terça-feira, janeiro 13, 2009

Obrigado, Léo

Tenho pena de o ver partir, mas pronto, as pessoas passam e o clube fica, e a verdade é que a situação actual era insustentável, daí o desfecho previsto. Agradeço ao Léo todo o bom futebol que nos mostrou, e a raça que sempre demonstrou em campo com a águia ao peito. Foi ele quem finalmente conseguiu ocupar condignamente um lugar que já estava praticamente vago (foi fugazmente preenchido pelo Scott Minto, na minha opinião) desde que o Schwarz saiu da Luz. Desejo-lhe toda a felicidade para o seu futuro profissional e pessoal, com a certeza de que será um jogador que eu não esquecerei tão cedo.

2 Comments:

At 1/14/2009 8:34 da manhã, Anonymous Índio Ruço said...

Excelente post.Não só porque é inteiramente merecido mas tambem porque é um pouco "contra a corrente"
mais ou menos generalizada que temos de tratar mal todo e qualquer jogador e/ou treinador que não se enquadre dentro da visão irrealista porque apaixonada que alguns têm do clube.Não é esse o caso do Leo, mas muitos outros jogadores têm sido, quanto a mim, autênticamente vexados e diminuidos sem qualquer razão a não ser um certo "analfabetismo" cognitivo do que é o futebol induzido pelos media( esta já é velha mas não menos verdade).
O clube vem coleccionando e cultivando uma série de ódios e ressentimentos que por vezes se revelam fatais em certos momentos.
Sempre me habituei a ver este clube como um exemplo de luta, de garra , mas tambem de cavalheirismo e elevação no trato, neste post isso está totalmente reflectido.
Obrigado Leo.


PS- Por acaso tambem curtia o Minto e o galês Pembridge.Tinhamos uma
boa equipa e esse campeonato foi-nos autenticamente "roubado".

 
At 1/18/2009 11:51 da tarde, Anonymous Robespierre said...

A meu ver, quer o Fyssas quer o Manuel dos Santos eram bom laterais, talvez melhores que o Minto.

 

Enviar um comentário

<< Home