segunda-feira, agosto 04, 2008

Vitória

E ao quinto jogo a primeira vitória, que acabou por valer também a vitória no Torneio de Guimarães. Não foi uma exibição de encher o olho, mas ficaram bastantes pormenores interessantes num jogo que já teve muito pouco de futebol de pré-época, e que por vezes mais parecia um jogo típico da nossa Liga.

Foi um jogo com dois períodos muito distintos. O Benfica teve uma entrada agradável em jogo. Sem nunca assumirmos o controlo, gostei no entanto de ver muitas das nossas saídas para o ataque, com a bola a circular rapidamente em passes sucessivos entre os nossos jogadores, muitas vezes de primeira. O nosso segundo golo foi um exemplo disto, e foi pena que o defesa do Vitória se tenha antecipado ao Aimar para marcar um autogolo, porque teria sido bonito se a jogada tivesse sido finalizada pelo nosso jogador. Depois de obtida a vantagem de dois golos, pareceu-me que nos encolhemos muito, e em particular na segunda parte quase que nos limitámos a defender e a gerir o resultado, esperando por um rasgo do Aimar ou um passe do Carlos Martins.

Aplausos para a nossa defesa. Revelou-se segura, e só foi batida de penálti, sendo de realçar que, apesar do matraquear incessante dos comentadores de serviço em contrário, conseguiram resolver quase sempre bem os problemas causados pelas bolas paradas, muito por culpa dos noventa e sete livres que foram assinalados contra nós na segunda parte. O Miguel Vítor, adaptado a lateral direito, revelou-se quase sempre seguro a defender (embora com um par de erros devido a um mau tempo de entrada ao desarme), mas naturalmente pouco contribuiu no ataque. O Luisão esteve num nível bastante bom enquanto esteve em campo, o Sidnei, na minha opinião, voltou a revelar bons pormenores (quase sempre bem colocado nos lances aéreos, e bem a jogar em antecipação), e o Léo na segunda parte já esteve mais próximo daquilo que lhe conhecemos (na primeira ainda teve ali algumas perdas de bola pouco habituais nele). O Katsouranis, quer a meio campo durante a primeira parte, quer na defesa durante a segunda, apenas confirmou que é um jogador demasiado importante para que possamos dar-nos ao luxo de o perder (e posso estar a ser faccioso, mas lamento; o grego é um dos meus jogadores preferidos).

No meio campo o Ruben Amorim, em especial na primeira parte, fez o melhor jogo desde que chegou ao Benfica - esteve em ambos os golos. O Carlos Martins voltou a estar em bom plano, e é aquele que normalmente revela maior lucidez na distribuição do jogo. Quanto ao Urreta, tendo em conta a escassez de opções que temos para as alas, parece-me que tem dado provas mais do que suficientes de que é um jogador a manter. É rápido e desmarca-se bem, embora ainda revele alguma falta de experiência na forma como dá seguimento a alguns lances - aquela jogada em que ele parte os rins por duas vezes ao defesa direito do Vitória e depois acaba por fazer um centro (ou era um remate?) para as mãos do guarda-redes é um exemplo disso, já que bastar-lhe-ia ter levantado a cabeça para ver o Cardozo completamente sozinho no centro da área. Impressionante também a forma como não parou de correr durante os noventa minutos. O Aimar começa a aparecer mais, mas parece-me que ainda precisa de se habituar melhor aos colegas (e vice-versa), já que ele opta muitas vezes pelo toque de primeira e os próprios colegas parecem não estar à espera disso. O Cardozo esteve muito bem nos primeiros minutos (até bastante mais mexido do que lhe é habitual) mas depois desapareceu muito do jogo à medida que fomos recuando.

Uma menção também para o Jorge Sousa, a mostrar porque é merecido o título de 'melhor árbitro da última época' (pausa para risos).
Tendo em conta a grande forma que já mostra neste início de época, julgo que poderemos esperar mais uma grande temporada dele, ao grande nível a que já nos habituou.

P.S.- Eu prefiro ver para crer. Mas a ser verdade a notícia sobre a contratação do Reyes, tenho que confessar que não só fico muitíssimo satisfeito, como mesmo algo incrédulo, já que nunca pensei ser possível ir buscá-lo. Era um desejo que eu tinha, e já tinha mencionado diversas vezes sempre que o assunto das 'dispensas do At.Madrid' a que supostamente temos direito devido ao negócio do Simão vinha à baila: ele seria a única 'dispensa' que realmente valeria a pena.

13 Comments:

At 8/05/2008 12:18 da manhã, Blogger jose said...

D'Arcy, nao podes ter preferencias pelo Katsouranis. Tens e que dizer que gostas de Ed Carlos, Makukulas, N Gomes, L Filipes e afins

E que cada ve que dizes que ate gostas de um jogador do Glorioso, pimba...ja ardeu para outras paragens.

Quando ao resto, uma evolucao ligeira, mas logica, em sintonia com a pre epoca que se esta a fazer

Estou a gostar muito do Sidney (crazy elephant), Filipe Bastos (com alguns pormenores de classe), Ureta (muito combativo), C Martins muito empenhado, e hoje bom jogo do Ruben Amorin

Nelson acho que borrou a pintura, mas foi so o primeiro jogo, portanto...

 
At 8/05/2008 12:44 da manhã, Anonymous Gonçalo Teixeira said...

katso é simplesmente fantástico. A forma como sai a jogar como poucos centrais o fazem é de louvar. Sei que tem uma grande qualidade técnica e que é um jogador que não podemos perder fazendo muito bem duas posições importantes. Tive no estádio e penso q tanto quique como nós, sabemos que ele é indispensável.
Espero que Luis filipe e edcarlos saiam, para mim tão a mais. Até o Miguel Vitor a DD é melhor que o Luís Filipe. Quem não sabe é como quem não vê e q tem o pé direito cego tem. Que venha o Reyes!!

 
At 8/05/2008 8:20 da manhã, Anonymous Índio Nelson said...

O Aimar é um grande jogador que está pelo menos "três meses" à frente dos restantes colegas de equipe, joga um futebol de desmarcações rápidas ao 1º toque, que é o futebol que o Quique quer do meio-campo para a frente.Para ele não existe "o pare escute e olhe" e as voltinhas que queimam qualquer hipótese de ataque ou contra ataque da equipe, que chega a ser irritante.Vem de uma paragem longa e precisa de ganhar ritmo e minutos de jogo, mas logo isso aconteça e se o Quique conseguir por na cabeça de alguns que do meio campo para a frente não se pode perder "mucho tiempo"...então uiui. O que vale é que se vierem o Reyes e o Garcia tem o problema resolvido já que me parece que eles já têm essa cultura, o problema é o "midfield" e apesar de estar a ver o jogo pela TV e ter uma perspectiva diferente vou aos arames quando um gajo que tem um colega à frente desmarcado e com o caminho aberto para o ataque decide ou dar uma voltinha ou passar para o Luisão.

O árbitro foi uma nódoa assim como os habituais comentadores.
De futebol não percebem um corno e acho que mereciam ser inscritos no programa Novas Oportunidades onde segundo consta existe aconselhamento profissional. Mas como é assim que metade do País funciona, ainda há quem lhes dê alguma crença.

De resto a análise do D'Arcy está quase perfeita, só faltando acrescentar como sempre uma pergunta. Alguem viu o NGomes?
É que parece ou que ele não joga ou que está acima da crítica.

Ah! Ele é uma vaca sagrada?? Então tudo bem...

 
At 8/05/2008 9:37 da manhã, Blogger D'Arcy said...

Eu não falei do Nuno Gomes porque, sem surpresas, mal dei por ele desde que entrou (apenas deu para insultá-lo forte e feio quando falhou um cabeceamento após um trabalho excelente do Aimar, culminado com um centro perfeito).

 
At 8/05/2008 9:53 da manhã, Blogger Mr. Shankly said...

Aimar, Carlos Martins e Urreta muito bem. A defesa também.

Jorge Sousa é regularíssimo. Foi um jogo muito parecido ao da época passada, com dois golos nossos cedo e muitos livres inventados na 2ª parte.

 
At 8/05/2008 1:06 da tarde, Anonymous Filipe said...

Sinceramente ainda não sei o que pensar do Sidney...Para a idade que tem é bom, mas para ser titular do Benfica é preciso que não cometa alguns deslizes que teve no decorrer do jogo. Já agora gostaria de ver o Miguel Vítor testado ao lado do Luisão.

Gostei do Urreta, mas ainda está verde. O Aimar também não está em forma e por isso nunca críamos muito perigo.

Este esquema táctico parece-me o melhor, pois permite a utilização do Martins e do Aimar na mesma equipa. Em vez do Urreta poderão estar Di Maria ou Reyes ou mesmo outro ponta de lança e aí a qualidade ofensiva melhorará.

 
At 8/05/2008 3:09 da tarde, Anonymous Filipe said...

Acham que um jogador como o Reyes teria algum tipo de problema em jogar como segundo avançado? É que estamos a precisar e convém encaixar as nossas melhores armas no mesmo onze...

 
At 8/05/2008 3:09 da tarde, Anonymous Filipe said...

Acham que um jogador como o Reyes teria algum tipo de problema em jogar como segundo avançado? É que estamos a precisar e convém encaixar as nossas melhores armas no mesmo onze...

 
At 8/05/2008 4:47 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Concordo com o que diz, excepto nos elogios ao Katsouranis.
Aquele homem raramente faz um passe para um colega (será daltónico) e quando perde a bola no meio campo, aí vai o adversário sozinho pois para ele parece que o jogo acabou. Chego até a duvidar que o patrão lhe tenha pago tal o seu desinteresse pelo jogo que prossegue.jraugusto

 
At 8/05/2008 4:50 da tarde, Anonymous Índio Nelson said...

D'Arcy , eu sei (e parecendo que não eu respeito isso)que não te é facil dizer o que te vai na alma a respeito do NGomes assim como não é fácil para mim não o dizer.;)

Sobre o cabeceamento falhado eu tenho uma teoria um bocadinho sarcástica (que é o que se usa quando nada mais resulta), o NGomes anda nesta altura mais preocupado em atingir os minimos olimpicos para Pequim , ora como tem pouco tempo para treinar ontem decidiu mais uma vez tentar o estilo foxbury para o salto em altura, pois tinha espaço suficiente e uma folga da marcação do gajo do Guimarães. Ora quando estava precisamente no movimento ascendente o Aimar lembrou-se de naquele preciso momento lhe enviar com uma bola à cabeça o que o fez descoordenar totalmente o salto e cair com grande aparato.Isto não se faz e aconselho o Quique a ter mão no Aimar porque alem de ter falta de ritmo é muito inoportuno.

Filipe eu não sei não sou monárquico, coño.:)))

 
At 8/05/2008 5:01 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Para além disso, o sacana do Aimar ainda despenteou o Nuno ao acertar-lhe com aquela bola na cabeça ;)

 
At 8/05/2008 6:59 da tarde, Anonymous Índio Nelson said...

Nem mais;))

Bem e a propósito do "negócio" Reyes , quero dizer que me enganei ao dizer que tal cláusula não existia, mais se este empréstimo for ao abrigo dessa cláusula e ainda com direito a opção de compra, chapeau!!
O Costa está a ser esperto porque está a conseguir bons jogadores que nunca cá poriam os pés, através de oportunidades conjunturais, está a aproveitar o seu abaixamento de forma (conjuntural ou não será a questão)ou "temporadas falhadas"para aproveitando a sua "baixa" em termos de valor de mercado conseguir verdadeiros "milagres" .Comprar em baixa, vender em alta. Claro que isto envolve riscos mas acho que a este nível são riscos calculados.Obviamente aqui o Quique tambem terá tido um papel decisivo na atracção destes jogadores, mas até isso foi bem pensado.Grande Costa, sim senhor!!

 
At 8/05/2008 7:10 da tarde, Anonymous Filipe said...

Teoricamente, está a fazer uma equipa mais forte que aquela que eu pensaria ser possível, mas a questão é que é muito difícil criar logo uma grande equipa, mesmo com bons jogadores, porque nunca jogaram juntos...é muita gente nova para resultar logo à primeira!
Depois há a questão do dinheiro, eu espero que os responsáveis saibam o que andam a fazer, caso contrário esta época irá sair-nos muito muito cara!

 

Enviar um comentário

<< Home