domingo, agosto 29, 2010

União

O nosso campeonato poderá começado esta noite. Não tanto pela vitória em si, mas mais pela forma como ela foi conseguida, e nas condições em que o foi. Gostei muito de ver como a equipa se uniu para fazer face à adversidade, e ainda mais de ver o público que foi esta noite à Luz unir-se à equipa, apoiando-a do primeiro ao último minuto.

Estreia do Salvio nos convocados e no onze titular, ocupando a direita do meio campo e relegando o Rúben Amorim para o banco. Na baliza, a mais que anunciada troca de guarda-redes, surgindo o Júlio César a titular. E o Benfica começou o jogo à Benfica. Aquele Benfica da época passada. Velocidade, movimentações constantes, pressão no meio campo adversário e, para nos mantermos no registo da época passada, um golo logo a abrir. Com três minutos decorridos, o Aimar lançou o Gaitán na esquerda e este, com um cruzamento soberbo, deixou ao Cardozo a tarefa de finalizar de cabeça, o que este fez como mandam as regras: de cima para baixo, apanhando o guarda-redes em contra pé. O golo madrugador era o melhor que poderia acontecer a uma equipa que parece precisar, acima de tudo, de confiança, e lançou-nos para vinte minutos de bom futebol, quase sempre sob a batuta do maestro Aimar. Mas este período foi interrompido de forma abrupta com um raro disparate do Maxi Pereira (péssimo atraso 'à queima'), que resultou em indiscutíveis penálti contra nós e expulsão do Júlio César.

Acho que praticamente toda a gente naquele estádio acreditou que recém-entrado Roberto (o sacrificado foi o Sálvio) iria defender aquele penálti. E ele defendeu-o mesmo. Julgo que naquele momento, ficámos todos com a sensação de que não iríamos perder aquele jogo. A inferioridade numérica alterou o perfil do jogo, com o Setúbal a conseguir ter finalmente um pouco mais de bola. O Benfica, reduzido a dez, manteve a dupla atacante, fazendo o Gaitán e o Aimar - agora mais sobre a direita - juntarem-se um pouco mais ao Javi, com o Saviola a recuar esporadicamente para fechar o meio. A manutenção dos dois avançados terá talvez obrigado o Setúbal a não abdicar dos três centrais com que tinha iniciado o jogo, e apesar da superioridade a meio campo a verdade é que nunca conseguiram pressionar-nos com verdadeiro perigo. O Benfica manteve-se sempre muito organizado, e graças ao empenho dos seus jogadores nunca pareceu acusar muito ter menos um jogador em campo - exemplo disso foi o facto de conseguirmos continuar a pressionar os defesas do Setúbal, dentro do seu meio campo, quando tinham a bola. Dessa pressão resultou um canto a nosso favor, a fechar a primeira parte, e do canto marcado pelo Aimar resultou um fuzilamento de cabeça pelo Luisão para o segundo golo, reforçando a convicção de que este jogo era nosso.

A vencer por dois, ao intervalo deu-se a esperada entrada do Rúben Amorim - fez uma segunda parte muito agradável - para reforçar o meio campo, por troca com o Saviola. O jogo não se alterou muito: o Setúbal continuava a ter um pouco mais de bola, mas revelava uma total incapacidade para ameaçar a nossa baliza, tendo que recorrer a tentativas de remates de meia distância - todos mal direccionados. Um dos grandes culpados disto foi o Javi García, que na minha opinião foi um gigante nas tarefas defensivas daquele meio campo. O Benfica, quando recuperava a bola, ia levando perigo através de investidas do Maxi pela direita ou, sobretudo, do Coentrão pela esquerda, e foi pela esquerda que matou de vez o jogo. Óptima combinação entre o Gaitán e o Coentrão, com o Gaitán a centrar tenso e o Aimar a aproveitar a má intervenção do guarda-redes para, oportuno, fazer o terceiro do Benfica. Ainda tínhamos um pouco mais de meia hora de jogo até final, mas a única dúvida seria se o Benfica ainda conseguiria avolumar o resultado, porque o Setúbal, claramente, não mostrou qualquer capacidade para marcar esta noite na Luz. Ficou o três a zero no marcador, que me parece ser um desfecho justo para o jogo que vimos.

Se o Roberto pode ser apelidado de 'herói do jogo', já que a defesa do penálti foi talvez o momento mais decisivo dos noventa minutos, ao Aimar eu chamo de 'homem do jogo'. Foi o coordenador de quase todo o jogo ofensivo da equipa, e foi também incansável nos aspectos mais defensivos do jogo, sobretudo a seguir à expulsão do Júlio César. Pressionou os adversários, lutou pela recuperação da bola, e juntou a isto um golo e uma assistência. Conforme referi antes, foi também muito importante a acção do Javi García, que me pareceu hoje ter sido o Javi dos 'bons velhos tempos'. Gaitán em bom plano, com duas assistências e começando a revelar alguns entendimentos interessantes com o Coentrão. Este, diga-se, está numa espécie de estado de graça, já que parece quase incapaz de fazer alguma coisa errada. E apesar de ter borrado a pintura no lance do penálti, é com agrado que noto a subida de forma do Maxi.

Foi só uma vitória sobre o Setúbal, mas este jogo pode ter sido muito importante. Porque nos permitiu rever várias coisas que fizeram do Benfica campeão indiscutível a época passada, incluindo a união entre público e equipa. Temos agora quinze dias de paragem, que poderão permitir-nos trabalhar e integrar melhor os novos elementos, quem sabe com um pouco mais de calma.

14 Comments:

At 8/29/2010 3:43 da tarde, Blogger www.gloriosasfera.com said...

Debates, Entrevistas, Discussão, Conversação, EM TEMPO REAL

Cria a conta do teu blog no Twitter Glorioso e marca hora com os seus leitores

http://twitter.gloriosasfera.com/

 
At 8/30/2010 12:15 da tarde, Anonymous Anónimo said...

É verdade, o Aimar fez um bom jogo. Há quanto tempo isso não acontecia ?
Claro que todos gostamos de ver o Aimar jogar,... e jogar bem.
Mas não pode jogar bem jogo em cvasa com o V. Setubal e depois estar 10 jogos que nem notamos que ele está em campo.
Que o bom momento seja paar durar.


36795 espectadores.
Fraca assistência comparada com todas da época anterior.
Bem inferior também à assistência da época passada com o V. Setubal

É o reflexo (também financeiro) de um inicio de época catastrófico e inadmíssivel para uma equipa profissional que consumiu milhares de euros em estágios de pré época.

 
At 8/30/2010 7:02 da tarde, Blogger joão said...

Muito bom o teu post.

Anonymous se o Aimar fizesse durante dez jogos seguidos aquilo que fez neste jogo uma coisa é certa a Europa não tinha andado atrás do Di Maria e do Ramirez mas sim do Aimar. As tuas criticas são com base nos últimos jogos da época passada em que em media ele esteve a um nível mais baixo, agora não vale a pena enganarmo-nos quando foi contratado toda a gente já sabia que Aimar não dava mais que vinte jogos a grande nível, consegue jogar mais mas o nível baixa consideravelmente.
Essa teoria de que orçamentos ganham campeonatos e de quem gasta mais dinheiro é que ganha não só não é verdade (se fosse assim o Real Madrid ganhava todos os anos tudo e nem valia a pena haver jogos contabilizava-se o maior orçamento e encontrava-se o campeão) como já chateia ouvir sempre a mesma conversa gastar muito não é sinónimo de gastar bem.

 
At 8/31/2010 12:54 da manhã, Anonymous Anónimo said...

João,

Penso que não foi das minhas palavras que aferiste a expressão "Essa teoria de que orçamentos ganham campeonatos "..., certamente que não foi.

Mas bons orçamentos mal geridos perdem campeonatos.

Para além de termos tido um início de campeonato vergonhoso, mesmo dispondo a equipa de todas as condições para preparar bem as competições, temos tido uma gestão ridícula.

Já não temos o Di Maria nem o Ramires (quem faz o que ele faz por 22M€ ? ), mas também não temos o Traoré, o Hleb, o Wesley...

Mas temos o César Peixoto, o Roberto, o Mantorras, o super utilitário Filipe Meneses, o Balboa, etc...

E tudo isto em ano de Champions...

 
At 8/31/2010 12:59 da manhã, Anonymous Anónimo said...

"O nosso campeonato poderá ter começado esta noite"

É esta a expressão do DÁrcy e é esta a resignação de todos os Benfiquistas.

Desculpei-me mas eu não aceito.

Não é aceitável estar à 3ª Jornada a 6 pontos de Braga e Porto e a 3 do Sporting e ter perdido também uma Taça para o Porto.

Isto é uma vergonha, revela impreparação da época, má gestão do plantel e tudo isto mantendo a estrutura do ano passado.

 
At 8/31/2010 10:21 da manhã, Anonymous Anónimo said...

o ambiente no estadio da luz foi espectacular, ajudaram muito o roberto, quando ele defendeu o penalty mais parecia que o bengica tinha marcado 3 ou 4 golos de seguida.

n quero tirar pessoas deste blog mas gostava que viessem ver este blog:

http://santos-sempre-benfica.blogspot.com/

 
At 9/01/2010 3:18 da manhã, Anonymous JFilipe said...

A equipa melhorou mas continua a falhar passes na frente. Ainda não está no ponto mas para lá caminha.

Anonymous, vergonha é ter de gramar contigo. Irra que estou farto da histeria deste princípio de época.

 
At 9/01/2010 3:09 da tarde, Anonymous Anónimo said...

JFilipe,

Não tens que concordar com a opinião alheia.
Deves, porém, ser "crescidinho" e não apelidar de histérico quem não tem a mesma opinião que tu.
Durante a vida, vais encontrar muita gente que não pensa nem tem as mesmas opiniões que tu e muitas delas serão menos histéricos e mais inteligentes que tu.

Esta Direcção fez até aqui um bom trabalho, mas está perder uma oportunidade de ouro de recuperar desportivamente este clube. "não tens que concordar"

O bom trabalho é quase sempre recompensado. Como desde final de Maio que se trabalha mal naquela casa, o resultado está à vista.

Olha, podia dar-te vários exemplos, mas vou apenas referir um dos mais recentes:
Na ultima conferência de imprensa, quando perguntaram ao JJ se estava no mercado à procura de um GR ele respondeu de forma clara,... "não , estamos à procura de jogadoreS para o ataque".
Quantos vieram ? e o JJ falou no plural.

Espera até se perderem mais uns pontinhos e depois vais ver como continua esta "história"

E porque acredito que gostes tanto do Benfica quanto eu, deseja fortemente que o Coentrão não se lesione.

 
At 9/01/2010 8:09 da tarde, Anonymous JFilipe said...

Anonymous, és sempre assim condescendente e dás conselhos de vida a quem não tos pediu? Provavelmente sou bastante mais velho do que tu (vi jogar o Eusébio ao vivo), pelo que invocares o que me irá acontecer durante a vida fez-me rir.

Quanto a gostar tanto do Benfica como tu. Choca-me que um adepto do Benfica deixe como desejo:

«Espera até se perderem mais uns pontinhos e depois vais ver como continua esta "história"»

 
At 9/02/2010 11:56 da manhã, Anonymous JFilipe said...

O zbordem é de facto o clube mais ridículo do mundo:

Protesto verde-ranho.

O energúmeno que representa a lagartagem a falar disto no trio de ataque foi de ir às lágrimas.

 
At 9/03/2010 2:56 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Não JFilipe.
Continuas "baralhado".

Se leres uma segunda vez (mas com mais atenção) vais concluir que não dei nenhum conselho.
Apenas referi o que acontece ao longo da vida a todos os comuns mortais.
Porque haverias tu de ter tratamento "especial" ?

Relativamente aquilo que te "choca",... é uma questão que terás que autogerir, pois não serão certamente os teus refinados sentimentos que vão alterar a vida de amanhã de todos nós.


Já agora,.. leste ABola de hoje (2Set) ?
É que está lá escarrapachado os comentários do JJ (pág 25) e refere exactamente aquilo que eu salientei e que lhe continua a fazer "comichão".

Ele admite que esperava perder o Di Maria, mas nunca pensou perder o Ramires, aliás já o tinha referido publicamente.
Pensava ainda que após perder o Ramires que lhe arranjavam alternativa, mas enganou-se.
Mas aqui fomos todos enganados porque o Vieira disse na TV que se o Ramires saísse viria outro jogador. Fomos nós enganados e o JJ também.

MAs o JJ está duplamente enganado, pois ainda admite que dentro do plantel pode encontrar uma solução para a ausência do Ramires.
Aqui está redondamente enganado.

Relevante é ele ainda estar a falar sobre este tema. Mesmo estando presente no forum de treinadores da UEFA, onde certamente teria vários temas e assuntos de comentário, o que ele refere é os jogadores que perdeu.

 
At 9/03/2010 2:46 da tarde, Anonymous JFilipe said...

Anonymous alguém que diz "deves" e me pede para ser crescidinho, está a fazer mais que referir coisas. Continuas a ser condescendente, o que é sobremaneira irritante. Sê frontal, eu disse que benfiquistas como tu me envergonham e que estou farto de vocês. É a minha opinião e mantenho-a.

O Jesus julga ter opções para compensar as saídas, e eu acredito mais nele do que num anonymous qualquer que mostra prazer em atacar o clube.

 
At 9/03/2010 6:14 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Pensei que já tinhas entendido que os teus vários sentimentos, "irritação", aspectos te te "envergonham", daquilo que estás "farto", etc... não são importantes nem têm qualquer relevância...

Não é importante partilhares os teus sentimentos, já a tua opinião, num forum, essa sim, podemos discuti-la.

Tu entendes que o actual plantel irá satisfazer as necessidades das várias competições.
A minha opinião é contrária. Entendo que, com o actual plantel e com o trabalho mal feito no âmbito da gestão, esta equipa não atingirá o sucesso do ano passado, quer nas competições internas, quer na Europeias.

Espero que sejas tu a ter razão.
Se tal acontecer, em Maio, cá estarei eu a afirmar que eras tu que estavas certo.

 
At 9/03/2010 6:17 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Não retires o contexto do "deves".
Não é correcto da tua parte.

Eu escrevi:
Deves, porém, ser "crescidinho" e não apelidar de histérico quem não tem a mesma opinião que tu.

Não apelidar de histérico quem não tem a mesma opinião que nós, não se trata de um "conselho".
Trata-se saber "estar" e saber ainda viver em sociedade.

 

Enviar um comentário

<< Home