terça-feira, setembro 18, 2007

Desequilíbrio

Foi demasiado Milan para nós. O Benfica bateu-se como pôde, mas a verdade é que o resultado final da partida nunca pareceu estar em causa, particularmente depois do Milan ter conseguido rapidamente colocar-se numa situação confortável. Ainda não foi desta que quebrámos a malapata de San Siro.


Com a infeliz ausência do Petit, foi preciso esticar a manta. Isto significou subir o Katsouranis para o meio-campo, promovendo-se o regresso do Miguel Vítor ao centro da defesa, alinhando ao lado do Edcarlos. Também no meio-campo houve alterações, com a passagem do Maxi Pereira para o centro, subindo o Rui costa para as costas do ponta-de-lança e passando o Di María para a direita. A superioridade do Milan tornou-se evidente desde o primeiro minuto, sobretudo no meio-campo. Talvez um reflexo da ausência do Petit, parecia-me sobretudo que o nosso meio-campo estava demasiado macio, dando demasiado tempo e espaço ao fantástico Pirlo para pensar e distribuir quase todo o jogo dos italianos. Para além disso, havia ainda o pequeno 'pormenor' Kaká, que parece jogar a uma velocidade superior a todos os outros. Em termos ofensivos, e com o Rui Costa um pouco 'enterrado' no meio dos cinco médios milaneses, a construção do nosso jogo era quase inexistente, com as jogadas a serem mortas quase à nascença à entrada do meio-campo adversário, devido à pressão constante dos médios milaneses.

O Milan chegou à vantagem logo aos oito minutos, através de um livre directo do Pirlo. A primeira impressão que dá é que o Quim é mal batido, até porque chega a tocar na bola, mas a verdade é que a bola foi colocada mesmo no ângulo. E diga-se que mesmo tendo passado apenas tão pouco tempo, o Milan já tinha estado perto de marcar, e dado sinais de querer resolver o jogo cedo. Tanto que, mesmo após o golo, não abrandou, e continuou a pressionar à procura de mais um golo. Esteve perto de o conseguir, e valeu-nos o desacerto do Inzaghi e o acerto do Quim para que tal não acontecesse. O primeiro safanão que o Benfica deu no jogo foi pouco depois dos vinte minutos, com um remate do Rui Costa defendido em dificuldade pelo Dida, e logo a seguir com uma cabeçada do Cardozo ao poste após cruzamento do Di María. Praticamente na resposta, o Milan voltou a marcar. Fê-lo de uma forma que acaba por ser irritante, já que foi através de um contra-ataque. Com o Benfica instalado na área adversária para a marcação de um livre, um mau passe do Miguel Vítor acabou nos pés do Kaká, que correu de uma baliza à outra deixando praticamente toda a nossa equipa sem velocidade para recuperar. A classe do Pirlo fez o resto, oferecendo o golo ao Inzaghi. A partir daqui o Milan desacelerou nitidamente, passando o jogo então a ser mais repartido, e reforçando a minha ideia de que contra o Milan, as equipas jogam o que o Milan deixa. Sem mais grandes sobressaltos, chegou o intervalo.

A segunda parte iniciou-se como a primeira, com o Milan a permitir que o Benfica tivesse um pouo mais de bola, e a tentar explorar oportunidades de contra-ataque sempre que possível. Quanto a nós, e apesar desta maior iniciativa (que também não pareceu alheia ao facto do Rui costa ter começado a aparecer mais frequentemente em terrenos mais recuados), nunca conseguimos colocar a defesa adversária em sobressalto. A partir dos sessenta minutos de jogo, e durante cerca de um quarto de hora, o Milan voltou a pegar no jogo, e esteve em diversas ocasiões perto de marcar o terceiro. É apenas uma opinião, mas esta súbita alteração do rumo do jogo não me pareceu de todo alheia à troca do Cardozo pelo Nuno Gomes (eu nesta altura esperava que o Nuno Gomes entrasse para o lugar de um dos centrais), já que o Nuno não joga tão fixo na frente e como tal não segura tanto a linha recuada adversária. Este desequilibrio só pareceu atenuar-se novamente quando o Benfica fez o Katsouranis recuar para central, estreando-se o camaronês Gilles no meio-campo, parecendo então que o resultado final estaria encontrado. Mas na última jogada da partida, e numa altura em que o Rui Costa já tinha sido substituído para receber a merecida homenagem dos adeptos milaneses, o Nuno Gomes, a passe do Katsouranis, acabou por atenuar o resultado para a diferença mínima. Confesso que para mim esta diferença mínima não é um reflexo justo nem da diferença que parece haver entre as duas equipas, nem daquilo que se passou em campo esta noite.

Em relação aos jogadores, gostei sobretudo do Rui Costa. O nosso jogo ofensivo é completamente diferente quando a bola passa pelos pés dele. Também gostei do Rodríguez, que tentou sempre jogar em progressão e trazer a equipa para a frente. O Quim também acabou por safar a equipa em mais que uma ocasião, com algumas boas intervenções. O Edcarlos voltou a não me impressionar, sobretudo na forma como se posiciona para atacar os lances. Parece-me perder facilmente o homem por cuja marcação é responsável. O Luís Filipe voltou a estar mal, desastroso sobretudo no passe, pouco participativo no ataque, e inseguro na defesa (perdi a conta das vezes que o Jankulovski entrou por aquele lado quase sem oposição, devido ao facto do Luís filipe fugir frequentemente para o meio).

Creio que o Benfica acabou por fazer a exibição possível contra o adversário desta noite. Não estivemos brilhantes, mas também não foi mau de todo. Podia dizer que se calhar com alguns dos jogadores em falta teríamos conseguido dar mais luta, mas temos que contar com os que estão disponíveis, e com esses julgo que fizemos o melhor possível. Não me sinto de forma alguma envergonhado com o jogo desta noite, porque estou perfeitamente consciente da força do nosso adversário e das nossas próprias limitações. Tenho orgulho na nossa equipa, e sei que deram o que tinham. A nossa luta neste grupo não é com o Milan, é com o Shakhtar.

25 Comments:

At 9/18/2007 11:56 da tarde, Anonymous JFilipe said...

O segundo fôlego do Milão teve sobretudo que ver com o estouro do nosso meio-campo, em particular o Pereira. Os defesas deles não subiram muito, aliás nas recuperações de bola nunca conseguimos contra-ataques. A entrada do Gilles corrigiu as coisa, acho mesmo que devia ter jogado de início.

Não sejas demasiado severo com os laterais (o Léo também foi uma desgraça na primeira parte). Numa equipa rotinada os centrais dobram os laterais e são compensados pelo trinco. No Benfica há uma descordenação que é natural.

O primeiro golo deles é um frango.

 
At 9/19/2007 12:34 da manhã, Blogger Filipe said...

Sim, é isso, a nossa luta n é contra o Milan, e também acho que jogámos aquilo que o Milan deixou. Com o Petit, Nelson, Luisão e DAvid Luís poderíamos ter dado mais lutas, mas o Milan é de outro campeonato mesmo!

O Luís Filipe foi mau demais!!Não acerta um passe a dois metros, foi mesmo muito abaixo dos outros.

Tb me parece que deveria ter sido dada oportunidade ao Gilles de inicio. Já que fizemos tanta questão de ficar com ele, n pode ser muito mau (pelo menos n deveria ser)!

Na minha opinião o Maxi é neste momento um remendo enquanto os centrais e o Petit não recuperam. O rapaz luta mto, colaca-se bem, mas tem um indice de recuperações de bola mto baixo para jogar ali. Ele luta muito, mas acho que o Benfica ganha pouco com ele em campo, gostava mesmo de ver se o Gilles n seria melhor.

Este fds há mais...e vai ser difícil...

 
At 9/19/2007 12:36 da manhã, Blogger Filipe said...

O Di Maria era o que mais frequentemente conseguia furar a defesa contrária, mas tem de aprender a soltar a bola no momento certo e em prol da equipa. Qd o fizer...vai para o Milan!

 
At 9/19/2007 12:44 da manhã, Blogger dezazucr said...

sinceramente não gostei do di maria. Demasiado individualista, a querer fazer sozinho o que é tarefa da equipa. Gostei mais do CRodriguez, bem mais objectivo e aguerrido.

Luis Filipe é um erro de casting. Enerva-me só de saber que quem lhe foi substituir no Braga foi o João Pereira (nunca percebi pq correram com ele do Benfica) e que antes de ele vir nos acenaram com o Belleti.

 
At 9/19/2007 9:12 da manhã, Anonymous 1benfiquista na Inbicta said...

Globalmente de acordo...mas o Luis Filipe foi um erro de casting de quem?

Quem o comprou? Pls HELP

Saudações benfiquistas

 
At 9/19/2007 9:25 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Concordo quando se diz que foi demasiado Milan para nos...O que me preocupa é que eles jogaram (quase sempre)devagar e bastava acelarar um pouco para a nossa equipa quase se desmoronar.
Continuo a achar que o Camacho é um excelente treinador na vontade e garra que incute nos seus jogadores,mas,e não me considero um "iluminado de tàcticas de futebol",acho que tacticamente està longe de ser bom treinador.Jà quando cà tinha estado da outra vez,se tinha notado...e ontem também.
Até percebo que o Katsouranis tenha jogado a meio campo na tentativa de estancar o futebol do Milão logo ai,o que eu não percebo é como é que se deixa jogar o Pirlo com aquele à vontade todo e todo o jogo.Na minha modesta opinião,acho que se o Maxi tivesse jogado mais à frente,não para organizar o jogo,mas para evitar precisamente que o Pirlo jogasse,e que o Rui Costa jogasse onde o Maxi jogou so teriamos a ganhar.O Milão tem grandes jogadores,sem duvida,mas é o Pirlo que "manda" naquilo tudo...Basta verem os jogos do Milan quando ele joga.
Podem-me dizer que sobra o Kàkà,Seedorf,Inzaghi,etc.
Pois hà,mas se exceptuarmos o Kàkà nenhum dos outros resolve um jogo sozinho..."Se a fonte secar,ninguém bebe".
Mas é verdade que neste momento estamos limitados.Tem sido muito azar mesmo, o que também não tem ajudado a criar rotinas de jogo.
No geral penso que a equipa se bateu bem,foi corajosa,dignificou o nome do clube mas hà jogadores que,e isso é mais que evidente,não têm qualidade para jogar no nosso clube.
Se hà uns que ontem tinham mesmo de jogar porque praticamente não havia alternativas...Hà aqueles que não poderiam,nem podem jogar...
Que alguém me explique o que um jogador como Luis Filipe faz no plantel,quanto mais na equipa...
Defende sempre mal,ataca ainda pior e fazer passes...estamos conversados.Este jogador(???)dava um poste so para ele.Mau demais para ser verdade.
E pronto,o proximo jogo jà começarà a ser decisivo(como todos os jogos em casa)porque vai ser com um dos adversàrios directos e espero que o nosso departamento médico faça alguma coisa de bem feito(ao contràrio do que tem vindo a fazer)e consiga recuperar,pelo menos,os dois centrais,jà que o Petit acho mais complicado.

Viva o Benfica
Abraço


Rui

 
At 9/19/2007 9:53 da manhã, Anonymous Americano said...

Positivo:
- Rodriguez foi o que teve menos "medo" do Milão
- O golo do Nuno Gomes, já que às vezes até no goal-average se decide a passagem
- Indicações de Gilles, gostei mais do que vi dele em 20 minutos do que do Pereira até agora
- Exibição e homenagem ao Maestro, justa e inesquecível

Negativo:
- Erro de Quim no 1º golo, se bem que depois foi dos nossos melhores
- Falhanço do Cardozo, simplesmente inacreditável, quando percebi que o Dida não chegava à bola, já estava a gritar golo
- Erros no 2º golo: primeiro Miguel Vitor falha um passe a um metro, depois Pereira teve um momento em que tinha de partir para cima do Káká, fazendo falta, apanhando amarelo, mas NUNCA deixando seguir, era óbvio o que ia acontecer
- passes do Luís Filipe
- Maxi Pereira: já formei o meu ódio de estimação, porque ontem percebi a polivalência dele, joga tão mal ao meio como ao centro. Esforcei-me para contar, e duvido que tenha feito mais de 2 recuperações de bola no jogo todo. Eu dizia que 1 milhão de euros pelo Ruben Amorim era muito, por isso nem vou comentar os 3 milhões por ele.

E infelizmente do que vi do resumo do Shaktar, as coisas vão ser muito complicadas neste grupo...

 
At 9/19/2007 10:03 da manhã, Anonymous JFilipe said...

O Pereira foi de facto desastrado e só acertámos agulhas com a entrada do Gilles (viu-se logo a diferença) mas não vamos queimar já o jogador.

O Luís Filipe tem falhas graves mas também vi o Léo ser ultrapassado umas quantas vezes na primeira parte como se não estivesse lá. Os nossos jogadores não estão habituados a jogar a esta velocidade. É o preço do campeonato que temos.

 
At 9/19/2007 10:07 da manhã, Anonymous Starblade said...

O Quim não teve culpa, aquilo foi um golo à Simão. Quando o Simão marca livres assim (contra a Sérvia) ou rematava da mesma forma (Liverpool) todos diziam que era um grande golo, nunca um frango do GR. Aliás considerar frango aquilo é nunca ter visto jgar o Ricardo... :-P . Se querem culpar o Quim apontem também bateriasao Cardozo, pois aquele falhanço coma baliza toda aberta é um escandalo.

Deu-me a sensação que se Camacho tivesse mais tempo detrabalho ou a equipa estivesse organizada poderiamos ter saido de lá com um empate.

E olhem que o S.Donetz joga para caramba. O Celtic foi cilindrado

 
At 9/19/2007 10:19 da manhã, Anonymous Anónimo said...

FRACO DEMAIS PARA UM MILÃO Q.B.

Estava com um bom pressentimento, mas o Milão é mesmo de outra galáxia. Perdemos por 2-1, um resultado muito bom face ao caudal de jogo dos italianos e às inúmeras oportunidades desperdiçadas pelos "rossoneri".
Poder-se-à argumentar que aquela bola ao poste poderia ter virado o rumo dos acontecimentos, só que também nos temos de lembrar das defesas do Quim, embora tivesse sido mal batido no primeiro golo.
Quanto a destaques, Rui Costa a pegar na bola e a endossá-la aos colegas é um senhor. Acho mesmo que Camacho deveria ter deixado Katsouranis a central e colocado Romeu Ribeiro no centro do terreno. Cardozo pareceu-me muito lento e "pesadão" para estas andanças. Di Maria tem de aprender a soltar a bola mais cedo. Inenarrável é Luís Filipe: péssimo a defender, péssimo a passar a bola, péssimo a marcar o adversário. Quando dou por mim a pensar e vejo que temos na ala direita Nélson e Luís Filipe, arrepio-me!
P.S: Uma vez mais ficou provado quem é o melhor jogador do mundo: Kaká! Que jogador fabuloso!

Maluco do Futebol: www.malucodofutebol.blogspot.com

 
At 9/19/2007 10:48 da manhã, Anonymous Born Again Indio said...

Este jogo serviu sobretudo para avaliar as nossas verdadeiras potencialidades com as equipas a que nos devemos comparar, os grandes clubes europeus. Tendo em conta o passado recente e o excesso de modificações a que a equipa esteve sujeita este teste não foi muito mau, foi antes a dura realidade de que o Benfica ainda tem muito trabalho pela frente, e acredito que ainda podemos melhorar muito quando recuperarmos a segurança defensiva e as rotinas de jogo com a inclusão dos novos jogadores.
Apesar do Milão ser um clube que tem potencialidades acima das nossas em termos financeiros é de notar que a sua estabilidade futebolistica é fruto do facto de ter o mesmo treinador e sistema de jogo há imenso tempo o que faz com que joguem de olhos fechados e consigam, quase quando querem, alterar um jogo.É este o critério que devemos ter e não contractar todos os defesos n jogadores ao sabor do momento.
A entrada no jogo não foi a melhor em termos de confiança mas melhoramos na 2ª parte e aquele golo ainda nos vai ser muito útil no apuramento para a fase seguinte.
Acho que o Nelson já merecia ter uma hipótese, que o Cardozo não sabe/consegue jogar sózinho na frente e que o Mr. Ed irá engrossar no futuro o habitual excesso de centrais do nosso plantel.

Agora temos que ir a Braga e perdermos mais pontos não é opção, talvez isso tambem pesasse nas escolhas de ontem.

 
At 9/19/2007 10:57 da manhã, Blogger Pelicano said...

Concordo inteiramente com o último parágrafo. É a nossa realidade actual.

 
At 9/19/2007 11:52 da manhã, Blogger Tiago Xunga said...

A culpa foi do Camacho!
Acho que ontem a culpa foi do Camacho... Alterou a nossa forma de estar em campo. Apesar da questão importantissima do Pirlo e do Seedorf, penso que a manutenção da tactica utilizada até aqui, com o Rui Costa mais recuado era mais eficaz.
Provou-se mais uma vez que o Nuno Gomes é imprescindível neste Benfica! Jogando com o Nuno, ganhamos metros e prendemos defesas. Disse depois de ver o jogo com o Guimarães aos colegas de bancada que o Cardozo se movimentava na frente como o Nuno Gomes. É verdade! E pergunto-me: Se tem sido o Nuno Gomes a falhar aquele golo neste momento já havia uma cruxificação popular baseada no novo código penal... Mas como foi o Cardozo tudo bem!
Temos que nos adaptar ao nosso adversário, não mudar face ao adversário! Daí que culpe o Camacho!

 
At 9/19/2007 12:24 da tarde, Blogger Filipe said...

E que tal culparem o Milan? Epá foi tão obvio que só jogámos o que eles deixaram...Podia estar Petit, Luisão e David Luís em campo, que se eles mantivessem o ritmo com que entraram no jogo não teríamos hipotese. Não acabámos goleados neste jogo porque eles se quiseram poupar...só jogámos mesmo o que eles deixaram...

 
At 9/19/2007 1:11 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Em relação ao cabeceamento do Cardozo ao poste, convém notar que ele já chega à bola em esforço. O cruzamento do Di María é desviado por um defesa (e essa é uma das razões pelas quais o Dida fica fora do lance). Aquilo não foi propriamente um cabeceamento feito à vontade.

A culpa não é de ninguém a não ser do próprio Milan. Parece-me escusado estarmos a apontar dedos à procura de responsáveis do nosso lado pela derrota de ontem. A verdade é que o Milan é-nos superior, e ainda mais quando não podemos lutar com todas as nossas armas. É muito fácil agora estar a dizer que o Maxi não deveria ter jogado no meio quando havia o Gilles no banco, e repetir o jargão sem fundamento nenhum de que 'o Camacho é fraco tacticamente'. Se o Gilles tivesse jogado de início, o mais provável era que hoje andassem aqui a criticar o Camacho por ter arriscado lançar em San Siro, num jogo contra o campeão europeu, um jogador que nunca tinha jogado um minuto sequer pelo Benfica.

Nós nunca ficaremos satisfeitos com uma derrota, e é natural que tentemos sempre encontrar responsáveis, mas às vezes é preciso aceitar a realidade. E a realidade é que o Milan é melhor.

 
At 9/19/2007 2:05 da tarde, Anonymous Anónimo said...

D'Arcy, o Milan não é melhor que o Benfica, é muito, mas muito melhor. É de outra galáxia, mesmo! Perdemos sem espinhas, porque não temos capacidade para lutar contra os grandes da Europa. É esta a indesmentível realidade!

P.S: E sim, o Camacho é fraco tacticamente. Mas é, sem dúvida, o nosso melhor treinador dos últimos 15-20 anos.

Maluco do Futebol -www.malucodofutebol.blogspot.com

 
At 9/19/2007 3:33 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Eu aceitarei que o Camacho é 'fraco tacticamente' quando alguém me conseguir explicar porquê e exemplificá-lo. E depois explicarem-me exactamente em que é que consiste um treinador que seja 'bom tacticamente'. Até lá, isso não passa de um jargão que as pessoas repetem à boca cheia sempre que querem dizer algo negativo sobre o Camacho.

 
At 9/19/2007 3:57 da tarde, Blogger MALUCODOFUTEBOL said...

D'Arcy, não é de agora que tenho esta opinião. Continuo a dizer que é o nosso melhor treinador dos últimos 15-20 anos, mas tacticamente é fraco.
E nem vou aqui falar do onze inicial face às limitações existentes, ou de um plantel que continua a ser desequilibrado a meu ver.
Exemplos de ser mau tacticamente: Benfica - Belenenses em 2003/2004
Inter - Benfica em 2003/2004
Nas substituições não inova. Para ele existe um modelo táctico e é nisso que se baseia, mas não consegue dar a volta quano precisa. (O Sporting padece do mesmo problema, por exemplo).
Um treinador bom tacticamente? Por norma os italianos são... Capello, Lippi, Trapattoni, etc. E claro, o nosso Mourinho, que é um mestre na táctica.
Obviamente, esta é uma opinião com a qual pode não se concordar!

 
At 9/19/2007 4:27 da tarde, Blogger Pedro said...

Este foi um bom exemplo da fragilidade táctica de Camacho.

Qd uma equipa está débil, fruto de lesões e impedimentos vários e, apesar disso, consegue vencer categoricamente os ultimos jogos e manifestar claros progressos em termos de qualidade de jogo é um erro enorme proceder a demasiadas alterações qd se vai defrontar uma equipa claramemente superior.

Camacho devia ter modificado o menos possível, e esse menos possível seria substituir a ausência do Petit e mais nada.

Podiamos perder, podiamos perder por mais, podia ser melhor. Ninguem sabe. Mas "os livros" mandam q é errado mudar tanto qd a equipa está na situação do Benfica actual.

 
At 9/19/2007 4:29 da tarde, Anonymous bogalho said...

1º Uma bola no angulo nunca pode ser frango.

2º De há 2 anos para cá perdemos algum estofo Europeu, mas mesmo assim acho que o que mostramos deu para manter a esperança que iremos ser fortes novamente.

3º para quem não gosta do Nelson, o Luis Filipe foi a melhor coisa que nos aconteceu.

4º Fraco tacticamente é jogar com 13 jogadores de um plantel de 23, sempre da maneira e em que o plano b consiste em passar as bolas da defesa directamente para o avançado.

 
At 9/19/2007 4:53 da tarde, Blogger Tiago Xunga said...

Darc'y

Antes demais deixa-me concordar que a culpa da nossa derrota é do Milan, sem dúvida! Eles marcaram 2 e nós 1! Tudo bem!
Só escrevo novamente para constatar um facto: Disseste e cito:" Em relação ao cabeceamento do Cardozo ao poste, convém notar que ele já chega à bola em esforço. O cruzamento do Di María é desviado por um defesa (e essa é uma das razões pelas quais o Dida fica fora do lance). Aquilo não foi propriamente um cabeceamento feito à vontade."- se fosse um falahnço do Nuno Gomes, provavelmente diria-se que ele falhou, nem aproveitando um desvio que o deixou à vontade para cabecear e com a baliza escancarada!!!! É esta cegueira anti Nuno Gomes que me custa aceitar. Porque ontem de certeza que muita gente gostou que o Nuno G. não tivesse jogado de inicio! Não digo que o Cardozo não é bom, mas começa a falahr demais para justificar 9 milhões....

 
At 9/19/2007 4:58 da tarde, Anonymous Born again Índio said...

Que táctica é que resiste à infantilidade do 2º golo do Milan?
Vão quatro (!!!?) jogadores ter com o Pirlo e deixam o Inzhagi sozinho dentro da área em frente ao Quim!!

Não que o Camacho seja o melhor treinador do Mundo, mas hombre perdemos com o Milão, como perdeu o Liverpool do mestre da tactica Rafeiro Benitez e de que maneira!!

 
At 9/19/2007 5:43 da tarde, Anonymous JFilipe said...

Lá tinha alguém que falar no mouro pequenino. No ano em que foram campeões europeus alguém se lembra do resultado do primeiro jogo com o Real Madrid?

E estamos a falar de um gajo com uma equipa que se conhecia e tinha ganho a taça uefa, não de uma equipa em formação e de um treinador que chegou há semanas.

Calma nas críticas aos jogadores e treinador. Não é num jogo destes que se vê se eles são maus. Eu até acho que foi terem apanhado um banho destes antes do jogo com a lagartagem

 
At 9/19/2007 9:31 da tarde, Blogger Nuno said...

Mais uma demonstracao de que o Luis Filipe nao tem valor para vestir aquela camisola sagrada NEM NA BANCADA!!! Esse gajo sozinho enterrou meia-equipa com as asneiras dele...

 
At 9/19/2007 11:07 da tarde, Anonymous JFilipe said...

"Esse gajo sozinho enterrou meia-equipa com as asneiras dele..."
Irra, também nãoé preciso exagerar. O gajo não deu um frango nem fez um passe a desmarcar o adversário.

Se o Camacho o estivesse a meter a jogar e deixasse alguém melhor no banco ainda percebia tanta irritação. Nem sequer temos um central a mais para adaptar a lateral. O homem é fraco mas vai ter que servir nos próximos jogos.

 

Enviar um comentário

<< Home