segunda-feira, novembro 08, 2010

Desastre

Jorge Jesus juntou-se, por mérito próprio, a uma longa galeria de notáveis treinadores do Benfica que, chegando a um jogo importante, resolvem inovar tacticamente. E falham rotundamente. Sim, escrevo estas linhas com a plena noção de que é muito fácil falar e criticar depois do desastre ter acontecido, mas não tenho grandes dúvidas que a maior parte dos benfiquistas terá, tal como eu, começado logo a torcer o nariz assim que soube qual seria o onze inicial.

E este onze incial foi quase que uma fotocópia do pior que vimos no tempo do Quique Flores, com David Luiz a lateral esquerdo ou Aimar como segundo avançado. No início da época perdemos a Supertaça para este mesmo adversário, num jogo em que fomos surpreendidos pelo avanço do Coentrão no terreno. Hoje isto voltou a acontecer. Dá para nos interrogarmos de que serve termos um dos melhores laterais esquerdos do futebol actual se, quando chega um jogo mais difícil, a primeira opção parece ser retirá-lo do seu lugar. Depois há a questão do Aimar. Sim, quer o Aimar, quer o Carlos Martins estão num bom momento de forma. Mas isto não significa que tenham obrigatoriamente que jogar sempre os dois, e há que escolher. O treinador optou pela solução mais fácil, que foi não ter que fazer uma escolha. Empurrou o Aimar para a posição onde conseguiu passar a sua primeira época em Portugal quase despercebido, e retirou da equipa o Saviola. Que está, sabemo-lo, em má forma. Mas é, na minha opinião, muito importante em toda a manobra ofensiva. E a sua experiência e sangue frio seriam, sem dúvida, importantes num jogo destes.

O resultado das alterações tácticas começou a ver-se logo ao fim de dez minutos, quando após uma incursão precisamente pelo lado esquerdo da nossa defesa, o porto marcou praticamente no primeiro ataque que fez, com o Varela, à vontade no meio da área, a empurrar para a baliza vazia após um centro do Hulk, que passou com facilidade pelo David Luiz. E não foi certamente por acaso que o porto continuou a criar perigo sempre por aquele lado. A opção do David Luiz para tentar travar o Hulk causou mais problemas que soluções. Uma das maiores armas do Hulk é a velocidade, e não é certamente o David Luiz que tem velocidade para o acompanhar. Por isso mesmo, acabou por demonstrar excessiva preocupação com o seu adversário directo, e mover-lhe uma marcação praticamente ao homem, subindo mesmo no terreno para o acompanhar sempre que ele recuava, e deixando uma auto-estrada nas suas costas. Auto-estrada que foi aproveitada, com uma eficácia terrível, pelo porto, que em mais duas jogadas por esse lado fez mais dois golos. Ambos pelo Falcao, aproveitando centros do Belluschi, que era quem explorava o espaço deixado nas costas do lateral. Antes da meia hora de jogo, o Benfica tinha o jogo perdido. No ataque, as coisas não funcionavam melhor: à tal meia hora de jogo, o Benfica tinha tantos remates quantos os do adversário (seis), sem nada para mostrar, e apesar de ter beneficiado de uma série de cantos e alguns livres, viu o Carlos Martins marcá-los praticamente todos mal.

Na segunda parte pouco restaria ao Benfica senão minimizar os estragos. A opção inicial foi revertida com a entrada do Gaitán para o lugar do Sidnei, e o jogo foi decorrendo de forma algo monótona, animado esporadicamente pelos golfistas de bancada que abundam naquele estádio. O Benfica não demonstrava - aliás, nunca demonstrou - capacidade para criar perigo (acho que me lembro apenas de uma oportunidade de golo, num remate do David Luiz após um canto - por acaso não marcado pelo Carlos Martins - que foi defendido com algum aparato pelo Hélton) e o porto não precisava sequer de se esforçar, pois tinha a certeza de que o jogo estava mais do que ganho, restando apenas saber por quantos. Como se as coisas não estivessem a correr suficientemente mal, até o nosso capitão e jogador mais experiente em campo perdeu a cabeça e foi justamente expulso, após dar uma cotovelada num adversário. E nos dez minutos finais foi construída a goleada, primeiro após um erro do Coentrão que permitiu ao Hulk arrancar um penálti, e depois num grande remate de fora da área do mesmo jogador.

Depois de um jogo destes não há forma de escolher melhores ou piores; todos estiveram mal. Mas critico a atitude do Luisão que lhe valeu a expulsão porque nunca a esperaria vinda dele. Nunca dele. É o nosso capitão, é um símbolo actual do clube, e mesmo considerando as circunstâncias à volta do jogo, e a forma como ele nos estava a correr, não consigo aceitá-la pacificamente.

Não é tanto o facto do Jorge Jesus ter decidido 'inventar' que me desilude. O que me desilude é a natureza dessa 'invenção'. Porque, pela primeira vez desde que ele chegou ao nosso clube, adivinhei-lhe medo nas suas acções. E isso é algo que, para mim, não pode existir no Benfica. Aceitaria melhor que o Benfica fosse goleado tentando ganhar o jogo, do que sê-lo tentando não perder. A reconquista da Liga ficou agora muito longe do nosso alcance. Mas temos dois terços do campeonato para disputar, e a obrigação de dar e fazer o nosso melhor. Que é mais, muito mais do que aquilo que eu vi esta noite. Após uma das páginas mais negras da minha vida de benfiquista, resta-me levantar a cabeça, ocupar o meu lugar no próximo jogo na Luz, e gritar ainda mais alto pelo meu Benfica. Nem admito outra opção.

17 Comments:

At 11/08/2010 10:11 da manhã, Anonymous JFilipe said...

A questão é que ele não inventou. Ele já tinha ensaiado aquilo com o Liverpool e levou uma tareia.

Algo que se voltou a ver, tinha acontecido, por exemplo, com o Lyon, é que o Jesus não sabe meter a equipa a jogar recuada e dar o jogo ao adversário. O Benfica só sabe defender quando manda no jogo. Se no campeonato isso não é grande problema, assusta-me o que nos pode suceder na Liga dos Campeões.

Enfim, resta-me esperar os regressos do Amorim e Cardozo para ver se as coisas melhoram.

 
At 11/08/2010 3:55 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Eu ando a referir aqui isso desde Agosto, antes da época começar.

Este conjunto de jogadores não faz uma equipa forte.
A Gestão deste plantel desde o final da época passada foi um desastre.

Ganhamos um único campeonato nos ultimos , e ouvimos logo o treinador e alguns jogadores a "pedincharem" aumentos de ordenado. Ouvem isso de algum atleta do Porto ?


Não perdemos pontos com o Braga, nem com o Sporting, mas ao fim de 10 jogos estamos a 10 pontos do primeiro e apenas os três ultimos têm mais derrotas do que nós.

Isto diz tudo relativamente à Gestão deste plantel.
O que mais me custa é que era evidente que este descalabro iria acontecer. Aqui o referi várias vezes.

 
At 11/08/2010 6:48 da tarde, Blogger Catarina Vieira said...

Boas,
concordo com a análise do jogo e penso que o número até pode pecar por escasso pois a diferença de qualidade entre as duas equipas foi por demais evidente. As invenções tornaram um benfica não muito forte numa equipa banal e o porto aproveitou.
Mas foram apenas três pontos e ainda há o jogo da Luz. E como este porto deve ir longe na UEFA ao contrario do benfica na Liga dos Campeoes, de certeza que vai perder varios pontos e o benfica pode aproveitar.
Aproveito para notar uma frase a que falta o verbo:
Escreveu:

'E a sua experiência e sangue frio seriam, sem dúvida, importantes num jogo destes.'
e para felicitar a sua escrita.

Armando Sá

 
At 11/08/2010 9:50 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Junta médica precisa-se...

JJ já nos tinha mostrado ñ ser propriamente um treinador inteligente e brilhante, agora começa a assustar pq começa a mostrar sinais de senilidade. Na TV depois do 2-0 as imagens de JJ com um ar perdido e conformado dizem tudo.O ano passado enganou e bem, pode agradecer isso a Di e Ramires.
Este ano é o segundo título q entrega ao PCPORKO depois do q se viu na supertaça, juntando a estes o jogo com o Schalke e o de Lyon já são demasiados disparates.
Como é possível o Nuno Gomes nem sequer estar no banco, o Saviola ñ entrar e o Airton estar a ser queimado com o Javi tão perdido em campo como o treinador no banco.

Adepto sofre...

 
At 11/09/2010 12:23 da manhã, Anonymous Anónimo said...

http://www.youtube.com/watch?v=ktdsekxnTRo&feature=player_embedded

 
At 11/09/2010 12:43 da manhã, Anonymous Filipe said...

Isto leva tudo à questão base...meter o david à esquerda, ou pôr o peixoto..ou pôr o coentrão a lateral para o gaitan ser o extremo é uma questão que só existe porque os dirigentes do Benfica não tiveram dois dedos de testa para preparar a venda mais que anunciada do Di Maria...agora bem podem remendar como quiserem...

O Benfica não perdeu só em termos individuais com as saídas...perdeu tacticamente também. A saída de Di Maria e de Ramires não tiveram substitutos directos e isso reflecte-se em termos tácticos. À esquerda, passamos jogos atrás de jogos a remendar a ausência do Di Maria tal como já referi e depois em jogos mais difíceis não conseguimos ganhar o meio campo, porque nos falta um médio com as características do Ramires. O Benfica anda a jogar com um trinco e dois médios de ataque.

Mesmo a permanência do Ramires estava tão mal protegida, que foi uma estupidez não terem preparado a sua saída de forma antecipada.

 
At 11/09/2010 1:40 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Também disse isso aqui em Agosto.

Afirmei por estas mesmas palavras :

"o sucesso desportivo desta época, depende da pemanância do Ramires"

 
At 11/09/2010 6:43 da tarde, Blogger joão said...

Pior do que a invenção e do possível medo é a persistência no mesmo erro, voltamos a repetir a mesma táctica que no jogo com o Liverpool e com o mesmo desastroso resultado, voltamos a repetir com este adversário não jogar com o Coentrão a defesa esquerdo agora ainda com um pior resultado, este não aprender com os erros é que me deixa muito preocupado.
O utilizar o Aimar no lugar do Saviola posso não concordar mas aceito-a, Saviola fora de forma o Aimar até acabou por jogar praticamente na mesma posição o que implicou jogarmos só com um atacante mas o Aimar até foi provavelmente o nosso melhor jogador. Agora a outra mudança não se entende nem se percebe para obstar ao melhor jogador adversário deve pôr-se o nosso melhor jogador o Coentrão e não tira-lo que foi aquilo que ele fez, mais se no anos passado ainda fazia algo sentido deslocar o David Luiz que podia compensar a menor qualidade no lugar com uma forma estrondosa este ano não faz sentido nenhum já que ele nem sequer atravessa um grande momento de forma.
Apenas não concordo contigo numa coisa o quinto golo foi um bom remate mas o guarda redes do Benfica tem de defender aquela bola e tem que fazer melhor do que fez no terceiro golo, alias se verificarmos as oportunidades que o adversário teve neste jogo e as do jogo de Lyon são praticamente as mesmas em numero a diferença é que naquele jogo ele safou umas duas ou três e neste jogo nada.

Anonymous resposta a tua pergunta é que normalmente não mas quando acontece são logo corridos, nem a cultura do nosso clube foi ou será repressiva nem isso é o nosso maior problema (isto já na década de sessenta e setenta acontecia e não foi por isso que não ganhamos o que ganhamos)

O problema é que não resolvemos as saídas e criamos um problema maior do que aquele que existia na baliza, podemos dar-nos ao luxo de ter um jogador como o Gaitan que tal como o Di Maria ao inicio é muito inconstante mas não podemos ter um jogador inconstante na baliza que alterna entre o mau, o bom e neste dois últimos jogos voltou ao mau, sofrer oito golos em dois jogos em que é culpado exclusivo num e em mais três podia ter feito mais volta a não indicar nada de bom.

 
At 11/09/2010 11:28 da tarde, Anonymous SLB4EVER said...

A tua análise expressa bem o q se passou e qd falas da utilização em simultâneo do Martins e Aimar ñ podia estar + de acordo. Ñ se percebe como o treinador ñ vê isso.
Este ano ñ temos meio campo o único q defende é o Javi, velocidade tb já era sem o Ramires e Di. Com os jogadores que estão no plantel talvez a jogar em 4-3-3 se possa apresentar uma formação sólida e capaz, insistir no esquema do ano passado ñ é viável, assim como me parece óbvio q é necessário contra equipas fortes jogar com 2 médio centro + recuados (Javi/Airton/Amorim).
A nível desportivo o q se está a passar é muito grave e depois do sonho q foi a última epoca estamos agora em um pesadelo q parece ñ terminar.
O JJ já conseguiu perder quase todos os adeptos e para piorar parece ter perdido tb os jogadores, o vermelho do Luisão acho q espelha bem isto e ultimamente já foram vários jogos em que equipa esteve completamente desnorteada, apática e sem atitude com o treinador no banco a dar uma imagem de perdido e incapaz de reagir.
O Schaffer e o Urreta é de uma burrice atróz ñ estarem este ano no plantel, o JJ teve os jogadores q quis para formar o plantel e colmatar as saídas, bastante dinheiro foi gasto nisso e ainda se dá ao luxo de excluir o Nuno Gomes e sentar o Saviola; estamos aonde? onde é q isto vai dar? A ir por este caminho ñ há optimismo possível.
Esta derrota o JJ começou a preparar aquando a dupla substituição no jogo da champions q quase permitiu a reviravolta do Lyon e invertendo o estado anímico dos jogadores para o clássico.
Aproveito para perguntar aonde está o pedido de desculpas aos adeptos e o assumir da responsabilidade nesta humilhação por parte do treinador pq ajudar na campanha de marketing para a venda do Hulk ñ é aceitável. Estas desculpas era o mínimo q se pedia e ainda ñ aconteceram , se ele ñ se manca a direção deveria dizer-lhe isso, caso contrário na minha opinião deixa de ter condições para ser treinador do SLB. Com o aumento do contrato e salário milionário q usufrui erros primários destes e atitudes de ñ assumir as responsabilidades do rendimento da equipa ñ se admitem e ñ podemos compactuar com isto.
Considerando a liga e a champions em 14 jogos efectuados temos 8 vitórias, 6 derrotas, 20 golos marcados e 17 sofridos + palavras pra q, esta é a dura realidade...

 
At 11/09/2010 11:28 da tarde, Anonymous SLB4EVER said...

A tua análise expressa bem o q se passou e qd falas da utilização em simultâneo do Martins e Aimar ñ podia estar + de acordo. Ñ se percebe como o treinador ñ vê isso.
Este ano ñ temos meio campo o único q defende é o Javi, velocidade tb já era sem o Ramires e Di. Com os jogadores que estão no plantel talvez a jogar em 4-3-3 se possa apresentar uma formação sólida e capaz, insistir no esquema do ano passado ñ é viável, assim como me parece óbvio q é necessário contra equipas fortes jogar com 2 médio centro + recuados (Javi/Airton/Amorim).
A nível desportivo o q se está a passar é muito grave e depois do sonho q foi a última epoca estamos agora em um pesadelo q parece ñ terminar.
O JJ já conseguiu perder quase todos os adeptos e para piorar parece ter perdido tb os jogadores, o vermelho do Luisão acho q espelha bem isto e ultimamente já foram vários jogos em que equipa esteve completamente desnorteada, apática e sem atitude com o treinador no banco a dar uma imagem de perdido e incapaz de reagir.
O Schaffer e o Urreta é de uma burrice atróz ñ estarem este ano no plantel, o JJ teve os jogadores q quis para formar o plantel e colmatar as saídas, bastante dinheiro foi gasto nisso e ainda se dá ao luxo de excluir o Nuno Gomes e sentar o Saviola; estamos aonde? onde é q isto vai dar? A ir por este caminho ñ há optimismo possível.
Esta derrota o JJ começou a preparar aquando a dupla substituição no jogo da champions q quase permitiu a reviravolta do Lyon e invertendo o estado anímico dos jogadores para o clássico.
Aproveito para perguntar aonde está o pedido de desculpas aos adeptos e o assumir da responsabilidade nesta humilhação por parte do treinador pq ajudar na campanha de marketing para a venda do Hulk ñ é aceitável. Estas desculpas era o mínimo q se pedia e ainda ñ aconteceram , se ele ñ se manca a direção deveria dizer-lhe isso, caso contrário na minha opinião deixa de ter condições para ser treinador do SLB. Com o aumento do contrato e salário milionário q usufrui erros primários destes e atitudes de ñ assumir as responsabilidades do rendimento da equipa ñ se admitem e ñ podemos compactuar com isto.
Considerando a liga e a champions em 14 jogos efectuados temos 8 vitórias, 6 derrotas, 20 golos marcados e 17 sofridos + palavras pra q, esta é a dura realidade...

 
At 11/09/2010 11:29 da tarde, Anonymous SLB4EVER said...

A tua análise expressa bem o q se passou e qd falas da utilização em simultâneo do Martins e Aimar ñ podia estar + de acordo. Ñ se percebe como o treinador ñ vê isso.
Este ano ñ temos meio campo o único q defende é o Javi, velocidade tb já era sem o Ramires e Di. Com os jogadores que estão no plantel talvez a jogar em 4-3-3 se possa apresentar uma formação sólida e capaz, insistir no esquema do ano passado ñ é viável, assim como me parece óbvio q é necessário contra equipas fortes jogar com 2 médio centro + recuados (Javi/Airton/Amorim).
A nível desportivo o q se está a passar é muito grave e depois do sonho q foi a última epoca estamos agora em um pesadelo q parece ñ terminar.
O JJ já conseguiu perder quase todos os adeptos e para piorar parece ter perdido tb os jogadores, o vermelho do Luisão acho q espelha bem isto e ultimamente já foram vários jogos em que equipa esteve completamente desnorteada, apática e sem atitude com o treinador no banco a dar uma imagem de perdido e incapaz de reagir.
O Schaffer e o Urreta é de uma burrice atróz ñ estarem este ano no plantel, o JJ teve os jogadores q quis para formar o plantel e colmatar as saídas, bastante dinheiro foi gasto nisso e ainda se dá ao luxo de excluir o Nuno Gomes e sentar o Saviola; estamos aonde? onde é q isto vai dar? A ir por este caminho ñ há optimismo possível.
Esta derrota o JJ começou a preparar aquando a dupla substituição no jogo da champions q quase permitiu a reviravolta do Lyon e invertendo o estado anímico dos jogadores para o clássico.
Aproveito para perguntar aonde está o pedido de desculpas aos adeptos e o assumir da responsabilidade nesta humilhação por parte do treinador pq ajudar na campanha de marketing para a venda do Hulk ñ é aceitável. Estas desculpas era o mínimo q se pedia e ainda ñ aconteceram , se ele ñ se manca a direção deveria dizer-lhe isso, caso contrário na minha opinião deixa de ter condições para ser treinador do SLB. Com o aumento do contrato e salário milionário q usufrui erros primários destes e atitudes de ñ assumir as responsabilidades do rendimento da equipa ñ se admitem e ñ podemos compactuar com isto.
Considerando a liga e a champions em 14 jogos efectuados temos 8 vitórias, 6 derrotas, 20 golos marcados e 17 sofridos + palavras pra q, esta é a dura realidade...

 
At 11/09/2010 11:29 da tarde, Anonymous SLB4EVER said...

A tua análise expressa bem o q se passou e qd falas da utilização em simultâneo do Martins e Aimar ñ podia estar + de acordo. Ñ se percebe como o treinador ñ vê isso.
Este ano ñ temos meio campo o único q defende é o Javi, velocidade tb já era sem o Ramires e Di. Com os jogadores que estão no plantel talvez a jogar em 4-3-3 se possa apresentar uma formação sólida e capaz, insistir no esquema do ano passado ñ é viável, assim como me parece óbvio q é necessário contra equipas fortes jogar com 2 médio centro + recuados (Javi/Airton/Amorim).
A nível desportivo o q se está a passar é muito grave e depois do sonho q foi a última epoca estamos agora em um pesadelo q parece ñ terminar.
O JJ já conseguiu perder quase todos os adeptos e para piorar parece ter perdido tb os jogadores, o vermelho do Luisão acho q espelha bem isto e ultimamente já foram vários jogos em que equipa esteve completamente desnorteada, apática e sem atitude com o treinador no banco a dar uma imagem de perdido e incapaz de reagir.
O Schaffer e o Urreta é de uma burrice atróz ñ estarem este ano no plantel, o JJ teve os jogadores q quis para formar o plantel e colmatar as saídas, bastante dinheiro foi gasto nisso e ainda se dá ao luxo de excluir o Nuno Gomes e sentar o Saviola; estamos aonde? onde é q isto vai dar? A ir por este caminho ñ há optimismo possível.
Esta derrota o JJ começou a preparar aquando a dupla substituição no jogo da champions q quase permitiu a reviravolta do Lyon e invertendo o estado anímico dos jogadores para o clássico.
Aproveito para perguntar aonde está o pedido de desculpas aos adeptos e o assumir da responsabilidade nesta humilhação por parte do treinador pq ajudar na campanha de marketing para a venda do Hulk ñ é aceitável. Estas desculpas era o mínimo q se pedia e ainda ñ aconteceram , se ele ñ se manca a direção deveria dizer-lhe isso, caso contrário na minha opinião deixa de ter condições para ser treinador do SLB. Com o aumento do contrato e salário milionário q usufrui erros primários destes e atitudes de ñ assumir as responsabilidades do rendimento da equipa ñ se admitem e ñ podemos compactuar com isto.
Considerando a liga e a champions em 14 jogos efectuados temos 8 vitórias, 6 derrotas, 20 golos marcados e 17 sofridos + palavras pra q, esta é a dura realidade...

 
At 11/09/2010 11:29 da tarde, Anonymous SLB4EVER said...

A tua análise expressa bem o q se passou e qd falas da utilização em simultâneo do Martins e Aimar ñ podia estar + de acordo. Ñ se percebe como o treinador ñ vê isso.
Este ano ñ temos meio campo o único q defende é o Javi, velocidade tb já era sem o Ramires e Di. Com os jogadores que estão no plantel talvez a jogar em 4-3-3 se possa apresentar uma formação sólida e capaz, insistir no esquema do ano passado ñ é viável, assim como me parece óbvio q é necessário contra equipas fortes jogar com 2 médio centro + recuados (Javi/Airton/Amorim).
A nível desportivo o q se está a passar é muito grave e depois do sonho q foi a última epoca estamos agora em um pesadelo q parece ñ terminar.
O JJ já conseguiu perder quase todos os adeptos e para piorar parece ter perdido tb os jogadores, o vermelho do Luisão acho q espelha bem isto e ultimamente já foram vários jogos em que equipa esteve completamente desnorteada, apática e sem atitude com o treinador no banco a dar uma imagem de perdido e incapaz de reagir.
O Schaffer e o Urreta é de uma burrice atróz ñ estarem este ano no plantel, o JJ teve os jogadores q quis para formar o plantel e colmatar as saídas, bastante dinheiro foi gasto nisso e ainda se dá ao luxo de excluir o Nuno Gomes e sentar o Saviola; estamos aonde? onde é q isto vai dar? A ir por este caminho ñ há optimismo possível.
Esta derrota o JJ começou a preparar aquando a dupla substituição no jogo da champions q quase permitiu a reviravolta do Lyon e invertendo o estado anímico dos jogadores para o clássico.
Aproveito para perguntar aonde está o pedido de desculpas aos adeptos e o assumir da responsabilidade nesta humilhação por parte do treinador pq ajudar na campanha de marketing para a venda do Hulk ñ é aceitável. Estas desculpas era o mínimo q se pedia e ainda ñ aconteceram , se ele ñ se manca a direção deveria dizer-lhe isso, caso contrário na minha opinião deixa de ter condições para ser treinador do SLB. Com o aumento do contrato e salário milionário q usufrui erros primários destes e atitudes de ñ assumir as responsabilidades do rendimento da equipa ñ se admitem e ñ podemos compactuar com isto.
Considerando a liga e a champions em 14 jogos efectuados temos 8 vitórias, 6 derrotas, 20 golos marcados e 17 sofridos + palavras pra q, esta é a dura realidade...

 
At 11/09/2010 11:33 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Oi desculpa isso mas tou sem perceber como o comentário foi enviado 5 vezes qd cancelei o envio do mesmo.
Odeio SPAM

 
At 11/10/2010 12:03 da tarde, Anonymous Anónimo said...

"O Schaffer e o Urreta é de uma burrice atróz ñ estarem este ano no plantel, o JJ teve os jogadores q quis para formar o plantel e colmatar as saídas"


A gestão dos jogadores é incompreensivel :

- O JJ não descansou enquanto não queimou todos os defesas esquerdos que lá estavam para trazer o César Peixoto. O Resultado Desportivo e rendimento do Peixoto estão à vista:

- Todos os brasileiros de 2ª linha que stavam no plnatel quando o JJ chegou foram recanbiados.

- Entretanto, outros que foram contratados por indicação do JJ foram pelo mesmo caminho como por exemplo o Éder Luís.

- Qaundo chegou, o JJ exigiu io Julio César e Weldon que têm tido a utilização que se conhece.

- Gastámos vários milhões de Euros este defeso (que davam para segurar 2 Ramires) com o resultado que se observa

 
At 11/11/2010 10:43 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Aquela festa toda, ontem em Luanda, aquelas homenagens a um jogador que se chama Mantorras, não é merecida para um grupo como este, que já "alcançou" o número de derrotas que conhecemos no decorrer desta época.

Já quando "perdemos" o Ramires o nosso presidente andava em homenagens em São Paulo.

E o Mantorras que foi homenageado pelo seu País e pelo Benfica,... é o mesmo Mantorras que abandonou TODO o grupo nos festejos do ultimo campeonato, ou estamos a falar de outro Mantorras ?

 
At 11/12/2010 11:00 da manhã, Blogger LF said...

Vamos lançar um boicote ao jornal "A Bola", enquanto o Miguel Sousa Tavares escrever lá.
Divulguem pf

 

Enviar um comentário

<< Home