domingo, novembro 22, 2009

Taça

Aconteceu taça esta noite na Luz. Por mérito do Vitória, que soube sempre manter-se organizado na defesa e segurar a vantagem que conseguiu obter, e por (muito) demérito do Benfica, que jogou de forma desgarrada e desorganizada durante demasiado tempo, não sabendo encontrar inspiração ou soluções para romper a muralha defensiva adversária.

A primeira parte, em particular, foi demasiado fraca. Pelo meio era difícil construir jogo, devido à sobrelotação de jogadores do Vitória nessa zona, que quando não tinha a bola deslocava o lateral esquerdo para o centro, ficando na prática com três centrais, fechando o Desmarets esse lado. Para além disso, colocou três médios a fechar o meio, contando estes ainda com a ajuda do Assis (parece que os adversários já chegaram à conclusão que a melhor forma de atrapalhar o Benfica é mesmo acumular jogadores na zona frontal da sua área). Seria necessário, para contrariar isto, insistir bastante pelas laterais, mas o Amorim pouco apoiou o ataque na primeira parte, e do outro lado o Coentrão, apesar de ter vontade, não estava inspirado. E para complicar mais as coisas, o Aimar também não esteve nos seus dias. Quanto ao ataque, se o Saviola ia fazendo os possíveis para fugir às marcações, o Keirrison fez mais um jogo para esquecer, e esteve praticamente ausente do jogo, com a excepção de um remate. Se o panorama era sombrio, pior ficou quando, como tantas vezes acaba por acontecer em jogos destes, a equipa que está a jogar para não perder de súbito acaba por se apanhar em vantagem. Apesar do golo ter acontecido aos vinte e cinco minutos, era previsível que se o Benfica não alterasse a sua forma de jogar, as coisas acabariam mal. E a verdade é que pouco mudámos. Houve a troca de lados entre o Ramires e o Di María que, na minha opinião, só contribuiu para afunilar ainda mais o jogo, e não trouxe nenhuns resultados práticos, e até ao intervalo não me consigo recordar, à excepção de um livre do Aimar, de uma ocasião flagrante de golo por nós criada.

A segunda parte pareceu trazer um Vitória ainda mais defensivo, e um Benfica com alguma vontade de imprimir mais velocidade ao jogo, mas a falta de inspiração era evidente. Em termos territoriais e de posse de bola, o domínio do Benfica terá sido claríssimo (não sei quais foram os números, mas duvido que o Vitória tenha chegado aos 40% de posse de bola). Mas foi um domínio inconsequente, já que a baliza adversária raramente era ameaçada. Só nos quinze minutos finais, já com o Di María de regresso à esquerda, a saída do inconsequente Keirrison, e as entradas sobretudo do Weldon e do Felipe Menezes (teve uma entrada em jogo muito boa, e talvez teria sido útil se tivesse entrado antes), o Benfica começou a dar maior sensação de perigo. O Weldon veio dinamizar o nosso ataque, mas também é verdade que conseguiu falhar oportunidades claras, em particular um cabeceamento quase à boca da baliza, em que bastaria encostar a cabeça à bola. Julgo que não será exagero dizer que durante os quinze minutos finais conseguimos criar mais ocasiões de golo do que durante o resto da partida - e o Vitória terá sentido o perigo, já que teve que recorrer à simulação de lesões para queimar tempo, coisa que nem sequer tinha tido que fazer até então. Mas já era tarde para emendar os erros cometidos anteriormente, e faltou-nos acerto e calma na altura de finalizar, pelo que fomos penalizados com a derrota.

A desinspiração foi geral esta noite, e quando muito poderei escolher o Saviola como um daqueles que mais tentou remar contra a maré. Não fez um grande jogo, longe disso, mas nunca deixou de tentar desorganizar a defesa, estando sempre em movimento e desmarcando-se para receber bolas. Quanto ao pior, a escolha terá que ser obviamente o Keirrison. Mostra aqui e ali um ou outro pormenor, mas parece apático e completamente falho de confiança durante quase todo o jogo. O jogo do Benfica melhorou bastante após a sua saída.

Estamos fora da Taça, e se queremos queixar-nos de alguma coisa, julgo que teremos primeiro que olhar para nós próprios. Se é verdade que houve mérito na organização defensiva do nosso adversário, a verdade é que nos faltou quase sempre inspiração para resolver os problemas que nos foram apresentados - ao contrário do jogo com a Naval, em que conseguimos, de uma forma constante, ir criando oportunidades de golo ao longo de todo o jogo, e só por infelicidade e inspiração do guarda-redes é que foi necessário esperarmos quase até ao final para festejar. Hoje estivemos numa noite não, e infelizmente esta aconteceu num jogo da Taça, pelo que as consequências são irreparáveis. Agora, a melhor forma de levantarmos a cabeça é ganharmos no Alvalixo.

11 Comments:

At 11/23/2009 12:18 da manhã, Anonymous JFilipe said...

O Jesus tem que começar a criar um plano B. Até agora perdemos qualquer coisa como 20% dos jogos oficiais desta época. São muitas derrotas, e esta deixou-me um grande amargo de boca.

 
At 11/23/2009 12:52 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Incompetência.
Perder em casa com uma equipa que está na segunda metade da tabela e que tem um treinador à meia dúzia de dias e já consegue ganhar a um conjunto de jogadores que trabalha junto à 6 meses é incompetência.

Num encontro a eliminar, a jogar na condição de visitado, a equipa do Benfica esteve durante toda a primeira parte sem um décimo da atitude e empenho que originaram a vitória com a Naval. De certeza que não foi o Jorge Jesus que lhes pediu para jogarem "poucaxinho".

Esta eliminação, é responsabilidade dos jogadores, pela parca entrega e ausência de responsabilidade que emprrenderam no encontro e isto nem os adeptos têm merecido e muito menos os dirigentes que tudo têm feito para elevar o clube.

Moreira-Nada podia fazer no golo sofrido e ainda esteva no local certo em mais três ou quatro ocasiões que impediram o 2º golo do Guimarães.

Ruben - O extremo esquerdo do Guimarães fez o que quiz dele durante a 1ªparte. Foi por ali que aconteceram "n" dificuldades para o Benfica

Sidney - Tem que colocar mais seriedade no jogo. Até o Nuno Assis (rapaz rápido e espadaudo), conseguiu ganhar a bola de cabeça em antecipação ao Sidney. Só por acaso não deu o 2º golo do Vitória a acabar a 2ª parte

David Luís -O melhor do Benfica e o único que manteve o nível dos jogos anteriores

Fábio Coentrão - Com vontade mas totalmente inconsequente

Garcia - Em patamares inferiores ao normal, mas mesmo assim dos melhores

Ramires - Nem na esquerda nem na direita,... mau jogo. Tem desculpa pela paragem forçada devido a lesão.

Aimar - Em nada contribuíu para ajudar a equipa

Di Maria - Não conseguiu produzir um lance e ainda por cima, durante todo o jogo, não teve noção da componente colectiva do jogo. O Di Maria de hoje foi o Di MAria das épocas passadas.

Saviola - Pelo 2º jogo consecutivo em baixo

Keirrison - O que é isto ? é deprimente ver o número 11 do Benfica

Weldon - Entrou bem e com velocidade. Falhou um golo claro. Deve estar a pensar como é que o Keirrison joga e ele não.

Nuno Gomes - Pouco fez, mas na conjectura do jogo era difícil

Felipe Meneses - Deu outra dinâmica ao lado direito. O Benfica tem aqui um jogador para o futuro.

Por tudo isto, fomos ELIMINADOS em casa, pelo actual 9º classificado do campeonato.

Tem sido esta a história do Benfica nas ultimas 2 décadas, mas ainda acredito na mudança.

 
At 11/23/2009 12:28 da tarde, Anonymous Petição said...

POR UMA REVOLUÇÃO NO FUTEBOL EM PORTUGAL:
Revolucionar o Futebol profissional em Portugal, pela implementação de um novo modelo de gestão, financiamento e organização.

Petição em:
http://www.ipetitions.com/petition/revolucaofutebolportugal/

 
At 11/23/2009 7:24 da tarde, Blogger joão said...

Desta vez discordo do teu ultimo paragrafo neste jogo tivemos praticamente as mesmas oportunidades que no jogo com a naval sendo que as diferenças foram:
-Neste jogo o guarda-redes teve menos influencia que no anterior.
-Jogamos pior e só aparecemos a espaços.
-Fomos pouco pressionastes permitindo muitos ataques e o ganhar de confiança do adversário, muito ao estilo do jogo em Atenas.
-Tirando uma ou outra oportunidade elas foram mais falhadas mais por aselhice do que falta de sorte.

Mesmo não jogando bem tivemos mais oportunidades que eles as suficientes para ganhar o jogo.

Anonymous
1º estar neste momento na segunda parte da tabela não quer dizer nada interessa é no final.
2º não deixa de ter uma boa equipa que a tem.
3º por alguma razão com frequência se pratica a “chicotada psicológica”

Quanto ao Moreira, o meu preferido, vou dizer aquilo que diria se fosse o Quim é verdade que o remate foi de muito perto e com força mas a verdade é que foi á figura.
Weldon é verdade que dinamizou o jogo veio com garra, atitude, querer mas a verdade é que falhou um golo e tirou outros dos pés de dois colegas. È fácil dizer á posteriori que Keirrison foi uma má opção a verdade que antes do jogo Keirrison era a opção mais viável.

 
At 11/24/2009 8:48 da manhã, Blogger Filipe said...

Acontece, por vezes a inspiração não ajuda. O Benfica este ano. quando não marca logo cedo, tem dificuldades...consegue sempre domínio territorial, mas depois ou por falta de inspiração ou por azelhice na hora de rematar, vê-se à rasca para marcar.
Não somos perfeitos, ainda vamos perder ou empatar mais jogos, mas temos que continuar a apoiar, porque o objectivo principal é bem possível.

 
At 11/25/2009 5:34 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Foi a primeira desilusão deste ciclo. Fomos ELIMINADOS (em casa)primeiro que todos os outros candidatos.

Os ultimos vencedores da Taça:

199697 BOAVISTA
199798 PORTO
199899 B. MAR
199900 PORTO
200001 PORTO
200102 SPORTING
200203 PORTO
200304 BENFICA
200405 SETÚBAL
200506 PORTO
200607 SPORTING
200708 SPORTING
200809 PORTO

Em todos estes anos, apenas uma vitória do Benfica.
O actual grupo não conseguiu mudar a nossa história recente nesta competição.

 
At 11/26/2009 4:57 da tarde, Blogger MALUCODOFUTEBOL said...

E lá fomos nós eliminados pelo Guimarães com mais um frango à "Moreira", o tal guarda - redes que muitos sócios do Benfica querem ver a titular (fosga-se...). O tal guarda - redes~que até é benfiquistam, até vem da formação (pelo menos desde os juvenis), mas que não vale a ponta de um corno. Exemplos?: Final da Taça de Portugal em 2005, Trofa na época pasasada, Poltava, etc, etc... Não dá segurança, não sabe defender, não sai bem, tem medo... No Benfica? Quando muito para 3º guarda - redes.
No entanto, a eliminação do Benfica deve-se, e muito, à desvalorização que o próprio clube deu à Taça de Portugal. Erradamente, claro... Já aqui o disse, as prioridades deviam ser o Campeonato e a Taça de Portugal. E já há gente a falar na Champions do próximo ano... Mas o Benfica já ganhou o campeonato? Então calem-se com a merda da conversa da CHampions, caralho. Foda-se! Será que ainda não perceberam que o sucesso do Benfica passa por ganhar as provas internamente e só depois partir à conquista da Europa? E isso faz-se com campeonatos e Taças de Portugal, caralho.
Mas alguma vez o Benfica consegue bater o pé a um Barcelona, a um Real Madrid, a um Chelsea, a um Milan, etc, etc??? Pode acontecer numa eliminatória, mas não acontecerá regularmente nos tempos mais próximos. Uma coisa é sermos ingénuos, outra coisa é sermos irrealistas.... Ainda mais neste molde de competição...
Inacreditável que a última dobradinha do Benfica tenha sido em 1986/1987. O tal ano dos 7-1 que os sportinguistas tanto gostam de recordar. Eu gosto mais de títulos, talvez seja defeito meu, não sei...
Um recado para as hostes benfiquistas, principalmente para os jogadores: Calem-se s.f..favor... Ou se não se calam, deixem os elogios para os adversários.... É que estamos em risco de jogar sem Luisão, Ramires, Saviola.... O que de algum modo é preocupante. E, claro, já começou a campanha para entrar Nuno Gomes...
P.S: Inacreditável a comparação de Record esta semana de Nuno Gomes a Néné. Inacreditável mesmo. O tal menino dos cento e tal golos, quantos é que decidiram derbies e encontros decisivos? Quantos decidiu Néné???? Néné não sujava os calções. E depois? Não decidia os jogos? Como benfiquista tenho vergonha que haja sócios a compararem Néné a Nuno Gomes, vergonha mesmo. É o mesmo que comparar Fábio Coentrão com Maradona, caralho....!

 
At 11/27/2009 3:19 da manhã, Anonymous JFilipe said...

Maluco do Futebol, eu vi o Nené jogar ao vivo, no antigo estádio da Luz, muitas vezes. Em fim de carreira, tal como o Nuno Gomes agora, era insultado e assobiado pelos adeptos.

 
At 11/27/2009 11:53 da tarde, Anonymous Anónimo said...

malucodofutebol,

eu partilho contigo a maioria desses sentimentos, inclusivé a questão "Nuno Gomes".

Ser eliminado à 2ª eliminatória, por uma equipa que nunca tinha ganho um único jogo fora, não valoriza o actual grupo.

E uma eventual vitória amanhã não apagaria este fracasso.

 
At 11/28/2009 3:05 da manhã, Anonymous FORZA SLB said...

Pois esse perdemos mas hoje é para ganhar.
O Guimarães já na pré-época e na liga demonstrou ser uma equipa difícil de bater qd se mete á defesa. O JJ ao apostar no Keirrison (está verdinho) arriscou em demasia, o NG ou o Weldon acho q tinham sido apostas + seguras, falta de sorte de jogo, desinspiração colectiva e trapalhice na finalização contribuiu para o desfecho.
Esta equipa + matreira e madura ñ tem rival nesta liga e sim com o Luisão e o Cardozo (a pouca vergonha continua) era outra coisa.
No entanto depois de este jogo ainda estou + confiante para o SCP, é q nem o apito q este ano ñ os tem ajudado lhes vai valer.
Sempre SLB , rumo ao título 2009-2010 :)

 
At 12/05/2009 1:16 da manhã, Anonymous Anónimo said...

É por "estas" e por "outras" que o Benfica apenas ganhou uma Taça nas ultimas 13 edições.

A equipa que nos elimina na nossa própria casa, é a mesma que hoje é derrotada por 1-4 na condição de visitada...

 

Enviar um comentário

<< Home