sexta-feira, dezembro 21, 2007

Dicotomia

Da noite para o dia. Foi esta a diferença do Benfica da primeira parte para a segunda. Diferença na táctica, na qualidade de jogo, e sobretudo na atitude dos jogadores em campo. E todas estas diferenças (para melhor na segunda parte) permitiram-nos derrotar folgadamente o Estrela da Amadora, ficando até a sensação de que o resultado final poderia ter sido ainda mais folgado do que o 3-0.

Com quase o mesmo onze do Restelo (a única alteração foi o Binya no lugar do Petit), o Benfica na primeira parte presenteou-nos com um autêntico 'Pesadelo no Restelo - Parte II'. Muita apatia na maioria dos jogadores, falta de comunicação, mau futebol e escassez de ideias resultaram numa exibição atroz. Em termos tácticos os próprios jogadores pareciam estar confusos, aglomerando-se no centro do terreno e atrapalhando-se uns aos outros. A apatia e falta de vontade de correr dos jogadores ficou para mim bem expressa numa jogada em que o Nélson intercepta uma bola junto à nossa área, e de imediato progride no terreno junto à linha. Pouco depois de passar a linha do meio-campo teve que parar e passar a bola para trás, isto porque nessa altura ele já era o jogador mais adiantado no terreno: o resto da equipa ficou toda parada a olhar para ele enquanto subia. O Benfica também jogou praticamente sem extremos: os dois uruguaios passaram o tempo todo a complicar, agarrando-se à bola e metendo-se para o interior do campo, chegando a ser exasperante ver os nossos laterais sem opções para trocar a bola junto à linha (em relação ao Maxi Pereira, devo dizer que durante a primeira parte terá feito uma das exibições mais inúteis e desastradas que alguma vez vi um jogador do Benfica fazer - incluindo o Luís Filipe). Durante estes penosos primeiros quarenta e cinco minutos, apenas dois lances de realce: um cabeceamento do Cardozo a centro do Rui Costa, bem defendido pelo Nélson, e um outro cabeceamento do Rodríguez após uma bonita iniciativa do Nélson na direita, que passou muito perto do poste. E assim se chegou ao intervalo, connosco mais uma vez a dar uma parte de avanço ao adversário.


Na segunda parte vieram as já referidas alterações. Em primeiro lugar, tácticas, com o Benfica a apresentar-se num 4-4-2 bem definido, e com duas surpresas, pelo menos para mim. A primeira foi a saída do Nélson, ficando o Maxi com as funções de lateral direito. Conforme disse, o Maxi foi claramente o pior jogador do Benfica na primeira parte (e tendo em conta quão má foi a nossa primeira parte, isto quer dizer muito), e ter-se mantido em campo pareceu-me um recompensa injusta para tal desempenho. A segunda surpresa foi a saída do Rui Costa, tendo em conta a conhecida dependência que temos dele (eu teria apostado no Binya para sair). Para os seus lugares entraram o Di María e o Nuno Gomes. A diferença notou-se praticamente desde o apito para o início do segundo tempo. A atitude foi completamente diferente, e houve jogadores que se transfiguraram completamente após o intervalo - o Katsouranis foi o caso mais flagrante. Talvez por não podermos recorrer ao subterfúgio de meter sempre a bola nos pés do Rui Costa e esperar para ver o que ele faz, começámos a jogar a toda a largura do campo - desta vez com extremos a sério, com o Di María bem encostado à linha direita e o Rodríguez a fazer o mesmo do lado contrário. Além disso, como também não havia o marcador directo do Rui a segui-lo por todo o lado, a zona no meio-campo à frente da defesa do Estrela ficou mais desanuviada, o que permitiu mais espaço para construirmos jogadas perto da área adversária.


As oportunidades de golo começaram a surgir de imediato. Logo a abrir o Binya enviou uma bola à barra. E pouco depois o golo surgiu mesmo, num cabeceamento do Rodríguez ao primeiro poste, após um lançamento de linha lateral do Binya. Não abrandou o Benfica após o golo, e as oportunidades continuaram a suceder-se: livre do Cardozo a originar uma grande defesa do Nélson, cabeceamento do Katsouranis a passar perto, remate de ângulo apertado do Nuno Gomes a ser sacudido para canto, e na sequência desse mesmo canto, penalti (pareceu-me) claro sobre o David Luiz, que o Cardozo aproveitou para colocar o marcador em 2-0. A pressão continuou, com os nossos jogadores a manterem sempre um ritmo de jogo bastante elevado, jogando-se quase exclusivamente no meio-campo do Estrela, mas só mesmo no minuto noventa surgiu o terceiro golo, com o Nuno Gomes a encostar facilmente após uma assistência do Di María na direita. E ainda deu para mais nos minutos de desconto, pois o Cardozo ainda viu uma grande oportunidade de golo ser negada pelo Nélson, e não sei se não terá sido mesmo penalti sobre o Adu (que viu cartão amarelo por simulação).


Quanto aos nossos jogadores, acho que praticamente só posso falar da segunda parte, já que a primeira foi tão má que quero apagá-la rapidamente da memória. Não sei se foi o melhor em campo ou não, mas um jogador que me agradou durante quase todo o jogo foi o David Luíz. A jogar muito em antecipação, como gosta, trouxe várias vezes a bola controlada para o ataque, enquanto que na defesa esteve sempre atento. Também o Katsouranis, tal como disse anteriormente, fez para mim uma grande segunda parte, actuando como um verdadeiro médio 'box-to-box' assim que se libertou das amarras da posição de trinco puro. Achei que a entrada quer do Di María, quer do Nuno Gomes, foram importantes. O primeiro esteve bastante activo na direita, construiu boas jogadas de entendimento com o Maxi, e culminou a sua actuação com uma assitência para o Nuno Gomes marcar. Além disso veio trazer mais velocidade a um jogo que, da nossa parte, estava quase estagnado no primeiro tempo. O segundo veio causar muito maiores dificuldades à defesa do Estrela com as suas movimentações, alterando o cenário da primeira parte, em que o avançado único era presa fácil, e ainda marcou um golo (o sexto no campeonato). O Léo também fez uma boa segunda parte, e viu o seu nome ser gritado das bancadas da Luz. No final do jogo, com a educação a que nos habituou, deu-nos esperanças que possa permanecer no Benfica. Pela parte que me toca, espero que assim aconteça.


Esta vitória foi importante para travar o ciclo negativo das últimas jornadas, garantindo a passagem de ano no segundo lugar. Fica a preocupação de termos visto uma primeira parte a um nível muito baixo, quando todos esperaríamos que o que se passou no Restelo não voltasse a acontecer. Resta agora esperar que 2008, traga melhores dias nas muitas jornadas que ainda há por disputar no campeonato.

15 Comments:

At 12/21/2007 3:24 da manhã, Blogger ratogoleador said...

Gostei muito de ver a entrevista do Léo no fim do jogo
É um senhor enorme apesar da sua altura.
Ao ser escolhido para falar, mostra grande sintonia com a direcção, se calhar muito do que se escreveu/falou não passa de noticias para destabilizar numa altura menos boa da equipa.
Soube responder a todas as perguntas sem fugir e sem entrar em polémicas.

Continuo com a mesma opinião as contratações/renovações deverão ser feitas exclusivamente pela direcção os jornais e a opinião publica nunca poderão interferir nas negociações.
Nunca um jogador seja ele quem for poderá estar à frente do Benfica!

Infelizmente não pude ir ver o jogo ao estádio (por motivos laborais) felizmente só consegui assistir à segunda parte na TV logo e para mim foi uma exibição perfeita.

:)

 
At 12/21/2007 8:08 da manhã, Anonymous tutano azul e branco said...

Lá veio mais uma vez o penaltiezito fantasma da praxe a favor do SLB. Tinha que ser. O regime e os 6 milhões não iam tolerar mais um jogo sem ganhar do SLB, e o árbitro maçarico a tremer como varas verdes deu-lhes uma ajuda. 14 x 11, mais uma vitória à SLB.

 
At 12/21/2007 8:49 da manhã, Anonymous Índio Nelson said...

4-4-2!!! Irra!!
Teimoso, Camacho ainda precisou de 45 mts de mediocridade para ver aquilo que toda a gente sabe, que com esta equipa e com estes jogadores e a jogar em casa e contra o E. Amadora, não podemos jogar com um ponta de lança sozinho na frente.Isto já começa a ser patológico e um bodo a qualquer treinador da Liga.
Realmente o D.Luiz já é um farol e nem se pode dizer que fez um grande jogo porque isto é-lhe natural.
Feliz Navidad!!!
A revolução vermelha continuará em 2008!

 
At 12/21/2007 9:39 da manhã, Anonymous Americano said...

Uma primeira parte deplorável, e depois 2 golos de bola parada para disfarçar um pouco. Sobre as asneiras de Camacho nem vou falar de novo, basta ver as opiniões em relação a quase todos os outros jogos, ele faz o favor de as repetir quase sempre.

 
At 12/21/2007 10:19 da manhã, Blogger Pedro said...

Di Maria entrou e revolucionou o jogo ofensivo do SLB. Mas tocas num ponto muito interessante: a depedência de Rui Costa faz q qd ele não está os jogadores joguem mais simples. Qd ele está presente e cientes das limitações próprias os jogadores endossem sempre a bola para o Rui resolver. Sem ele em campo eles têm q se desenrascar e a melhor forma é jogarem práctico e rápido.

Muito importante tb foi o papel de Binya como tampão do meio campo e hábil (nem sempre é certo) na colocação de bola (merecia aquele golaço).

Mas Camacho continua teimoso e a equipa não mostra qqr sentido táctico...não se vê evolução na mecanização dos jogadores. É tudo feito à base de esforço e individualismo...

Como quis q o Cardozo marcasse aquele golo mesmo no fim...merecia pela boa exibição q fez..um falhanço q irrita!!!

Nuno Gomes finalmente remata à baliza a imitar Quaresma..era um golaço....Nélson fez o q Quim não conseguiu...

 
At 12/21/2007 10:23 da manhã, Anonymous 1benfiquista na Inbicta said...

K porcaria de primeira parte…Péssima exibição!!!...Falta confiança e ambição á equipa…e como é evidente…categoria que só é dada quando se têm jogadores de nível…

Parabéns ao NG por finalmente ter marcado 1 golo…para alegria de metade dos visitantes do “blog”….

Aproveito para desejar um bom natal a todos os amigos benfiquistas e alguns infiltrados, em particular ao mentor do blog – D’Arcy.

Saudações benfiquistas

 
At 12/21/2007 10:26 da manhã, Anonymous Americano said...

Amigo benfiquista da inbicta, eu penso que um golo do Nuno Gomes causa alegria a todos os visitantes do blog, excepto a ti, pelos vistos.

 
At 12/21/2007 10:43 da manhã, Anonymous 1benfiquista na Inbicta said...

Amigo Americano

De facto só fico contente qdo o Benfica ganha…campeonatos e taças…Ficarei satisfeito quando o NG sair do SLB e entrar um verdadeiro killer para a área que marque muitos golos…Estou a ver que por ele ter marcado 1 golo ontem, vem aí mais uma onda de branqueamento das suas exibições…mas é Natal…e fica-me muito mal em vez de falar (bem) do meu clube, falar (mal) de um dos seus jogadores…

Saudações benfiquistas

 
At 12/21/2007 11:47 da manhã, Anonymous Americano said...

Tens lá um verdadeiro killer, que custou 9 milhões de euros, e que leva menos golos marcados na Liga que o Nuno Gomes. Irónico, não é?

 
At 12/21/2007 1:36 da tarde, Anonymous filipe said...

1benfiquista na Inbicta,

O NG não precisa de sair do SLB pa entrar um verdadeiro killer...


De qq das formas o Cardozo já marcava para o campeonato sem ser de penalti, custou 9 milhões e este sim, ao contrário do NG, é ponta de lança.Pergunto-me qt pedirão os franceses pelo Fred... Não tenho nada contra o Cardzo, agora o benfica não se pode comportar como um novo rico...9 milhões foi muito dinheiro e ainda poderá chegar aos 11!

David Luís..grande jogo....leva a bola para frente, ganha penaltis! Uma pérola!

Por fim o 4-4-2. HELLO!!Era assim tão dificil de perceber?

No princípio qd jogava com Maxi e Luis Filipe, o Camcho tirava o Maxi e mantinha o Luís Filipe. Agora como Maxi e Nelson, já opta por tirar o Nelson e passar o Maxi para defesa....vá-se lá entender!

 
At 12/21/2007 3:11 da tarde, Anonymous Starblade said...

- A 1ª parte foi de meter nojo aos cães. Uma equipa com jogadores experientes teria trucidado o Benfica nesse periodo e depois posto-se a gerir o resultado. Nem me preocupei em ver a 2ª parte...

- Estou a ver que vem para aí mais uma camioneta de jogadores neste defeso. O orelhudo do andrade decididamente não aprende com oe erros do passado. O mercado de inverno serve para dar retoques; não para andar a fazer contratações de fundo, que é o que o Benfica precisa e que deveria ter feito em vez de deixar sair quem saiu.

- Já que vamos jogar a Nuremberga deveriamos julgar o vendedor de banha da cobra e de pneus por crimes contra o Benfica.

- É impressão minha ou o Cardozo já apanhou o virus Nuno Gomes?
Ontem ví o falhar um pontapé já na grande àrea que deveria ser golo fácil.

 
At 12/21/2007 6:01 da tarde, Anonymous ay-a-tola said...

E o que me dizem ao Nuremberga ? facil ou dificil ? não conheco nada des destes gajos.

 
At 12/21/2007 11:21 da tarde, Blogger Rod The Leven de Portugal said...

Segundo um colega meu de trabalho, alemão, nascido a poucos Km de Nurnberg, parece que são uns cepos. Isto significa que vamos ter algo parecido com o Estrela da 1ª parte se reeditarmos um Restelo parte III. Se jogarmos algo na linha do que o Milão nos deixou fazer na Luz, então passamos à fase seguinte sem grandes percalços.

Ah! e não é que ficámos a 7 pontos do FCP? Humm.... deve ter sido dos penaltis fantasmas... ou será do Harry Potter estar de castigo? Talvez, quem sabe, se lhe apontarem faltas como inventam ao Bynia e mais amarelos como inventam ao Adu, ele não joga para aí uns... 20 jogos?

ok ok

Só um comentário sobre o jogo de ontem. Viram os energumenos a imitir a claque dos SuperDragões no comportamento animalesco?...

Julgava que tinham deixado de envergonhar a nação benfiquista.

Saudações Natalícias e Benfiquistas

Saúde para todos, todos mesmo, seja qual fôr a côr clubística

-.-

 
At 12/22/2007 11:01 da manhã, Anonymous Indio Nelson said...

Eu não disse??!!
O pai Natal é vermelho, caraças!!
O sacana do Jesus é que me furou as previsões!:))

 
At 12/22/2007 11:19 da manhã, Anonymous JFilipe said...

Enfim, o costume, ganhamos por 3-0 e há malta a dizer mal do Nuno Gomes e do Camacho.

Não vi o jogo, nem os dois anteriores (estou a um continente de distância), mas embora o Camacho me irrite desde a tirada do "jogar como o Porto", dou-lhe o benefício da dúvida para a segunda volta. Não começou a época e aqueles quatro pontos nas primeiras duas jornadas estão a complicar as contas. Mas ainda bem que deixou o Bynia, aqueles lançamentos dão imenso jeito.

Actualizando a lista dos minutos para golo (Campeonato+Taça, penaltis não contam):

Lisandro 1210 mn, 11 golos - 110 mn/golo
Nuno Gomes 985 mn, 5 golos - 197 mn/golo
Cardozo 1048 mn, 4 golos - 262 mn/golo
Liedson 1315 mn, 4 golos - 329 mn/golo

O Lisandro continua a bom ritmo.

 

Enviar um comentário

<< Home