sexta-feira, agosto 03, 2007

Expectativa

Bem, o mais provável é que na pré-eliminatória da Champions League apanhemos o colosso FC Copenhaga. Aquela equipa fortíssima que, mesmo delapidada do seu melhor marcador, e com o seu melhor jogador a lesionar-se antes da meia-hora de jogo, conseguiu aterrorizar o Nandinho o ano passado, ao ponto de o levar a enfiar a equipa toda na retranca de forma a que pudéssemos sair de Copenhaga com um preciosíssimo ponto. Que no final até se veio a revelar absolutamente fundamental nas contas do apuramento (not!). Aposto que ainda hoje o Nandinho deve ter pesadelos com a batalha épica que foi travada frente aos poderosos vikings. Temos, portanto, espectáculo garantido.

Nandinhices à parte, esta noite vamos poder voltar a ver o Benfica em acção, e já quase com o plantel completo. Na minha opinião, o Benfica este ano comprou com cabeça e a tempo. Investiu-se em jogadores para as posições em que realmente estávamos necessitados, e investiu-se em qualidade. Vieram jogadores jovens e com potencial, que espero que o Benfica consiga desenvolver. Temos, na minha opinião, pelo menos dois jogadores para cada posição. Há várias opções no plantel que permitirão ao treinador implementar todos os modelos de jogo que lhe passem pela cabeça, seja o 4-4-2, o 4-3-3, o 4-2-2-2, ou seja lá o que for. Se a meio da época de repente se começar a chegar à conclusão que afinal o plantel só tem doze ou treze jogadores, essa redução só pode ser resultado do responsável pela equipa, e não uma responsabilidade de quem construiu o plantel de acordo com as indicações desse mesmo responsável. Também não admito 'períodos de adaptação', sobretudo tendo em conta que o treinador já cá anda há mais de um ano. De uma forma sucinta: não admito desculpas vindas do sítio do costume! Exijo resultados do investimento feito, julgo que estarei acompanhado nesta exigência pela maioria dos benfiquistas e, mais importante, pela direcção. É que eu confesso que já há algum tempo que as minhas expectativas em relação a uma época não eram tão altas.

37 Comments:

At 8/03/2007 12:05 da tarde, Anonymous Americano said...

Estou contigo D'Arcy, vamos a eles!
Tempo de adaptação só para o Adu :)

 
At 8/03/2007 12:09 da tarde, Blogger D'Arcy said...

O tempo de adaptação a que me refiro foi aquele que o ano passado foi dito que era necessário para que a equipa se habituasse a jogar em losango, depois de tanto tempo a jogar 'à Camacho' (4-2-3-1).

 
At 8/03/2007 12:24 da tarde, Blogger falsolento said...

Não consigo perceber como é que alguém pode ter expectativas altas com uma equipa treinada pelo Nando.

Ainda bem que o primeiro jogo é na Luz, assim temos a obrigação de começar logo ao ataque e pode ser que marquemos uns golitos. Caso contrário, corríamos o risco de ir para lá jogar à defesa e sair do primeiro jogo com uma ou duas batatas.

A minha expectativa, como este artista, é sempre MUITO baixa.

 
At 8/03/2007 12:28 da tarde, Blogger D'Arcy said...

A minha expectativa prende-se com a qualidade do plantel. Por isso é que não admito que o treinador não acompanhe ou aproveite essa qualidade.

 
At 8/03/2007 12:32 da tarde, Blogger falsolento said...

Mas ele já demonstrou que é incapaz de fazer precisamente isso! Estes bons jogadores, na mão daquele caramelo, parecem-me um desperdício.

Por isso estou tão pessimista. Acho que este torneio do Guadiana vai ser fundamental para a confiança que a equipa levará para a pré-eliminatória. E estou com um feeling que a coisa vai correr mal.

Vamos ver mais logo.

 
At 8/03/2007 12:37 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Se este torneio for desastroso, não sei se o Nandinho resistirá muito tempo. Parece-me que ele sabe que não tem margem para grandes erros.

 
At 8/03/2007 1:25 da tarde, Anonymous Cláudia_SLB4ever said...

Consigo imaginar coisas bonitas se fosse o Camacho a treinar este plantel... Enfim...

 
At 8/03/2007 1:56 da tarde, Blogger zorg said...

O Fernando Santos fez muitas asneiras no ano passado, mas o empate em Copenhaga não foi uma delas, certamente!

O Copenhaga não é uma equipa fraca. Aliás, não há equipas fracas na liga dos campeões! A prova disso é que o empate em Copenhaga foi o melhor resultado que qualquer uma das 3 equipas do grupo lá conseguiu. O Benfica perdeu o apuramento ao perder em casa com o Man Utd, já que foi a única equipa do grupo a não conseguir ganhar aos ingleses no seu próprio estádio.

 
At 8/03/2007 2:27 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Argh! Outra vez o argumento dado pelo próprio Nandinho é que não!

O resultado em Copenhaga não foi mau, foi péssimo! Não se podem comparar as condições em que o Benfica lá jogou com as condições em que o Celtic ou o Man Utd jogaram. O Copenhaga contra o Benfica estava a estrear-se na Champions. Não tinha qualquer experiência, e estava literalmente aterrorizado com o Benfica, sendo que o empate já os satisfazia. Como o Benfica foi também jogar para o empate, eles agradeceram, e foi por isso que assistimos a alguns dos momentos mais patéticos de futebol que já vi na Champions, com os dinamarqueses todos enfiados no seu meio-campo à espera do Benfica, e o Benfica a trocar a bola na defesa sem qualquer interesse em atacar.

O Marcus Allbäck não jogou contra nós. Ele por acaso é só uma das estrelas da equipa, e o seu melhor marcador. Marcou o golo da vitória contra o Man Utd, e marcou também na vitória sobre o Celtic. O melhor jogador deles, Jesper Gronkjaer, saiu antes do intervalo (também marcou contra o Celtic). Lamento, mas perante todas estas condicionantes o empate foi um resultado patético.

 
At 8/03/2007 2:34 da tarde, Blogger zorg said...

D'Arcy, vais-me desculpar, mas não são desculpas, é a realidade! Se o Allback não jogou contra nós, também houve jogadores nossos que não jogaram contra eles, isso é irrelevante! O futebol não é feito de ses, é feito do que acontece dentro do campo e dentro do campo o empate do Benfica foi o melhor que alguém conseguiu em Copenhaga!

Se me disseres que a derrota em casa com o Man Utd foi um resultado péssimo, eu concordo. Não só porque em casa não se pode perder, quando se quer passar à fase seguinte, como o Copenhaga e o Celtic demonstraram que ganhar ao Man Utd na condição de visitado estava longe de ser impossível. Agora reclamar por um empate, quando toda a gente que lá vai a seguir perde, não me parece sério.

 
At 8/03/2007 2:50 da tarde, Blogger ratogoleador said...

D'Arcy,

Triste é que um jogo de pré temporada possa servir para qualquer ataque ou avaliação coerente.

Essa pressão é prejudicial para nós e feita pelos opinadores de serviço ainda entendo, agora pelos próprios adeptos é muito mau.

Um mau resultado na pre epoca é um testes para os outros, para o Benfica é um desastre sempre exagerado, sei que carregamos essa sina pela nossa grandeza mas não deixa de ser errado e cabe a nós
adeptos alterar isso.

Estou a favor da alteração do treinador nem que seja pela maior paciencia dos adeptos mas nunca nesta altura seja qual for o resultado so torneio.

Força Benfica

 
At 8/03/2007 2:58 da tarde, Blogger zorg said...

Estou 1000% de acordo contigo, ratogoleador.

O Fernando Santos nunca teria sido a minha escolha para treinador do Benfica e também era favorável a que tivesse sido substituído no final da época passada, por ter falhado todos os objectivos a que se propôs.

No entanto não foi isso que foi decidido e ele é o treinador do Benfica. E pedir a cabeça de um treinador, por resultados ou exibições em jogos de preparação parece-me muito pouco correcto.

Jogos de preparação servem para preparar. Não dão pontos em caso de vitória, nem muito menos uma boa exibição num jogo de preparação é sinónimo de uma boa época!

 
At 8/03/2007 3:04 da tarde, Anonymous BENFICA FC said...

Não há 2 jogos iguais, nem duas desculpas iguais. Se falharmos, desta vez, não pode haver qualquer desculpa. Aliás, é muito diferente jogar uma pré-eliminatória da liga das campeões ou jogar um jogo da fase de grupos. Não pode haver desculpas numa eliminatória destas.
http://benfica-fc.com/slbenfica/

 
At 8/03/2007 3:19 da tarde, Blogger D'Arcy said...

1) O Copenhaga é uma equipa semi-amadora. O facto de faltarem dois dos jogadores deles que são profissionais tem um peso muito maior do que a falta de dois jogadores nossos. Eu reporto-me ao que vi: o Copenhaga estava cheio de medo de nós, e nós não quisemos tirar partido disso. O que me irrita não é termos empatado. O que me irrita é que não tentámos sequer ganhar! Não admito, simplesmente como benfiquista recuso-me a aceitar este tipo de atitude da minha equipa! Aceito melhor uma derrota num jogo que tentámos ganhar do que um empate nas condições em que o de Copenhaga aconteceu. E se essa atitude é devida ao xóninhas do treinador, então ele não é treinador para o Benfica.

2) Se a pressão sobre o treinador do Benfica aumentar devido a uma má performance no Torneio do Guadiana, é errado estar a ter uma visão redutora das coisas. O que se passa agora é o resultado de um ano inteiro a levar com ele, e de um ano inteiro em que ele andou a enervar os adeptos. Isto vai-se acumulando, não descarrega como que por milagre durante o defeso. O Nandinho deita-se todos os dias na cama que ele próprio fez.

 
At 8/03/2007 3:33 da tarde, Blogger Esbutenado said...

Concordo totalmente com o ultimo post do D'Arcy. As comparacoes com outras equipas, outros jogos, se faltava o jogador x ou y, valem o que valem. O que me deixou completamente envergonhado nesse jogo foi o Benfica jogar para o empate e nem sequer tentar ganhar o jogo quando se via perfeitamente que os dinamarqueses estavam todos borrados e que sempre que nos apertavamos um bocado eles tremiam como varas verdes. Tivemos MEDO de perder e jogamos para o empate, o que de forma alguma esta de acordo com o que e' o Benfica. Alias, este jogo em Copenhaga e o jogo contra o Lille em Paris, com 40 mil portugueses nas bancadas e o Koeman a jogar em 8-2-0, foram absolutamente vergonhosos para uma equipa como o Benfica.
Por outro lado tambem compreendo o ponto de vista do ratogoleador e do zorg, ja que se decidiu manter o Nandinho, tambem nao acho que despedir o homem na pre-epoca seja uma boa ideia. No entanto, esta pressao imensa sobre o Nandinho era mais que previsivel, dado o autentico descalabro que foi a ultima temporada, onde o Nandinho foi o maior responsavel. Alias, este foi um dos pontos debatidos ate a exaustao quando se soube que ele ia ficar, ao primeiro deslize toda a gente lhe ia cair em cima.

PS - Comecam as lesoes musculares no Benfica, e logo no Cardozo. Eu repito-me constantemente neste assunto, mas o Bruno Moura e' um incompetente de todo o tamanho, porra, nao havera melhor preparador fisico que este gajo??

 
At 8/03/2007 3:34 da tarde, Blogger zorg said...

O Copenhaga é uma equipa semi-amadora? Tens a certeza disso? Quantos jogadores não profissionais é que jogaram contra o Benfica, nas duas mãos?

Mas seja como for isso é irrelevante. Eu vi o jogo e não vi o Benfica a não tentar ganhar (aliás, até acho essa ideia de que o Benfica às vezes não tenta ganhar hilariante, mas pronto). O que eu vi, foi o Benfica a debater-se com dificuldades frente a uma equipa difícil, num terreno difícil! Lembro-me perfeitamente de termos desperdiçado uma oportunidade flagrante, em que o Paulo Jorge atirou ao poste com estrondo, perto do final do jogo. O que vi também foi o Benfica a conseguir lidar com essas dificuldades melhor do que o Celtic e o Man Utd conseguiram.

Ou será que o Copenhaga contra o Celtic e o Man Utd que, volto a sublinhar, perderam lá, já não era uma equipa "semi-amadora"?

 
At 8/03/2007 3:43 da tarde, Anonymous Born again Índio said...

Temos que passar a eliminatória e vamos fazê-lo! Este é o meu mantra a partir de agora para ver se recupero a fé.
Apostamos em quantidade e qualidade, apostamos quanto a mim bem , em jogadores com futuro e não com passado, recuperámos jogadores importantes como o Manuel F. e o N.Assis, temos um bom "matador" lá na frente ( O Dabao, claro!!O Inca Cardozo ainda está a ganhar fôlego:)) ) a defesa melhorou em qualidade.
A partir de agora não existe razão visivel para não fazermos uma época decente, um treinador que é "presenteado" com os reforços com que o FS foi não pode alegar nada.
Agora é preciso dar sentido a estas escolhas e opções, formar uma equipa unida, um fio de jogo diferente e baseado em diferentes opções de construção, não tão Simão-dependentes, o Rui Costa tem que procurar a sua referência e "sistematizá-la", as laterais, etc...o trabalho não é pouco, mas bem "picadinho" (como diria a grande Hermínia)o Benfica pode ser um caso sério.
Quanto ao FS vou fazer "reset", o passado é passado, e vou julgá-lo sem preconceitos a partir do que fizer agora. Todos precisamos de uma segunda chance, uma vez ou outra, e quanto a mim se ele foi responsável (como parece) pela vinda destes reforços, merece-me desde já um ponto positivo.
Alea jacta est!!
Vamos caraças, do que é que estamos à espera??

 
At 8/03/2007 3:47 da tarde, Anonymous Americano said...

2 reparos:
- ao contrário do normal, estou totalmente em desacordo com o D'Arcy. Eu defendi e defendo o empate em Copenhaga como um bom resultado, e não é por acaso que só houve 2 não vitórias caseiras no nosso grupo, o nosso empate e a nossa derrota, logo o empate fora foi bom, tal como foi VITAL aquele empate com o Lille em Paris, onde o Koeman também não tentou ganhar, deixou e resolveu em casa. Contra o MU fizemos 60 minutos fabulosos, vi aquela equipa que dominou a liga inglesa a chutar a bola para a frente, qual P. Ferreira ou Gil Vicente, e foi essa derrota injusta que nos custou a eliminatória! E obviamente que nenhuma equipa amadora bate o Celtic e o MU em casa, mas enfim
- lesão do Cardozo: são estas pequenas merdas que me irritam, já começa mal, mas daqui a umas jornadas está tudo a malhar no treinador, esquecendo que enquanto o Paulo Bento vai defrontar o Benfica na máxima força, nós temos o Adu nos states, o Luizão ainda eventualmente a caminho, e o Di Maria, o Nuno Gomes, e o Cardozo lesionados, ou seja 4 (!!!) potenciais titulares de fora e menos de 2 semanas da pré-eliminatória da LC! Depois espantam-se o Sporting entrar na Liga a carburar, e nós a perder pontos porque ainda estamos a fazer experiências!

 
At 8/03/2007 3:52 da tarde, Blogger falsolento said...

Acho que andamos todos a ver o Benfica há muitos anos, todos nós adoramos o Glorioso, todos nós desejamos a melhor sorte ao Nando y sus muchachos, todos nós tudo e mais alguma coisa.

Mas, no fundo, já todos chegámos à mesma conclusão. É tudo muito bonito, sim senhor, é óbvio que temos que apoiar sempre a equipa e os treinadores, claro que os jogos de preparação valem o que valem e tal, nem sim nem não antes pelo contrário e o camandro.

Mas a conclusão, que de tão óbvia até dói, é só esta: JAMAIS GANHAREMOS O QUE QUER QUE SEJA ENQUANTO O NANDO FOR O TREINADOR. JAMAIS FAREMOS BOA FIGURA NAS COMPETIÇÕES EUROPEIAS ENQUANTO O SUPRA-MENCIONADO SENHOR TREINAR O GLORIOSO.

Como todos vocês, adorava estar enganado, mas não estou. É triste. A questão é saber por quanto tempo queremos prolongar a agonia, à conta dos argumentos da pré-época, da integração nos novos jogadores, do calor que faz no Egipto, dos 15 minutos de atraso face à hora prevista, do "verdadeiro Benfiquista acredita sempre", do não se muda de treinador por causa de jogos particulares, etc, etc, etc.

Outra tristeza, é mais esta lesão, desta vez do Cardozo. Não percebo nada disto, mas são coincidências a mais para ser só azar. Mas será que ninguém no clube é competente?

PS: prometo vir aqui amanhã comer o meu chapéu, se fizermos um bom jogo esta noite. Como eu adorava não ter razão!

 
At 8/03/2007 4:18 da tarde, Blogger falsolento said...

Já agora, e porque hoje estou mesmo furioso, o jogo de Copenhaga da época passada é bem o exemplo de como NUNCA ganharemos nada com este treinador.

Estou-me nas tintas se mais ninguém lá pontuou a seguir. Jogar lá, nas circunstâncias particulares DAQUELE jogo, e actuar da forma como nós fizemos, é renegar por completo tudo aquilo que significa ser do Glorioso SLB! Foi das maiores vergonhas a que já assisti (numa Champions, porra!) e teve um ÚNICO culpado.

O Gwaihir, a esse propósito, escreveu um post brilhante no Ninho das Águias, vale a pena recuperá-lo e constatar como tudo continua igual.

 
At 8/03/2007 4:22 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Eu só lamento não ter aqui imagens de vários dos momentos desse jogo, sobretudo durante a segunda parte, para exemplificarem o porquê da minha indignação.

Eu garanto que na altura o que vi foi suficiente para me pôr a vociferar para a TV feito estúpido, mesmo sabendo perfeitamente que eles não me podiam ouvir. Tive que levantar-me e sair da sala para me acalmar. Ainda hoje, passado que está quase um ano, fico irritado de cada vez que me lembro desse jogo. O referido lance do Paulo Jorge foi uma pedrada no charco, fruto de uma iniciativa individual dele. O resto da equipa estava no seu próprio meio-campo a assistir.

 
At 8/03/2007 4:38 da tarde, Blogger ratogoleador said...

Ok mas o Nandinho foi o primeiro a reconhecer que a equipa é que se encolheu após o remate à trave nos últimos 10 minutos essa mentalidade vinha do Trapa e do Koemom na mente dos jogadores estava presente o mais vale um empate do que uma derrota.

Com o Nandinho mudamos para melhor, finalmente passamos a jogar ao ataque, fizemos muito mais pontos e nem perdemos em casa (até fizemos mais pontos do que com o Camacho).

No inicio de época foi difícil mas depois notou-se melhoras e isso foi dedo do engenheiro.

Agora não me lixem, o Benfica tem de ir à bruxa porque um preparador físico não é responsável por uma lesão, lá está o exagero. Além de que o ano passado com um equipa tão curta o Benfica teve fôlego até à última jornada isso foi mérito dele.

O Benfica no total teve menos lesões do que o Porto, não comprem essa guerra não sejam anjinhos.

O que noto é que vocês partem logo de má fé, o que de mal acontece é culpa do treinador, o que de bom acontece é mérito dos jogadores.

 
At 8/03/2007 4:41 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Volto a dizer o que já disse: o Nandinho deita-se todos os dias na cama que ele próprio faz.

 
At 8/03/2007 4:48 da tarde, Blogger Filipe said...

Ao menos que jogue o Yu Dabao, já q o paraguaio já foi po estaleiro.

Porra, q raio é q o Adu tinha pa fazer tão urgente q n podia esperar o fim do torneio do guadiana? Já andamos a fazer poucos jogos de pré época para se ganhar entrosamento, ainda por cima temos reforços lesionados e outros a resolverem "assuntos pessoais"!!! oh

 
At 8/03/2007 4:50 da tarde, Blogger ratogoleador said...

Numa coisa concordo contigo o homem fala demais e depois enterra-se mas isso é porque acredita na bondade das pessoas é católico praticante. (nada contra cada um sabe de si)

 
At 8/03/2007 4:57 da tarde, Blogger zorg said...

A exigência dos adeptos, que é natural, dá azo muitas vezes a injustiças gritantes.

O Benfica não tem, nem é capaz de ir jogar a todos os campos para ganhar. É a realidade e mais vale aceitá-la, em vez de viver num mundo imaginado! Mais, nem o Benfica, nem clube nenhum do mundo!

O que se pode exigir do Benfica é que ganhe títulos! Não que ganhe os jogos todos, não que faça sempre exibições notáveis... não! O que interessa são os títulos no final! E, se para ganhar títulos, tem de ser pragmático e, às vezes, jogar com a preocupação de não perder em primeiro lugar, então seja! Os grandes treinadores sabem isso perfeitamente!

E é isso, repito, que todas as grandes equipas, aquelas que têm sucesso, fazem, porque não há nenhuma equipa perfeita! O que interessa são os resultados nas competições e não os resultados em jogos individuais!

O Koeman, quando foi jogar com o Lille foi jogar à defesa e fez muito bem! Estava cheio de lesionados e, se tivesse jogado para ganhar, como aqui se reclama, provavelmente teria perdido (como aconteceu ao Man Utd) e nós não teríamos chegado aos quartos de final!

Às vezes é preciso ser pragmático, particularmente em competições em que o apuramento se decide num numero relativamente reduzido de jogos. Vejam o que faz o Scolari na selecção e vejam a diferença de resultados nos resultados da selecção, desde que está lá um gajo competente, em vez de um totó que vai a todo o lado para ganhar.

É por isso que não é vergonha nenhuma empatar em Lille, ou em Copenhaga, se isso significar que se cumprem os objectivos!

O lirismo é muito bonito, mas o futebol de hoje é muito diferente do que era nos anos 60 e já não há equipas fracas em competições europeias! Acabaram os tempos em que se jogar com um clube desconhecido era sinónimo de espetar 4 ou 5. Com a lei Bosman, qualquer clubezeco de meia-tigela tem capacidade de formar uma equipa competitiva! Mais vale aceitar isso, em vez de entrar na lógica, tão fácil como errada, do "se não conheço estes gajos, é porque são uma trampa".

 
At 8/03/2007 5:10 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Epá reality check: estamos a falar do Copenhaga! Vindo de um campeonato ainda mais periférico que o português, e que nunca tinha participado na Champions! Estamos a falar do primeiro jogo do grupo, numa altura em que não se andam a fazer contas de cabeça (o que não era o caso do Lille), e em que se algumas contas se faziam era que as outras três equipas do grupo teriam que tentar somar o máximo de pontos contra o adversário do Pote 4. Eu sei que o Benfica não pode jogar em todos os campos para ganhar. Até o Man Utd joga às vezes para não perder, tal como fez na Luz e depois saiu-lhes a sorte grande. Mas naquele campo e naquele caso o Benfica devia ter jogado para ganhar. E à medida que o jogo decorria, mais evidente se tornava que era suposto jogarmos para ganhar.

Mais uma vez: não é o resultado que me irritou, é a atitude. Se calhar se antes do jogo me dissessem que íamos empatar não me irritaria muito. Mas depois de ver aquele jogo, achei aquilo uma demonstração inadmissível de cobardia por parte do Nandinho.

 
At 8/03/2007 5:16 da tarde, Blogger D'Arcy said...

zorg, vamos supor que por acaso jogamos a pré-eliminatória contra o Copenhaga, e que (vade retro!) somos eliminados. Vais aceitar de bom grado o resultado, face ao argumento que, por exemplo, o Celtic o ano passado também ficou em desvantagem com o Copenhaga (vitória por 1-0 em Glasgow, derrota 1-3 na Dinamarca)?

Um jogo é um jogo, e não tem nada a ver com o que se passa nos outros. É por isso que eu não posso aceitar que se classifique o empate do Benfica em Copenhaga, num jogo como o que eu e toda a gente viu, como um bom resultado, só porque o Man Utd e o Celtic, mais tarde e sob condições completamente diferentes, perderam lá.

 
At 8/03/2007 5:24 da tarde, Blogger zorg said...

>Epá reality check: estamos a falar do Copenhaga!
-
E então? Estamos a falar de uma equipa que também tem as suas armas. Que o digam os Man Utd e o Celtic que perderam lá! Não empataram, perderam!

O Benfica é melhor que o Copenhaga? Claro que é e por isso é que somatório dos dois jogos fez 4 pontos e o Copenhaga fez 1! Agora isso não significa que o Benfica tenha a obrigação de ganhar todos os jogos com o Copenhaga.

O que tu parece que não queres aceitar é que o Copenhaga não é o Omonia Nicosia de há 15 anos atrás, a quem toda a gente espetava 5 ou 6. Não, essas equipas já não existem, ou pelo menos, já não existem na liga dos campeões! O facto de uma equipa ser desconhecida, não quer dizer que não tenha valor. Encarar os jogos contra equipas menos conhecidas com arrogância, depois dá azo a desilusões maiores...

 
At 8/03/2007 5:35 da tarde, Blogger Esbutenado said...

ratogoleador, as "melhoras" que se viram a meio da epoca coincidiram com um ciclo de jogos onde jogamos contra as equipas mais fracas do campeonato. Quando chegamos a Abril e tivemos os jogos a doer (clube-bordel, Espanhol, Sporting), nao ganhamos nenhum. Este e' um argumento muito falacioso a favor do Nandinho, alias, basta ver a nossa performance a epoca passada sempre que jogamos contra equipas de qualidade acima da media, foram muito mais derrotas e empates que vitorias. A mesma coisa para o preparador fisico, eu nao quero saber nem me interessa o que se passa no clube-bordel ou no ximporting, preocupa-me e' ficar sem jogadores titularissimos em momentos chave da epoca passada e ver que esta epoca ja estamos a ir pelo mesmo caminho. Convem nao esquecer que o Bruno Moura nao tem curriculo absolutamente nenhum que sequer justificasse ser considerado para o cargo de preparador fisico do Benfica, e que se la esta foi gracas a cunha do pai.

zorg, o Benfica nao tem obrigacao de jogar para ganhar em todos os jogos, mas tem obrigatoriamente de ter a ambicao e atitude necessarias para vencer equipas MAIS FRACAS como sao o Lille e Copenhaga. Com o Koeman tivemos merito, mas tambem muita felicidade, de tudo nos correr bem no jogo em casa com o Manchester. No entanto, a ter que escolher o jogo para arriscar a vitoria que nos daria o apuramento, qual a escolha que faz mais sentido? "Fora" contra o Lille (que foi um jogo em casa, com 40 mil adeptos nossos na bancada) ou em casa contra o Manchester?
No fundo, cada jogo e' um jogo, mas no Copenhaga-Benfica da epoca passada jogamos de uma forma cobarde e medrosa para o empate quando podiamos muito bem ter ganho o jogo, e nao sao as desculpas esfarrapadas do Nandinho que mudam a realidade.

 
At 8/03/2007 5:39 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Acho que não estás (não sei se propositadamente ou não) a dar muita importância à parte mais relevante da minha explicação para a minha fúria em relação ao resultado final desse jogo: o que se passou no jogo em si. Mesmo que o Benfica tivesse abordado o jogo com as máximas cautelas, tinha obrigação de perceber, após alguns minutos, que era altura de assumir o jogo, empurrar o adversário para a sua área (o que não custava muito, já que eles iam para lá voluntariamente), e tentar ganhar o jogo. O Benfica nunca fez isso durante os noventa minutos, e o Nandinho só resolveu arriscar a entrada de um avançado (o Kikin) aos 89 minutos de jogo. Eu não estou a dizer que o Benfica tinha que chegar a Copenhaga e atirar-se de cabeça, lançando-se num ataque desenfreado. Estou a dizer que o Benfica tinha que ter percebido, com o decorrer do jogo, que aquilo era uma oportunidade de ouro para ganhar. Mas preferiu sempre segurar o empate (que nem precisava de ser segurado - propusessem um empate aos dinamarqueses antes do jogo e eles aceitá-lo-iam sem pestanejar).

 
At 8/03/2007 5:50 da tarde, Blogger zorg said...

>que era altura de assumir o jogo, empurrar o adversário para a sua área (o que não custava muito, já que eles iam para lá voluntariamente), e tentar ganhar o jogo.
-
Isso chama-se arriscar. Às vezes corre bem, outras vezes não corre assim tão bem. Quando não corre assim tão bem e estás envolvido numa competição em que todos os pontos são preciosos, correr riscos desses pode ter um sabor amargo.

Não é por acaso que se diz que o apuramento se decide nos jogos em casa, ou que gajos experientes e com currículos inatacáveis (como por exemplo o nosso seleccionador nacional, o nosso José Mourinho, ou o nosso vencedor da liga dos campeões Ancelloti ou o nosso ferguson, que veio jogar aqui à luz muito mais à defesa do que nós fomos a Copenhaga) prefiram muitas vezes fingir que não percebem que é "que é altura de assumir o jogo e empurrar o adversário para a sua área", mesmo quando os adversários aparentemente vão "para lá voluntariamente".

E isto acontece por uma razão simples: uma equipa que joga fora e empata faz um resultado bastante aceitável, no âmbito de uma fase de apuramento. Uma equipa que "arrisca" e perde, faz um resultado muito mau. Não há meio termo. É por isso que a maioria dos que ganham coisas, fora arriscam muito pouco.

 
At 8/03/2007 6:17 da tarde, Blogger D'Arcy said...

No grupo dos 'que ganham coisas' não estás concerteza a incluir o Nandinho, pois não? É que esse não arrisca mesmo nada fora, e no entanto parece que é mais perito em perder coisas, muitas até.

 
At 8/03/2007 6:18 da tarde, Anonymous TC said...

A questão do Compenhaga é só uma, não está em causa se a equipa é fraca ou não, não está em causa o resultado (na prática, considerando o resultado dos outros até pode parecer positivo), a questão é a postura em campo, a falta de ambição revelada.
Uma coisa é encarar o jogo com pragmatismo (isso aconteceu com o Lille), outra é abdicar de tentar algo mais que um 0-0 perante uma equipa que se revelou nesse jogo muito acessivel.

 
At 8/03/2007 6:26 da tarde, Blogger zorg said...

Mas a equipa revelou-se acessível, porque o Benfica não arriscou. Aliás, se tiverem visto os jogos em Copenhaga do Man Utd e do Ajax (que, recordo, também foi afastada da liga dos campeões, por estes "semi-amadores"), o problema foi mesmo terem sido surpreendidos em contra-ataque, quando, para usar as palavras do D'Arcy, "sentiram que era altura de assumir o jogo, empurrar o adversário para a sua área". A prestação de uma equipa está dependente do que faz a outra. O facto de uma equipa abdicar da iniciativa do jogo, não quer dizer que abdique da intenção de o ganhar. É por isso que se diz "arriscar", quando uma equipa assume o jogo, porque ao fazê-lo está a expor-se. O

O Benfica decidiu não arriscar e não se expor, apesar do Copenhaga ceder a iniciativa do jogo. Empatou. Os outros arriscaram e perderam. Claro que o Benfica é que fez mal...

 
At 8/03/2007 6:30 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Considerando que os outros, mesmo perdendo, seguiram em frente, que o Benfica ficou pelo caminho, e que caso tivesse ganho esse jogo teria sido apurado, acho que na verdade podemos dizer que o Benfica é que fez bem. Muito bem mesmo. De facto, foi uma atitude tão comendável que devemos todos rezar apra que o Nandinho continue a implementá-la nos jogadores à sua ordem ¬¬

 
At 8/04/2007 3:13 da manhã, Anonymous Anónimo said...

D'Arcy. Falamos da qualidade do plantel do Benfica, mas podíamos falar de todos os grandes ! com a batelada de jogadores que chegaram a todos, a verdade é que ninguém sabe o que vai sair daqui ! Os benfiquistas estão como sempre mais expectantes, porque gastaram a bom gastar. se não tivessem expectativas altas depois do que gastaram, não sei quando iam ter. Mas a verdade é que não sabemos nada destes jogadores ! o mesmo podem dizer dos outros grandes, mas a verdade é esta ! porque ninguém conhece bem os que chegaram ! mesmo o Adu, para além de ser o jogador fetiche do FManager se olharmos para o CV do rapaz é uma pobreza franciscana ! n digo que n tenha potencial , que n possa evouluir, mas a verdade é que a excitação vem do pessoal dos jogos de computador ( by the way, já o vendi a preço de saldo ... não consigo ter jogadores do Benfica na minha equipa ... ). a diferença para mim pode ser esta : Paulo Bento !

 

Enviar um comentário

<< Home