domingo, maio 24, 2009

Término

E pronto, lá chegou ao fim mais uma época, terminada com um frustrante terceiro lugar. No jogo de hoje, satisfação por ver o Benfica finalmente conseguir dar a volta a um resultado num jogo para o campeonato e, pelo menos pessoalmente, satisfação por ver também o Benfica assinar a sentença de despromoção do Belenenses. Agora podem sempre pedir aplausos para o 'Senhor Pinto da Costa' antes do início do próximo jogo contra o Freamunde. Tenho a certeza que os fiéis trezentos e cinquenta adeptos belenenses que encherem as bancadas do Restelo para assistir a esse jogo corresponderão ao apelo de forma entusiástica. Foi um jogo com um certo cheiro a despedida, o que aliás acontece quase sempre que uma época chega ao fim. Pelo menos costumo estar a ver jogos assim e a pensar que se calhar não voltarei a ter a oportunidade de rever alguns daqueles jogadores com a nossa camisola. Hoje, e face às notícias que circulam, também a nossa equipa técnica se juntou ao grupo das eventuais despedidas.

Não houve grandes surpresas no onze. Com lesões e suspensões à mistura, era previsível que alinhássemos com aqueles jogadores (e eu, sem ser nenhum mestre da táctica ou perito em adivinhações, até consegui prever a constituição da nossa equipa). Nova oportunidade para o Urreta jogar na direita, e em relação a Braga, o Di María deixou a posição de segundo avançado, voltando a encostar-se à esquerda face ao regresso do Aimar. Quanto ao jogo em si, não poderia ter começado da pior maneira. É que logo na primeira vez que o Belenenses subiu à nossa área, marcou, através de um grande remate do Silas que, pareceu-me, fez a bola passar entre as pernas do Luisão. Previ logo que isto pudesse desencadear mais um daqueles jogos horríveis, com a equipa adversária a queimar tempo de forma descarada, já que aquele era o único resultado que lhe servia. Mas o Benfica não se desconcentrou com o golo, e respondeu bem, sobretudo a partir do lado direito, onde um Maxi incansável e um irrequieto Urreta iam causando dificuldades ao adversário. No meio, e um pouco surpreendentemente face à presença do Carlos Martins em campo, era o Katsouranis quem mais se encarregava de distribuir o jogo, fazendo a bola chegar aos extremos através de bons passes em profundidade. Foi mesmo pela direita que, aos vinte minutos, acabou por surgir a jogada do golo do empate, quando após mais uma das suas incontáveis subidas, o Maxi foi solicitado pelo Aimar e, de primeira, fez um cruzamento perfeito para o cabeceamento não menos exemplar do Cardozo.

Pouco depois o Benfica substituiu o Carlos Martins, não sei se por algum motivo de ordem física, ou se foi mesmo opção do Quique (é verdade que ainda só tinham decorrido vinte e seis minutos de jogo, mas até então a sua produção em campo tinha sido bastante fraca). O que é certo é que a substituição acabou por ser inspirada, já que o Fellipe Bastos, que o substituiu, acabou por ter uma boa prestação no jogo, vindo mesmo a revelar-se decisivo. Por esta altura o Benfica mantinha a superioridade no jogo, embora o Belenenses conseguisse incomodar através de contra-ataques que exploravam a nossa defesa em linha, e mostrava ser possível causar mais alguma surpresa. Mas perto do intervalo um dos seus jogadores agrediu o Di María com uma patada e foi consequentemente expulso, sendo que a partir daí o Belenenses desapareceu de vez do jogo. O empate ao intervalo era algo penalizador para o Benfica, mas face ao que se tinha visto era previsível que, salvo alguma surpresa, o Benfica acabasse por dar a volta à situação na segunda parte.

E para esta segunda parte o Benfica entrou forte e decidido a alcançar a merecida vantagem rapidamente. No primeiro quarto de hora 'cheirámos' o golo em diversas ocasiões, a mais flagrante delas uma perdida escandalosa do Di María que, isolado após uma falha grosseira de um defesa adversário, conseguiu rematar por cima da baliza. O Aimar também esteve perto de marcar, assistido pelo Cardozo, mas atirou igualmente por cima, e até o Maxi teve um grande remate de fora da área, bem defendido para canto. O golo acabou, naturalmente, por surgir. Foi dos pés do Fellipe Bastos que saiu uma bomba indefensável, ainda de bem fora da área, que levou a bola a entrar no ângulo da baliza do Belenenses. Apesar da vitória ser o único resultado que interessaria ao Belenenses, a verdade é que na segunda parte eles pouco mais fizeram do que defender, e ainda assim mal, já que multiplicavam-se as brechas na defesa, e era previsível que o Benfica conseguisse voltar a marcar. Sobretudo pelo nosso lado direito, onde a velocidade do Urreta, apoiado pelo incansável Maxi, continuava a fazer estragos. Quando o Mantorras entrou a cerca de quinze minutos do final, não era difícil prever que a probabilidade dele marcar era elevada, o que se confirmou já em período de descontos, após uma cavalgada do Balboa (tinha entrado minutos antes para o lugar do Aimar) que terminou numa assistência para o remate de primeira do angolano. Terá sido para fazer jogadas destas (ganhar a linha e centrar, coisa que pelo menos já mostrou que sabe fazer bem) que o Balboa foi contratado. Pena que não o tenha feito com frequência durante a época, justificando assim o elevado investimento que fizemos nele. Tendo em conta os apontamentos positivos que tem vindo a deixar aqui e ali nos últimos jogos desta época, talvez seja conveniente não o despacharmos às três pancadas, e ver se nos poderá ser útil para a próxima época. Voltando ao jogo, este acabou por fechar em ambiente de festa devido ao golo do Mantorras, que deu a expressão final a um resultado justo.

O melhor do Benfica foi, para mim, o Maxi. Aliás, digo-o já, ele foi para mim o melhor jogador do Benfica durante toda a época. Se quiserem dizer que ele é uma adaptação a lateral (que não é; adaptação era quando ele jogava a médio ala) estão à vontade, mas duvido que se encontre um lateral direito melhor no nosso campeonato. Hoje voltou a fazer daquele corredor direito uma avenida, por onde correu incansavelmente durante os noventa minutos, não concedendo espaços na defesa e apoiando sempre o ataque. O cruzamento para o golo do Cardozo foi simplesmente perfeito. Foi muito bem secundado pelo Urreta, cuja velocidade e mobilidade foram sempre um quebra-cabeças para os adversários. Ainda comete de vez em quando alguns erros, mas tendo ele dezoito anos é natural, e tem tempo para aprender. Já vi alguém numa caixa de comentários comparar o estilo dele ao do Simão, e a comparação não me parece descabida. Por último, quero mencionar também o Katsouranis, naquele que poderá ter sido o último jogo com a nossa camisola. Neste jogo, fez por demonstrar a razão pela qual sempre o admirei, e terei pena de o ver partir. Conforme já referi antes, bom jogo também do Fellipe Bastos. Quanto a quem esteve menos bem, para mim foi o Di María. Foi demasiado individualista em algumas ocasiões, complicou em outras, e aquele falhanço é inacreditável.

Época terminada, silly season iniciada (se bem que no nosso caso, esta silly season até parece ter começado antecipadamente, incluindo até personagens anormalmente cómicos que nem fazem parte do habitual circo de contratações e vendas). Agora vamos ver o que nos trazem os próximos meses. Como de costume, enterramos as frustrações de uma época mal conseguida e, quer queiramos, quer não, deixamos que a esperança se renove a cada nova época. Eu vou começar a riscar no calendário os dias que faltam até Agosto, que isto é muito tempo sem futebol e, sobretudo, sem futebol do Benfica.

47 Comments:

At 5/24/2009 5:10 da manhã, Anonymous JFilipe said...

Para mim o Urreta parece-me mais o sucessor do Chalana e não do Simão. É um extremo puro e pode vir a ser muito bom.

O Mantorras não fora a lesão e podia ter sido um caso sério como goleador. A facilidade com que aquele homem marca golos impressiona.

 
At 5/24/2009 8:16 da manhã, Blogger Índio Ruço said...

Totalmente de acordo quanto ao Maxi, talvez o jogador mais consistente esta época, talvez o melhor ala direito da Liga, valeu muitos golos...agora convem relembrar o que disseram dele os inumeros treinadores no desemprego a época passada, pois...
As comparações que fazem com o Urreta apesar de elogiosas não me parecem justas, o Urreta é o Urreta, poderá ser um futuro grande jogador mas tem luz própria.
O Felipe Bastos fez um ganda gol.
Se o Inca Cardozo com as qualidades que tem, pudesse juntar o faro e codícia do Mantorras, seria provavelmente o melhor avançado do Mundo.

Agora o que me custa é aquela sensação de abandono a que esta equipa técnica foi votada e que ontem pairou mais uma vez sobre o estádio, principalmente no fim do jogo.Se não contam com eles digam-lhes, digam-nos, agora o espectaculo degradante a que se tem assistido não é digno da grandeza do Benfica.E quando isto começa a ser passivamente aceite é um sinal ainda mais perturbador.
Tambem não gostei de ver ontem na Benfica TV, no lançamento do jogo, as considerações que foram feitas a outras pessoas que têm opinião divergente desta direcção.Não está em causa a opinião em si, mas a tentativa de se lhes colar epitepos sem que haja contraditorio. Tambem aqui é preciso haver grandeza.

 
At 5/24/2009 9:30 da manhã, Blogger Índio Ruço said...

OFF TOPIC OU NEM TANTO


Entretanto numa comarca a Norte do País as coisas não são assim tão pacificas como o mainstream mediático quer fazer crer. A peça que se desenrola em todos os meios de comunicação de maior audiência é a de que o sr. Pinto afinal é um grande líder e inolvidavel timoneiro, visando branquear as décadas de corrupção e tráfico de influências. No entanto existe um orgão de comunicação social que ainda honra a palvra jornalismo e que apesar de se situar a Norte parece não ligar muito ao status quo que ampara o grande líder e que é constituido essencialmente pelos grandes banqueiros e restante burguesia do Porto em conluio com um certo poder politico. Parabens por isso ao JN que ao contrario dos títulos desportivos (A Bola essencialmente que não passa de uma folha para acéfalos) ainda honra um pouco a sua profissão.

Procurador do Apito Dourado acusa juíza de julgar para absolver
00h00m
NUNO MIGUEL MAIA

Magistrada que ilibou Pinto da Costa está revoltada com "ofensas" e queixa-se a Pinto Monteiro.

O procurador que representou o Ministério Público (MP) no caso do "envelope", do Apito Dourado, arrasa a juíza de Gaia que absolveu Pinto da Costa, num recurso para o Tribunal da Relação. A visada já fez queixa a Pinto Monteiro.

O uso de expressões como "santa inocência"; críticas por não ter censurado as "mentiras" e a "grande peta" dos arguidos, e perguntas sobre um eventual preconceito da magistrada Catarina Ribeiro de Almeida em relação a Carolina Salgado, que visaria, de antemão, absolver o líder do F. C. Porto, fazem parte dos argumentos adoptados por José Augusto Sá para convencer o Tribunal da Relação do Porto a anular a absolvição do crime de corrupção desportiva decretada no Tribunal de Gaia.

Pinto da Costa, o árbitro Augusto Duarte e o empresário António Araújo também não escapam à ironia do procurador. O dirigente portista chega a ser designado como "Papa" e "engenheiro", numa alusão a escutas telefónicas interceptadas pela PJ a 16 de Abril de 2004, quando aquele árbitro visitou a casa na Madalena, em Gaia. "Se até o primeiro-ministro José Sócrates é engenheiro por que é que o Pinto da Costa também não há-de ser?!", escreveu, em nota de rodapé.

Ao ler o recurso, em especial as expressões que lhe são dirigidas (ver coluna ao lado), a juíza Catarina Ribeiro de Almeida não gostou. E mandou extrair certidões para envio para o procurador-geral da República, Pinto Monteiro, que pode abrir processo-crime, e ao Conselho Superior do MP, para inquérito disciplinar. "As expressões encontradas pelo Senhor Procurador (...) são absolutamente desadequadas e, algumas delas, ofensivas da dignidade profissional da signatária", escreveu.

Os argumentos do recurso magistrado do MP passam, em primeiro lugar, pela interpretação das escutas. Diz ser indiscutível que os arguidos estavam a preparar uma "tramóia" e que o objectivo era subornar o árbitro, apoiando-se em expressões como "gerente de caixa" e "ver uma obra" de noite. "Isto é uma conversa de parvos e atrasados mentais?", questiona.

Depois, José Augusto Sá insiste na expressão "cheirinho", usada depois do jogo, por Pinto da Costa, numa escuta com Pinto de Sousa, defendendo ter sido usada como desabafo por o árbitro ter "beneficiado pouco" o seu clube.

Carolina também é defendida com unhas e dentes, principalmente porque "uma versão contrária é que seria de estranhar", no que toca à entrega de dinheiro. E frisa que, perante juízes - não a PJ -, a ex-namorada de Pinto da Costa manteve sempre a mesma versão.

O procurador insurge-se, também, por, na sua óptica, a juíza ter usado "dois pesos e duas medidas" a avaliar as versões de Carolina e dos arguidos, que justificaram a reunião com um pedido que visava que o pai de Augusto Duarte largasse uma alegada amante. Sobre isto, nada foi referido na sentença. A terminar, o procurador apela aos juízes-desembargadores a pensarem no "prestígio da justiça" e a esquecer a "alma clubista".

 
At 5/24/2009 12:03 da tarde, Blogger Hattori Hanzo said...

Agora é que vamos ver se Rui Costa poderá ser um bom líder ou não. Se tem cojones ou se é apenas outro que tem medo da opinião pública. Espero que Quique fique (apesar de como tenho dito ao longo da época achar que errou álgumas vezes), mas até pelo modo como Quique foi ter com o público, parece-me que se vai embora. Quanto ao jogo é preciso comemorar no último jogo oficial da época conseguimos virar o resultado. Bom jogo de Maxi... e tanto Urreta como Felippe Bastos parecem ter grande potencial ... pergunto-me só porque é que Urreta quase nunca jogou este ano naquela posição, preferindo ele em colocar antes R. Amorim fora da sua posição de origem. Quanto à Silly Season este ano promete se ainda mais forte do que anteriormente até devido às eleições. Eu gostei já particularmente do candidato a candidato prometer para treinador o Azenha, aquele personagem que no Domingo Desportivo diz que tudo no Porto é perfeito, e tudo no Benfica é mal feito. E viste aquilo que aconteceu na Sport tv na quinta? ... de facto a pouca-vergonha acabou. No jogo de andebol contra o Porto na 2ª parte quando ficámos com menos um jogador devido a exclusão o comentador virou-se e disse "agora estamos em superioridade numérica".

 
At 5/24/2009 2:17 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Não vi o lançamento do jogo na Benfica TV. Só espreitei um bocadinho num stream e vi que estava a Bárbara Alves no estúdio. E a partir daí nem me lembro de quem eram os convidados ;)

Já agora, não me parece ser muito correcto afirmar que caso o Quique seja substituido, isso seja um sinal de que a direcção está a ceder ao peso da opinião pública. Neste momento parece-me que a massa associativa benfiquista está completamente dividida entre os que querem que ele fique, e os que querem que ele se vá embora. No meu caso pessoal, o meu maior problema nem é que ele fique ou vá (embora, sobretudo por uma questão de ver uma mudança ao que tem sido feito nos últimos anos sem resultados práticos, julgo que ficaria satisfeito se ele continuasse), o meu maior problema é mesmo se o substituto do Quique for o Jesus. É que não suporto o tipo.

 
At 5/24/2009 5:03 da tarde, Anonymous 1benfiquista na Inbicta said...

D'Arcy

Uma palavra de apreço e gratidão pelas excelentes crónicas que ao longo do ano fostes fazendo às vezes quando te apetecia seguramente mandar tudo para outro lado....e não escrever nada

Obrigado companheiro

 
At 5/24/2009 5:06 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Obrigado eu pela atenção dispensada, e pelas conversas que vamos mantendo pro aqui sobre o nosso Benfica :)

 
At 5/24/2009 5:29 da tarde, Blogger Índio Ruço said...

Hattori o Urreta esteve algum tempo fora devido à participação no Mundial de sub-20 pelo Uruguai que decorreu em Fevereiro, onde até apontou alguns golos.Alem disso o treinador deu-lhe oportunidades no inicio de época, assim como ao Felipe Bastos e se decidiu "ficar" e trabalhar com eles foi porque lhes viu potencial.
A integração dos miúdos não pode ser feita sem cautela e só quando eles atingem um estado de maturidade consideravel é aconselhavel lança-los, porque pode ser um pau de dois bicos, e caso as coisas corram mal, é um passaporte para o desterro dado o critério exigentíssimo da famosíssima Associação de treinadores benfiquistas.
De notar tambem que todos os jogadores mas mais os jovens dizem que gostaram de trrabalhar com o Quique e que ele lhes ensinou algo.será isto um desvendar dos aspectos invisiveis? Não sei, sei é que é um facto que eles estão a desabrochar e embora seja fruto do seu (espero que) enorme potencial tambem tem que se dar algum crédito ao treinador e aos restantes elementos da equipa técnica que os souberam enquadrar e integrar. Obviamente que no futebol não se dominam e controlam todos os aspectos do jogo e duma equipa, existem sempre factores aleatórios alem dos erros cometidos pelos treinadores e jogadores que condicionam a evolução de uma equipa.Neste caso o tempo de amadurecimento de certas soluções parecem ter sido devidamente "pesados" pelos que os acompanham, e isso parece-me correcto.
Não sei se isto foi exactamente assim, porque é preciso seguir com atenção e in loco o trabalho da equipa para saber isso, mas pelo menos assim me parece.Ao contrario da famosíssima associação eu quando penso nas opções tomadas, penso no momento em que foram tomadas e com os dados que então existiam e não com o campionato findo e olhando para trás como se em Agosto ou Setembro do ano passado fossem exactamente o dia de hoje.

Não sei se o Quique vai continuar, nem sei se será o melhor para os nossos interesses e para os dele, acho que já se atingiu um certo ponto de não retorno. As opções do treinador já estão tão fragilizadas que não poderá trabalhar com sossego na próxima época, ao primeiro resultado desfavorável acontecerá um tumulto gigantesco liderado pela famosa Associação de treinadores benfiquistas que poderá contagiar o sentido de voto eleitoral.
Por isso é dificil que tal aconteça.
Quero no entanto dizer que se o treinador for o Jesus, serei frontalmente não apoiante dessa solução.

PS - D'Arcy já vi que previligias a(s) forma(s) ao conteúdo, e não te censuro por Manitu, antes pelo contrario:))

 
At 5/24/2009 7:31 da tarde, Blogger Hattori Hanzo said...

Sim Indio, eu compreendo isso. Mas acho que para jogadores jovens quando se não conta com eles e se vai dar poucas oportunidades que é preferível emprestá-los para irem jogando(olha por exemplo o caso do Miguel Vitor o ano passado e o que o Sporting fez também com alguns jogadores) para irem crecendo e ganhar experiência no futebol sénior. Quanto ao resto é verdade que quase todos os jogadores dixem bem do Quique, e se reparares grande parte dos jogadores do plantel se nota que estão melhores do que ano passado (Di Maria, Cardozo, Miguel Vitor, Luisão se calhar fez a melhor época este ano, Maxi Pereira, etc...). Tamvbém acho que está já muito fragilizado, mas continuo a defender a sua continuação. Quanto ao novo a questão de Jesus não é tanto da sua competência(acho que apesar da ser um papagaio é de facto dos melhores treinadores portugueses da actualidade e percebe mesmo daquilo, até pelo que me disseram de quem já trabalhou com ele), é mais do que ele já fez e falou no passado (este ano a estória do Benfica- Braga, ou aquando estava no Leiria o caso com o Maciel só para dar alguns exemplos).

 
At 5/25/2009 12:29 da manhã, Blogger D'Arcy said...

Índio, quando a forma é a da Bárbara, não sei porquê perco o fio à meada ao conteúdo ;)

 
At 5/25/2009 12:00 da tarde, Anonymous JFilipe said...

Pensei que o Rui fosse garantir um Benfica diferente mas nem por isso. Tinha um projecto para dois anos e, a confirmarem-se as notícias dos jornais, desiste a meio.

 
At 5/25/2009 12:13 da tarde, Blogger Índio Ruço said...

Hattori, acrescento um nome aos que citaste, David Luiz.claro que não é só mérito do treinador, ele tem imenso talento, mas a adaptação feita a lateral esquerdo em tão pouco tempo foi bem sucedida.

O que eu considero é que mais uma vez o Benfica se encontra numa encruzilhada, e não tão só por causa deste ou daquele jogador ou treinador. Existem sinais preocupantes por todo o lado. A perda de influência do Benfica é notória.
Olhando para o quadro politico-desportivo e até mediático vejo um aumentar de influência a Norte apesar de tudo o que aconteceu e com a cumplicidade dos nossos eternos rivais. Não temos explicitamente uma estratégia desportiva nem um posicionamento crítico claro para afrontar essa crescente influência.
Fora a intervenção louvavel mas que nos caiu do céu numa bandeja do Apito Dourado não temos sabido lidar com o cancro da arbitragem e das suas várias metastases.
É preciso urgentemente um novo olhar sobre o clube, o ponto onde ele se encontra e o que deverá ser no futuro.
Não vejo ninguem com capacidade e influência para lidar com estes desafios. Vieira e Veiga não me parecem capazes de tal, nem muito menos e ilusoriamente o Costa.
Temos que arranjar apoios e soluções fora deste circulo muito restrito e pequenino a que estamos parece que condenados a considerar.É preciso sair do quadrado.
Este começa a ser um problema de décadas e não conjuntural.
Fico contente quando começo a ver algumas pessoas com peso e influência a preocuparem-se e a começarem a aparecer, como o Dr. António Gomes Mota do Iscte Business School, poderá ser um sinal que apesar de tudo algo poderá mudar. Precisamos de massa crítica de alto nivel, precisamos de pessoas credíveis, precisamos de lucidez, precisamos de influência, de real influência.
Tenho esperança que com o aparecimento destas "vozes" se consiga arranjar alguem acima das candidaturas que se perfilam.Mas para que isso aconteça temos que saber tambem abrir caminho para que elas apareçam.
Li de passagem num blog que Armando Vara poderia estar na calha para uma candidatura, para alem de qualquer consideração politica, eu ficaria feliz se isso acontecesse, seria um upgrade desejavel e que por si só elevaria o nivel de exigência do debate interno e porventura o aparecimento de candidaturas de igual valia.Pessoas que saibam onde mora a influência e o poder e sejam capazes de realizar ou influenciar as mudanças estruturais que o futebol português precisa. Sem isso desenganem-se nunca seremos vencedores, poderemos ganhar um campionato em cinco, e viva o velho.

Eu não estou a ser pessimista, estou a ser realista, com o actual status quo e o poder subterrâneo reinante no futebol português se não soubermos arranjar alguem com elevada capacidade e influencia em breve seremos ultrapassados pela Santa Aliança, se é que já não o fomos.

 
At 5/25/2009 5:42 da tarde, Blogger Índio Ruço said...

Escalpe de Jesus ser igual a touca dos cara palidas Daniel Boone e Jim Caribu que no passado matar grandes bravos da tribo com pau de fogo!
Bah! chefe e feiticeiro da tribo enlouqueceram com as palavras venenosas e aguçadas dos cara palidas. Índio pedir ao grande Manitu que não abandone tribo da grande Águia e que envie sinal poderoso dos céus!
Índio esperar que Manitu não se engane no sinal e não mande outro pássaro de fogo cheio de jogadores!

 
At 5/25/2009 7:35 da tarde, Anonymous JFilipe said...

Ora ora afinal parece que o Quique fica.

 
At 5/25/2009 11:59 da tarde, Anonymous JFilipe said...

Seja ou não para ganhar tempo o comunicado do Benfica à CMVM já me fez ganhar o dia. Os jornaleiros todos às aranhas a refazerem primeiras páginas e a inventarem desculpas para as notícias de "fonte segura."

A nossa imprensa desportiva nem para papel higiénico serve.

 
At 5/26/2009 10:52 da manhã, Blogger Índio Ruço said...

Obrigado grande espírito pelo sinal.
mas...importas-te de explicar melhor tuas sabias palavras? É que Índio não perceber intenção e não ter dinheiro para aconselhamento juridico. Que a tua Luz nos ilumine o caminho.

 
At 5/26/2009 11:37 da manhã, Blogger Mr. Shankly said...

"Dr. António Gomes Mota"
Esse gajo foi meu professor! O que é que ele disse, Índio?

D'Arcy, não sei se fui eu que comparei o Urreta ao Simão, mas sou dos que os acha parecidos. Pode ser só do cabelo :)

 
At 5/26/2009 11:45 da manhã, Blogger Índio Ruço said...

Passei os olhos pela Antena Aberta que é o forum diário da RTPN e que hoje é dedicado ao Benfica. Como convidado e para enterrar o treinador o Pedro Fonseca.Opção editorial do programa já que a sua opinião é bem conhecida, como cão de guarda desta direcção. Só para dizer que tive de parar de ver o programa para ir vomitar...tal o asco.

 
At 5/26/2009 12:24 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Índio, eu também, objectivamente, olhando os factos considero que o actual treinador falhou rotundamente esta época. O treinador para mim é um funcionário do Benfica como qualquer outro, e como tal a direcção tem legitimidade para o mandar embora se não estiver satisfeita com os resultados do seu trabalho. Isto é uma visão pragmática da coisa. Eu não censuro a direcção por querer despedir o treinador. O que me incomoda nisto tudo é a forma eventual como a coisa foi tratada: se andaram a falar como Jesus nas costas do Quique, sem nunca lhe terem comunicado antecipadamente que não contavam com ele para a próxima época, então o Quique tem toda a razão para se sentir enxovalhado, e não admira que não ceda um milímetro.

Depois há a visão mais romântica da coisa. Podemos sempre pensar que se dermos mais tempo ao Quique, as coisas correrão melhor para a próxima época. A verdade é que não temos quaisquer dados objectivos que suportem esta teoria, a não ser a nossa crença e fé clubística.

Estamos numa situação em que qualquer decisão tomada irá enfurecer metade da massa associativa. A minha posição nisto é esta: eu não tenho grande vontade de ver mais uma época com o Quique no banco, mas se é para vir o Jesus, então prefiro que o Quique fique. E isto até é bastante irracional, porque eu estou-me nas tintas para se o Jesus é melhor ou pior do que o Quique. A única coisa que me importa aqui é que eu não gosto do Jesus, e incomoda-me imaginá-lo no Benfica.

 
At 5/26/2009 4:21 da tarde, Blogger Índio Ruço said...

Desculpa D'Arcy estás a tomar as dores do Pedro Fonseca? Não percebo.
Eu sei bem qual é a tua posição e aceito-a bem ,mesmo que discorde,tu sabes bem qual é a minha, não temos feito outra coisa senão emitir a nossa opinião sobre esse e outros assuntos.Quando eu fiz o comentario anterior (que mantenho para não ser antipatico e não carrregar ainda mais as cores)não me estava a dirigir a ti, fiz simplesmente uma observação digamos....benévola do ser.Não gosto de subservientes sejam eles de que quadrantes forem... gosto de pessoas livres, mesmo que defendam ideias opostas às minhas.

O meu comentario nem foi sobre o Quique ou não, ou a legitimidade de se tomarem decisões ou não, o meu comentario foi sobre a subserviência e o jogo mediático utilizado para mais uma vez arranjar um bad will contra este treinador (podia ser outro)para o pressionar nas negociações, como já o fizeram antes quando atiçaram vários cães quando o homem ainda defendia as nossas cores e o deixaram sózinho como alvo a abater.
O problema é que o hombre já devia estar avisado, e sabes por quem? Pelo Camacho, lembras-te da conversa que tiveram antes da época passada? Não acredito que não o tenha avisado para isso...para o facto de os tapetes desaparecerem muito rápidamente debaixo dos pés das pessoas neste Benfica.
Foi sobre isso o meu comentario anterior...

Quanto ao treinador vindouro seja quem for já está queimado pois já não terá um minimo de margem de erro.

A propósito eu já nem "estou" no Quique, eu "estou" é no Benfica e a pensar quando é que este inferno acaba e quem nos pode tirar dele.


PS- Mr. Shankly podes consultar a entrevista no Catennacio.

 
At 5/26/2009 5:00 da tarde, Blogger Índio Ruço said...

"Depois há a visão mais romântica da coisa. Podemos sempre pensar que se dermos mais tempo ao Quique, as coisas correrão melhor para a próxima época. A verdade é que não temos quaisquer dados objectivos que suportem esta teoria, a não ser a nossa crença e fé clubística."

Quer dizer com o Quique não tens quaisquer dados objectivos, e com outro treinador tens o quê?
É espantoso, quer dizer no trabalho não se deve acreditar, no que se deve acreditar é que temos que mudar de treinador todos os anos até dar? desculpa, onde está aqui a fé e a crença, apostar num trabalho que dê frutos, ou confiar no novo intelligent design benfiquista onde o Costa é o criador?
Será que ainda não viste que em 8 (o-i-t-o) anos de Vieira esta foi sempre a mesma cantilena? O que é que se construiu? NADA, OITO ANOS.N-A-D-A.

É que isto é tão evidente que nenhum silologismo logico pode contrariar.
Ah a não ser segundo a nova teoria criacionista benfiquista.
"ganhamos 1 campionato em oito anos.
Todos os anos mudamos de treinador.
Logo é melhor mudar de treinador todos os anos.
E porquê?
Poque o Costa é o Salvador."

Se isto não é propaganda pura...

 
At 5/26/2009 6:02 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Não estou a tomar as dores de ninguém, estou a dizer qual é a minha opinião. Considerando o plantel que foi formado para esta época, esperava muito mais. E quando uma época corre mal nestas condições, invariavelmente o primeiro culpado costuma ser o treinador. É assim desde o princípio dos tempos, não vejo porque razão há-de ser diferente agora.

Já o disse anteriormente: qualquer que seja a decisão que saia daqui, haverá sempre razão para crítica, a não ser que sejamos campeões na próxima época. Se o Quique sair, a crítica será porque, mais uma vez, não se apostou na estabilidade. Se ele ficar, então o motivo para a crítica será porque se insistiu num erro.

 
At 5/26/2009 6:21 da tarde, Blogger Índio Ruço said...

Mas eu conheço a tua opinião , coño!!Noto no entanto uma nuance, "o primeiro culpado", ok, já agora podes-me dizer quais são na tua opinião os segundos e terceiros culpados?

E D'Arcy nenhum governo, nenhum gestor, nenhum pai (isto para irmos ao mais pequeno atomo organizacional que é a família) pode ser guiado pela crítica, ou tens capacidades e liderança, ou não tens, ou sabes o que estas a fazer ou não.O que acabaste de dizer descreve na perfeição o populismo, o medo de decidir, a negação da liderança, o arranjar desculpas fáceis para fugir às responsabilidades.A mediocridade.

 
At 5/26/2009 6:31 da tarde, Anonymous juiz vermelho said...

O Filipe Bastos fez em menos de 20 minutos o que o Carlos Martins não conseguiu fazer numa época inteira:um golo!

Acho que o mais racional é deixar o Quique continuar, mas os erros foram mesmo muitos. E ele não foi o único a errar ainda por cima...

 
At 5/26/2009 7:01 da tarde, Blogger Passaralho said...

Desculpem o off-topic:

Indio, arranja-se link para o catennacio?

Obrigado.

Cumprimentos,
Benfica Sempre!

 
At 5/26/2009 7:56 da tarde, Blogger Índio Ruço said...

Perolas da argumentação básica que por aí circulam:

-Este é o foi o ano numero zero do Costa.

Num clube como o Benfica não existem anos zeros, ou as pessoas que estão nos cargos têm competencia ou não têm.
o que aconteceu foi que por motivos eleitoralistas e de não querer sair do poder o Vieira fez o que não se deve fazer, pôr uma pessoa que não tem experiência nenhuma naquele cargo que é de grande exigencia.Se um treinador não tem tempo para dois anos o exemplo que vem de cima não pode ser que quem manda nele é um incapacitado e incompetente.

-O Quique não quis O Diamantino e o Chalana.

Não quer o Quique e não querem a maior parte dos treinadores que já têm equipes constituidas.Porque é que falhou a segunda tentativa de ter Mourinho no Benfica?
E se o fez foi com inteira anuência do Costa como não poderia deixar de ser.
Ao longo do ano o DD tem varias conversas com o treinador para afinar e questionar situações. É assim no Benfica e é assim em todo o lado.


O Quique devia ter falado sobre as arbitragens.

Quem deve falar ou não sobre as arbitragens deriva de uma concertação entre o DD e o treinador mas quem manda é que define o posicionamento.Na verdade como podia o treinador dizer mal das arbitragens quando o Presidente dava uma entrevista em dezembro a elogiar o sr. Pereira?
Obviamente que ele tinha ordens para não afrontar os árbitros.

O Costa está a ser enganado pelo Vieira.

Não está, o Costa não é nenhum incapacitado mental, e escolheu perfeita e conscientemente o projecto(?) Vieira.Que uma certa oposição diga isso ainda se percebe, porque não querem afrontar (quanto a mim mal) directamente uma vaca sagrada que pode valer milhares de votos. Mas que as pessoas acreditem mesmo nisso é de bradar aos céus.
O que acontece é que não conhecem verdadeiramente o Costa nem o que ele pensa, e muitos tambem não devem gostar de ser vistos como críticos dele, porque pode ser mau para a imagem de benfiquista.
"Só adorarás um único Deus"

Sinceramente para pessoas sensatas e minimamente inteligentes e que tenham algum tipo de contacto humano este tipo de argumentação não faz sentido mais que cinco minutos e admira-me muito vê-lo desenvolver-se eternamente e de uma forma circular durante semanas a fio. Não será esta tambem uma das causas do estado do nosso clube? Não será altura de elevar um pouco o tipo de argumentação?
Não será altura de deixarem de nos chamar estupidos?

 
At 5/27/2009 7:58 da manhã, Blogger Índio Ruço said...

Passaralho, facilmente acedes ao Catennacio atraves dos links de outros blogs, Magico, Tertulia,etc...mas aqui fica

http://www.catenacc10.blogspot.com/

 
At 5/27/2009 8:01 da manhã, Blogger Índio Ruço said...

Comentario do Ferdinand
logo à noite em Roma após o jogo "Our game was a mess(i)..." :)))

 
At 5/27/2009 9:35 da manhã, Blogger Índio Ruço said...

Já agora vejam este texto doJordi Cruijf sobre as duas equipas e o jogo desta noite. Vejam o que ele diz do Ferguson e o que ele diz do modelo de jogo do Barcelona, que tem 25 anos, sim 25 anos com diferentes treinadores mas obedecendo sempre à mesma filosofia de jogo.
Agora comparem isto com a imensa incultura futebolistica e desportiva que grassa nos opinion makers do nosso clube, a começar pelo alucinado Vasconcellos que ontem foi mais uma vez arrasado pelos "oponentes".Quem é que ali defendeu o melhor para o Benfica?
Curiosamente os comentadores dos nossos rivais. É risivel.

O que a uma certa altura este texto tambem aborda é a questão do dinheiro investido nas equipas e as grandes contratações, se a relação fosse assim tão directa o MCity era campião Ingles e o RMadrid eterno campião espanhol. Deve-se investir mas o resultado dos investimentos no futebol não é nem imediato, nem sequer seguro, nem no futebol nem em nenhuma actividade minimamente honesta( como pode dizer o Jesus que foi engrupido no BPrivado)mas pode ser sempre uma grande desculpa em ano eleitoral.

 
At 5/27/2009 12:01 da tarde, Blogger Harry Lime said...

E D'Arcy nenhum governo, nenhum gestor, nenhum pai (isto para irmos ao mais pequeno atomo organizacional que é a família) pode ser guiado pela crítica, ou tens capacidades e liderança, ou não tens, ou sabes o que estas a fazer ou não.O que acabaste de dizer descreve na perfeição o populismo, o medo de decidir, a negação da liderança, o arranjar desculpas fáceis para fugir às responsabilidades.A mediocridade.
Indio Ruço,

Concordo inteiramente com as criticas que fazes ao modo de pensar benfiquista (bem expresso ,para o bem e para o mal, na pensamento do D'Arcy ). As pessoas não podem estar à espera de satisfazer toda a gente ao mesmo tempo. Por isso têm de optar e ser capazes de justificar as suas opções para lá do argumento estrito da popularidade! Isso é que fez o D'Arcy entrar um bocadinho em curto-circuito: é que em situações em que os adeptos não têm uma posição clara, os benfiquistas ficam pura e simplesmente sem coordenadas que os orientem na tomada de decisões.

É verdade o que o D'Arcy diz que a equipa do SLB este ano era melhor do que a do ano passado. E os resultados demonstram-nos: o ano passado ficaram em 4º, este ano em 3º (com mais pontos) e ganharam a Taça da Liga (e eu digo isto sem ironia).

Agora, o que o D' Arcy esquece é que o Benfica não está sozinho. As outras equipas tambem melhoraram (nem que tenha sido devido ao maior entrosamente entre jogadores em planteis estaveis, como aconteceu no Porto e no Sporting). Os erros do Quique, se calhar foram os mesmos dos do PB no seu ano de estreia.

Os benfiquistas esquecem-se que o Ferguson por exemplo, teve de esperar 7 anos como treinador do Man Utd. para ser campeão ingles.

Parece-me que o Benfica, como clube argentino que se preze, rege-se pelo populismo e pela histeria dos adeptos e isso nunca leva a bom porto. Se o Man Utd. se regesse pelos mesmos prametros o Ferguson ainda havia de estar neste momento a treinar o Hearts ou teria voltado recambiado para o aberdeen, um ano depois de ter chegado.

Tudo isto para dizer o que? Para dizer que tem de haver opções de medio/longo prazo. Mesmo que os adeptos exijam resultados no curto prazo.

Mas calculo que seja por possuirem visão de longo prazo, é que os dirigentes são dirigentes e os adeptos não passem disso mesmo.

Posto isto, eu diria que, se fosse benfiquista (algo que eu sou intrinsecamente incapaz de ser :):):) ), escolheria a permanencia do Quique por uma razão simples: a experiencia passada do Benfica mostra-nos que a instablidade não resulta. Ao mesmo tempo, a experiencia de outros clubes (em Portugal e no estrangeiro) mostra-nos que a establidade dá resultados.

É evidente que é irreal esperar que o Benfica vença a CL na proxima época (até porque vai disputar a Liga Europa :):):) ) mas a verdade é que de certeza que o Benfica vai ser mais forte para o ano. Espero é que não seja demasiado forte :):):)

 
At 5/27/2009 5:06 da tarde, Blogger Índio Ruço said...

Que pena não seres benfiquista Harry, a sério:(

 
At 5/27/2009 5:38 da tarde, Blogger Passaralho said...

Não há que ter pena do Harry não ser Benfiquista, pelo contrário.

É que se não for mais, serve para lembrar, a quem por vezes se possa esquecer, que o desporto ainda é ou pode ser desporto, com adversários e não inimigos.

E que sem grandeza nos nossos adversários, seriamos muito mais pequenos. E isto serve para todos os clubes, claro.

Cumprimentos,
Benfica Sempre!
P.S.: e serve também para lembrar que não há só 'grunhos' e 'queques calimeristas' :):):)

 
At 5/27/2009 6:13 da tarde, Blogger Índio Ruço said...

É isso Passaralho, o Harry é Grande!
Mas atenção não te entusiasmes muito...:))

 
At 5/27/2009 6:14 da tarde, Blogger Harry Lime said...

É evidente que o que eu desejo mesmo para o Benfica é que despeçam o Quique e contratem um treinador de alto gabarito internacional com provas dadas.

Uma pessoa assim como, digamos, o Carlos Queirosz.

 
At 5/28/2009 11:41 da manhã, Blogger Índio Ruço said...

Olha o ano passado o Vieira&Costa andaram atras dele...felizmente não veio.

Ontem houve uma má final mas em que a melhor equipa ganhou. O Manchester até começou bem...mas após o golo do Eto foram-se abaixo e tiveram demasiado respeito pelo Barça. Gostava que o Manchester tivesse marcado pelo menos um golo.
Claro que o Ferguson tambem não esteve bem, a táctica usada até me fez lembrar a de um conhecido treinador gitano, futebol directo para os avançados de modo a ultrapassar o meio-campo do Barça (que é uma verdadeira teia de aranha)e tentar apanhar a defesa contraria desprevenida já que o Ferguson sabia que pelo menos um dos elementos das laterais eram "novo".
O Barça joga futebol de salão num campo de futebol de onze, aposto que o Ricardinho se jogasse no Barça seria um caso sério, melhor que o Messi.
Ambas as equipas chegaram ao fim de época muito cansadas e isso notou-se muito na qualidade do jogo.Muitos jogos por época em campionatos muito desgastantes.
Para mim o melhor foi o Pujol.

 
At 5/28/2009 12:32 da tarde, Blogger Harry Lime said...

O Man Utd. não estava à espera de apanhar um golo tão cedo.

Aliás, acho que eles não estavam à espera de sofrer um golo antes do Barça. Esperavam marcar e depois esperar que o Barça se desmoronasse todo.

Tal não aconteceu. O que aconteceu foi o contrário. e o Ferguson não soube o que fazer. Aliás, foi curioso ver o Man Utd. sem soluções. Na maior parte dos jogos em que se apanharam em desvantagem nesta época, os do Man Utd. coonseguiram tirar um coelho da cartola. Desta vez foi a excpeção... mas a verdade é que o Barça também é uma equipa excepcional. :):):)

E foi muito porreiro ver um grande jogador como o Thierry Henry ganhar finalmente uma Taça dos Campeões. Gostei da vitória do Barça especialmente por causa disso. O puto Messi é novo e ainda vai ter muitas oportunidades (mas não deixou escapar esta!!!) mas o Henry já está na fase descendente da carreira (com 19 golos no campeonato espanhol... ). É que o Henry é um dos jogadores mais cool de todos os tempos e é a razão pela qual eu sou fã do Arsenal. Ele e o Bergkamp faziam uma dupla demolifora no Pro Evolution Soccer 1. :):):)

 
At 5/28/2009 5:01 da tarde, Blogger Índio Ruço said...

És fã do Arsenal? Não sabia...hum...lembras-te daquela lição que levaste do Benfica aqui há uns anitos (décadas) atrás? ehehehe
Acho que o vosso problema é julgarem que o Inspector Closeau (Arsene Wenger)poderá algum dia levar-vos à vitória.
São o contrario do Benfica que é um cemiterio de treinadores, mas tambem não muito inteligentes:))
De acordo quanto ao Henry, é inteiramente merecido.

Por cá é uma tremenda injustiça o que esta a acontecer ao Estrela, a equipa mais digna da Liga. Principalmente vendo que quem lucra com isto é o Belenenses, uma das equipas mais indignas da Liga.

 
At 5/28/2009 5:31 da tarde, Blogger Índio Ruço said...

Fonix, o D'Arcy deixou o tasco ao abandono.
Ei Pessoal vamos dar cabo da água de fogo enquanto é tempo! Tristezas não pagam dividas!

 
At 5/28/2009 5:43 da tarde, Blogger Índio Ruço said...

Bem no meu caso nem tristezas nem coisa nenhuma, pura e simplesmente não pago dividas.
Vejam o caso do Jesus tem a mania que é pinta e foi engrupido pelo BPrivado, fonix! Era ele a dar as tacticas e os mandrugos a sacarem-lhe o guito!
Sim senhor grande treinador e tal! treinador? Um autentico otário, é o que ele é!
E essa das tacticas tambem deve ser treta, então ele nem sabe falar ó camandro, como é que ele dá as tacticas?...mas tá bem para o Vieira...é o jesus a escrever as tacticas dos discursos e o Vieira a dar a palestra...vai ser giro vai...e depois aparecer a policia no Seixal e arrecadar o Jesus mais a equipe "ténica" por desfalques relacionados com o BPrivado.
É um autentico descalabro, vai tudo por água abaixo.
Acredito mais que o Mantorras volte ao que era com uma prótese do que no pantomineiro do Jesus!

 
At 5/28/2009 6:08 da tarde, Blogger Harry Lime said...

És fã do Arsenal? Não sabia...hum...lembras-te daquela lição que levaste do Benfica aqui há uns anitos (décadas) atrásO meu interesse pelo Arsenal é recente começou precisamente quando comecei a jogar Pro Evolution soccer. E foi por acaso: comecei a jogar com a selecção francesa que tinha o Henry no seu auge e adorei o gajo. Um tipo jogava com ele que era uma delicia.

Por isso, decidi comçar a jogar tambem com o clube do Henry (o Arsenal). Aí descobri que a dupla de avançados era uma dupla de doidos: Henry/ Bergkamp. ainda por cima servidos nas pontas pelos Pires e no meio campo por gente como o Patrick Vieira e Gilberto Silva. Digo-te: a equipa do Arsenal desse tempo era mesmo arrasadora e valeu-me muitas vitorias no PES contra amigos (entre eles o D'Arcy) e familia.

A partir dai tornei-me fã do Arsenal e continuo.

Esse jogo de que falas é concerteza aquele em que o Isaias fez o jogo da vida dele, não é? Foi um jogo maravilhoso!

 
At 5/28/2009 6:15 da tarde, Blogger Índio Ruço said...

Venho declarar que no estado em que o Benfica se encontra e face à mediocridade das soluções presidenciais que se avizinham, resolvi apoiar uma candidatura de unidade e muito acima dos interesses mesquinhos e desprovidos do mais nobre altruismo que circulam dentro e fora da nossa agremiação.
O candidato que resolvi apoiar é um guerreiro de muitas batalhas, um valor inestimavel e um homem reconhecido internacionalmente.
Ecce Homo

 
At 5/28/2009 6:20 da tarde, Blogger Índio Ruço said...

Sim foi esse...O Arsenal teve um jogador que eu gostava imenso o Ian Wright..o tipo era de uma eficacia tremenda e tinha boa onda.
A equipa que referes era uma maquina o Bergkamp era espectacular.

 
At 5/28/2009 7:28 da tarde, Blogger D'Arcy said...

Isto não está ao abandono; era preferível não o anunciares assim. Mas como ultimamente não tem aparecido muita ralé por cá, decidi voltar à forma inicial. Até que seja necessário regressar à ditadura.

 
At 5/29/2009 7:59 da manhã, Blogger Índio Ruço said...

São os naturais excessos da súbita liberdade...a propósito acho que devias fazer um comunicado à CMVM dos blogs a declarar a mudança de estado.:)

 
At 5/29/2009 3:11 da tarde, Blogger RockNRolla said...

Hey, pessoal. Mudei de nome e de imagem.

Deixei de ser o Harry Lime e passei o ser RockNRolla, por isso mudei tambem a foto.

Mas na verdade se eu fosse um verdadeiro RockNRolla, teria posto a foto do Dias Loureiro. Esse é um tipo que segue a definição canónica à letra. :):):)

 
At 5/29/2009 5:28 da tarde, Blogger Índio Ruço said...

O Dias Loureiro é pena. Mais um candidato riscado da minha lista de preferências à Presidencia do Benfica:)))

 
At 5/30/2009 9:32 da manhã, Blogger Índio Ruço said...

A razão porque a direcção do Benfica é tão apetecida, por um lado, e custa a deixar por outro.



"Isto foi tudo um engano. Não se passou nada", afirmou Karin Linn Andersen, dinamarquesa de 35 anos, que, segundo Zoro, é amiga de alguns jogadores e dirigentes do clube encarnado. A mulher tinha denunciado ter sido violada pelo atleta de 25 anos no estacionamento da casa deste, no Parque dos Príncipes, em Telheiras, depois de uma longa noite de diversão no Budha Bar, nas Docas de Santo Amaro, na madrugada de domingo passado.

Confrontado ontem com as acusações, o jogador do Benfica admitiu que "esteve a beber uns copos mas que não se passou nada". "Essa rapariga é amiga dos jogadores e dirigentes do Benfica. Eu mal a conheço, sou casado. É verdade que estivemos juntos no Espaço 10, do Rui Costa, porque ela é fanática do Benfica, e à noite bebemos uns copos no Budha Bar. Mas não se passou nada, ela deve querer arranjar-me problemas. Estou a saber dessa queixa por vocês", disse Marc Zoro

Dinamarquesas, Buda, Maya, Zoro,Espaço 10, isto não é um filme?
Haja pundonor. Prefira-se, ao menos, o artigo nacional.

 

Enviar um comentário

<< Home