domingo, agosto 22, 2010

Injusto

A minha opinião sobre o jogo desta noite pode resumir-se a uma palavra: injusto. Sim, o Benfica está longe do seu melhor, não fez uma exibição de encher o olho, mas para mim a derrota frente ao Nacional é claramente injusta. Fomos a melhor equipa em campo, criámos mais e melhores oportunidades, e acabamos por perder o jogo devido a pontuais erros individuais e colectivos (e para ser justo, esses erros foram cometidos quer na defesa, quer no ataque). E houve ainda o inevitável factor Proença a ajudar a empurrar a equipa ainda mais para baixo.

O Benfica, com o finalmente regressado Gaitán na esquerda, entrou bem no jogo. Os jogadores mostraram agressividade e vontade de chegar à frente no marcador, e durante os primeiros quinze minutos praticamente remeteram o Nacional ao seu meio campo. Jogadores como o Maxi ou o Amorim apareceram a um nível muito superior ao do jogo com a Académica, e foi muito pela acção destes dois jogadores no lado direito que passou a exibição mais agradável do Benfica na primeira parte. Poderíamos ter marcado ainda antes do primeiro quarto de hora quando, após mais uma investida pela direita, o Maxi deixou o Gaitán no segundo poste com tudo para fazer o golo, mas este atirou por cima com a baliza aberta. O Nacional praticamente apenas conseguia chegar ao ataque através de livres, que aproveitava para despejar para a nossa área, enquanto que o Benfica, apesar de revelar dificuldades para ultrapassar a defesa sobrepovoada do Nacional, ainda conseguiu construir mais duas boas ocasiôes de golo. Numa, o Cardozo rematou muito por cima quando estava em posição para fazer muito melhor, e na outra foi o guarda-redes do Nacional quem, com uma defesa incrível, negou o golo a um cabeceamento do Saviola. O empate ao intervalo era claramente lisonjeiro para o Nacional.

A segunda parte parecia ir ser mais do mesmo, mas começou da pior maneira possível para o Benfica. Logo aos cinco minutos, após um livre assinalado na esquerda da nossa defesa, junto à linha de fundo, o Cardozo ficou a dormir na marcação e depois foi o Roberto quem se deixou antecipar dentro da pequena área, permitindo o golo de cabeça do jogador do Nacional. Os madeirenses apanhavam-se assim na frente do marcador praticamente sem saber ler nem escrever, e os níveis de nervosismo dos nossos jogadores aumentaram. Ainda assim, parecia ser possível chegarmos ao empate, mas à nossa desinspiração juntava-se a inspiração do guarda-redes adversário. E a vinte e cinco minutos do final, tudo ficou ainda mais complicado, quando na sequência de um canto o Nacional voltou a marcar. Houve um primeiro cabeceamento, o Roberto confiou que a bola sairia por cima, e esta acabou por bater na barra, permitindo a recarga de cabeça de um adversário isolado. Os nossos jogadores acusaram bastante este golo, e só depois disso é que o Nacional conseguiu criar alguns lances de ataque que não se resumiam a despejos da bola para a área a partir de livres. Do outro lado, só mesmo a acabar a partida é que o Carlos Martins, com um bonito remate de primeira de fora da área, conseguiu finalmente bater o Bracalli.

É inevitável falar do Roberto como um dos jogadores que tiveram uma prestação negativa esta noite. Acabou por ficar ligado a esta derrota, com responsabilidades directas (embora nem sempre exclusivas) em ambos os golos sofridos. No primeiro, apesar do desleixo do Cardozo na marcação, deixou-se antecipar numa zona que é da sua responsabilidade, devendo já estar ali para interceptar a bola ainda antes do jogador do Nacional lá chegar. No segundo, confiou que a bola passaria por cima e abordou o lance de forma displicente, sendo depois surpreendido irremediavelmente pelo ressalto da bola na barra. Mas logo no primeiro dos cinquenta livres que o Nacional despejou para a nossa área durante o jogo mostrou insegurança, tendo um erro monumental, saindo à bola e falhando a intercepção, só não resultando o lance em golo porque a bola não foi na direcção da baliza. Para além do Roberto, também o Cardozo teve outro jogo muito apagado. Entre os melhores, o Coentrão (para não variar) e também mencionaria o Saviola, que foi o mais activo no ataque. Tal como disse, gostei da primeira parte do Maxi e do Amorim.

Este início de campeonato não estaria na mente nem dos mais pessimistas. Sinceramente, achei que a equipa esteve bastante melhor hoje do que tinha estado a semana passada, e lamento muito desiludir quem estaria à espera de me ver desancar tudo e todos por causa do resultado de hoje, mas volto a dizer que a derrota me pareceu um resultado bastante injusto face à produção das duas equipas. É preciso inverter esta situação o mais depressa possível, mas não há fórmulas mágicas para isso. A única solução é ganhar. O mais depressa possível.

10 Comments:

At 8/22/2010 6:16 da manhã, Anonymous JFilipe said...

Como dizes houve melhorias (o Javi também esteve razoável) mas vai ser complicado até à equipa assentar o jogo. Sobretudo com a falta de paciência das bancadas, já há quem fale em campeonato perdido!

Depois do brilhante final da época passada (se não me engano perdemos apenas 5 pontos na segunda volta) não estava à espera disto. Vamos provavelmente acabar esta jornada atrás do zbordem!!!

Concordo com a tua análise à maioria dos jogadores. Não gostei mesmo nada do Gaitán. Não tem calma nem frieza, mas por outro lado o Di Maria também era assim quando chegou.

 
At 8/22/2010 11:34 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Não é injusto. É a consequência de um mau trabalho e de um péssimo planeamento.

Mau trabalho porque não é após vencer apenas um campeonato ( coisa rara nas duas ultimas épocas) e em ano de Champions (também coisa rara para os nossos lados) que se vende dois excelentes alas, enfraquecendo, de forma acentuada a equipa.

Mau planeamento, pois os péssimos desempenhos individuais e colectivos evidenciam, também de forma acentuada, um precário trabalho de planeamento e de pré época.
Não há um único jogador do plantel que esteja a jogar, sequer perto do seu desempenho na época anterior,.. UM ÚNICO.
Isto é revelador de mau trabalho e mau planeamento.

Recordo que a equipa já vinha em forte desacelaração nos 3 ultimos jogos da época passada. Lembram-se ?

Atribuo mais responsabilidades no 1ºgolo sofrido ao Cardozo. Um profissional que joga no Benfica renunciar completamente à marcação d eque é responsável, para mim não tem perdão. É egoísta e demonstra falta de atitude para com toda a equipa. A jogar à frente esteve também um zero.

E o Aimar ??
Como é que um jogador que está no top dos vencimentos mensais, joga tão pouco ??


Em resumo, a administração e o treinador estão a dormir na cama que fizeram.
E é uma cama estranha pois ainda hoje não temos opções que substituam os que foram embora o que revela, mais uma vez o mau planeamento.

O pior é que os adeptos que não merecem isto, vão começar a "protestar",... a assistência do próximo jogo vai ser menor, em alguns milhares do que é habitual.

Ou seja, ... a cama mal feita que o treinador e a administração andaram a fazer no ultimo Verão, para além de impacto Desportivo super negativo, vai também ter impacto negativo financeiramente

 
At 8/23/2010 1:49 da manhã, Anonymous Anónimo said...

O JJ é o homem dos records

A época passada conseguiu por o Benfica a jogar o dobro da época anterior como tinha prometido.

Esta época já conseguiu dar uma Taça e 6 pontos de avanço ao Porto em apenas 3 semanas e, ao mesmo tempo, conseguiu colocar a equipa a jogar 1/5 do que jogava o ano passado.

É bem...

 
At 8/23/2010 5:07 da tarde, Blogger joão said...

A semana passada não concordei quando consideraste que o Roberto até nem tinha sido culpado nos golos, mas o lance que referes na primeira parte em que ele saiu em falso vem precisamente contrariar a tua opinião quer nesse lance que no lance do primeiro golo na semana passada a bola é centrada para o inicio da grande área neste jogo o roberto já saiu á bola, bem, não acertou na bola, mal, no jogo anterior o que ele devia ter feito era sair da mesma forma e não ficar a meio caminho.

Anonymous o mau trabalho não é vender o Di Maria e o Ramirez, mau trabalho é não ter ainda encontrado substitutos para eles, bater nessa tecla não só é errado como não leva a lado nenhum. Não nos enganemos é Março já todos os Benfiquista sabiam que o Di Maria não ia ficar para esta época e sabíamos que possivelmente do lote (David Liuz, Luisão, cardozo e Ramirez) um deles ia sair portanto não vale a pena continuarmos.
O cardozo tem culpas mas considerando que o Cardozo não esta bem no ataque é natural que esteja pior a defender quando isso nem sequer é um dos seus melhores atributos, mais erros do Cardozo na defesa é só ver jogos da época passada e contabilizares uma serie delas, agora um guarda redes que sofre o segundo golo em três jogos em remates de cabeça dentro da pequena área esse é que é bem pior.
Agora a culpa maior é de quem os põe a jogar porque á muito que se viu que este guarda redes tem de ir para a prateleira dois ou três meses isso se o Benfica não quiser perder totalmente o dinheiro que gastou nele e que o Cardozo tem de ir para o banco um jogo ou dois.
Quanto ao teu ódio de estimação o Aimar se é verdade que não se viu na supertaça e na primeira parte do jogo da semana passada mas até nem esteve mal na primeira parte deste jogo e foi dos pouco que ainda fez alguma coisa juntamente com o Coentrão depois do golo.

 
At 8/23/2010 5:42 da tarde, Anonymous Anónimo said...

O Aimar não é o meu "odio de estimação" :)
Apenas verifico que a relação produtividade\vencimento é muito baixa. Ou seja, é um jogador caríssimo.

Concordo contigo em relação ao mau trabalho e também tentei passar essa "ideia".

É isso que eu me refiro quando abordo o planeamento (mau).
Sabendo que iríamos perder jogadores já deveriam estar preparadas soluções.

A verdade é que perdemos uma Surpertaça, perdemos 6 pontos, perdemos dois jogadores por um preço irrisório e gastamos vários milhões a contratar jogadores que não entram no 11.

E agora, para colmatar as saídas do Ramires e do Di Maria andamos à pressa no mercado a "pescar" jogadores que são segundas linhas e dispensaveis de outros clubes.

Estão "loucos",...
Em pouco tempo estão a dizimar o esforço de recuperação que foi feito.

 
At 8/24/2010 12:15 da manhã, Anonymous Filipe said...

Concordo com o João. Há quanto tempo se sabia que iriamos perder jogadores influentes? Há quanto? Dá a ideia que só agora é que andam numa corrida para à última da hora conseguir fazer contratações que compensem as saídas....

 
At 8/24/2010 12:24 da manhã, Blogger T Nogueira said...

Olá,

http://footinmyheart.blogspot.com/

Se concordar podemos fazer uma troca de links

Com os melhores cumprimentos,

Tiago Nogueira

 
At 8/24/2010 7:05 da tarde, Anonymous JFilipe said...

Isso das críticas é tudo muito bonito, mas há neste momento uma campanha orquestrada na imprensa, nos blogues (incluindo alguns benfiquistas) que claramente tentam usar as derrotas e o Roberto como alavanca para lançar insinuações torpes baseadas em rumores, por forma a atacar o clube, o presidente, e o treinador.

Estas coisas devem ser discutidas mas depois, quando a equipa serenar. Até lá temos que cerrar fileiras e não dar trela aos inimigos do clube.

 
At 8/26/2010 11:04 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Sim, sim, bonito mesmo é entrar com duas derrotas e uma SuperTaça oferecida, hipotecando objectivos desportivos e financeiros.

Sim, vamos estar todos caladinhos e fazer festinhas aos meninos para eles não se aborrecerem, pois o seu desempenho tem sido "apreciável".

 
At 8/26/2010 2:57 da tarde, Anonymous Anónimo said...

E porque é que o Makukula não serve ?

E porque é que se comprou um GR por 8,5M, quando a época passada se adquiriu outro GR a pedido do treinador ?

E porque continuamos com indefinição com o defesa esquerdo se o treinador foi buscar um (peixoto) e mandou embora outro (Schaffer) ?

E porque é que continuamos a pagar ordenados ímpares ao Mantorras ?

E porque é que gastamos mais de 40M em aquisções desde o Natal e nenhum é presença assidua na equipa principal

E o Alípio e o Rodrigo ?

E...?

 

Enviar um comentário

<< Home