domingo, novembro 25, 2007

Competência

Mais um resultado negativo invertido, mais golos nos últimos minutos, e mais uma vitória. Era importante não deixarmos que a interrupção do campeonato significasse também a interrupção do ciclo positivo da equipa antes da recepção ao primeiro classificado para a semana, e a equipa acabou por cumprir, da forma como nos começa a habituar ultimamente.


A ausência dos uruguaios - principalmente do Rodríguez - deixava-me algo curioso em relação à equipa inicial, mas o Camacho foi coerente com as declarações que foi dando ao longo da semana, por isso acabou por não me surpreender o regresso ao avançado único, sendo esse posto entregue ao Nuno Gomes. Mas logo aos cinco minutos esse esquema ficou comprometido, com a lesão do Nuno Assis após um remate bloqueado. Apesar de vir de uma lesão, como eu desejei na altura foi o Cardozo o escolhido para substituí-lo. E digo que o desejava porque não me agrada muito quando jogamos só com o Nuno na frente, e com o Rui Costa a fazer quase o papel de segundo avançado. Com a entrada do Cardoso o Benfica regressou ao 4-4-2, só que foi o Rui Costa quem acabou por ir encostar-se mais à direita em vez do Katsouranis, como eu esperava, e o afastamento do Rui do centro do terreno normalmente tem efeitos negativos na qualidade do seu jogo e no do próprio Benfica. Mas o início de jogo do Benfica até foi bom, com a equipa a jogar rápido e ao ataque, explorando bem os flancos e causando dificuldades à Académica.

Só que de uma forma um tanto ou quanto imprevisível foi a Académica quem marcou, cerca dos vinte e cinco minutos de jogo, quando após um livre cruzado para a área a nossa defesa não conseguiu aliviar a bola, e esta acabou nos pés do Lito que fez golo. Quando vi o lance e a asneira do nosso defesa que na tentativa de alívio colocou a bola nos pés do adversário pensei para mim mesmo: "Não me digam que foi 'ele'... não, não deve ter sido, aquilo foi mais para a esquerda, até é capaz de ter sido o Léo... pronto, ele também tem direito a falhar às vezes". Mas no meu consciente eu sabia que o mais provável era que o autor da fífia fosse outro. Assim que vi a repetição, vi logo que afinal tinha sido mesmo 'ele'... era o Luís Filipe. Mas o Benfica não acusou o golo, e reagiu bem. Logo a seguir estivemos muito perto de empatar, quando o Di María acertou na barra da baliza da Académica (este tipo tem uma pontaria para a barra que é qualquer coisa incrível) e depois a recarga do Nuno gomes foi bem defendida pelo guarda-redes adversário. Não marcámos nesse lance, mas cinco minutos depois marcámos mesmo. Um livre assinalado à entrada da área por falta sobe o Di María foi transformado com 'os toquezinhos cretinos' do costume (eu quando vi três jogadores nossos à volta da bola já estava a começar a resmungar), mas desta vez o Rui Costa (também com mérito na acção do Nuno Gomes na barreira, que se baixou para a bola passar) com um remate rasteiro a tornear a barreira colocou a bola no fundo da baliza. O empate acabou por colocar um pouco mais de calma no jogo (que foi sempre disputado de forma aberta, e a um ritmo elevado), e manteve-se até ao intervalo sem grandes sobressaltos.

A segunda parte não se iniciou muito bem para as nossas cores. A qualidade do nosso futebol deixava algo a desejar, e só mesmo quando o Rui Costa pegava na bola no centro e tentava organizar o jogo é que produzíamos algo. Ao fim de um quarto de hora, durante o qual produzimos apenas um par de jogadas de perigo (passe do Di María para o Léo com este a centrar mal, e um passe do Rui Costa a isolar o Di María, que para variar acertou na barra, mas foi assinalado fora-de-jogo nessa jogada), entraram quase de seguida o Petit para o lugar do Katsouranis (creio que com esta substituição o grego deixou de ser totalista) e o Adu para o lugar do Nuno Gomes. O Adu foi encostar-se à direita, permitindo assim que o Rui Costa se fixasse no centro, com maior liberdade de movimentos. Só que o pendor do jogo não se alterou. O treinador da académica apostou bem num povoamento da zona central à frente da sua defesa, e o Benfica nas suas jogadas de ataque abusava nas tentativas de trocar a bola entre os seus jogadores nessa zona, o que inevitavelmente conduzia a uma perda da mesma.

Mas com o Camacho já sabemos que os jogos são mesmo até ao fim, por isso, mesmo quando as coisas não estão famosas, há sempre aquela secreta esperança que surja o golo nessa altura. Parece-me que à força de isso acontecer tantas vezes a própria equipa do Benfica sobre de produção nessa altura, enquanto que os adversários também começam a temer um pouco esses minutos finais. A verdade é que uma asneirada do Ricardo, que saiu mal a um lançamento lateral do Binya (é melhor verificarem bem se o lançamento foi bem assinalado, não vá o ladrão do árbitro estar a querer beneficiar-nos descaradamente ao assinalar um lançamento a nosso favor), acabou por proporcionar um golo de calcanhar ao Luisão, quando faltavam três minutos para o final. O 'feitiço' voltava a fazer efeito. E com a Académica completamente desconjuntada a partir do golo, e os espaços que deixava na defesa, nos últimos segundos de jogo um bom trabalho do Cardozo a segurar a bola e a soltá-la para o Adu (esteve discreto encostado à direita, mas como começa a ser hábito é decisivo quando aparece) à entrada da área permitiu o remate pronto deste, que foi desviado para o poste pelo guarda-redes, mas acabando a bola por entrar devido ao efeito que levava. Agora até já nos damos ao luxo de marcar mais do que um golo nos minutos finais.

Gostei muito de ver o David Luíz de regresso. Jogou como se não tivesse estado ausente da equipa há meses. É um defesa que admiro cada vez mais, não só pela qualidade de jogo mas também pela atitude de liderança que tem dentro do campo. Nem parece que ainda só tem vinte anos. Bem também esteve o Luisão, que aos poucos vai voltando à forma a que nos habituou. E claro, o Rui Costa continua a ser uma peça muito importante na equipa. Quando ele fica 'escondido' do jogo nota-se logo alguma escassez de ideias na contrução de jogo. Também foi muito agradável ver o regresso do nosso Petit após dois meses de ausência. Não é que tenha dado particularmente nas vistas durante a meia-hora que jogou, mas foi importante vê-lo de regresso. Quanto ao mais negativo, eu não gosto de fazer isto, mas é impossível não mencionar o Luís Filipe. Principalmente pela inenarrável primeira parte que fez. As asneiras foram tantas que aquilo chegou ao ponto de eu já não saber se havia de rir ou chorar. Felizmente para nós ele equilibrou-se um bocado ao intervalo, e a segunda parte já não foi o mesmo martírio.

A nossa equipa parece neste momento ter entrado naquele ritmo de cruzeiro a que o Camacho nos habituou na sua anterior passagem. Uma atitude muito positiva, espírito lutador, muito boa condição física, simplicidade de processos e, o mais importante, mal ou bem os jogos acabam por ser ganhos. Isto pode resumir-se simplesmente a uma palavra: competência. A obrigação desta noite foi cumprida, e agora é tempo de preparar os dois jogos decisivos que se aproximam.

39 Comments:

At 11/25/2007 8:30 da manhã, Anonymous Indio Nelson said...

Boa vitória,no entanto há muito a melhorar.
Oxalá o Camacho não tire o Katso da equipa se o fizer é um tremendo erro.
Grande golo do Luisão, de calcanhar, ali muitos avançados não faziam o que ele fez, foi de mestre.
O evangelista Adu foi o jogador mais lucido, talvez por formação ele não se prende à bola, antecipa os movimentos e larga sempre a bola quando ela em seu poder não tem utilidade para a equipa não embarcando nas voltinhas e fintinhas, é objectivo e sagaz.Mais dez centimetros e mais peso e seria
um jogador muito temivel.
Na segunda parte pareciamos uma equipa de naufragos, não existe entendimento nem trabalho feito entre os avançados e dá dó ver o Inca Cardozo a desgastar-se inutilmente a correr de um lado para o outro.Quanto a mim um extremo tem que entrar na área (tipo Simão) e não centrar desalmadamente para a área, até porque continuamos a não ter (incrivel) quem jogue de cabeça, um extremo ao entrar dentro da área tem mais de 70% de hipoteses de servir um companheiro (como o faz o Leo a espaços) ou forçar um livre/penalidade, força o erro na defesa adversária.
David Luiz um gigante.
O Ndoye (ou o raio que o parta)é bom jogador.
Para quando a entrada do meu homonimo? Não dá para entender...

Hoje os andrades não vencem.

 
At 11/25/2007 10:34 da manhã, Blogger dezazucr said...

D'Arcy, esqueceste-te de mencionar o Bynia, que mais uma vez foi importantíssimo naquele meio campo. E foi incrível a forma vil como os adversários se atiravam para o chão de cada vez que o Bynia estava por perto, a tentar expulsar o rapaz. E finalmente conseguem aproveitar um "canto" do rapaz.

Incrível também a forma como se escamoteou a penalidade cometida sobre o Nuno Assiz que ainda por cima o lesiona. Dois jogos seguidos em que lesionam os nossos jogadores e nem sequer falta é assinalada.

O 3º incrível vai para a forma descarada como continuam a anular os nossos lances de golo com foras de jogo inexistente. É para aí uma média de 3 descarados por jogo.

Saúda-se os regressos de Petit e David Luiz.

 
At 11/25/2007 10:38 da manhã, Blogger dezazucr said...

Ó Indio, não tira o Katso da equipa pois o Bynia não pode jogar na Champions, mas o Katso ainda ontem voltou a provar que é bem melhor a central que a médio. Ele a medio é muito macio.

A vantagem do Katso é ele ser bom finalizador, aparecendo bem de cabeça e para remates de ressaca.

O mais certo é do triângulo Katso-Bynia-Maxi alternar nos jogos, escolhendo 2 dos 3, competindo Katso-Maxi na direita e Katso-Bynia no auxílio a Petit.

 
At 11/25/2007 11:48 da manhã, Anonymous Índio Nelson said...

Ó dezazucr eu não estava a referir-me à champions, mas à equipa tipo que o Camacho apresenta na Liga e tambem em relação a um pressentimento do D'Arcy.
Quanto a mim o Katso é muito melhor jogador que qualquer um deles e não só a central,e o facto de ele ser bom de cabeça e remates de ressaca não é uma vantagem tão ligeira como isso, antes pelo contrario é fundamental.
É o mesmo que dizer que o Maradona era tão bom como os outros só que nos livres e nos lançamentos era um pouco melhor:))

 
At 11/25/2007 12:33 da tarde, Blogger dezazucr said...

Reconheço-lhe todo esse mérito, da mesma forma como lhe reconheço o demérito de ser muito macio no meio campo. Ainda ontem há uma bola que perde infantilmente e depois nem esboça reação de forma a perseguir o adversário.

Continuo a dizer que o Camacho agirá conforme o jogo e o adversário. E aí será sempre uma escolha entre Katso, Bynia e Maxi em que 1 deles sairá. Petit é que não sai, não faz sentido.

Outra, para além dos foras de jogo e do penálti sonegado, o golo da Académica nasce de uma falta inexistente. Fizeram tanto alarido há umas semanas quando fizemos golo de uma falta (sobre Léo) mais óbvia que aquela e agora cala-se tudo como sempre.

São estes cliques que nos negam e oferecem constantemente aos outros que nos impedem de termos jogos bem mais tranquilos e partirmos para exibições mais seguras.

Mas ok, não me importo nem um pouco de ir ganhando assim até ao final do campeonato, com "sorte", sim, porque segundo alguns não importa nada a equipa acreditar até ao fim e encostar no final a outra equipa na sua área. O Benfica nunca tem mérito, é sempre "sorte".

 
At 11/25/2007 12:55 da tarde, Anonymous Indio Nelson said...

A sorte (ou aleatoriedade positiva) no futebol como na vida não passa de saber aproveitar as oportunidades e acreditar sempre, e isso é mérito de Camacho, como o foi de Trapp.

 
At 11/25/2007 1:41 da tarde, Anonymous Americano said...

Fiquei muito feliz pela vitória, aumentar a distância para a lagartada e pressionar o porto, pelos regressos de Petit e David, este último já joga mais que o Luisão, se para o ano não estiver num grande da Europa é porque estão todos a dormir, mas tal como a seguir ao jogo com o Paços de Ferreira, tenho o mesmo sentimento, a jogar assim não ganhamos nem ao Milão nem ao Porto.

By the way, ADU RULES!!!!

 
At 11/25/2007 1:53 da tarde, Blogger dezazucr said...

Ó americano, o David Luiz já está num "grande da Europa". E espero bem que não troque tão cedo.

Adu rules... e espero bem que continue a "rular" ele e toda a equipa... Achei honroso ele ir abraçar o Mantorras, afinal a cena de marcar sempre nos últimos minutos dos jogos era trademark do Mantorras ;)

Quanto à exibição, aceito-a pela ausência do Rodriguez e do Maxi. De certeza que o nível de jogo será melhor com o Milan e com o porto.

1-0 bastará nesses jogos.

 
At 11/25/2007 3:00 da tarde, Anonymous Filipe said...

Equipa para Milão e Porto:Quim; Maxi, Luisão, David Luís,Leo; Petit, Katsouranis , Rui Costa; Rodriguez, Cardozo e Nuno Gomes.

O Adu tem uma característica em tão tenra idade que já ninguém lha pode negar. O miúdo sabe como é que se chuta à baliza. O Adu deu aquele efeito à bola de propósito :p!

O David Luís só vai para um grande da europa, se o Benfica estiver a dormir. Há que tentar segurá-lo mais um pouco!

O D'Arcy disse uma coisa que para mim é crucial. A tactica do Nuno sozinho, com o Rui a dez, n funciona! O Rui é um dez à antiga e não consegue ser o mesmo jogador qd tem de fazer de segundo avançado.

Queriam jogar sempre bem, n? :D

 
At 11/25/2007 4:50 da tarde, Anonymous Americano said...

Amigos, vocês perceberam bem, claro que o David está no maior do mundo, mas não podemos pagar o que lhe podem oferecer em breve. Na minha opinião os clubes portugueses devem vender as "pérolas", por 20 milhões, no final da época, pode ir. E ele vai valer muito mais que isso, pelo menos comparando com outros centrais que por aí andam!

 
At 11/25/2007 5:36 da tarde, Anonymous Filipe said...

Qual a cláusula de rescisão do David Luís?

 
At 11/25/2007 5:58 da tarde, Anonymous 1benfiquista na Inbicta said...

Sabem que mais? Ganhámos, jogámos mal (muito mal nalguns períodos) e como é natural o Nuno Gomes não marcou nenhum golo…Mas desta vez até o Cardozo jogou pio do que ele…Quanto a Luis Filipe…notem que não há mais para dar…Não podemos pedir mais ao jogador…mas na fase final gostei de ver alguma serenidade dele…e se defende (ou joga) mal a verdade é que não é dos piores a cruzar…e os dois últimos golos nasceram no lado direito…

Pontos positivos…David Luiz muito bem - 5 estrelas -; Luisão, Bynia (excelente lançamento) Leo, RC, Quim, Di Maria, Petit e Adu de bom nível…o resto não tem nível…

Agora com o FCP a chegar impunha-se a onda vermelha e uma pressão sobre os Andrade como eles não sentem há muito…O campeonato ganha-se nesses jogos. Lembrem-se do ano passado e como morremos na praia…Eu lembro-me bem porque fui quase o ultimo benfiquista a sair do estádio…e a seguir tinha 300kms para fazer

Saudações benfiquistas

 
At 11/26/2007 11:39 da manhã, Anonymous Starblade said...

Tmb não queimem o Luís Filipe. É certo que não é jogador para o Benfica (mais outro arremedo comprado pela dupla VV a juntar às mais de 124567678 contratações falhadas), mas melhorou muito na 2ª parte.

É certo que estamos lá em cima e distantes do Sporting, mas palpita-me que será mais um ano a seco. Esperemos para ver. Pode ser que se safe a Taça, já a Taça da Liga já foi e a Champions tmb.

 
At 11/26/2007 12:58 da tarde, Anonymous JFilipe said...

Bom jogo, mas a forma física do Nuno Gomes preocupou-me. Espero que recupere até ao jogo com o Milão. O Adu voltou a mostrar que ele é que devia jogar a ponta de lança. O terceiro golo nasce de uma jogada em que ele troca de posição com o Cardozo.

O Adu é o jogador que melhor remata na zona da grande área e é ele que devia estar na posição de finalização. Se o NGomes precisa de 3-4 oportunidades para marcar, e o Cardozo umas 10-12, o Adu é quase um remate à baliza/ um golo.

 
At 11/26/2007 1:38 da tarde, Anonymous Americano said...

JFilipe, já não é a 1ª vez que abordamos aqui este assunto, mas reafirmo a minha posição, o Adu NUNCA pode jogar a ponta de lança, ele tem de jogar a 2º avançado, e é exactamente aí, com um avançado forte como Cardozo na frente que ele se sente bem. Mas ele é um jogador que tem de ter uma participação activa no jogo, ainda espero o dia para o ver a jogar "entre" Rui Costa e Cardozo.
Mas não te iludas, ele não é um finalizador, esta quantidade de golos é um acaso e influenciado por ele ter marcado 2 penaltys, a falta de golos até é de sempre uma das pequenas lacunas que tem, este estado de graça com a baliza há-de passar, não invalidando o diamante que ele é.

 
At 11/26/2007 2:00 da tarde, Anonymous Filipe said...

Isso de o Adu ter como lacunas a finalização, n me chera que seja assim tão linear. Que estavam à espera? que o gajo com 16 anos tivesse marcado 20 golos na liga americana? Quem sabe se só agora tá a despertar a veia goleadora..MAs é claramente um segundo avançado e ainda tem muita sopinha que comer...calma..

 
At 11/26/2007 2:54 da tarde, Anonymous Americano said...

Filipe, claro que não é linear, é uma opinião, mas estou-me a referir ao que vi dele também na Selecção. Mesmo no Mundial ele marcou 3 golos, mas todos no mesmo jogo.
Ele não tem que "comer sopinha", tem que jogar. Os bons jogadores lançam-se nestas idades, não se está à espera que fiquem mais velhos, e felizmente o seleccionador americano já viu isso. Messi começou regularmente aos 18, Ronaldo idem, não há razão para ter preconceitos com a idade. Mas que fique bem claro que não tenho nada contra a equipa que Camacho apresentou em Coimbra, apenas acho que o Rui deve recuar para o meio campo e jogar o Nuno (ou o Adu) no apoio ao Cardozo.

 
At 11/26/2007 5:42 da tarde, Anonymous JFilipe said...

Nestas coisas por vezes a idade não significa muito. A calma com que o Adu marcou os golos no Benfica (incluindo os penaltis) e a forma correcta como joga (não mergulha, não faz faltas desnecessárias, não dá porrada) mostram um sangue-frio que eu não esperaria num jogador tão novo.

Para já é um caso de sucesso: dois golos no campeonato (nenhum de penalti), vários na Taça da Liga, só precisa de se estrear a marcar na CL. Quem sabe, pode ser já contra o Milão.

Que o Adu não marcasse na América é uma coisa, mas com Rodriguez, Di Maria, Nuno Gomes, e Rui Costa é muito diferente. Não me parece que o futebol de habilidade e toques curtos seja apanágio da liga norte-americana. Gosto de o ver jogar, tal como gostava do Miccoli.

 
At 11/26/2007 7:08 da tarde, Anonymous Filipe said...

Americano,
Qd falei em comer sopinha, tb quis dizer isso mesmo, ir jogando uns jogos, ir entrando na equipa. Se houver espaço, que seja a segundo avançado, se n houver, q seja à direita ou à esquerda ou a dez, ou onde quer que haja espaço. Tb acho que n deve haver preconceitos em relação à idade, seja para os 18 ou para os 35. Para mim é tudo uma questão de rendimento, de produção dentro do campo, como tal acho por aquilo que vou vendo dos jogos que ainda é cedo para uma titularidade do Adu. O David Luís é pouco mais velho e já n me passa pela cabeça que n jogue! É uma questão de maturidade. E estou ao teu lado que seja o Nuno no apoio ao Cardozo para o campeonato, com o Rui muito mais recuado.
Acho que já vai sendo altura de o Benfica tentar encontrar um avançado mais completo, mesmo que n marque muitos golos, que marque muitos, mas que seja um homem que consiga jogar sozinho na frente com produtividade. Tanto o Nuno, como o Cardozo estão sempre dependentes de outros avançados com as características um do outro, o que é mau, qd se nota claramente que o nosso treinador anda cheio de vontade de implementar o seu velhinho 4-2-3-1. Em dezembro, mal velha o extremo direito e se n comprarem mais ng, podem contar com o Nuno ou com o Cardozo sozinhos na frente!

 
At 11/26/2007 7:17 da tarde, Anonymous filipe said...

Onde está:"
mesmo que n marque muitos golos, que marque muitos,"

Deve ler-se:
"mesmo que n marque muitos golos, que marque alguns,"

:)

 
At 11/27/2007 4:02 da manhã, Anonymous provocador azul e branco said...

Que pena, o "Ricardo da Académica" não jogar pelo Milão. Que pena, o "Olarápio Benfiquença" não apitar o jogo. O SLB tinha o jogo antecipadamente ganho. Assim, o mais provável é perderem, que pena. A vida é tão injusta, são tão poucos os jogadores das equipas adversárias a darem golos e penalties ao Benfica, deviam ser todos obrigados a isso. Por puro benfiquismo, como dizia o "Vale Pouco e Azevedo".

PS A "atitude" da Académica, no jogo com o SLB, foi verdadeiramente "fantástica". 3 golos dados ao SLB pelo "gr" da Académica. O 2º então, é de antologia, criminal. Os outros 2, são só frangos aparentemente normais. Ricardo a sócio honorário e vitalício do SLB, já.

 
At 11/27/2007 10:10 da manhã, Blogger Pedro said...

Mas ainda a uns largos furos abaixo do numero 4 do Setubal...aquilo é q foi um brinde para o primeiro golo dos andrades...

O Adu tem muito para evoluir e é perfeitamente natural q essa evolução possa acontecer na capacidade goleadora. Pelo menos tudo aponta q não tem medo da bola nem da baliza. Aliás tal como Di Maria só q este tem q afinar a pontaria...e ganhar um pouco mais de força!

 
At 11/27/2007 10:44 da manhã, Blogger D'Arcy said...

Ena, o lampiaozão do Domingos Paciência agora até nos anda a ajudar e tudo, tirando a titularidade ao Pedro Roma (que sempre que joga contra o Benfica é acusado pelos mononeurónios de ser lampião fanático). Aliás, o Domingos é um gajo que nunca escondeu o seu benfiquismo.

Já o Carvalhal, ex-jogador do grémio de Contumil, fez todos os possíveis para dificultar a vida ao seu ex-clube, que como sempre tudo fez para vencer na mais pura das verdades desportivas. Aliás, o histórico do Carvalhal no estádio do clube a quem nunca facilita a vida fala por si: quatro jogos, quatro derrotas, zero golos marcados e onze golos sofridos. Isto é que é um treinador que dá tudo por tudo contra o seu ex-clube! Carvalhal a sócio honorário do Benfica, já!

Estes gajos que só possuem um neurónio, e que ainda por cima só funciona na mesma sintonia de luminárias estilo Madureira nunca hão-de deixar de me surpreender.

 
At 11/27/2007 10:47 da manhã, Blogger ratogoleador said...

Porra chamar "Olarápio Benfiquença" é de génio, ainda bem que assumes o que és com o teu nic mas ganha vergonha na cara é apenas o arbitro que mais nos tem prejudicado nos últimos anos inclusive contra o teu clube nojento, felizmente parece que o castigo ao Benfica já passou, ontem não vi nada que o possamos criticar nem a Académica senão o Domingos já se tinha chorado todo!

Nem o pénalti sobre o Assis que parece um choque casual entre os dois, só na repetição dá para perceber.

Americano,
Não dá para começares a defender outros jogadores como o fazes com o Adu, é que parece dar sorte.
ehehehehh força ADU

 
At 11/27/2007 11:43 da manhã, Anonymous Americano said...

Rato, agora estiveste bem, mas eu só defendo os jogadores em que acredito, consigo abstrair-me do facto deles jogarem no benfica, por isso tanto sou capaz de dizer que o Adu é um prodígio, como dizer que o Bergessio é um cepo. E não é sorte, aquele menino sempre esteve uns passos à frente...
Mas deixa-me lá tentar, continuo a gostar do Luís Filipe, está a acusar a pressão, mas tem qualidade.

P.S. - Se esta merda resultar, e o Luís marcar o golo da vitória frente ao Milão, prometo elogiar todo o nosso plantel na 6ª feira, inclusivamente o Bergessio :)))

 
At 11/27/2007 1:32 da tarde, Anonymous Filipe said...

Americano,

Iremos cobrar :D
Cagava-me a rir se o Luís Filipe agora marcasse mesmo!:D

 
At 11/27/2007 1:52 da tarde, Blogger ratogoleador said...

Eu reconheço que o Luís Filipe é um bocado cepo, pode ser verdade mas creio que se o adepto benfiquista não assobiar de cada vez que ele falha que o jogador poderá mostrar muito mais, basta pensar na pressão que o homem sente, cada vez que tem de disputar um lance.

Mas o golo da Académica é claramente falta de sorte acontece a qualquer um.

Na segunda parte não me lembro de uma falha do Luís.

 
At 11/27/2007 3:22 da tarde, Blogger D'Arcy said...

O problema é que o Luís Filipe durante a primeira parte teve mais dois lances iguais ao que deu o golo da Académica, e assim começa a parecer mais azelhice do que falta de sorte.

Por mais que o Luís Filipe possa mostrar, não chegará sequer aos calcanhares daquilo que o Nélson pode e sabe fazer. Mas a esse ninguém quer desculpar nada.

 
At 11/27/2007 3:52 da tarde, Anonymous Americano said...

Não sejas assim D'Arcy, eu (e outros, naturalmente) gosto do Nélson e acho que é o nosso melhor lateral direito, e unca o assobiei. Agora o Nélson consegue irritar mais por uma razão muito simples: pode não ser verdade, mas a imagem que o Nélson passa é que não joga mais por vezes por não se esforçar suficentemente, enquanto o Luís Filipe não passa essa ideia, dá ideia de "tremer", mas não se lhe pode apontar falta de vontade, ou vedetismos. E o Nélson também quando chegou fez um início de época fantástico, a cobrança ficou mais alta, a partir daí.

 
At 11/27/2007 3:58 da tarde, Blogger ratogoleador said...

Verdade D'Arcy, concordo em absoluto antes um Nélson a coxear do que um Luís Filipe em forma.

Isto é um castigo para os que assobiavam-no mas nós que sempre o apoiámos não o merecíamos.

Este fds não poderei ir ao jogo puxem por mim, também não pude ir ver o Boavista se voltarmos a dar seis não volto a por lá os pés, faço tudo pelo Benfica.

Engraçado com alguns jornais ainda insistem no problema da finalização mesmo sendo o Benfica a equipa com mais golos marcados na liga!

O normal, se fossem outros a ter esse número imagino...

 
At 11/27/2007 3:59 da tarde, Blogger ratogoleador said...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
At 11/27/2007 5:13 da tarde, Anonymous Índio Nelson said...

Isso mesmo D'Arcy!!
Too late the hero :))!

Não desgosto do Filipe mas o Nelson é-lhe superior, até porque o Filipe é um lateral adaptado, como o foi o Miguel, ora isso tem consequências na sua forma de jogar nomeadamente a defender como bem se nota.
O problema dos assobios é tambem porque hoje com a falta de qualidade dos comentadores televisivos, a net,os blogs, todos têm uma estranha e falsa sensação de saberem de futebol e por vezes produz-se um efeito mimético que pode arrasar um jogador e não só.
O caso Nelson é para mim um enigma e um exemplo de uma certa onda negativa. Um enigma não porque não jogasse mal, ás vezes joga mal, todos jogam por vezes mal, mas porque ele jogou muito mas muito mais vezes bem que mal, e houve jogos em que ele é que levava a equipa para a frente, ainda me lembro do centro dele para o Soneca contra o Man United (tenho saudades do Soneca, caraças!)do seu entendimento com o N.gomes a quem municiou grandes golos, etc...
Não se pode condenar um jogador porque sim, por capricho ou porque é mais fácil.

Pressão é sair dum campo de futebol corrido à pedrada, como já aconteceu a Índio, quando Índio era jovem guerreiro junior e jogava futebol federado, defesa direito como seu grande mentor Ruço e como grande guerreiro Minervino.:))

 
At 11/27/2007 5:30 da tarde, Blogger ratogoleador said...

Fonix, não entendo estas merdas (desculpem a expressão) como pode um arbitro do Porto apitar o Benfica vs Porto mas isto faz algum sentido!?!?!?

 
At 11/27/2007 6:01 da tarde, Anonymous Indio Nelson said...

O Nelson do futuro http://www.serbenfiquista.com/modalidades/_jogadores.php_tipo_futebol_id_695_modulo_jogadores

 
At 11/27/2007 10:10 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Índio, também eu tive o privilégio de ser recebido e despedido à pedrada em alguns campos quando jogava como juvenil e júnior federado (sobretudo quando ia jogar a Olhão era o pão-nosso de cada dia). E já agora, a minha posição era também a de defesa direito. Se calhar é por isso que somos ambos grandes defensores do Nélson ;)

 
At 11/27/2007 10:13 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Já agora, o Jorge Sousa assusta-me. Assusta-me e muito, porque eu o considero francamente mau árbitro, e porque já tivemos muito más experiências com ele (a mais notável foi aquela eliminação da taça com o golo do Guimarães a resultar de uma assistência com a mão, mas também foi ele que uma vez em Guimarães a dez minutos do fim 'desencantou' um penalti do Luisão sobre o Romeu, que felizmente ainda foi a tempo de ser contrariado por um grande golo de livre do Soneca). Mas seja lá quem for o árbitro, o jogo é para ganhar. Acredito que somos suficientemente melhores para conseguirmos ganhar, independentemente dos obstáculos que nos levantarem.

 
At 11/28/2007 9:33 da manhã, Anonymous Americano said...

D'Arcy agora junta os 2 jogos que ele fez esta época:
- Leixões-Benfica: cotovelada a Nuno Assis dentro da área que passou em claro;
- Benfica-Setúbal: golo do Setúbal 2 metros fora de jogo validado

Enfim...

 
At 11/28/2007 4:30 da tarde, Blogger ratogoleador said...

Já começo a ficar com um sensação estranha no estômago, até já.

Hoje não estou com fezada nenhuma, tal foi a superioridade deles no primeiro jogo.

Parecia que não nos marcavam mais com pena do Rui Costa (mas não há jogos iguais).
Embora com estes gajos seja sempre a mesma coisa mesmo jogando bem, eles vão lá uma vez e pimba!

Força Benfica

 
At 11/28/2007 5:29 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Eu também já sinto um frio no estômago...

 

Enviar um comentário

<< Home