarde, Anonymous Hattori Hanzo said...

Não acho que tenhamos tido sorte ... Apesar de termos jogado mal podíamos facilmente ter resolvido o jogo antes dos pénalties. Só Makukula fartou-se de falhar golos (o que não invalida o facto de ter sido um dos que se esforçou mais). De qualquer forma terceiro jogo em que jogamos com uma equipe teoricamente mais fraca e terceiro jogo onde entramos demasiado relaxados no jogo... isso é que me preocupa, ainda falta claramente atitude a este Benfica. É que ganham-se e perdem-se campeonatos contra estes clubes e não contra os nossos rivais principais.

 
At 10/20/2008 11:21 da tarde, Anonymous Dias Pereira said...

Meus caros,

Ainda estou em estado de choque, depois da miséria absoluta do jogo de ontem...
Começo a desesperar com tanta displicência e tão pouca humildade!
E, mais uma vez contra uma equipa bem menos valiosa, passámos por momentos de grande apuro, que poderiam ter ditado a eliminação da Taça, logo no nosso primeiro jogo na competição.
O jogo foi miserável e, em boa verdade, andámos muitas vezes a despejar bolas para o meio campo adversário. Desta vez, porém, com a agravante de termos jogado em casa.

Estes jogadores envergonham-me!!! Que falta de atitude! Que falta de respeito pelo clube e pelos sócios, adeptos e simpatizantes!...

Quique Flores chamou-lhe, eufemisticamente, falta de intensidade. Eu chamo-lhe, simplesmente, falta de atitude, de profissionalismo, durante todo o jogo...
Não abras os olhos, hombre, que vais ver o tombo que levas...
Ah, e deixa-te de experiências, pá! Com o que já tens visto, ainda não te chegou?

E nós, meus caros, como é que ficamos? Continuamos a desculpabilizar quem, desta vez em pleno estádio da Luz, perante uma modesta equipa da 2ª divisão, permite a esta um domínio absolutamente impensável (mesmo imoral...), jogando todo o jogo a passo, sem fazer pressão defensiva ou marcação, sem qualquer tipo de objectividade e sem nenhum sentido colectivo?
Eu já estou para lá do mais elástico limite da paciência, meus caros...

Um abraço, bem vermelho!!!

 
At 10/21/2008 1:41 da manhã, Anonymous Robespierre said...

Parece-me que cada vez mais se confirmam as suspeitas de que temos aí um "novo Koeman".

saudações

 
At 10/21/2008 4:21 da tarde, Anonymous Índio Ruço said...

O Quique que não se esqueça que o ponto forte do Hertha são as bolas de Berlim!! É preciso ter cuidado com o nível de azucar en lo sangre!
Forte curto e rápido, coño!!

 
At 10/21/2008 6:15 da tarde, Anonymous Índio Ruço said...

Agora vou dizer umas cousas um pouco off-topic mas que merecem a nossa atenção, por isso às almas mais sensiveis à secura dos meus comentários digo que felizmente o nosso País é um oásis.

É o seguinte, ouvi dizer que um benfiquista que seja um ingénuo e fervoroso adepto e decida ir ver o clube a Berlim através da Agencia de Viagens que trabalha com o Benfica paga 1000 € limpinhos por ida e volta e 1 dormida. FÓOOONIXX!!
Mas o que é isto??? Se eu pudesse sair do País (bem desculpem-me mas eu ainda tenho a mania de chamar a Portugal um país, inconvenientes de uma educação à antiga que tambem tinha convenientes)que não posso pois tenho mais dívidas que a Finlândia (que eu tambem acho que não é um país)e o meu nome consta na lista que o SEF e outros serviços repressivos que grassam por essa Europa fora têm nos seus computadores, como ACTIVO TÓXICO ALTAMENTE PERIGOSO, ia eu a dizer que se eu pudesse sair do país nunca me meteria com essa chusma de gananciosos que praticam o mais primário anti-benfiquismo, tomando-nos como otários e fazem os gestores da Lehmans parecerem anjinhos.É um roubo, um autêntico roubo!!
É por estas (e por outras) que eu digo que nem tudo justifica o excesso de mercantilismo com que esta direcção trata os benfiquistas. Orelhas ouviste?? Lá por estares caladinho eu topo-te bem.

Se o Lewis Hamilton ganhar o título de campeão Mundial de Pilotos reparar-se-à a maior injustiça dos anais da Fórmula 1, o seu a seu dono!!

 
At 10/22/2008 3:07 da tarde, Blogger D'Arcy said...

E olha que esse preço nem sequer inclui o bilhete para o jogo...

Aposto que se eu tentasse ir sem ser através da agência, ficava tudo por menos de metade, e isto sem sequer ter que me esforçar muito. Sinceramente, não sei quem é que utiliza a agência de viagens para ir ver um jogo do Benfica ao estrangeiro. Só mesmo se for muito masoquista.

 
At 10/22/2008 3:10 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Quanto à F1, desde que não ganhe o bluff do Alonso, fico contente. Desde que o Piquet deixou de correr que nunca mais 'torci' a sério por um piloto.

O meu preferido neste momento é o Raikkonen, porque é um piloto à antiga, mas o Hamilton é muito bom e também quero que ele ganhe.

 
At 10/22/2008 4:26 da tarde, Blogger ratogoleador said...

Oi pessoal,

Os preços para os jogos são ridículos mas este ano fui de férias e como sempre primeiro fiz a minha própria prospecção pelos bookings.com, etc... e no final contactei a Benfica viagens e ficou muito mais barato, acho o público alvo para os jogos deve ser outro!

Também quem não quer pagar isso facilmente encontra um voo em baixo custo.

Se não conhecem aconselho-vos o site www.vamosdeferias.net no menu principal encontram lá o skyscanner (A forma mais rápida de encontrar os preços mais baratos nas companhias aéreas de baixo custo).

Faz a pesquisa pelas várias empresas “lowcoast” para o destino que pretendem.

 
At 10/22/2008 5:42 da tarde, Anonymous Índio Ruço said...

Rato, obrigado pela dica!

Em lowcost faz-se a festa por menos de metade e com bilhete, cervejas, salchichas, tudo incluido.

Aproveitei e estive a ver o meu destino pelo skyscanner e vi tudo muito negro!!:))

D'Arcy acho que qualquer dia vem aí o Piquet Jr. que por acaso tambem é alemão... bolas...isto está tudo ligado.
O Alonso tem maus fígados não tem desportivismo e é vingativo.
O que me levou a ver mais a F1 foi a Williams (minha escuderia preferida)que de inicio com o Patrick Head/F.Williams e o Alan Jones como condutor conseguiu durante algum tempo furar as contas à Ferrari e Mcclaren.

 
At 10/22/2008 6:54 da tarde, Blogger John Billy said...

Índio, se fores árbitro consegues arranjar bilhetes a borla pela Cosmos.
PS: mete-me confusão ver benfiquistas NÃO torcer pela Ferrari!!

 
At 10/22/2008 7:24 da tarde, Anonymous Índio Ruço said...

John Billy, se eu fosse arbitro o Benfica já tinha ganho p'rái mais uns cinco campeonatos, doze Taças de Portugal e uma CL:)))

Já não é a primeira vez que me dizem isso,olha não sei gostei da Williams e como era ainda novo gostei da abordagem dos tipos à F1 e do ar novo que trouxeram às pistas. Bem para ser sincero nessa altura gostava de coisas bem esquisitas...algumas ficaram.

 
At 10/22/2008 8:55 da tarde, Blogger carleone di bufa said...

Eu ouvi falar em 800€, sem bilhete para o jogo, e já achei um roubo. 1000€ é um abuso...

Já que estão numa de F1 eu adora a Ferrari. Detesto Alonso e o Lewis Hamilton. Tenho saudades do Schumacher. Espero que o Massa consiga ser campeão no Brasil, lamento é o Raikkonen estar fora da luta pois também é o meu piloto de eleição.

 
At 10/23/2008 9:14 da manhã, Anonymous Índio Ruço said...

Acho que gostar de uma escuderia só por ser de uma certa cor é um pouco redutor e generalizando isso para outro tipo de "escolhas" acho mesmo uma "violência" essa tendência absolutizadora, embora perceba o simbolismo. Não sou benfiquista pela cor das camisolas e a minha cor preferida nem sequer é o vermelho, embora seja uma cor bonita, com força.Já me basta ser pele vermelha:))

Nunca gramei o Schumacher, mas sem duvida foi um bom piloto e um campeão, mas um pouco batoteiro o que o levou a fazer cenas deploráveis. O Senna foi um fenómeno e a sua morte a bordo de um Williams foi para mim duplamente terrivel. O Prost, o Gilles Villeneuve, o Lauda, o Mansell, o Keke Rosberg, mais recentemente o JPablo "El Loco" Montoya, etc...mas nenhum chegou aos calcanhares do Michel Vaillant, ganhava todos os Grand Prix!:))

 
At 10/23/2008 7:11 da tarde, Anonymous Índio Ruço said...

Na grande metropole dos Hunos os bravos guerreiros vão poder provar que o pior que eles fizeram foi destruir o muro, ao menos tinham onde se esconder!!
Força valentes bravos!!

Viva a Águia!
Viva o mártir de Gaia cujo aumento do espectro transmissor lhe permite enviar a sua graça ao estrangeiro!!
Viva o grande e inolvidável Ruço, cujo olhar de aço , técnica e raça pediam meças a qualquer guerreiro da História da Humanidade!!!

 

Enviar um comentário

<< Home